Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de fevereiro 2009

Reservas garantem o Grêmio na decisão

27 de fevereiro de 2009 33

Valdir Friolin

Ao escalar uma equipe formada por 10 reservas e apenas Léo de titular, o Grêmio assumiu o risco de ficar ausente da decisão da Taça Fernando Carvalho. Mas um gol de Reinaldo deu a Celso Roth mais uma oportunidade de quebrar a série de clássicos sem vitória para o treinador gremista.

Durante 20 minutos, o Grêmio amassou o Veranópolis contra a sua própria área. Faltou, entretanto, finalização. O restante do jogo foi quase equilibrado, com alguma presença superior do Grêmio. Roth armou sua equipe com duas linhas e dois atacantes. Na primeira, alinharam Saimon, Leo, Héverton e Fábio Santos. Na segunda, Makelele, Mailson, Diogo e Orteman. Na frente, Douglas Costa e Reinaldo. Um esquema tático de grande vigor defensivo, mas, igualmente, com capacidade ofensiva.

Saimon surpreendeu, positivamente, jogando na lateral. Marcou com arrojo e foi ao ataque com velocidade e técnica. Mostrou que sabe jogar nesta posição. Fez cruzamentos qualificados e até tentou conclusões a gol.

Douglas Costa, melhor jogador da partida, flutuou à frente do segundo quarteto e atrás de Reinaldo. Teve a sua melhor performance vestindo a camisa do Grêmio, nesta temporada. Na etapa final, quando o Veranópolis tentou reagir e chegar ao empate, o Grêmio desperdiçou mais duas oportunidades para consolidar a vitória.

Agora, chegou a hora do Gre-Nal. Os titulares gremistas folgaram. Jogaram na quarta-feira e ficaram se preparando para o clássico. O Grêmio, como time, chega em melhores condições. Celso Roth já encontrou todas as soluções. A escalação é conhecida e o esquema está afinado. Diferente do que acontece no Beira-Rio, onde Tite ainda busca soluções para as laterais e o meio-campo. Mas, como Gre-Nal é imprevisível, chegam os dois times em igualdade de condições para a vitória.

Que seja um grande clássico, é o que se deve desejar. E, claro, que ganhe quem for mais competente.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Gremista explica o Grêmio pelo sobrenatural

27 de fevereiro de 2009 17

Jefferson Botega

Não pensem que a correspondência, abaixo reproduzida, expressa um pensamento original. Pelo contrário. A esmagadora maioria dos argumentos levantados contra Celso Roth afina com a fundamentação expressa por este torcenauta tricolor:

 

Wianey,

 

Ontem (após jogo com o Universidad), no Balanço Final, respondestes a um e-mail de um torcedor que estava indignado com o Roth. E tu, centrada e ajuizadamente, respondestes ao internauta, perguntando: mas qual é a culpa do Roth? Ele fez tudo certinho…

Exatamente isso: concordo plenamente contigo… O Roth fez tudo certinho, armou certo, substituiu certo…e justamente aí é que vejo o problema do Professor Roth…ele acerta tudo, faz tudo direitinho…MAS ACABA  DANDO ERRADO…o cara não tem estrela…não tem a aura do vencedor…por isso ganhou quase nada na carreira. A importância dos fatores imponderáveis no futebol existe, e não é pequena…Vide Felipão, o oposto do Roth…que pode fazer tudo errado, escalar mal, substituir errado, como não raras vezes fez, mas acaba DANDO CERTO. Ele, na expressão popular bem humorada, é o famoso”rabudo”…no time dele a bola bate aqui, bate ali, dá na bunda de um, no braço de outro, e acaba dentro do gol…

 

O Roth somado ao Krieger, que parece ser um cara bacana, mas opaco devido ao seu estilo low profile,  cartesiano, contido, educado e elegante, não formam, na minha visão, uma dupla de vencedores. Nenhum deles faz o tipo “rabudo”…Se o treinador não é rabudo, alguém do banco necessariamente terá que ser sortudo…se nenhum dirigente é rabudo o treinador terá que ser…é a lógica sobrenatural do futebol…

 

No Gremio, dos dirigentes, temos poucos casos dessa natureza…que eu lembre só o Koff, o Cacalo, e o Odone…forçando um pouco a barra, talvez o Dourado…e deu…todos os demais ilustres dirigentes gremistas tem a dedicação e o gremismo necessários, mas brilho que é bom, necas de pitibiribas…  

 

É a força dos fatores imponderáveis no futebol…por isso acho pouco provável erguermos uma TAÇA de respeito, de REAL VALOR, com esse pessoal no banco…tomara que eu queime a língua!!!

