Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Abelardo Carvalho

04 de junho de 2008 36

Fernando Carvalho como técnico interino do Inter. O que acham?/Marcos Nagelstein, Banco de Dados - 10/01/2008

As novas gerações não conheceram, mas o Internacional teve um dirigente chamado Abelardo Jaques Noronha que era considerado grande entendedor de futebol.

Abelardo era um homem elegante, alto, magro, usava gravata com alfinete de ouro e abotoaduras. Sempre que o Internacional perdia um treinador e estava com dificuldade para encontrar um substituto, alguém lembrava, invariavelmente:

- Chama o Abelardo.

E lá ia o homem do alfinete de ouro e abotoaduras. Orientava treinamentos, definia escalação e comandava o time até o Inter encontrar um profissional da área.

É possível que o Inter tenha a sua moderna versão do Abelardo: o ex-presidente Fernando Carvalho. Ele jamais aceitaria a incumbência de treinar o Inter, claro, mas a lembrança que faço do seu nome é apenas uma descontraída forma de homenagear quem saneou as finanças do Inter, construiu uma moderna estrutura de futebol e, principalmente, formou o grande grupo de jogadores que acabou conquistando os maiores títulos da história do clube.

Carvalho nunca interferiu, diretamente, nos assuntos do futebol. Mas, costumava trocar idéias com pessoas que eram ouvidas pelos treinadores e, muitas vezes, acabava vendo as suas boas propostas sendo aplicadas.

Em outras, e não foram poucas, mastigava a sua inconformidade vendo e tendo que suportar decisões que contrariavam o bom senso. Carvalho confidenciava a amigos que não entendia as razões que levavam os treinadores a revogar seus próprios acertos. Quer dizer, acertavam em um jogo e na partida seguinte desprezavam o próprio acerto.

É voz corrente no Beira-Rio que houve interferência indireta de Fernando Carvalho nos momentos mais decisivos do clube. Na nossa cultura, títulos são conquistados por treinadores. Eles são os heróis sempre lembrados quando, na verdade, as maiores louvações deveriam ir para quem viabilizou as estruturas que produziram conquistas.

Para o torcedor, visíveis são os gols do centroavante e o treinador gritando a beira do campo. Não sabe, por exemplo, que Fernando Carvalho costumava arrancar cabelos com as bobagens que eram feitas e comprometiam o time, quase sempre cometidas em nome da teimosia.

Nos bons e recentes tempos do Inter, aconteciam coisas deste tipo: o time, mal escalado, era goleado pelo Botafogo. No jogo seguinte, feitas as correções necessárias, ganhava do São Paulo, no Morumbi. Mas, na volta para Porto Alegre, os acertos de São Paulo iam para o lixo e a idéia fracassada no Rio de Janeiro era resgatada e o Inter voltava a apanhar, desta vez para o Paraná, em Curitiba. Aconteceu inúmeras vezes.

O Inter desperdiçava pontos que, no final da competição, representavam a perda do título e, até, vaga na Libertadores. E, impressionante, se tudo era esquecido no jogo seguinte, por que seria lembrado muitos meses depois? É muito mais simples atacar quem aponta, na hora, os erros cometidos. Ou, simplificar carimbando as críticas como sendo produto de desafeições pessoais, situação inviável de acontecer entre pessoas que jamais se cruzaram.

Enfim, enquanto o Inter não consegue treinador, quem sabe Fernando Carvalho de interino?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Comentários (36)

  • Cleto Bevilacqua diz: 4 de junho de 2008

    Wianey,
    o Inter está perdendo tempo com treinadores caros. O Muricy além de caro é muito chato! O Autori é impossível. Leão e Levir nem pensar. A pessoa indicada está bem pertinho, o Carpegiani. O cara deu dois títulos Brasileiros ao Inter. Foi Campeão Mundial pelo Flamengo como técnico. Só que a diretoria do Inter é míope, não enxerga! O campeonato vai avançando e o sonho do título ou libertadores se foi! 100 anos sem nada!
    Carpegiani Já!
    Cleto Colorado – Jardim Guanabara – PoA

  • Claudio diz: 4 de junho de 2008

    Poe o Wianey de tecnico, com seus 6 volantes

  • GIMA COLORADO diz: 4 de junho de 2008

    O único que tem que voltar para o INTER é o Fernando Carvalho, esqueçam essa idéia de Muricy, que paixão é essa pelo cara, o memória curta, e ainda pagar o que ele quer $450 mil, é falta de coerência,gastar todo esse dinheiro com técnico, a base do brasil é de 100 mil e é muito. Tragam craques, que possam fazer a diferença, entregar camisas até eu vou, sem cobrar nada, e ainda pago o ingresso pra ver o INTER jogar. Abraço COLORADO

  • JEFFERSON PERES diz: 4 de junho de 2008

    O GAÚCHADA VOÇES AINDA CRITICAM O EURICÃO DO VASCÃO..CADE A ÉTICA?

