Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de novembro 2009

Inter não tem vaga garantida no G-3

30 de novembro de 2009 44

Mauro Vieira

Diferente do que possa parecer, o jogo de domingo, no Beira-Rio, ainda é decisivo para o Inter garantir vaga entre os três primeiros, o que daria passaporte direto para a fase de grupos da Libertadores. Neste momento, só está assegurado o quarto lugar e a passagem para a Pré-Libertadores. O quadro é este:

Classificação atual
1º — Flamengo ……. 64 pontos
2º — Internacional.. 62 pontos
3º — Palmeiras…….. 62 pontos
4° — São Paulo…….. 62 pontos
5º — Cruzeiro………. 59 pontos

Suponhamos que todos vençam os seus jogos, menos o Inter. O Brasileirão terminaria com esta classificação:

1º — Flamengo ……… 67 pontos
2º — Palmeiras………. 65 pontos
3º — São Paulo………. 65 pontos
4º — Inter……………… 62 ou 63 pontos
5º — Cruzeiro……….. 62 pontos

O jogo contra o Santo André, portanto, exigirá um último esforço do Inter. A vaga na fase de grupos da Libertadores só virá para os três primeiro colocados. Para garanti-la, repito, sem depender de outros resultados, o Inter terá que vencer. E o Santo André chegará vivo para este jogo. Ainda poderá se safar do rebaixamento. Moleza? Eu não diria. Há boas razões para que os colorados lotem o Beira-Rio domingo.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Rospide: Grêmio deveria atender torcida

30 de novembro de 2009 27

Valdir Friolin
Os dirigentes, salvo em raras ocasiões, não deveriam decidir de acordo com a vontade exclusiva da torcida. Por duas razões:

1 — Torcedor quase sempre expressa a sua passionalidade, o que não é defeito, pelo contrário, é o combustível do futebol. Mas a emocionalidade passa da afeição para a rejeição, sem constrangimentos. E não se pode administrar apenas com o coração.

2 — É impossível afirmar que determinada vontade expressa o pensamento da maioria. Vejam o caso do Inter: nos últimos meses, parecia que os colorados queriam fígado, pâncreas e coração de Piffero, Fernando Carvalho, Luigi e do próprio Mário Sérgio. Porém, paralelamente, o quadro social aumentou, neste período. Já ultrapassou a marca dos 103 mil sócios. Grêmio e Inter devem ter uns cinco mil torcedores, se tanto, que ocupam todos os espaços na imprensa para manifestar suas opiniões. Entretanto, contam-se aos milhões os torcedores de cada clube. E aí?

Mesmo assim, os ativistas fazem um barulho tão ensurdecedor que acabam criando problemas, quando postulam o que não está ao alcance dos clubes e dirigentes. Isto acontece no futebol, na política e em outros campos. Considerando esta circunstância real, acho que o Grêmio poderia ceder e atender os seus militantes mais ativos, efetivando Marcelo Rospide. Se desse certo, méritos partilhados. Mas, se não desse, Duda e seus companheiros poderiam lavar as mãos.

Parece simples, mas não é. Se Rospide não desse certo, os ativistas tricolores diriam que o fracasso aconteceu porque não foram contratados bons jogadores. E os dirigentes voltariam para a fogueira. Na verdade, quem dirige só está certo quando ganha. E o freguês sempre tem razão.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Bom humor sugere Autuori no Maracanã

30 de novembro de 2009 47

Diego Vara
Se fosse possível, toda a exaltação deveria ser substituída por sacadas de bom humor. Assim, em vez de provocações, ofensas, xingamentos e agressões, poderíamos viver nesta semana um campeonato de bom humor. Um Gre-Nal de gargalhadas. Isto, sim, seria original, diferente das eternas e repetitivas brigas entre colorados e gremistas. Este blog estará atento para registrar todas as manifestações bem humoradas que se relacionarem com a rodada do próximo domingo.