 

O que me deixou mais esperançoso no jogo de ontem, entretanto, foi que a lógica do futebol não prevaleceu. Pela lógica o Gremio deveria ter perdido o jogo…QUEM NÃO FAZ LEVA…era jogo pro popular CRIME…E não aconteceu…Considerei esse fato muito alentador!!!

 

Forte abraço,

 

Paulo Fernando Gonçalves

Muita gente pensa como o Paulo Fernando. Não é o caso deste blogueiro. Se o fizesse, teria que analisar futebol apoiado em informações do além. Sorte e azar, penso, às vezes decidem um jogo. Mas, não são fatores que explicam campanhas ou carreiras. Quem diz não acredita em bruxas mas admite que elas existem e aparecem… eventualmente.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Magrão emperra o Inter, é substituído e fica bravo

27 de fevereiro de 2009 11


No Inter de tantas estrelas tem sido assim: o jogador está jogando mal, Tite o substituiu e o sujeito sai de campo de nariz torcido.

Aconteceu com Magrão, no jogo contra o Novo Hamburgo. Após suportar mais de 50 minutos de futebol precário, arrastado e sem criatividade, Tite decidiu tirar Magrão e mandar Andrezinho para o jogo. A cara amarrada de Magrão, deixando o gramado, foi claro recado: estava zangado.

É possível, justo admitir, que Magrão estivesse mais inconformado com o seu desempenho do que com a substituição. Neste caso, estaria plenamente justificado. O Inter, neste início de temporada, cresce como rabo de cavalo: para baixo. E um dos motivos é a péssima fase de Magrão. Ele não é, contudo, o único responsável. A baixa produção dos laterais tem sido vital para o futebol insatisfatório jogado pelo Inter.

Assim, se o time se arrasta pelo meio e não tem chegada pelos lados, nem quatro atacantes fariam a equipe ficar mais ofensiva. Grande é o trabalho que Tite terá que encarar para acertar o Inter. Substituir Magrão foi, apenas, o começo.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Roth reconsidera: sai time reserva e entra misto

27 de fevereiro de 2009 0

Após o jogo contra o Universidad, Celso Roth declarou que o ano, para o Grêmio, começara naquela noite. Desde a pré-temporada, de acordo com o treinador, a equipe se preparara para a sua estréia na Libertadores. Considerando a manifestação de Roth como sincera e definitiva, o Grêmio está no Gauchão apenas para cumprir uma determinação legal, já que esta competição não faz parte do calendário gremista.

Mais uma vez, o que se diz um dia não se confirma no outro. Na noite de quarta-feira, após o empate contra o Universidad, a decisão saída do vestiário gremista parecia clara e incontestável: o Grêmio enfrentaria o Veranópolis com um time formado, apenas, por jogadores reservas. Não será assim. Pelo menos quatro titulares estão cotados para jogar, esta noite, contra o VEC: Léo, Rever, Tcheco e Jonas. Está perfeitamente caracterizado o interesse do Grêmio em disputar a final da taça Fernando Carvalho. Assim reforçado, o Grêmio terá mais chances de não repetir a desastrosa jornada tida contra o próprio Veranópolis, quando Celso Roth expôs meninos inexperientes que acabaram engolidos pelo adversário.

Melhor que seja assim. A torcida gremista terá melhores motivos para ir ao Olímpico, esta noite, e crescerão as possibilidades de que esta parte inicial do Gauchão seja decidida em um Gre-Nal.

 

Grêmio e VEC começará às 19h30m.  

