Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2008

Quem ganha do Grêmio?

31 de julho de 2008 54

Giuliano Gomes, AE
Depois desta vitória em Curitiba que coloca o Grêmio na liderança isolada do campeonato, ninguém se atreverá a sonegar do Grêmio a condição de candidato ao título desta temporada. O desempenho diante do Coritiba, que ainda não tinha perdido no seu estádio, reafirmou a solidez e o equilíbrio que estão fazendo do Grêmio um adversário difícil de ser batido.

O time de Celso Roth, idealizador e condutor deste Grêmio vencedor, tem a melhor defesa e o segundo melhor ataque da competição. É uma equipe equilibradíssima que se defende marcando o adversário no seu próprio campo, não importando o local do jogo. Contra o Coritiba, foi assim: o Grêmio asfixiando cada jogador adversário, eliminando espaços e não concedendo liberdade para ninguém que não fosse o goleiro rival. O Coritiba, na etapa final, perdendo o jogo e precisando reagir, só conseguiu o primeiro arremate ofensivo aos 35 minutos. Depois, aos 44 minutos, desperdiçou a única oportunidade clara de gol, desfrutada o jogo inteiro.

Neste jogo, confirmou-se a virtude gremista na bola aérea, na sua e na área do adversário. Pelo alto, o Grêmio foi soberano. E, não faz muito tempo, bola parada e alta sobre a área do Grêmio era sinônimo de pânico. A troca de Roger por Tcheco foi altamente vantajosa. Tcheco é completo, intenso. Marca, busca jogo, dá encaminhamentos corretos e, principalmente, é incomparável na bola parada.

Celso Roth ultrapassou a barreira da desconfiança. Temiam, muitos gremistas, que o treinador começasse a competição vencendo para cair, em seguida. Não aconteceu e não acontecerá. A não ser que uma epidemia de lesões ou punições venham a dizimar o time. A produtividade do Grêmio atingiu um elevado patamar de excelência, solificando alta média de rendimento nas suas atuações, dentro ou fora do Olímpico. Agora, com dois jogos seguidos no Olímpico, é real a possibilidade de o Grêmio abrir boa vantagem na liderança isolada do campeonato. No restante do país já devem estar perguntando:

- Quem conseguirá ganhar do Grêmio?

O time do Roth perderá, sim, mas quem quiser cometer esta proeza terá que suar sangue.

Postado por Wianey Carlet

Bookmark and Share

Causas da queda colorada

31 de julho de 2008 75

Taison, Walter e Tales: excesso de meninos com muita responsabilidade/Jefferson Botega, Banco de Dados - 17/12/2007

O novo fracasso do Inter, agora diante do Santos, não tem um culpado ou apenas um motivo. São várias as causas. Este blogueiro relacionaria quatro como sendo as principais: 

1. MUITOS GAROTOS juntos e com a responsabilidade de serem solução. Cobrar de Walter, Guto, Taison e Tales Cunha seria injusto. Jovens devem entrar em equipes estruturadas, paulatinamente. Não podem, de repente, serem buscados para salvar a equipe. A culpa pela situação, porém, não é de Tite. Não lhe restavam outras alternativas.

2. MUITOS DESFALQUES de jogadores essenciais como Alex, Nilmar, Sorondo e até Wellington Monteiro, a melhor resposta para a lateral-direita disponível no Beira-Rio.

3. MUITOS JOGADORES EM MÁ FASE técnica ou, simplesmente, deficientes tecnicamente. Exemplos: Marcão, Magrão (que nem jogou) e Ângelo, uma contratação gloriosamente equivocada.

4. O SUBSTITUTO DE FERNANDÃO, que deverá ser D`Alessandro. Até que o argentino esteja pronto para jogar, o Inter terá que remar com colher de pau. Andrezinho não pode substituir Fernandão, alguém discorda?

O Inter vai melhorar para o segundo turno. Seis reforços agregarão qualidade ao time: Daniel Carvalho, D`Alessandro, Bolivar, Álvaro, Rosinei e Gustavo Neri.

Mas haverá tempo para uma reação — que terá de ser formidável — para garantir, pelo menos, vaga na próxima Libertadores? Questão crucial e aberta.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Empate basta ao Grêmio

31 de julho de 2008 22

Com um ponto em Curitiba, time empata com o líder Cruzeiro em pontos ganhos/Arivaldo Chaves

Perguntei ao Cacalo, ex-presidente do Grêmio e colega do Diário Gaúcho e da Rádio Gaúcha, se ele fecharia negócio por um empate, esta noite, contra o Coritiba:

— Na hora, fecharia sim — respondeu-me o Cacalo.