O torcenauta O. Roman, a desastrada campanha gremista, longe do Olímpico, inspirou a seguinte consideração do torcedor:

“O Grêmio está numa situação incômoda para domingo.
A solução, porém, pode ser simples.
Hoje (ontem) fez-se a despedida do Tcheco.
Há um profissional que deixou o clube e não teve despedida.
Que domingo, no Maracanã, se promova a despedida de Paulo Autuori.
O. Roman”.

Espirituoso, o Roman. Mas poderia completar sugerindo que o time também fosse o de Autuori. Aí, sim, estaria garantida a derrota. Reservas querendo mostrar serviço poderá ser perigoso para o objetivo de derrota.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Inter é vice com a cara de Mário Sérgio

30 de novembro de 2009 89

Fernando Gomes
Os colorados podem se declarar parcialmente frustrados pela fuga do título, mas não podem ignorar que o vice-campeonato e a vaga para a Libertadores são posições honrosas neste que é, seguramente, o campeonato mais difícil de ser vencido no mundo. Prova-o a disputa do título por meia dúzia de clubes, cuja definição só acontecerá na última rodada. O Inter termina o ano como um vencedor, sim senhor.

Neste quadro de boas constatações, é justo que seja colocada em espaço de destaque a figura de Mário Sérgio. Brigão, birrento e provocador, o “vesgo” mostrou que é do ramo e só não está entre os grandes treinadores brasileiros porque lhe falta “cintura para negociar”. Além de mostrar controle de vestiário, Mário Sérgio revelou raras virtudes, entre elas a de fazer diagnósticos rápidos, e não vacilar diante da necessidade de fazer modificações no time. Esbanjou conhecimentos táticos e se revelou capaz de planejar estratégias corretas.

Mário queria ser campeão, mas deve ser festejado por levar o Inter à Libertadores. Quando chegou, a vaga estava mais do que ameaçada, quase perdida. Fez um contrato que previa, além de salários, um prêmio para levar o Inter à competição continental. No dia sete de dezembro, tudo estará na sua conta bancária.

Fernando Carvalho, mais uma vez, demonstrou seus talentos de dirigente ao buscar Mário Sérgio, surpreendendo até os seus amigos mais próximos. Tudo está certo quando dá certo.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Grêmio entrega: falso dilema, discussão inútil

30 de novembro de 2009 246

Ronaldo Bernardi, Banco de Dados
O Grêmio não será julgado por levar um time reserva para o Rio de Janeiro. Sua história é rica demais para ficar comprometida por uma circunstância que não foi provocada pelo clube. Ao Inter não caberá dizer que perdeu o título no Maracanã, assim como o Grêmio não tem autoridade para afirmar que, em 2008, não foi campeão porque o Inter enfrentou o São Paulo, no Morumbi, com quatro reservas no time.

O próprio Corinthians
não está autorizado a desculpar o seu rebaixamento como tendo sido provocado pela vitória do Goiás sobre o Inter, em 2007. São justificativas inúteis e falsas. O Corinthians caiu, em 2007, por efeito de uma péssima campanha associada a uma das piores administrações da história do clube. 

O Grêmio não foi campeão, ano passado, quando lhe faltou competência para garantir a liderança nas últimas rodadas. Quem está com 11 pontos de vantagem e deixa escapar o título não tem o direito de culpar terceiros pela sua frustração. 

E o Inter não será campeão, este ano, porque perdeu pontos preciosos no Beira-Rio. Aliás, aconteceu a mesma coisa com São Paulo, Palmeiras, Atlético Mineiro, Cruzeiro e, até, o Flamengo, que será o campeão.

O comportamento que o Grêmio terá no Maracanã produz uma tola discussão e trata de um falso dilema. O debate é inútil porque em nada alterará a decisão do clube que, mesmo jogando com os seus titulares, seria candidato favorito à derrota. Como aconteceu durante todo o Brasileirão, longe do Olímpico.