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Na volta, mago lamenta baixo valor das apostas

27 de fevereiro de 2009 1

MAGO DA BOLA

Paulo Ledur

 

Depois de mais de três meses de férias, estou de volta! Aproveitei o período de descanso para gastar parte da fortuna arrecadada na Loteca e na Lotogol. No jargão popular: merecidas férias, no Caribe.

Agora, vamos ao trabalho! E neste início de temporada para os clubes, a Loteca é ainda mais complicada. Equipes favoritas que não tropeçam, as tradicionais surpresas e, sempre, as famosas zebras, que dão graça ao jogo. No concurso deste final de semana está em disputa uma mixaria: R$ 200 mil na Loteca e R$ 20 mil na Lotogol. Por isso, nem vou perder o meu tempo fazendo as apostas, mas, sim, dando dicas para os que precisam dessa grana.

1 – SANTOS X SÃO PAULO
O Santos não entrou o ano com o pé direito, já trocou, inclusive, de treinador. Porém, está em fase de recuperação. O São Paulo vem vencendo, mas não convencendo. Tradicionalmente os times treinados por Muricy Ramalho despertam desconfiança da torcida no início de temporada, mas depois costumam deslanchar. Coluna do meio!!!

 

2 – PALMEIRAS X GUARANI
O Palmeiras está imbatível no Paulistão, porém, nem tanto na Libertadores. Vanderlei Luxemburgo deve colocar um mistão em campo contra o Guarani, nem por isso deve deixar de ganhar. Tem uma maratona de jogos na próxima semana. Coluna 1!

 

3 – CRUZEIRO X ITUMBIARA
Não muito diferente do Palmeiras, diria até melhor, está o Cruzeiro. O líder do mineiro e da Libertadores, também encara uma maratona de jogos, como todos os brasileiros que disputam a competição sul-americana. O Itumbiara é o 3.º colocado no estadual, inclusive à frente do Atlético Mineiro, e pode ser beneficiado, caso o  técnico cruzeirense, Adilson Batista, resolva colocar o time reserva. Mas até o professor decidir, vá de coluna 1!!

 

4 – COLO COLO X BAHIA
O Campeonato Baiano não é o melhor do mundo, longe disso. No entanto, não esqueça que para nós, apostadores, tanto faz se é o melhor ou o pior. O Bahia, sim, que é o melhor dos baianos. O time treinado por Alexandre Gallo não perde há 12 jogos. O Colo Colo é o penúltimo colocado. Coluna 2!!!

 

5 – ATLÉTICO X IRATY / PR
O Furacão está disparando na liderança! Têm 7 pontos a mais que o Iraty, que está na 3.º colocação. O Atlético deve manter o excelente início de temporada. Coluna 1!!

 

6 – TOLEDO X PARANÁ
O Paraná Clube está na zona do rebaixamento. O Toledo está quase lá. Três pontos separam os dois na tabela de classificação. Coluna do meio!!

 

7 – GOIÁS X ANÁPOLIS
O Goiás tem mais que o dobro de pontos que o Anápolis no goiano. A equipe de Hélio dos Anjos deve confirmar o favoritismo sem muitas dificuldades. Coluna 1!!

 

8 – FIGUEIRENSE X JOINVILLE
Se 2008 terminou péssimo para o Figueira, o início de 2009 parece não ter mudado de rumo. Não vai bem no estadual e perdeu o 1.º jogo da Copa do Brasil para o modestíssimo Sampaio Corrêa.  O Joinville venceu o Criciúma fora de casa e pretende surpreender mais um dos favoritos no catarinense. Coluna do meio!!

 

9 – CHAPECOENSE X AVAÍ
O Avaí, que tem como torcedor ilustre o ex-tenista Guga, fez um péssimo 1.º turno (6.º), agora é líder no 2.º. O Chapecoense ficou em 5.º na fase anterior e fez a mesma quantidade de pontos que o seu próximo: 13 em 27 disputados. Coluna 2!

 

10 – VITÓRIA X ITABUNA
O Vitória é vice-líder e o Itabuna briga para entrar no grupo dos 4 primeiros colocados, que seguem adiante na competição. Conhecido como o Dragão do Sul, o Itabuna tem o artilheiro da competição: Neto Berola. Coluna 1!!