Está certo, Cacalo. Ganhando um ponto, em Curitiba, o Grêmio empataria com o Cruzeiro, atual líder, em pontos ganhos. Mas ficaria na vice-liderança, pois teria uma vitória a menos que a equipe mineira.

No próximo domingo, o Grêmio recebe o Vitória, outro adversário direto na luta pelo título e por vaga na Libertadores. Este jogo será no Olímpico, sempre uma considerável vantagem. O Cruzeiro, no próximo domingo, enfrentará um Flamengo em crise, no Maracanã. É boa a chance de que não consiga uma vitória.

Problema mesmo poderá ser o Palmeiras, que tem 28 pontos e joga em Ipatinga. O time paulista poderá chegar a 31 pontos e embolar o topo da tabela.

Resumindo: o Grêmio não pode perder, esta noite, se quiser se manter bem pertinho da liderança.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

O Inter sumiu

31 de julho de 2008 54

Jefferson Botega

Piorou a situação. O Inter, que só perdia fora de casa, agora perde no seu estádio também. E para um adversário fraquíssimo, que se arrasta no campeonato e não fará outra coisa no campeonato que não seja lutar para fugir do rebaixamento.

Existem atenuantes para o péssimo desempenho apresentado contra o Santos. O ataque teve que ser confiado a dois garotos emergentes por absoluta falta de alternativas. E sabe-se quando uma equipe está em má fase, tudo o que deve ser evitado é sobrecarregar garotos com a responsabilidade de serem solução. Porém, Tite não tinha escolha e precisou mandar Guto e Valter para o jogo.

A solução virou problema. Se forem computadas as ausências e mais as últimas contratações, o Inter terá, em futuro próximo, Renan, Bolivar, Sorondo, Nilmar, Alex, Daniel Carvalho e D´Alessandro, que não enfrentaram o Santos. Sete prováveis titulares. O time será outro, certamente.

Mas, haverá tempo para, no segundo turno, o Inter buscar compensação pelas perdas da fase inicial? O Inter sumiu e quando reaparecer terá que enfrentar os adversários e o tempo. Vêm tempos duros por aí, para os colorados.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Daniel Carvalho em 2009

31 de julho de 2008 25

Marcos Nagelstein

A apresentação de Daniel Carvalho foi marcada por falas pensadas, pausadas e conceitos corretos do novo reforço colorado. Colocado diante da possibilidade de o Inter editar o seu “quadrado mágico” — rotundo fracasso na Seleção Brasileira — que teria Nilmar, Alex, Daniel Carvalho e D´Alessandro, o novo jogador liquidou a besteira com uma resposta definitiva:

— Podemos jogar juntos, sim, mas não coloquem sobre nós a responsabilidade de quadrados mágicos pois o que parece bom no papel precisa ser confirmado no campo. Deixem que comecemos a jogar e demonstremos na prática o que podemos fazer — afirmou Daniel.

Resposta perfeita. Eu só não entendo como é que se pode pretender que o Inter adote um modelo que resultou em fiasco da nossa Seleção. Não é, certamente, porque algum espírito maquiavélico queira conduzir o Inter para o fracasso. É porque não conseguimos aprender com a história, simplesmente.

Porém, Daniel Carvalho não ficou apenas nesta bem colocada resposta. Revelou que o CSKA quis aumentar o tempo da prorrogação do seu contrato, inicialmente combinada em um ano, para 18 meses porque os dirigentes russos desconfiam que o jogador poderá pedir para ficar no Inter até meados de 2009.

O próprio Daniel Carvalho condicionou esta possibilidade a uma classificação para a Libertadores da América. Significa que ele poderá ficar um ano no Beira-Rio. Uma boa notícia para os colorados que só pensam no centenário do clube, ano que vem.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Fidelidade gremista

31 de julho de 2008 26

Valdir Friolin, Banco de Dados - 01/03/2008

Em poucas horas, desapareceram os 3,4 mil ingressos disponibilizados para a torcida gremista, em Curitiba. Se houvesse outro tanto, sumiria com a mesma rapidez.

Esta noite, contra o Coritiba, o Grêmio não estará sozinho. Aos ingressos destinados, exclusivamente, ao povo tricolor, acrescentem-se mais algumas centenas e não será exagero esperar cerca de 5 mil pessoas torcendo pelo Grêmio.