É falso o dilema porque, se o Grêmio vencesse no Maracanã, contrariando a sua biografia na competição, haveria uma comoção social de efeitos imprevisíveis, no RS. A rivalidade (ódio, guerra, rancor) atingiu níveis insuportáveis. Duda Kroeff tem o dever de evitar o caos. E salvar a própria pele.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Torcedores da Dupla dão show de extravagâncias

29 de novembro de 2009 476

Daniel Marenco
Pensei que jamais testemunharia o que aconteceu após os jogos: a torcida gremista pedindo para o Grêmio entregar o resultado para o Flamengo e os colorados cantando o nome do Grêmio. Sobrou bom humor entre os torcedores da Dupla, embora apenas os colorados tivessem a comemorar a vaga para a Libertadores.

Os resultados indicam que o campeão será o Flamengo, a melhor equipe. Aliás, pelo sistema de pontos corridos, o melhor sempre levanta a taça. As cores do título serão rubro-negras e o Rio de Janeiro festejará, justamente, o mais importante título do futebol nacional. O seu último jogo, contra o Grêmio, será apenas cumprimento de tabela.

O Inter fez a sua parte. Mesmo sofrendo os horrores impostos pelo Sport, ganhou o jogo e garantiu sua presença na Libertadores de 2010. Faltou um gol do Corinthians para que os colorados mandassem confeccionar as faixas de campeão. Ou alguém imagina que o Santo André não seria patrolado, no Beira-Rio?

O Sport estava com mais de meio time composto por reservas e entrou em campo já rebaixado. Mesmo assim, correu, marcou e se empenhou como se estivesse disputando título. Se houve mala branca, ela apenas valorizou a vitória colorada.

O Grêmio cumpriu seu último jogo no Olímpico e garantiu uma impressionante invencibilidade em casa. Passar a competição inteira sem ser derrotado uma única vez no seu estádio, torna inexplicável a única vitória obtida longe do seu estádio.

Souza praticamente confessou que o Grêmio só jogará com vontade se vier ordem de cima. Segundo suas palavras, “se não vier, paciência”. Faria melhor pedindo para não jogar. Não fica bem um jogador profissional admitir que se dispõe a fazer corpo mole.

O Grêmio deve mandar um time de aspirantes para o Rio de Janeiro e assumir a posição que a sua torcida exige. Um time para perder.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Dirigentes insensíveis castigam garotos

27 de novembro de 2009 28

Marcos Bertoncello, Divulgação

O Inter B saiu na frente e venceu o Ypiranga por um a zero no primeiro jogo da decisão da Copa Arthur Dallegrave. O jogo final será domingo, no Colosso da Lagoa.

A equipe juvenil do Inter derrotou o Grêmio, no meio da semana, no primeiro jogo que decide o campeonato da categoria, 2009. A partida decisiva está marcada para domingo, no Olímpico.

Os dois jogos, em Erechim e Porto Alegre, têm contra si uma demonstração de absoluta insensibilidade por parte dos dirigentes que comandam o futebol gaúcho. Ambos estão marcados para o início da tarde, com sol a pino. Se não chover, a temperatura não será inferior a que foi enfrentada pelos juvenis da Dupla, no Beira-Rio: cerca de 40 ºC, dentro do campo. Um absurdo contra a saúde dos atletas, torcedores, árbitros e do próprio futebol.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

STJD: Parceiro do Inter e inimigo do São Paulo

27 de novembro de 2009 36

Daniel Zappe, Vipcomm

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva não foi condescendente com o São Paulo. Manteve as punições de Dagoberto e Borges, embora tenha aliviado Jean e restituído o mando de campo para o último jogo do time paulista.

A redução de pena de Jean era uma correção que se impunha. A sua suspensão de três tinha sido um absurdo, considerando a natureza da sua expulsão. A pena foi diminuída para um jogo de suspensão, já cumprido. O São Paulo recuperou o seu lateral.

A absolvição do São Paulo, que perdera o mando de campo pela invasão de um torcedor, foi estranha. Até o procurador do tribunal pediu a suspensão da interdição. Ora, se absolvem por uma invasão, terão que absolver por todas as invasões que virão. O perdão do STJD, em pouco ou nada vai alterar os rumos do campeonato. Se o Sport já se anuncia desmotivado para enfrentar o Inter na Ilha do Retiro, como estará para o último jogo contra o São Paulo? O time de Ricardo Gomes sairia vencedor deste confronto, fosse o jogo no Morumbi, em Campinas ou Pindamonhangaba.