 

11 – GAMA X DOM PEDRO / DF
O Esporte Clube Dom Pedro Bandeirante é líder do campeonato do Distrito Federal. Conquistou 16 pontos em 7 jogos. O Gama é apenas o 4.º com 11 pontos. Jogando em casa e precisando vencer, pode ser que surpreenda o líder, mas seria muita ousadia ganhar do imperador. Coluna do meio!

 

12 – ATLÉTICO X UBERLÂNDIA / MG
O Galo faz uma campanha irregular, mas tem mostrado sinais de melhora. É o 5.º com 11 pontos e segue na caça à Raposa. O Uberlândia é 7.° com 7 pontos. O objetivo do time é bem modesto: não cair. 

 

13 – BARUERI X PORTUGUESA / SP
A Lusa faz boa campanha e chegou nesta semana ao G4, grupo que disputará as finas do paulistão. O Barueri é apenas o 10.º, mas não está tão longe, em pontos, da Portuguesa. Jogando em casa é sempre um incômodo. Coluna 1!!

 

14 – MARÍLIA X CORINTHIANS
Os resultados têm sido bem melhores do que o futebol apresentado pelo Corinthians. O Marília nem futebol, nem resultados bons têm mostrado. Coluna 2!

 

DE OLHO NAS ZEBRAS!!!

O Guarani pode ser uma surpresa ingrata para o Palmeiras. Quem tiver um troco sobrando para apostar no Bugre, tá valendo!

O Itumbiara pode incomodar o Cruzeiro, que deve usar time misto. O Itumbiara faz boa campanha. Vale R$ 1,50 (aposta com um triplo).


 

LOTOGOL:
Lembrando que na Lotogol são os 5 primeiros jogos da Loteca. É preciso acertar os resultados em cheio! Mais informações podem ser obtidas no site da caixa: www.caixa.gov.br/loterias

Postado por Wianey Carlet

Bookmark and Share

Vitória do Inter, o time que não ri

26 de fevereiro de 2009 91

D`Alessandro levou cartão amarelo e está fora da final/Valdir Friolin

Sem razão conhecida, o Inter pareceu um time traumatizado, mais uma vez. Assim, tomado por incompreensível nervosismo, sofreu e fez a torcida sofrer para derrotar o Novo Hamburgo pelo mínimo escore.

O time colorado joga sem alegria. Ninguém sorri. Somente depois do gol de Nilmar, a equipe soltou-se e passou a pressionar a defesa hamburguesa.

É verdade que a entrada de Andrezinho no lugar do arrastado Magrão deu dinâmica ao time e, principalmente, devolveu D´Alessandro para a sua posição: a meia-esquerda.

Alguns jogadores atravessam momentos de dolorosa crise técnica. Álvaro chega a parecer um zagueiro de várzea e Kleber abusa de indolência e desinteresse. O Inter é finalista, mas falta muito para que o qualificado grupo de jogadores se transforme em um time. Por isso, talvez, não ri.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Até o técnico adversário viu injustiça no empate

26 de fevereiro de 2009 141

Grêmio utilizou bastante a jogada aérea/Diego Vara

É rotina no futebol que o melhor time não consiga vencer. Anormal é a equipe MUITO MELHOR, sair de campo sem festejar a vitória.

O Olímpico testemunhou um dos jogos mais desiguais da sua história. O próprio treinador do Universidad, Sergio Markarian, admitiu que o “Grêmio jogou como se estivesse disputando uma final de Libertadores” e ao seu time só restou se defender como foi possível. O scout do jogo mostra que o Grêmio desperdiçou, pelo menos, 13 oportunidades cristalinas para marcação de gol.

A bola, porém, não entrou. Caprichosamente, chocou-se contra traves e travessão, foi defendida pelo goleiro Pinto e, até, interceptada por zagueiros quando o goleiro já estava batido. E, como se não bastasse o azar ou ineficiência do ataque gremista, ainda houve dois pênaltis não assinalados pelo árbitro. A noite, definitivamente, não era do Grêmio. O time de Celso Roth impôs um massacre que acabou se revelando inútil.

