Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Jogador do Vitória vira marisco na decisão

26 de novembro de 2008 13

Marquinhos: para que lado deve ir?/Eduardo Martins, AE

No meio do Brasileirão, Cleiton Xavier foi adquirido pelo Palmeiras. Caiu de rendimento. Efeito do negócio, garantiram observadores. Pode ser, e seria muito natural.

Marquinhos, o melhor jogador do Vitória, já teve acertada a sua transferência para o Palmeiras. Feito o negócio, a produtividade do jogador caiu. Estaria fazendo “corpo mole”, concluíram torcedores e observadores, em Salvador.

Domingo, Palmeiras e Vitória se enfrentam. O Palmeiras precisa vencer para afastar a possibilidade de ficar fora da Libertadores. Pergunta que está sendo repetida, Brasil afora: Marquinhos faria gol, domingo, arriscando tirar o Palmeiras e ele mesmo, jogador, da Libertadores?

A direção do Vitória não teve o cuidado de protelar a venda do seu jogador para o final da competição. Sabia que Palmeiras e Vitória se enfrentariam, na penúltima rodada. Mesmo assim, concordou em fazer o negócio. Ora, com a mesma desenvoltura adotada por ocasião da transação, os dirigentes baianos deveriam poupar Marquinhos de enfrentar o seu novo clube. Alguém conhece uma só razão para exigir que o jogador dispute esta partida motivado?

Acontece que se exige postura profissional do atleta quando dirigentes não têm a menor preocupação com a ética. Tudo é feito por dinheiro. Não importa nem o momento do negócio. Então, calem-se todos. Quem exige que Marquinhos faça gol contra o Palmeiras teria a mesma atitude se estivesse no lugar do jogador? Não pode mentir.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Comentários (13)

  • Alberto diz: 26 de novembro de 2008

    Começou a choradeira. Isso tudo é medo de ver o grêmio fora da Libertadores depois de 35 rodadas no G4?

  • Juliano diz: 26 de novembro de 2008

    e ainda dizem que este campeonato de pontos corridos é o mais justo…

  • Alberto diz: 27 de novembro de 2008

    Mais engraçado foi quando o grêmio contratou os “craques” Pedro Júnior e Paulo Ramos em 2005, tirando os dois da partida decisiva entre grêmio e Vila Nova pela Copa do Brasil.

    Nesse dia o Wianey não falou nada. É muita cara de pau.

  • Ricardo Petry Moura diz: 27 de novembro de 2008

    Em 2005 contratamos o Pedro Junior e o Paulo Ramos do Vila Nova. Foram impedidos de jogar contra o Vila, acredito que a mesma decisão deveria ser adotada domingo. Assim não se criaria nenhum problema para o jogador. Domingo a vitória é imprescindivel, pois Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro e Flamengo tem grandes possibilidades de vencerem seus jogos. O Cruzeiro tem a maior barbada do ano, não tem como não vencer os juniores do Inter no Beira-Rio e o Palmeiras joga com desmotivado Vitória.

  • Alberto diz: 27 de novembro de 2008

    Porque os gremistas e a imprensa não reclamaram quando o grêmio enfrentou o time reserva do SPFC e do Fluminense no primeiro turno? Só vale reclamar quando o Cruzeiro joga contra o time reserva do Inter?

  • Paulo Mendes diz: 27 de novembro de 2008

    O campeonato de pontos corridos é o mais justo e continua sendo adotado nas maiores praças de futebol do planeta. Se querem igualar o poder do São Paulo que façam por merecer….

  • Wilson diz: 27 de novembro de 2008

    Eu tenho duas razões .Carater e profissionalismo.
    Quantas vezes em nossas profissões somos obrigados a enfrentar posições iguais ou piores do que esta ?
    Certa vez fui demitido de uma empresa por ter tomado as dores de um cliente , que estava coberto de razão . Fui taxado de burro, bobo . Deveria ter ficado do lado da empresa, diziam todos.
    Mas não ficaria bem com minha conciência .,

  • Miguel diz: 27 de novembro de 2008

    Eu não faria gol contra meu time se afastasse a mim mesmo da disputa da libertadores no ano seguinte. Marquinhos não deveria jogar, jogando se torna uma situação muito chata para ele.

  • Dirceu diz: 27 de novembro de 2008

    Sao dois jogadores fantasticos, deveriam estar no Milan. Desequilibram ate o time atual.

  • Leonardo Alvez diz: 27 de novembro de 2008

    Lamentável, mas parece uma situação não prevista. Este livre comércio de jogadores não tem ética. Os dirigentes do Vitória devem ter uma postura de pensar no crescimento do seu time, se tivessem resistido à primeira oferta, poderiam ter valorizado o Marquinhos mais. Assim Marquinhos NÃO DEVE JOGAR. Pior para os baianos, pois dirigentes como Paulo Carneiro, o anterior, se beneficiava com vendas de suas principais peças, assim como Eurico Miranda no Vasco. Olhem só como está o time carioca.

  • baiano diz: 27 de novembro de 2008

    TODO MUNDO VIU, O CORPO MOLE, QUE ELE FEZ DOMINGO.

  • Adelson Lapolli diz: 27 de novembro de 2008

    Wianey e amigos,mala preta, compra de jogadores em meio a campeonatos sempre existiu e vai continuar existido. Aproveito as colocações do Blogueiro Juliano e dizer também que campeontos por pontos corridos só seriam justos se a quantidade de times por estado fossem iguais. Os times de Sao Paulo saem menos do seu mando de campo doque os demais participantes, o Futuro Campeão por exemplo, ficou meses sem sair de casa, por isso,vai para o seu sexto titulo nacional.

  • homero felipe diz: 27 de novembro de 2008

    isto pode ser resolvido facilmente,não escalando o jogador,simples!

Envie seu Comentário