  • Acelino diz: 4 de junho de 2008

    Gostei desse comentário, uns dias atrás postei no Orkut, comunidade do Inter, que quem ganha títulos, compeonatos é a diretoria. Comissão técnica e jogadores, são apenas funcionários do clube e que no caso do Inter, são muito bem remunerados.

  • colorado no rio diz: 4 de junho de 2008

    Falou bem, Wianey. Esse envolvimento com o dia-a-dia do time e, principalmente, uma compreensão mais ampla sobre o futebol talvez seja o que falte a esta direção atual. Triste é ver como os sucessores de Fernando Carvalho estão destruindo tudo que ele construiu com uma velocidade supersônica. Hoje, o Inter é um boeing desgovernado rumo à auto-destruição. Corre-se o risco de não restar pedra sobre pedra para o tão alardeado ano do centenário.

  • Alexandre Phil diz: 4 de junho de 2008

    Depois o Wianey diz que não é colorado…

  • Mário Júnior diz: 4 de junho de 2008

    em outras palavras: Muricy era teimoso, acertava num e mudava no outro, e o Abel não ganhou, quem venceu foi o FErnando Carvalho! engana-se Wianey, os 3 foram importantes pras nossas conquistas, FC foi o homem que botou o Inter nos eixos, Muricy acertou o time, Abel soube continuar o trabalho. e vc erra novamente, A TORCIDA IDOLATRA F. CARVALHO, MAIS QUE ABEL, PODE TER CERTEZA, mas você escreve o que bem pensa, mesmo estando errado! F.Carvalho tem até bandeira com a imagem dele! isso não procede

  • Glênio Sarmento diz: 4 de junho de 2008

    Eu prefiro tu Wianey. Seríamos campeões sempre. Nunca seríamos derrotados e todos os títulos seriam conquistados!

  • Sylvio Cademartori Neto diz: 5 de junho de 2008

    Wianey, cometestes uma injustiça com o Fernando Miranda que verdadeiramente saneou as finanças e criu o estrutura profissional, aliás muito criticada pela imprensa na época (Medina). Com todos os mérito, pois é um grande Cara, admirado inclusive por nós gremistas, o Fernando Carvalho soube dar continuidade e colher os frutos.

  • claudenir diz: 4 de junho de 2008

    Wianei, apos os fracassos e trapalhadas de 2007 e ai por diante, ja la em 2007 eu ja comentava com colegas que nas conquistas de 2006 havia o dedo do presidente, senão como explicar o ano de 2007.

  • fernando graciolli diz: 4 de junho de 2008

    Fernando Carvalho , o REI DOS REIS, O EL MAGO… O GENIO DOS GENIOS,

  • William diz: 4 de junho de 2008

    O Fernando Carvalho de técnico interino. Não pelo seu saber no futebol mas sim como uam forma de o INTER homenagea-lo pela sua grande passagem no Sport Club Internacional e pelas suas grandes conquistas obtidas nesse clube. Eu nõa concordo com a afirmação de que para o torcedor somente são visivis “os gols do centroavante e os gritos do treinador”, pois a torcida do INTER antes de começar todos os jogos em 2006 gritava o nome de todos os jogadores, do técnico e inclusive a do PRESIDENTE FERNANDO

  • luiz carlos knopp diz: 4 de junho de 2008

    Sem discordar do mérito do teu comentário, que está ótimo, porém retificando o nome do grande Colorado, natural de Vacaria, era
    ABELARD JACQUES MORONHA.

  • Nei diz: 4 de junho de 2008

    Por isso, que na minha vã sapiência, penso que o Renê Simões que engendrou ótimos trabalhos por onde passou e tem vasta experiência inclusive com seleções, poderia ser boa alternativa, dado que os treinadores mais desejados estão empregados e custariam horrores.