Deve consolar a torcida o fato de que o time produziu, até mais, do que se poderia esperar. Adílson foi estupendo, o melhor jogador do Grêmio em campo. Alex Mineiro é que não teve bom desempenho. Mais uma vez, pareceu faltar força, explosão, ao atacante. Jonas lutou o tempo inteiro, mas também exagerou no desperdício. Celso Roth valeu-se de todas as opções disponíveis.

Terminou o jogo com um único zagueiro mas, se quisesse, poderia ter substituido o goleiro Victor por um jogador de linha que nada aconteceria. O Universidad só conseguiu duas finalizações o jogo inteiro, ambas para fora.

Enfim, o Grêmio martelou, martelou, mas a bola parecia decidida a não entrar no gol chileno. O empate foi um mau resultado. O Grêmio perdeu dois pontos em casa e agora terá que recuperá-los longe do Olímpico. Mas a grande atuação do time atenua as apreensões do resultado. Jogando como jogou, dificilmente o Grêmio deixará de trazer pontos quando jogar fora de casa.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Inter, campeão também no Carnaval

25 de fevereiro de 2009 46

Daniel Marenco

Ver a Imperadores do Samba campeão do Carnaval de 2009 era quase uma questão de honra para o Internacional. Afinal, a escola desfilou homenageando o Clube do Povo, enaltecendo o centenário colorado e os 50 anos de vida da própria escola.

Conhecidas as notas dos jurados, realizou-se o desejo de colorados e imperadores. A conquista deu-se no ano em que o Carnaval de Porto Alegre festejou o seu melhor desfile, nos últimos anos, fato que valorizou ainda mais o título da Imperadores. E os colorados, que desde o ano passado se proclamam campeões de tudo, podem acrescentar: agora, também do Carnaval.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Governo quer atacar hoolingans brasileiros

25 de fevereiro de 2009 19

Jefferson Botega

Houve um largo período durante os anos 80 em que o futebol inglês foi feito refém pelos hooligans. Qual hordas de bárbaros, milhares de desajustados infernizavam a vida dos torcedores que começaram a comparecer aos estádios em número cada vez menor, amedrontados pela selvageria daqueles malucos.

Quando o futebol inglês já se avizinhava de um impasse, o governo decidiu intervir e purificar os estádios. Leis severas foram criadas e aplicadas com extremo rigor. Aos poucos, os malfeitores foram sendo presos e proibidos de comparecer aos estádios. Em alguns anos, o futebol da terra da Rainha foi reabilitado e entregue para os torcedores que apenas queriam prestigiar os seus clubes.

No Brasil, sempre faltou vontade política para que fosse dado efetivo combate aos hoolingans daqui. É possível, entretanto, que esteja chegando a hora da purificação. O ministro de Esportes, Orlando Silva Júnior, está cuidando da criação de uma Secretaria Nacional de Futebol. Ufa! Já era tempo. Até hoje, tentou-se administrar o esporte brasileiro misturando futebol com vôlei, atletismo, bocha, etc. Mas, o que um órgão que tratasse só do futebol teria a ver com a violência nos estádios? Simples. No projeto do ministro, estão previstas punições rigorosas para os baderneiros do futebol, como cadeia, multas e prestação de serviços comunitários. Imagino que, entre as penas, esteja também a proibição de freqüentar estádios.

Porém, a criação de novas leis será insuficiente para banir a violência do futebol se não houver colaboração dos clubes, interesse das autoridades responsáveis pela segurança e, principalmente, adesão do Judiciário. Tudo será inútil se os juizes e desembargadores continuarem absolvendo marginais, devolvendo-os para o convívio com a parte ordeira da sociedade.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Para Celso Roth, o ano gremista começa esta noite

25 de fevereiro de 2009 24

Mauro Vieira

Até 2006, o Grêmio era o único clube gaúcho a ostentar os troféus de campeão da América e do Mundo. Durante 24 anos, os colorados tiveram que suportar a gozação, justificada, dos gremistas, para os quais, o Inter não conhecia os caminhos internacionais que o Grêmio já tinha percorrido com êxito.

