Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2010

Andrezinho fez a diferença

31 de janeiro de 2010 45

(Foto: Daniel Marenco.) Graças a um passe de Andrezinho, Alecsandro pode comemorar seu gol.

Não foi um Gre-Nal, como quase todos, disputado no meio do campo. Os dois treinadores mantiveram dois atacantes mas não abriram mão de jogar com três zagueiros. Como era previsível, sobrou espaço para Souza, Adilson, Sandro e Giuliano. Cada um deles desfrutou a prerrogativa de carregar a bola do seu campo defensivo até a intermediária adversária onde, de parte a parte, as iniciativas eram, invariavelmente, contidas.

Os atacantes disputaram o troféu ineficiência. Jonas e Borges, bem marcados, pouco conseguiam fazer. Alecsandro e Taison não produziam melhor. Até que Fossati decidiu colocar no jogo o predestinado Andrezinho, o homem dos gols decisivos marcados no acaso de tantos jogos. Nasceu de uma tentativa de bola alongada para o ataque o gol da vitória colorada. Andrezinho lançou, a bola parou na nuca de Edu e sobrou para Alecsandro. Passe involuntário, desfecho calculado. Alecsandro, que nada fizera até aquele momento, marcando o gol ganhou a condição de herói do clássico.

Enquanto o jogo esteve empatado, Silas e Fossati tentaram alterar as tendências fazendo substituições. Bruno Silva no lugar de Nei se impunha pela performance opaca do lateral-direito colorado. Edu entrou e saiu Taison, que jogava melhor do que Alecsandro e, mesmo assim foi mantido. Sorte de Jorge Fossati, ventura do Inter. Silas não ficou indiferente, no banco de reservas. Substituiu Jonas, o goleador do time, por Hugo. Não melhorou. Trocou Adilson por Mailson e este quase empatou, no último segundo. Fernando por Souza não fez diferença. 

O Inter venceu o primeiro Gre-Nal do ano. O resultado ajuda Fossati mas não deve atrapalhar Silas. O ano recém está começando. Ah, ninguém jogou mais do que Sandro. Ele foi o craque do Gre-Nal.

Bookmark and Share

Vermelhos são mais experientes do que azuis

29 de janeiro de 2010 11

Montagem de fotos de Jefferson Botega e Daniel Marenco

A idade de um jogador pode ser irrelevante se ela ainda não indica decadência física. Mas, chega sempre o momento em que o peso dos anos se impõe. O Gre-Nal das idades, considerando as prováveis escalações de cada equipe, apresenta o seguinte quadro:

INTER – Lauro (29), Índio (34), Bolívar (29), Fabiano Eller (32), Nei (24), Sandro (20), Guiñazu (31), Giuliano (19), Kleber (29), Taison (22), Alecsandro (29). MÉDIA: 27 anos.

GRÊMIO – Victor (27), Mario Fernandes (19), Maurício (21), Rafael Marques (26), Joilson (30), Adilson (23), Souza (31), Hugo (29), Fábio Santos (24), Jonas (25) e Borges (29). MÉDIA: 25, 8 anos.

DEFESA – No sistema defensivo, verifica-se significativa diferença em favor do Grêmio. Enquanto o Internacional apresenta uma média de idade de 29,5 anos, no Grêmio existe mais juventude: 24,5 anos. Considere-se sistema defensivo o goleiro, zagueiros e alas.

MEIO – Neste setor, o Inter é bem mais jovem do que o Grêmio. Sua média de idade: 23,3 anos. No Grêmio, esta média sobe para 27,7 anos.

ATAQUE – No setor ofensivo, Taison puxa a média para baixo e o Inter fica com uma média de idade de 25,5 anos. A média do ataque gremista é mais alta: 27 anos.

EXTREMOS – Entre os jogadores que devem começar o Gre-Nal, Índio é o jogador mais experiente: 34 anos. O jogador mais jovem e, teoricamente, de menor experiência, é Mario Fernandes, com 19 anos.

Em um clássico em que a competitividade se impõe, até mesmo, às condições técnicas de cada jogador, a idade pode significar importante influência, mais ainda se o jogo for disputado sob intenso calor, como deverá ser o caso de Erechim.