  • jhon the best diz: 4 de junho de 2008

    Pois é WIANEI como é que pode tirar isto como bom exenplo.hem…-eu te pergunto? voçe queria que o nelson sirostksi interferisse em seu trabalho e em suas convicções?fica difiçil entender a sua posição.daqui pra frente não poderas mais criticar o rei das interferidas o Eurico Miranda e suas abelardas.pra que pagar profissional.botem eles como tecnico de uma vez.no Gremio o roth é manipulado tambem!só que ele aceita como fez no vasco.o felipão e o muriçi nunca aceitariam esta afronta.ok.

  • josé luiz gomes diz: 4 de junho de 2008

    wianey, tu és mesmo irrascivel, só não entendeu teu blog, quem não acompanha futebol, tu estás escrachadamente vetando murici ramalho…porque…? pq este não adula a imprensa….que é isto companheiro…?

  • Marcelo diz: 4 de junho de 2008

    Concordo.

  • Gilberto da Silva Jr. diz: 4 de junho de 2008

    Boa Wiwi!

    Entendi o recado. Também acho que as hipóteses que tu levantas são merecedoras de uma avaliação mais criteriosa e menos passional por parte da torcida.

    Abel, todos sabemos, não é estrategista, nem nunca vai ser.

    Mas não se tem fórmula mágica pra ganhar em futebol. Quem sabe não foi exatamente o encaixe entre virtudes e defeitos de Abel com os do supracitado Fernando Carvalho (que nunca “foi pedalado”, diga-se) que resultou nos títulos. O vestiário de Abel e a logística de Carvalho.

  • Fernando diz: 4 de junho de 2008

    Wianey, só uma pequena correção, a cargo de se evitar injustiças: quem começou o processo de sanear as dívidas do clube foi o Miranda, não o Carvalho. O Carvalho continuou com a idéia e, com a sua competência, guiou o Inter às suas maiores conquistas. Mas é uma injustiça omitir a importância da gestão do Miranda.

  • Fabio diz: 4 de junho de 2008

    Acho que todos os colorados concordam que o grande herói das conquistas recentes é o Fernando Carvalho. Torcedor também vê isso, não são só os “especialistas”. Mas gostaria de saber do blogueiro se esta avaliação de que os treinadores são apenas bobos teimosos que mais atrapalham do que ajudam vale também para Felipão e Mano Menezes, ou se só é válida para Abel e Muricy.

  • Filipe diz: 4 de junho de 2008

    Caro Wianey. Em vista de tanta coisa sobre técnicos do Inter tenho o seguinte a dizer. O Abel antes desta última passagem nunca ganhou nada. Minha tese é que napós perder o Gauchão em 2006, com suas invencionices, ao descer para o vestiário em um treinamento, caiu, bateu com a cabeça e deixou de ser o Abel até o fim do ano. O resultado todos sabemos. No início de 2007, caiu e bateu a cabeça de novo e voltou ao normal. Como não podemos esperar por nova batida da cabeça, já vai tarde…(Continua)

  • Filipe diz: 4 de junho de 2008

    Quanto ao Muricy, só é interessante para evitar um novo Gallo. Não engrosso o coro dos que dizem que o Inter perdeu o Brasileiro de 2005 por causa do escândalo das arbitragens. Se fizerem uma análise mais apurada, o Inter perdeu 9 pontos para times que foram rebaixados naquele ano. além disto, perdeu 2 vezes para o timeco do Paraná em casa (99% do estádio em Cascavel era de colorados). Façam as contas. Tudo graças à teimosia e arrogância do Muricy. Vai voltar mais mala ainda. Esperem..

  • Gerson Yamin diz: 4 de junho de 2008

    Concordo com Wianey quando se refere a Abel e a Muryci. Muryci tambem fez muita “bobagem` por teimosia e prepotência quando treinava o inter.não me parece que seja o treinador ideal para esse momento de renovação.Os demais treinadores, ou treineiros, que se encontram no Brasil são todos iguais, diferindo apenas nos diversos graus de prepotência e autoritarismo. Precisamos um treinador de fora, quem sabe um argentino, o ex-treinador do Boca estará disponível?

  • vagner diz: 4 de junho de 2008

    que decepção vianey.puxa voçe apoiar intromissão externa.

  • Renan diz: 4 de junho de 2008

    Wianey, porque vc ataca tanto o Muricy, e atacava também o Abel, será porque os dois treinam o Inter? Ou porque nos últimos anos os maiores títulos conquistados por um time gaúcho sejam TODOS do Inter? E enquanto isso o nosso rival ganha só gauchão!!! Porque o senhor só crítica o Inter??