Complicado para o São Paulo foi a manutenção das suspensões de Borges e Dagoberto. Este último, titular absoluto do ataque são-paulino. O outro, primeira opção para a peça ofensiva. Como o São Paulo já não contará com Richarlison e Miranda, o time estará enfraquecido na defesa e no ataque. E o Goiás, garante Iarley, está embalado para enfrentar o São Paulo.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Se Duda não tem convicção, quem tem?

27 de novembro de 2009 47

Ricardo Chaves, Banco de Dados - 11/12/2008

Cobram que o presidente do Grêmio tenha convicção ao contratar o treinador. E apontam falta de convicção de Duda Kroeff, levando em conta que já existe uma pequena lista de candidatos procurados. Na verdade, querem que o Grêmio efetive Marcelo Rospide que, tudo indica, ainda será um treinador reconhecido. No entanto, que convicção apoia a ideia de Rospide? Alguns bons resultados obtidos no exercício da interinidade? Pode alguém, distante dos vestiários, sentir-se melhor informado para decidir do que aqueles que convivem com a intimidade do futebol gremista?

A direção gremista mostrou absoluta convicção quando esperou cerca de 50 dias para ter Paulo Autuori, um treinador vencedor e de respeitável biografia. Só quem tem convicção espera tanto tempo por um treinador. Autuori não deu certo? Não cabe esta certeza. Pode ser que o time fosse insuficiente para uma campanha melhor.

Adilson Batista era convicção de Duda Kroeff. Como não foi possível a sua contratação, o Grêmio saiu em busca de outras opções. Isto não indica falta de convicção.

O Grêmio terá o treinador que puder contratar, esta é uma verdade que não poupa ninguém. Muitas vezes, os resultados surpreendem, para o bem ou para o mal. Alguém imagina que o Flamengo tinha convicção quando colocou o seu funcionário, Andrade, no cargo de treinador? Pois é. Está dando certo.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Números mostram a qualidade do Brasileirão

27 de novembro de 2009 14

Orlando Barría, EFE, BD - 31/05/2009

Ricardo Teixeira, presidente da CBF, não quer nem ouvir falar em mudança de fórmula no principal campeonato nacional. E os números emprestam amplo apoio ao dirigente. Basta comparar algumas informações estatísticas, a partir de 2006, quando a campeonato fixou-se em 20 participantes. Acompanhem:

MÉDIA DE PÚBLICO

2006 ……………………….. 12.401/jogo

2007 ……………………….. 17.461/jogo

2008 ……………………….. 16.992/jogo

2009………………………… 17.534/jogo

MÉDIA ARRECADAÇÃO

2006 ……………………. R$140.930,99

2007…………………….. R$ 212.309,94

2008 ……………………. R$ 267.127,94

2009 ……………………. R$ 324.208,22

VITÓRIAS DE MANDANTES

2006 …………………………… 191

2007 …………………………… 192

2008 …………………………… 208

2009 …………………………… 184

VITÓRIAS VISITANTES

2006 …………………………… 92

2007 …………………………… 98

2008 …………………………… 76

2009……………………………. 78

É indispensável considerar que em todas as edições anteriores foram computados números de 380 jogos. O atual campeonato teve, até agora, apenas 360 partidas.

Os números financeiros — média de público e arrecadação — crescem todos os anos. O desempenho dentro e fora de casa mostra que o equilíbrio de forças se afirma a cada certame. Pensamentos mais pessimistas justificam esta harmonia de poderes como sendo mostra de desqualificação técnica das equipes. Outros, mais próximos da realidade, entendem que os clubes já aprenderam a se preparar para uma competição longa e desgastante. Formam elencos mais numerosos e planejam melhor suas participações. Daí, o equilíbrio.