A liderança do campeonato contaminou gremistas que se espalha pelo país. Percebe-se uma formidável reversão de expectativa. A desesperança de alguns meses atrás foi substituída por uma renascida certeza de que o Grêmio se encaminha muito bem no campeonato. Já não se lê e nem escuta que os bons resultados seriam, apenas, eventuais.

Celso Roth conseguiu estabilizar o rendimento da equipe em alto nível. Apagadas as suspeitas iniciais, treinador, time e torcida juntaram-se na mesma trincheira, à sombra das araucárias paranaenses.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Piedade colorada

30 de julho de 2008 121

O Inter perdeu mais uma vez para um time da lanterna/Jefferson Botega
O Inter é um time piedoso, se compadece dos fracos e como um Robin Hood de chuteiras distribui pontos entre os pobres que agonizam na zona de rebaixamento. Já havia perdido para o lanterna, hoje foi derrotado pelo vice-lanterna e no próximo fim de semana poderá reabilitar o Fluminense, outro pobrezinho que, qual alma penada, chafurda no charco dos maiores perdedores do campeonato.
Acreditem, o Inter conseguiu perder para um time que tem um jogador chamado Adoniran. Perdeu o jogo, o trem das onze e nem as chegadas de D´Alessandro e Daniel Carvalho serão suficientes para reanimar a torcida. Os garotos Guto e Walter não suportaram a responsabilidade de salvar um time descaracterizado e incompetente em várias posições. Marcão, no segundo tempo, foi substituído com cinco jogos de atraso. Magrão ficou no banco de reservas e o time não melhorou. Para completar a desventurada jornada colorada, o gol do Santos nasceu de uma falha clamorosa do bom zagueiro Danny Morais.
Bem, em um jogo horroroso, só de falha poderia sair um gol.

Postado por Wianey Carlet

Bookmark and Share

Chegam as estrelas coloradas

30 de julho de 2008 31

Daniel Carvalho foi recebido com festa no aeroporto de Porto Alegre/Marcos Nagelstein

Daniel Carvalho desembarcou em Porto Alegre à noite passada e D`Alessandro está chegando. São dois astros, sem dúvida, mas terão que mostrar as suas atuais condições técnicas e físicas. 

Daniel Carvalho vem de uma parada para recuperação de lesão e precisará de alguns dias, talvez semanas, para estar completamente recondicionado. D`Alessandro participava de uma intertemporada na Argentina, e se desconhece o seu atual momento técnico.

São duas contratações impactantes, talvez as mais importantes, até agora, no futebol brasileiro. A expectativa que provocam tem o tamanho da responsabilidade que ambos assumem diante da torcida colorada. Mas é extremamente positivo que o Inter esteja investindo pesado no futebol.

O Grêmio também fez ótimas contratações. Os ganhos serão do torcedor gaúcho.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

O livro de Fernando Carvalho

30 de julho de 2008 27

Ricardo Duarte, Banco de Dados - 03/12/2006

O presidente colorado que comandou o clube na conquista dos títulos mais importantes da sua história, teria mesmo que deixar impressas as suas memórias de maior dirigente do Inter, desde a sua fundação. A seguir, algumas informações sobre o livro de Fernando Carvalho:

DE BELÉM A YOKOHAMA – O LIVRO CAMPEÃO DO MUNDO

Vem aí um livro que todo o torcedor colorado terá em lugar de destaque na estante de sua casa. Trata-se do livro de memórias do ex-presidente do Internacional Fernando Carvalho, escrito por ele com o auxílio luxuoso do professor Luís Augusto Fischer. Muitas histórias e fotos do arquivo pessoal de Carvalho compõem a publicação, intitulada De Belém a Yokohama.

A iniciativa é da G7 Books, empresa do grupo que produziu o filme GIGANTE — Como o Inter Conquistou o Mundo, que traz, como de costume, a marca da inovação: o livro será construído junto com o torcedor colorado. Até o final de agosto é possível acessar o site www.torcedorcolorado.com.br e enviar sugestões sobre quais temas gostariam de ver abordados, bem como mensagens ao ex-presidente. “Toda a minha carreira no Internacional foi feita com e para o torcedor colorado. No momento em que recapitulo essa história, não poderia deixar de ouvir a voz da torcida”, afirma Carvalho.

O lançamento do livro acontecerá até o final do ano.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Souza pode jogar domingo

30 de julho de 2008 21

Mauro Vieira, Banco de Dados - 25/07/2008

Se Celso Roth quiser, Souza poderá ser escalado para começar ou entrar durante o jogo de domingo, Olímpico, contra o Vitória.

