Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 22 outubro 2009

Inter busca a isenção de impostos prometida

22 de outubro de 2009 56

Diego Guichard, BD - 21/07/2009

A isenção de impostos sobre as obras que serão feitas no Beira-Rio para a Copa 2014 não é um favor que o clube está mendigando junto ao governo federal. Trata-se de uma promessa que, igualmente, não caracteriza um gesto de bondade oficial.

No caderno de encargos da FIFA, assinado pela CBF e o governo, consta a exigência de que serão isentas de tributação todas as obras que serão erguidas em benefício da Copa. No caso do Beira-Rio, cujas reformas custarão cerca de R$ 130 milhões, estima-se que o valor em impostos será de R$ 30 milhões, aproximadamente.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Dirigentes reclamam sem ter razão

22 de outubro de 2009 15

Ricardo Teixeira /Guto Kuerten, BD - 31/01/2009

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, sugeriu que houvesse apenas um jogo, às quartas-feiras, marcado para às 22h. Assim, os interesses da televisão estariam atendidos e as demais partidas poderiam começar mais cedo. Na terça-feira, Ricardo Teixeira manifestou interesse da CBF em antecipar o horário dos jogos, em dias úteis. Ontem, o presidente da entidade recuou, justificando a nova posição com uma argumentação vazia e inconvincente.

Na verdade, Teixeira falou o que falou porque não conhecia o teor dos contratos assinados pelos clubes com a televisão. Aceitável, pois a CBF não interfere neste negócio. Inaceitável é que o presidente do Corinthians tenha demonstrado desconhecimento do contrato que o seu clube assinara.

Cada clube assinou, separadamente, um contrato com a televisão. No documento, estão claras duas coisas: as exigências da TV quanto a datas e horários dos jogos e o valor que será pago pela cessão das imagens dos jogos. Nenhum clube foi coagido a assinar. Todos o fizeram e com grande satisfação, afinal de contas, os valores pagos pela televisão são espetaculares. Quando surgem manifestações como a de Andrés Sanchez, só cabem duas interpretações: o contrato foi assinado sem ser lido ou se está jogando para a torcida.

Nada surpreendente. Faz parte do folclore do nosso futebol clubes aprovarem regulamentos para depois reclamar das regras. A maioria dos dirigentes não lê o que assina, simplesmente. Outros lêem e não reclamam. E ainda há aqueles que questionam mesmo sabendo que estão errados.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

O Grêmio não aprendeu a lição com Alex Mineiro

22 de outubro de 2009 124

Divulgação, VipComm, BD - 31/05/2009

Corre a notícia de que o Grêmio deseja contratar o centroavante Washington, São Paulo, para a próxima temporada. Se acontecer, o Grêmio demonstrará que não aprendeu a lição deixada por Alex Mineiro, atacante que foi buscado, embora mostrasse visíveis sinais de que estava em fim de carreira.

Washington é caso idêntico. O Grêmio, parece, está desistindo de Maxi López. O argentino, é verdade, atravessa um mau momento, depois da lesão que o afastou dos jogos por algum tempo. Mas o que vinha jogando deveria ser suficiente para recomendar a sua contratação.

O Grêmio pode estar cometendo o pecado da impaciência. Não se desiste tão facilmente de um jogador como Maxi López. Menos ainda se o Washington for o substituto pretendido.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Dupla deve se prevenir contra cartões de Seneme

22 de outubro de 2009 13

Valdir Friolin, Banco de Dados - 30/07/2006

Existe boa diferença entre um árbitro rigoroso e outro que se escuda atrás de cartões. Wilson Seneme, o árbitro do Gre-Nal, está sendo referido pela sua severidade mas não estará errado quem o colocar no segundo grupo, aonde estão os temperamentais. Se tiverem juízo, Inter e Grêmio baixarão decretos contra reclamações. Desestabilizar Seneme poderá ser fatal para quem não estiver decidido a jogar, apenas, e nada mais. A indicação poderia ter sido melhor. Outros árbitros brasileiros cumprem temporada mais satisfatória.

Wilson Seneme declara-se orgulhoso por apitar o seu terceiro Gre-Nal e considera o clássico gaúcho o de maior rivalidade no país. É aí que se esconde o perigo. Se ele quiser mostrar autoridade, vai apresentar cartão amarelo desde o início do jogo. Árbitro que destaca a rivalidade que envolve dois times, já vem condicionado a tomar pulso desde o começo do jogo. Manda o bom senso que Grêmio e Inter previnam os seus jogadores contra os cartões de Seneme.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Palmeiras se esforça para entregar o título

22 de outubro de 2009 39

Muricy Ramalho terá que ser bombeiro para apagar o fogo da discórdia que grassa entre os jogadores do Palmeiras/Marcos Nagelstein, Banco de Dados
Se os colorados se estressam repetindo que o Inter não está sabendo aproveitar as oportunidades que o Palmeiras está oferecendo, o que estarão dizendo os palmeirenses que viram o seu time ganhar apenas um ponto dos últimos 12 pontos disputados?

O Palmeiras estava com uma vantagem de nove pontos sobre o vice-líder e agora, quando se completar a rodada, poderá estar com apenas um ponto na frente do segundo colocado, Atlético Mineiro.

A surpreendente derrota para o Santo André, que estava no G-4 do Mal, afunda o time em grave crise. Muricy Ramalho terá que ser bombeiro para apagar o fogo da discórdia que grassa entre os jogadores. Ontem, o jogo mal começara quando Denílson e Obina iniciaram áspera discussão. Muricy foi constrangido a ouvir das arquibancadas o pedido da torcida para que Jorginho voltasse a dirigir o time.

Enquanto o Palmeiras perdia mais uma, Celso Roth, treinador do Atlético Mineiro, garantia que o seu time será campeão brasileiro. Alguém duvida?

Postado por Wianey

Bookmark and Share