As estatísticas mostram, acima de tudo, que o Campeonato Brasileiro vai bem.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Mago vê o título com as cores do Flamengo

27 de novembro de 2009 16

Reprodução
MAGO DA BOLA
Paulo Ledur

Ninguém acertou os 14 jogos do último concurso e o prêmio pode chegar a R$ 1 milhão! Apenas sete apostadores fizeram 13 pontos e cada um levou pouco mais de R$ 9 mil. A maior surpresa da rodada certamente foi o Goiás, que tirou pontos do Flamengo em pleno Maracanã, além da vitória do Náutico sobre o Corinthians, em São Paulo. Para este final de semana, mais uma vez partidas pelas Séries A e B.

ATENÇÃO: quatro jogos serão disputados nesta sexta-feira (2.ª divisão). Por causa disso, as apostas para este concurso terminam às 19h, pelo horário de Brasília. Boa Sorte!!!

1 – CORINTHIANS X FLAMENGO

O Flamengo vai assumir a liderança nesta rodada. Vence o Corinthians e encaminha o título. O Timão promete jogo duro, mas o Mago aposta em partida entre compadres. Coluna 2!

2 – PALMEIRAS X ATLÉTICO-MG

Para o Galo vale uma vaga à Libertadores 2010. Para o Palmeiras pode significar ainda a chance de chegar ao título, mas pode ficar sem nada. Celso Roth costuma levantar o astral do time depois de um duro golpe. Coluna 2! 

3 – ATLÉTICO-PR X BOTAFOGO

O Furacão vence e se livra de vez da possibilidade de rebaixamento. O Botafogo vai entrar na zona da morte nesta rodada. Jogando em casa, com o apoio da torcida, o Atlético fatura os três pontos. Coluna 1!

4 – BRASILIENSE X VILA NOVA

O Brasiliense tem que vencer para não depender de resultados paralelos e escapar do rebaixamento. O Vila Nova cumpre tabela. Na pobreza da Série B, o time de Goiás não deve ganhar motivação nem com “mala branca”. Coluna 1!

5 – PARANÁ X FORTALEZA

O time paranista recebe o rebaixado Fortaleza. Porém, o Paraná também está em crise; os salários estão atrasados. O time de Curitiba pode terminar o campeonato na 7.ª posição. Coluna 1!

6 – IPATINGA X VASCO DA GAMA

O jogo não vale nada para o Vasco da Gama e significa muito ao Ipatinga. O time mineiro tem que vencer para seguir na Série B. O Ipatinga despencou na tabela e acordou nas últimas rodadas quando a zona do rebaixamento se aproximou. Coluna do meio!

7 – ATLÉTICO-GO X BAHIA

Festa em Goiás! O Rubro-Negro entra em campo já garantido na Séria A de 2010. O Bahia garantiu permanência na segundona na rodada passada. Coluna 1!

8 – SÃO CAETANO X FIGUEIRENSE

O jogo não vale absolutamente nada. O Figueirense amarga a decepção de ter se aproximado do G-4 e de deixar escapar a possibilidade de classificação dentro de seu estádio. O Azulão entra em campo menos abatido. Coluna 1!

9 – DUQUE DE CAXIAS X PONTE PRETA

Mais um jogo que não vale nada. Além de um péssimo ano dentro de campo, a Macaca vê o rival voltar à Série A. O Duque de Caxias cumpriu o objetivo, que era de permanecer na 2.ª divisão. Coluna do meio!

10 – FLUMINENSE X VITÓRIA

Mesmo levando um duríssimo golpe no Equador, o Fluminense teve recepção de campeão no Rio de Janeiro e volta a focar no Brasileirão. O Vitória briga por vaga na Copa Sul-Americana do próximo ano. O time do centroavante Fred leva a melhor nesse confronto. Coluna 1! 

11 – AVAÍ X SANTOS

O Avaí cumpre tabela e o Santos quer garantir uma vaga na Sul-Americana. A torcida do clube catarinense quer fechar o ano com festa; afinal, venceu o estadual e surpreendeu na elite do futebol brasileiro. Coluna 1!

12 – CRUZEIRO X CORITIBA

A Raposa está desmotivada, apesar de ainda ter possibilidade de chegar no G-4. O Coritiba entra em campo com o objetivo de escapar da possibilidade de cair no ano do seu centenário. O Mago vai apostar no Coxa. Coluna 2!