O ano de 2006 foi o da redenção colorada. Ergueu a taça de campeão da Libertadores, derrotando o campeão mundial da época, São Paulo, e deu a volta olímpica no Japão, dobrando o poderoso Barcelona e trazendo para o Beira-Rio o título de Campeão do Mundo.

Em 2007, começou para o Grêmio a busca frenética por um grande título que fosse capaz de diminuir o sorriso dos colorados. Escapou da segunda divisão e já foi beliscando os títulos de campeão do Brasil e da América. Mas, vice-campeonato não conta e a conta seguiu aberta.

Começa esta noite, para o Grêmio, a busca por este título grandioso que inverteria a posição da gangorra. Não é por outra razão que Celso Roth está declarando que o ano de 2009, para o Grêmio, começa hoje, Quarta-Feira de Cinzas.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Nilmar perde gols mas não perde o sono

25 de fevereiro de 2009 20

Jefferson Botega

É importante que um jogador não perca o sono e a serenidade quando está atravessando uma fase menos produtiva. O sono é essencial para repor energias e só com serenidade é possível atravessar momentos de dificuldades.

Porém, é preciso separar serenidade de indiferença. Quando diz que a falta de gols não lhe tira o sono, Nilmar parece dizer que lhe é indiferente a má fase, já que “o time joga a cada três dias”, fato que renova, rapidamente, a possibilidade de reabilitação.

O diabo é que gols perdidos também podem significar a perda de pontos que, muitas vezes, significam a frustração pelo objetivo não atingido.

O que Nilmar diz pode não ser o que sente, dentro do campo. O que se tem visto, na verdade, é o atacante errar por precipitação, sintoma claro de ansiedade. Nilmar nunca foi um artilheiro implacável mas costuma colecionar um número razoável de gols, por temporada. Neste momento, não se sabe se o Inter está enfrentando dificuldades porque Nilmar está perdendo gols ou se o atacante está jogando pouco porque o time não está ajustado. Pode ser que sejam as duas causas.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Time gremista é veterano em Libertadores

25 de fevereiro de 2009 10

Fábio Santos está entre os veteranos em Libertadores/Arivaldo Chaves

Não será por inexperiência que o Grêmio deixará de conquistar o sonhado tri da América. No time que entra em campo, esta noite, mais de a metade é composta por jogadores que já conhecem esta competição. São eles Rever, Tcheco, Fábio Santos, Souza, Jonas e Alex Mineiro. No banco de reservas, outro punhado de veteranos, em Libertadores: Jadilson, Herrera, Maxi Lopes, Ortemann e Makelele.

Experiência no torneio é essencial. A Libertadores da América é uma competição diferente das que os clubes brasileiros costumam disputar aqui. Os jogos não são violentos, mas a marcação e o caráter extremamente competitivo fazem uma diferença que, muitas vezes, assusta os novatos. A arbitragem é mais permissiva e reclamações nunca são bem recebidas pelos árbitros, sempre de língua espanhola quando se trata de jogos envolvendo clubes brasileiros.

O Grêmio, acertadamente, formou um grupo de jogadores experimentados em Libertadores da América. Os estreantes se sentirão confortados pelo apoio dos companheiros mais experientes.

A experiência pode não garantir vitórias mas a inexperiência é responsável, muitas vezes, por derrotas inesperadas.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Se quiser, arbitragem gaúcha vira modelo

24 de fevereiro de 2009 15

Arbitragem gaúcha tem três representantes no quadro da Fifa: Gaciba, Simon e Vuaden/Montagem sobre fotos Banco de Dados ZH

A Fifa é avara quando se trata de introduzir mudanças nas regras do jogo. Conservadora e muito cuidadosa, a entidade consome meses, e às vezes anos, discutindo uma pequena modificação e fazendo experimentações em competições menores.

Neste momento, a entidade mundial considera a possibilidade de três mudanças: aumentar para 20 minutos o tempo de intervalo dos jogos, aumentar para quatro o número de substituições e instituir o cartão azul, que afastaria o jogador da partida por alguns minutos.