Bookmark and Share

Falta marcação ao time do Grêmio

29 de janeiro de 2010 15

Foto: Fernando Gomes

Se uma equipe sofre muitos gols, a culpa é da defesa? A resposta é quase óbvia: não, obrigatoriamente. Em alguns casos, o sistema defensivo é apenas vítima de um desarranjo funcional. O Grêmio vem levando gols em todos os jogos do Gauchão. Não deveria, considerando a desigualdade técnica que o favorece na comparação com os seus adversários. Mesmo assim, o time gremista tem buscado a bola nas suas redes em todas as partidas. Pior, sofre gols antes de fazê-los, o que obrigado o time a dobrar esforços para buscar recuperação. Por que acontece?

Ainda que a linha de defensores do Grêmio não seja a melhor do mundo, é qualificada o suficiente para enfrentar os atacantes do Interior. A explicação, provavelmente, começa mais na frente. No futebol que hoje se joga, só não se exige marcação por parte do goleiro. Todos os demais integrantes de um time devem, mais ou menos, participar do esforço de contenção. É aí, parece-me, que começam os problemas do Grêmio. Se Jonas é um jogador que apresenta alta taxa de participação, não se verifica mesma disposição nos articuladores ofensivos, Souza e Hugo. Souza corre muito mas desarma pouco, quase nada. E Hugo, menos ainda. Como volantes, laterais e até zagueiros costumam avançar, eventualmente, verifica-se que apenas os volantes gremistas tentam, sozinhos, conter os adversários. É pouco. Por aí se explicam as vulnerabilidades defensivas que o time vem apresentando.

Bookmark and Share

Silas: no clássico, quem decide é o coração

29 de janeiro de 2010 14


Foto: Flávio Neves, DC, Banco de Dados – 27/11/2009

Depois de revelar que escolheu o esquema tático do Grêmio levando em conta a proposta do Santa Cruz, Silas abriu espaço para que se especule que só definirá a estratégia do Grêmio quando souber o que pretende fazer Jorge Fossati. Se o treinador gremista só armou o seu time após saber o que faria o técnico do Santa Cruz, com muito mais razões esperará pelo Inter para decidir o que fará.

Há, entretanto, uma diferença substancial entre as duas situações. Em Santa Cruz, Silas escalou três zagueiros para ficar igual ao adversário e ganhar pela qualidade superior das individualidades do seu time. Não será o caso do Gre-Nal. Grêmio e Inter, comparadas as individualidades, se equivalem, é o mínimo que se pode dizer em momento de precoces avaliações. Imagina-se, então, que Silas não apostará em superioridade técnica do Grêmio tanto quanto deve-se pensar que o treinador do Grêmio deseja vencer e não, apenas, empatar.

Então, o que Silas deveria fazer, considerando que o Inter esteja definido com três zagueiros? Existe uma regra geral que poderia ser aplicada: se são equipes de mesma força, tentar ganhar o meio-de-campo, impor-se no setor mais importante e decisivo de um time, poderia ser objetivo de Silas. Como? Povoando o setor, simplesmente.

Se Fossati vai de 3-5-2, esquema tático que significa, quase sempre, apenas três meio-campistas, Silas poderia escalar o Grêmio no 4-4-2 e estabelecer superioridade numérica no meio. Trata-se de uma teoria, admito, mas em que se apóiam treinadores para formular estratégias antes de um clássico?

Impor-se, técnica e taticamente, sempre aumenta as possibilidades de vitória. Mas, tratando-se de Gre-Nal, o que vai pesar mesmo é a disposição emocional das equipes. Vale considerar a frase de Silas, após a rodada de quarta-feira:

- Em Gre-Nal, quem decide é o coração.

Bookmark and Share

Mago aposta em vitória colorada no Gre-Nal

29 de janeiro de 2010 6

MAGO DA BOLA
Paulo Ledur

A Loteca acumulou pela segunda vez consecutiva. É notável que não são apenas os jogadores que estão sem ritmo nesta largada de temporada; os apostadores e o próprio Mago não arrancaram bem. Para este final de semana, o prêmio estimado pela Caixa é de R$ 700 mil para quem acertar os 14 jogos. No último concurso, apenas 6 apostadores fizeram 13 pontos e cada um levou pouco mais de R$ 8 mil. Como vocês podem conferir abaixo, o concurso está complicadíssimo! Há clássicos em várias regiões do Brasil. Boa sorte!!!  