13 – SPORT X INTERNACIONAL

Os titulares do Sport já são ruins, o que dizer dos reservas? São sete desfalques para o duelo contra o Inter. O Colorado vence e garante participação na Libertadores. Coluna 2!

14 – GOIÁS X SÃO PAULO

O Goiás já abafou a torcida do Flamengo no Maracanã, agora vai silenciar a torcida do São Paulo, que promete invadir o Serra Dourada. O tricolor paulista vai com pelo menos três desfalques. Certamente, o Goiás vai contar com a “mala branca”. Coluna 1!! 

LOTOGOL

A Lotogol corresponde aos cinco primeiros jogos da Loteca. Para ganhar é preciso acertar em cheio os placares. Mais informações podem ser obtidas no site da Caixa: www.caixa.gov.br/loterias

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Aparecem primeiros suspeitos de manipulação

26 de novembro de 2009 44

Edilson Pereira de Carvalho foi afastado do futebol por envolvimento em esquema de manipulação de jogos/Paulo Franken, Banco de Dados
Cerca de 200 jogos envolvendo clubes europeus, aparecem sob a suspeita de contaminação produzida por uma máfia que atua no ramo das apostas.

Lá, diferente do que aconteceu no Brasil, não surgiu nenhum doido querendo anular os jogos suspeitos. Pelo contrário, a UEFA, junto com as autoridades policiais de todos os países, está empenhada em identificar os fraudadores e eliminá-los do futebol. A polícia se encarregará de mandá-los para a cadeia. Neste momento, são apontados como primeiros suspeitos times da Albânia, Eslovênia, Letônia e Hungria. De acordo com a entidade que comanda o futebol na Europa, KF Tirana e KS Vilaznia (ambos da Albânia), FC Dinaburg (Letônia), NK IB Ljubljana (Eslovênia) e Honved (Hungria) estão envolvidos no escândalo.

Ninguém duvida que a Uefa e a polícia europeia identificarão os manipuladores e os meterão no fundo de cadeias. No Brasil, o árbitro envolvido no esquema de manipulação de resultados, Edilson Pereira de Carvalho, foi afastado do futebol, mas acabou nem sendo julgado pela Justiça Comum. Perderam o prazo. Em compensação, anularam 11 jogos, mexeram nos resultados e alteraram os destinos do campeonato obedecendo determinação de um iluminado presidente do STJD.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

A baixaria avança no futebol paulista

26 de novembro de 2009 10

A última vem do presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Beluzzo. Falando sobre a decisão do Brasileiro, ele saiu-se com este primor de afirmação:

- Vamos matar os bambis!

Depois, claro, garantiu que estava brincando. Há pouco tempo, durante um banquete, o presidente do Corinthians, André Sanchez, cometeu a mesma grosseria com o São Paulo. O mesmo Beluzzo está suspenso por largo período pelas manifestações indecentes que deu contra o árbitro Carlos Simon. Foi julgado e condenado. Agora, resolveu ofender os são-paulinos. E isto que se trata de um intelectual respeitado no meio acadêmico. O futebol, em algumas áreas, está se transformando em latrina social. Cada vez mais, pessoas utilizam o esporte para, travestidos de torcedores, extravasar o que de pior carregam na sua formação moral. Parecem ansiosas para se nivelar por baixo. Se pudessem, rasgariam suas gravatas e sairiam cachimbando por becos e ruelas. É incrível a vocação contida que estas pessoas têm pela marginalidade.

Postado por Wianey Carlet

Bookmark and Share

Jogador de futebol não entrega jogo

26 de novembro de 2009 47

Ricardo Duarte

Tem muita gente falando besteira, nesta reta final de campeonato. Falam que o Corinthians vai entregar o resultado para o Flamengo, que o Grêmio amolecerá para o Flamengo, etc. Entre estas manifestações, felizmente minoritárias, não se ouve uma única voz profissional. Sabem por quê? Simples: porque jogador profissional não entrega jogo. Poderá, até, haver alguma exceção, mas cabe duvidar. Quem assim se expressa, não admitiria, sequer, a insinuação de que teria tal comportamento. Mas, como se trata da honra alheira, titica nela. Um clube pode, sim, determinar a escalação de time reserva, atendendo aos interesses da agremiação. Isto pode. Porém, dirigente algum se atreveria a sugerir que os jogadores escalados, em campo, fizessem menos do que o possível para vencer.