A CBF antecipou a “janela de agosto”, permitindo que os clubes utilizem suas contratações a partir de domingo. No caso de Souza, Roth já anunciou que não pretende aproveitar o jogador como ala. Ele disputará posição no meio-campo.

E como Willian Magrão e Rafael Carioca são volantes, função que Souza não cumpre, fica claro que ele disputará posição com Tcheco. Até que Orteman esteja em condições. Quando este momento chegar, Celso Roth terá que mostrar se consegue lidar bem com a fartura.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Roth avisa: carteiraço não vale

30 de julho de 2008 34

Banco de Dados ZH

O time do Grêmio está ajeitado e produzindo bem. Mas, existem jogadores de boa nomeada se preparando para brigar por uma posição na equipe. É um “bom problema” que, se não for bem conduzido, poderá se transformar em um “mau problema”. Celso Roth, com o claro objetivo de não perder o controle sobre o grupo de jogadores, declarou:

— NINGUÉM VAI JOGAR NO CARTEIRAÇO.

A manifestação de Roth, se é politicamente correta para o grupo que já está no Olímpico há vários meses, soa injusta para quem está chegando e, naturalmente, querendo jogar. São os casos de Orteman e Souza. Ambos chegaram pensando em jogar, mas nenhum deles disse qualquer palavra que pudesse parecer “carteiraço”. A declaração do treinador não deve ter sido ouvida com simpatia por ambos.

Resumindo: faltou habilidade para Celso Roth. Poderia dizer, simplesmente, que todos disputam posição em igualdade e os que tiverem melhor desempenho nos treinamentos receberão oportunidades. Falar em “carteiraço” teve jeito de vacina. Um recado do tipo: aqui ninguém joga no nome. Mas tem alguém pensando em se escalar por este critério?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Dois garotos no ataque colorado

30 de julho de 2008 39

Banco de Dados ZH

Alex já estava afastado do jogo desta noite e dos próximos. Ontem, Nilmar foi vetado pelo departamento médico do Inter. Restou ao Tite, como única opção: escalar o ataque do Inter com Guto e Walter.

Não sei se para os garotos esta pode ser encarada como uma oportunidade verdadeira. Jovens devem entrar em equipes estruturadas, produzindo bem. Não é o caso do Inter destes dias que oscila de acordo com o local do jogo.

Walter e Guto são atacantes de características diferentes. Guto é centroavante de referência. Tem envergadura física para jogar entre os zagueiros adversários, é bom cabeceador e dono de apreciável técnica. Walter é de outra turma. Joga se movimentando, preferencialmente da esquerda para o meio, tem um chute poderoso de qualquer distância, corpanzil de pugilista e singular capacidade de proteger a bola, mantendo os adversários distanciados.

Guto é o primeiro atacante e Walter o segundo. Os garotos podem sair de campo aclamados ou sob suspeita. Não é o tipo de jogo ideal para se colocar sobre os ombros de dois jovens a responsabilidade de fazer os indispensáveis gols que o Inter precisa para se reabilitar. Entretanto, as potencialidades de ambos são tão evidentes que não seria uma demasia apostar que os dois se darão muito bem, esta noite, contra o Santos.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Herói da Libertadores não veio

29 de julho de 2008 78

Renato e Paulo Roberto, em 1983: irritados com um DVD comemorativo/Antonio Vargas, Banco de Dados

Ninguém, no universo gremista, nega que o grande herói de campo na campanha de 1983 foi Renato Portaluppi.

O ponteiro foi autor da jogada que resultou no gol de César, contra o Peñarol, na decisão da Libertadores. O primeiro título gaúcho nesta competição passou, portanto, pelos pés de Renato. Mais tarde, em dezembro, ele seria autor dos gols que derrotaram o Hamburgo e fizeram do Grêmio campeão mundial interclubes.

Nesta segunda-feira o Grêmio festejou a passagem dos 25 anos da primeira Libertadores conquistada pelo clube. Para a festa, foram convidados dirigentes, funcionários e jogadores que participaram daquela proeza histórica. Entre eles, não estava Renato Portaluppi. O herói daquele ano não apareceu. O que teria acontecido?

Semana passada, fui levar um abraço ao Paulo Roberto, lateral-direito do Grêmio que integrou o time de 1983, pelo falecimento do seu pai. Perguntei-lhe, então, o que estava acontecendo que Renato, já se comentava, não compareceria aos festejos.