1 – CORINTHIANS X PALMEIRAS

Ronaldo Fenômeno é o grande desfalque do clássico. As duas equipes estão gatinhando no Paulistão. Os dois ainda não perderam, mas também não convenceram. Tiveram dois empates cada um com times medianos. Ambos os times parecem estar no mesmo nível técnico. O Mago aposta num empate. Coluna do meio!

2 – FLUMINENSE X FLAMENGO

Os dois começaram de forma arrasadora no estadual. Ganharam os 4 jogos que disputaram e marcaram 11 gols cada; o Fluminense não sofreu nenhum, já o Flamengo levou 6. O Mago acredita que o Fluminense esteja pronto e que o Flamengo ainda está em fase de preparação do time para a Libertadores. Coluna 1!!

3 – CEARÁ X FORTALEZA

O Ceará chegou na Série A do futebol brasileiro, mas está decepcionando neste início de ano. Perdeu 4 dos 6 jogos que disputou na competição regional. E para complicar a vida do time do técnico Renê Simões, o Fortaleza é o vice-líder. Na última semana, o Mago apostou no Ceará e não teve retorno. Coluna 2!!

4 – GOIÁS X VILA NOVA
Goiás é, no momento, o pior dos 20 clubes da 1.ª divisão. O time de Fernandão é o lanterna no Goiano. O técnico Jorginho, ex-Palmeiras, fará sua estréia justamente no clássico. O Vila Nova é um velho freguês do Goiás! O Mago aposta mais uma vez na recuperação do clube esmeraldino. Coluna 1!

5 – GAMA X BRASILIENSE
Nem sempre clássico é sinônimo de jogão; aqui vai um exemplo! O Gama soma 8 pontos em 4 jogos, ainda não perdeu. O Brasiliense tem 5 pontos em 4 partidas, já perdeu e tropeçou contra times ainda mais modestos. Para que os apostadores tenham uma idéia do nível do campeonato, o líder é o Atlético Ceilandense. Coluna 1!


6 – SERTÃOZINHO X SÃO PAULO
Depois do péssimo início, o São Paulo começa a embalar. Já o Sertãozinho, coitadinho, vai jogar em 2011 em outra divisãozinha. Coluna 2!

7 – CIANORTE X PARANÁ
Os dois times somam 6 pontos cada, mas o Cianorte tem um jogo a mais. O Paraná está nivelando por baixo, não vai fazer frente no estadual com Coritiba e Furacão. Coluna do meio!

8 – FRIBURGUENSE X VASCO DA GAMA
O Vascão também começou arrasador no regional; são 4 vitórias em 4 jogos, com direito a goleada sobre o Fogão. O Friburguense tem apenas 4 pontinhos e também será derrotado pelo time do Dodô. Mas, mesmo assim, o Mago também recomendaria uma aposta dupla, quem sabe um empate?! Coluna 2 e coluna do meio!

9 – IPATINGA X CRUZEIRO
O Cruzeiro encarou no meio da semana a pré-Libertadores. Mais difícil que o jogo, foi encarar o calorão boliviano, a altitude, a estrada perigoso, a noite mal dormida e o vôo atrasado. Adilson Batista deve preservar vários jogadores para este confronto. Até o fechamento desta coluna não havia maiores detalhes sobre o possível mistão da Raposa. Já o Ipatinga, perdeu o único que disputou no Campeonato Mineiro; derrota de 1 X 0 para o Tupi. Coluna do meio!

10 – AMERICANO X VOLTA REDONDA
É um jogo complicado para os apostadores. O Americano perdeu todos as partidas (4) e o Volta Redonda soma apenas 4 pontos. O Mago vai dar uma colher de chá para o Americano. Coluna 1!

11 – PORTO X SANTA CRUZ / PE
O Santa tem uma torcida fantástica, mas um time fantasma! No momento, o Santa Cruz é o 4.º colocado (soma 10 pontos em 15 disputados). O Porto é apenas o 10.º, está na beira da zona do rebaixamento, com 4 pontos. O Mago vai creditar mais um pontinho na conta de ambos. Coluna do meio!