  • otavio diz: 4 de junho de 2008

    Wianey, o próximo treinador deverá ser apenas “tampão” por seis meses. Ano que vem tem diretoria nova, esta que aí está não emplaca o ano do centenário. Técnico de gabarito não faz contrato de apenas seis meses. Vem por aí coisa de segunda ou terceira linha. Este ano já acabou para o INTER. O PIFFERO vai administrar aos moldes de um bom “síndico” o patromônio. O futebol ficará em segundo plano até início de 09. Não se iluda não, não vem coisa de grande prestígio por aí.

  • eduardo diz: 4 de junho de 2008

    O FERNANDO CARVALHO seria criticado seriamente pelo Wianey…deixa o homem ficar so de torcedor rsss

  • Milton Soares diz: 4 de junho de 2008

    Wianey, Fernando Carvalho urgente mas para Presidencia do clube. Essa direção atual é muita lerda até para encontrar um treinador.
    Precisamos de treinador que saiba ganhar Libertadores. Temos que pensar grande. Muricy é treinador para pontos corridos, é ruim de mata-mata. Tem que ser um treinador que seja um grande motivador alem de competente. Se a direçao atual quiser esperar o Muricy sair do São Paulo, quando acordarem o time vai estar lutando para sair da zona do rebaixamento. É lamentável.

  • silvio jaime fernandes diz: 4 de junho de 2008

    Wianey, parte do que escrevestes faz sentido,principalmente em relação “as mudanças táticas e escalaçõs” alternadas jogo a jogo.Já afirmei, que não lembro das duas ultimas partidas do Inter com a mesma escalação (desde a volta do Abel no lugar do Gallo).
    Tenho 61 anos e não lembro do sr. Abelardo Jaques Noronha e acompanho de perto o Inter desde meus 10 anos de idade.Acreditando em voce, digo que sua analogia em relação à esta pessoa e o Fernando Carvalho não tem sentido algum.
    (cont…1)

  • silvio jaime fernandes diz: 4 de junho de 2008

    (cont…2) Ultimamente voce está se tornando polêmico por contradições postadas sobre a DUPLA. Não te esqueças que estamos num Mundo Globalizado e que evolui de forma vertiginosa.Não existe mais o sentimento amadorista no futebol de hoje.(salvo o torcedor). Esta é parte que NÃO concordo com voce. Por favor Wianey, volte às tuas raízes que te projetaram na midia esportiva,

  • Eduardo Rodriguez diz: 4 de junho de 2008

    Caro Wianey: Carvalho seria interessante, porém vale lembrar que Carlos Añberto Parreira está disponível e cheio de vontade de mostrar serviço em um clube grande que nem o inter. Outra soluçao seria o grande Dunga sem necessidade de deixar a seleçao brasileira.

  • Campeão FIFA Doa a quem Doer diz: 4 de junho de 2008

    Wianey, seja corajoso. Saia das redações. Saia da teoria e entre para a prática. Reedite a aventura do Apolinho no flamengo e candidate-se a treinar um clube. Pode ser que assim vc cure esse recalque com treinadores pois,lhe parece duro que caras que sabem muito menos que você, ganhem muito mais. Saia da inércia…AJA HOMEM!

  • Felipe Schumacher Dias de Castro diz: 4 de junho de 2008

    O que o Wianey diz nas entrelinhas é que técnico bom não existe (exceto o Mano Menezes ou algum outro que tenha comandado o Grêmio).

  • peroni diz: 4 de junho de 2008

    INFORMAÇãO EXCLUSIVA:

    o treinador que o inter quer está empregado, ja trabalhou no inter e fica liberado em uma semana, ou seja, depois da copa do brasil..
    Resta saber se é MANO MENEZES ou NELSINHO BATISTA…? rss

  • Francisco Vieira de Bem diz: 6 de junho de 2008

    EDITOR

    Pra se ver como tu não entendes do que fala e tampouco lembra-se de fatos recentes, quem começou a sanear as contas do Inter foi o Jarbas Lima, e quem terminou o processo foi o Fernando Miranda, Carvalho pegou o clube sem nenhum tostão, porém, sem nenhuma dívida impraticável, ao Carvalho vão os louros por ter feito o Inter começar a gerar dinheiro (seria esse erro outra “barrigada”?)

Envie seu Comentário