Paulo Roberto explicou-me que todos os jogadores da época foram convidados para gravar um DVD comemorativo. Foram informados de que seria um trabalho do Grêmio. Mais tarde, eles teriam descoberto que o DVD seria feito e comercializado por uma empresa privada, o que teria causado forte irritação em Renato e no próprio Paulo Roberto:

— Pelo Grêmio, faríamos qualquer coisa, sem nada cobrar. Mas, por que quiseram nos enganar dizendo que o DVD seria feito pelo clube quando, na verdade, era negócio de uma empresa privada? — questiona Paulo Roberto.

O Grêmio se defende dizendo que Renato Portaluppi não atendeu os telefonemas do clube e nem respondeu às mensagens enviadas.

A ausência de Renato foi um episódio lamentável. É possível que os dirigentes do Grêmio não tenham sido suficientemente claros, mas, seria motivo suficiente para Renato ignorar a festa promovida pelo Grêmio?

> Clique aqui e confira o especial Planeta Azul, sobre os 25 anos das conquistas da Libertadores e do Mundial de 1983

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Comentaristas de resultados

29 de julho de 2008 73

O Guaracy Andrade me escreve inconformado com os comentaristas esportivos, este blogueiro entre eles. O que diz o torcenauta:

“Prezado jornalista Wianey;

Infelizmente parece que o Sr. quer entrar pro clubinho que mais cresce no Rio Grande, o dos Comentaristas de Resultados.

O plantel do Grêmio era fraco. Agora, até o Roger não faz mais falta.

(Essa é dose pra mamute!!!!)

Semana passada, o Tite era um gênio. Agora parece que já não é tão bom.

O Celso Roth virou um “baita treinador”. (Qual é a estratégia, plano de jogo, que apresenta o time do Grêmio, a não ser “chuveirinho na área” ???????? Absolutamente nada !!!!).

Ganhou, tá tudo ótimo. Perna de pau vira “operário”.

Perdeu, “facilmente” se identificam os erros prévios na escalação ou substituição.

É aquela história: na 2ª feira todo mundo faz os 13 pontos !!!

Larga essa Wianey!!!!!!! Deixa para (ataca outros comentaristas) continuarem a dizer essas bobagens.

Só pra tu guardar: O Espinosa foi campeão do mundo. O que o Espinosa sabe de futebol ?????????????

Um grande abraço

Guaraci Andrade.

Minha resposta:

“Vamos por partes, Guaraci:

O Roger não faz falta, mesmo. Nunca me desmanchei em reverências a ele, mesmo quando o moço era idolatrado. O Grêmio melhorou sem Roger, sim senhor. O time virou time, isto é, tem força coletiva. Ninguém é estrela. Todos pegam juntos. Até os mamutes enxergam o que está acontecendo.

O plantel do Grêmio era carente, sim. Se não fosse, por que o Grêmio contrataria Tcheco, Souza e Orteman?

Tite nunca foi chamado de gênio, apenas de bom treinador. E bons treinadores também erram, sabia?

O Roth sempre foi respeitado por este comentarista como um bom treinador. Se não fosse, o Grêmio seria líder sem um único craque?

Mas, para não contestar tudo o que o amigo escreveu, vou aceitar que, realmente, está provado que para ser campeão do mundo não é preciso ter um grande treinador. A dupla Gre-Nal confirmou.

Finalmente, duas perguntinhas: Tite tomou decisões acertadas, sábado? Roth não é líder do campeonato, contrariando a grande nação tricolor que o execrava? Não entendi, sinceramente, as ironias deste e-mail. Mas respeito a sua opinião, democraticamente”.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Janela favoreceu Inter

29 de julho de 2008 43

Daniel Marenco

Menos de 800 mil euros separam Guiñazu do futebol árabe. Se esta diferença for coberta nos próximos dias, bastante provável, o argentino seguirá novos rumos. E ficarão por aí as perdas do Inter para o restante da temporada: Fernandão e Sidney, que já foram, e Guiñazu, que deverá ir.

Dificilmente Alex será negociado. Até agora, não surgiu uma única proposta do Exterior pelo meia-esquerda.

O balanço dos lucros e perdas do Inter aponta larga vantagem para o clube. Perdeu três jogadores importantes, mas contratou cinco profissionais com amplas possibilidades de serem titulares: Álvaro, Rosinei, Bolívar e D´Alessandro e Daniel Carvalho.

A “janela de agosto”, este ano, fez muito bem ao Inter.

Postado por Wianey

Bookmark and Share