Aumentar o tempo de intervalo e o número de substituições seria interessante com risco baixo de não dar certo. O cartão azul, entretanto, poderia estimular a violência se os árbitros deixarem de aplicar o vermelho para, antes, punir com a suspensão temporária. Mesmo assim, a disposição da FIFA em mudar deve ser saudada.

No futebol gaúcho, a FGF está experimentando um novidade: a transformação do quarto árbitro em auxiliar da arbitragem. Nos jogos do Gauchão, pode-se ver o árbitro reserva correndo, loucamente, para trás das goleiras quando faltas ou escanteios são cobrados. O coitado termina os jogos exaurido pela correria.

Há mais de 10 anos este blogueiro defende a ideia de que o futebol deveria aumentar o número de árbitros. Além do trio habitual, deveria haver um árbitro auxiliar atrás de cada linha de fundo. Os lances mais importantes dos jogos acontecem, quase sempre, nas áreas. Ter um árbitro com visão frontal dos lances seria um acréscimo fantástico. No mínimo, aumentaria o número de pênaltis assinalados e acabaria com os agarramentos.

Bem que a FGF poderia dar um passo à frente, fixando dois árbitros auxiliares atrás das goleiras. O trabalho de assinatura da súmula e substituições poderia ser feito por um funcionário da entidade. Quase garanto que, se fosse feito, a arbitragem gaúcha se tornaria modelo. E muitas irregularidades que, hoje, não são vistas pelos árbitros seriam flagradas e punidas. 

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Dois "Gilmares" desafiam a dupla Gre-Nal

24 de fevereiro de 2009 11

Gilmar Iser (E), treinador do Novo Hamburgo, e Gilmar Dal Pozzo, técnico do Veranópolis

A coincidência dos nomes é também a coincidência das intenções: Gilmar Iser, treinador do Novo Hamburgo, e Gilmar Dal Pozzo, técnico do Veranópolis, vêm a Porto Alegre enfrentar a Dupla dispostos a surpreender e a quebrar a expectativa de Gre-Nal na decisão da Taça Fernando Carvalho. Credenciais é que não faltam aos dois representantes interioranos, nas semifinais.

O Novo Hamburgo, treinado por Iser e adversário do Inter, não perde há cinco jogos. O time encaixou e vem embalado pela surpreendente vitória obtida em pleno Colosso da Lagoa, diante do Ypiranga. Gilmar Iser avisa:

— Se o Inter vacilar, podemos chegar.

E o Inter tem vacilado, muito.

O Veranópolis, de Dal Pozzo, já cometeu a proeza de derrotar o Grêmio, este ano. Verdade que Celso Roth, naquele dia, exagerou na dose e escalou um time formado por reservas e reservas dos reservas. Custou-lhe caro, o atrevimento. Desta vez, a situação quase se repete. O Grêmio, mais uma vez, não deverá escalar o time titular. Para o treinador do VEC, este é o seu principal problema:

— É difícil trabalhar sem saber se o Grêmio vem com um time titular, reserva ou mesclado.

Cada Gilmar, com os seus problemas, só tem um objetivo: frustrar a esperança de quem projeta Gre-Nal na decisão da Taça Fernando Carvalho. A Dupla que não duvide muito…

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Gremistas se fardam e devem lotar o Olímpico

24 de fevereiro de 2009 24

Novos uniformes, durante a apresentação, dia 10 de fevereiro/Emilio Pedroso
Cesar Pacheco, vice-presidente de Marketing do Grêmio, festeja o sucesso de vendas das camisetas que o Grêmio passará a usar a partir de amanhã, quando estreia na Libertadores da América. Antes mesmo de o clube realizar o seu primeiro jogo na competição, já foram comercializadas mais de seis mil camisetas, metade delas brancas e metade tricolores.

O entusiasmo da nação tricolor é tão grande que a direção do Grêmio estima que o jogo contra o Universidad será visto, nas arquibancadas, por cerca de 40 mil gremistas. Significaria casa cheia. Os ingressos começaram a ser vendidos ontem e podem ser encontrados, hoje, nas bilheterias do Olímpico, até as 17 horas. Deixar para adquirir bilhetes na última hora poderá não ser um bom negócio.

Postado por Wianey Carlet

Bookmark and Share