12 – CRAC X ATLÉTICO / GO
Os dois estão invictos e venceram o Goiás na largada do campeonato. O Crack é líder com 10 pontos e o Atlético é vice com 8. Crack é craque, não adianta! Coluna 1!

13 – FLUMINENSE / BA X VITÓRIA
O Vitória já perdeu no Estadual, mas, mesmo assim, é líder e venceu o rival. O Fluminense também perdeu um jogo; no entanto, empatou outros dois. Não será fácil o jogo para o Leão. O Mago vai apostar num empate. Coluna no meio!

14 – INTERNACIONAL X GRÊMIO
Para fechar o concurso com chave de ouro: GRE-NAL! O Grêmio parece inseguro e o Inter deu apenas uma pequena amostragem. Lembrando que o time é praticamente o mesmo do ano passado, o que facilita no entrosamento. O Grêmio melhorou demais na qualidade do time, porém falta conjunto. O Colorado não levou gol do Juventude, mas mostrou problemas na defesa, o que também ocorre no time tricolor. Coluna 1! 

LOTOGOL
A Lotogol corresponde aos 5 primeiros jogos da Loteca. Para ganhar é preciso acertar em cheio os placares. Mais informações podem ser obtidas no site da Caixa: www.caixa.gov.br/loterias

Bookmark and Share

Caminhada pela paz no futebol

28 de janeiro de 2010 14

Foto: Genaro Joner

A iniciativa é de dois torcedores da Dupla: Lisandro e Fernando: uma caminhada entre Olímpico e Beira-Rio juntando gremistas e colorados. A idéia pegou tamanho e o evento acontecerá neste domingo, às 11hs, saindo do Olímpico e seguindo até o Beira-Rio. Os organizadores imaginam que os torcedores levarão chimarrão e a caravana será formada por famílias. Acho que nunca houve nada parecido, no futebol gaúcho. Centenas de pessoas já garantiram presença nesta marcha.

Vai ser bonito ver gremistas e colorados, vestindo as cores dos seus clubes, caminhando, tomando chimarrão e proseando. Se vocês, torcenauta, puder, participe. A voz dos baderneiros é mais ouvida porque a imensa maioria ordeira silencia. Está na hora de acabar com a ditadura desta minoria bagunceira. A turma do bem é maior e só não se impõe pela omissão.

Bookmark and Share

Kleber Pereira pode melhorar ataque colorado

28 de janeiro de 2010 25

Desde que foi anunciada a contratação de Kléber Pereira, muitos colorados estão manifestando inconformidade com a vinda deste centroavante. Exageram, embora sejam compreensíveis as suas dúvidas considerando que Kleber Pereira não cumpriu uma boa temporada, em 2009. Um ano antes, porém, o atacante consagrou-se como artilheiro do Campeonato Brasileiro. A explicação, talvez, esteja no time do Santos, que piorou muito na temporada passada. Quando um time é fraco, duas posições afundam primeiro: goleiro e centroavante. Acho que, em 2009, Kleber Pereira foi vitimado pela ruindade da sua equipe.

Foto: Nelson Antoine, AE

O jogador já é veterano, tem 34 anos. Mas, se ainda conservar boa capacidade atlética e o time colorado ajudar, acabará desbancando Alecsandro. À propósito, poderiam jogar juntos Kleber e Alecsandro? Acho que sim. Alecsandro, faz tempo, desistiu da área adversária. Prefere recuar, vir ao encontro do jogo. Deixa aberto bom espaço no ataque para Kleber Pereira se posicionar. Penso, entretanto, que ambos disputarão posição e se Alecsandro não melhorar sua produtividade, acabará perdendo a posição. Uma sombra, às vezes, consegue milagres.

Bookmark and Share

O estranho silêncio de Jonas

28 de janeiro de 2010 15

Foto: Jefferson Botega

E o Grêmio continua esperando que Jonas diga se aceita a proposta do clube e renova o seu contrato. Há 10 dias que o Grêmio espera e o atacante não se manifesta. Por enquanto, sabe-se o que os dirigentes dizem: que Jonas adorou a proposta, que não haverá problema para a renovação, etc. Mas, por que Jonas não coloca o seu jamegão no papel?