Neste domingo e no próximo, os olhos do país inteiro estarão voltados para os jogos que decidem o título do Brasileirão. Serão dois momentos valiosos para os jogadores mostrarem o que valem. Todos pensam em contratos, novos caminhos, etc. Não perderão a oportunidade de brilhar. Em Goiânia, por exemplo, Iarley declara-se colorado e muito motivado para enfrentar o São Paulo. O ex-atacante colorado garante que este é, também, o ânimo de Fernandão e do próprio Goiás que, segundo Iarley, estaria “cansado de entregar título para o São Paulo”, como aconteceu em 2008.

Diante das manifestações dos verdadeiros artistas do espetáculo, Iarley, Mano Menezes, Andrade, Rospide, etc, não sobrevive uma única dúvida de que serão jogos eletrizantes nos quais todos buscarão a vitória, indiferentes às maliciosas considerações que brotam da periferia.

Postado por Wianey Carlet

Bookmark and Share

Duda Kroeff é apenas vítima do mercado

26 de novembro de 2009 110

Ronaldo Bernardi, Banco de Dados
Tem uma parcela ativista de gremistas que faria um favor ao clube se sossegasse por algum tempo. A pressão que estes torcedores impõe aos dirigentes em nada contribui, pelo contrário, pode levá-los a tomar decisões ditadas pelo sufoco imposto.

Duda Kroeff, como qualquer dirigente, tentar fazer as melhores contratações para o seu clube. Buscar bons profissionais é o objetivo de todos que comandam clubes de futebol. Duda queria Adilson, foi em busca deste treinador, mas o Cruzeiro ofereceu condições que comprometeriam o caixa gremista. Duda precisou recuar. Saiu atrás de Dorival Júnior sem imaginar que este treinador pediria R$ 300 mil mensais mais salários de R$ 52 mil para dois assessores. No total, o Grêmio gastaria R$ 404 mil mensais, sem contar as obrigações sociais. Duda estaria louco se aceitasse.

O nome do momento é Nelsinho Batista. Os ativistas rejeitam, ferozmente. Ora, Nelsinho é tão bom treinador como a maioria dos treinadores brasileiros. Não foi por outros motivos que o Inter foi buscá-lo, certa vez. O diabo é que Nelsinho trocou o Beira-Rio pelo Parque São Jorge acompanhado de uma frase infeliz que o marcou junto aos colorados. Mas talvez nem o Nelsinho seja viável. Ele está trabalhando no Japão e, certamente, não pediria menos do que pediu Dorival.

Quem, então?
Todas as enquetes feitas, nos últimos dias, dão ampla preferência para Marcelo Rospide. Mas peçam a quem sugere Rospide uma relação de motivos. Duvido que apresentem mais do que três: bom desempenho em alguns jogos como interino, seria barato e conhece o Grêmio. Talvez fossem suficientes se não carregasse o risco da inexperiência. Duda e seus companheiros sabem que os mesmos torcedores que hoje pedem Rospide pedirão a sua cabeça nas primeiras dificuldades do time. Neste momento, será que o jovem treinador terá maturidade emocional para suportar a pressão?

Coloquem-se no lugar de Duda Kroeff e olhem para o mercado. É fácil ficar alinhando nomes. Ontem, um torcedor ouvido na Rádio Gaúcha, “ensinava” como o Grêmio deveria fazer para trazer Paulo Paixão. Ora, o preparador físico tanto quer voltar para o Brasil que está tratando da renovação do seu contrato com o futebol russo. Ganha uma fortuna por mês e deseja continuar ganhando.

Duda é vítima do mercado. Contratar treinador é complicadíssimo. Talvez a tarefa fosse menos pesada se aliviassem um pouco o presidente gremista.

Postado por Wianey

Bookmark and Share