Como o jogador não fala, cabe apenas especular: ou Jonas, que poderá assinar pré-contrato com outro clube dentro de seis meses, pesa a conveniência de renovar ou esperar um ano para ser dono exclusivo do seu “passe” ou está pensando em ampliar seus ganhos futuros, aumentando a sua participação em uma futura transação. Enquanto não responde, vai empilhando gols e robustecendo os seus argumentos. Cada vez que Jonas balança as redes adversárias, o Grêmio pensa se não terá que pagar mais pela alegria daquele momento.

Bookmark and Share

Goleada colorada foi enganosa

28 de janeiro de 2010 47

Muitos colorados, entrevistados pela rádio Gaúcha após o jogo contra o Juventude, levantaram restrições ao seu time e alguns jogadores, apesar da goleada obtida pelo Internacional. Já existe a consciência de que Gauchão é competição “engana-bobo” e é saudável olhar além do resultado.

Foto: Daniel Marenco

O Juventude é da terceira divisão e está tão desmerecido que o Inter nem precisou jogar bem para golear. É aí que mora o perigo. Jorge Fossati manifestava encantamento pela atuação do seu time. Se pensava em prestigiar os seus jogadores, nada de errado. Mas, se a sua satisfação foi provocada pelo desempenho da equipe, impõe-se que os colorados comecem a se preocupar.

Bookmark and Share

Inacreditável! O Santa Cruz escalou o Grêmio

28 de janeiro de 2010 41

Foto: Jefferson Botega

Estou espantado com a declaração de Silas, justificando a adoção de última hora do sistema com três zagueiros. Juro que pensei ter ouvido mal, quem sabe um ruído na transmissão da Gaúcha, bem na hora em que o treinador do Grêmio informava que escolhera o 3-5-2 para ficar igual ao Santa Cruz e tentar vencer pela qualidade superior das individualidades gremistas. Se o adversário tivesse o tamanho do Grêmio, ainda se poderia emprestar alguma consideração à estratégia de Silas, mas o Santa Cruz?

O treinador do Grêmio parece pertencer aquele grupo de profissionais que, antes de olhar para o seu time, fixa atenção no adversário. No Gauchão, salvo exceções como o Gre-Nal, o Grêmio precisa entrar em campo decidido a se impor ao adversário. Não é admissível que Silas faça as suas escolhas, sempre, em função do adversário. No caso de Santa Cruz, é quase impossível medir a dimensão das diferenças entre as duas equipes. O Santa Cruz, sim, deveria se organizar pensando no Grêmio e nunca o contrário.

Bookmark and Share

Robinho e Anderson são modelos de ingratidão

27 de janeiro de 2010 48

Fotos: Lindsey Parnaby e Estela Silva, EFE

Robinho resolveu dar um passeio de seis meses pela Vila Belmiro. O Santos está disposto a pagar o que o “pedalador” exige para tê-lo por este curto período. Qual será a motivação de Robinho, sabendo que após este tempo voltará para o Manchester City?

Anderson, que já foi chamado de AnderShow pela torcida gremista, fez beicinho por não ter sido relacionado para um jogo e resolveu desaparecer. Enquanto o Manchester United treinava, Anderson andava em lugar incerto e não sabido.

Robinho e Anderson são dois típicos produtos do futebol brasileiro. Saídos de favelas, ficaram ricos graças às suas inegáveis qualidades técnicas. Todos os meses, acrescentam uma pequena fortuna aos seus já robustos patrimônios. Deveria, todas as manhãs, ajoelhar-se sobre cacos de vidros, erguer os braços para os céus e agradecer a Deus pelos privilégios naturais recebidos. Entretanto, preferem colocar-se como intocáveis semideuses e, em vez de justificar o que ganham, posam de ofendidos e não cumprem as tarefas pelas quais foram contratados.

Deus dá nozes para desdentados.

Bookmark and Share

Inter gastou para manter. Quer agora melhorar

27 de janeiro de 2010 19

Fernando Carvalho tinha a expectativa de renovar o contrato de Ramon e resolver a carência da lateral-esquerda. Faltaria, apenas, um atacante. Como Ramon se nega a permanecer no Beira-Rio, a lacuna permaneceu aberta. Agora, as necessidades são duas: lateral e atacante, sendo que este não deverá barrar o aproveitamento de Leandro Damião e Walter, jovens que tem a confiança absoluta de Carvalho.

Foto: Valdir Friolin

O dirigente colorado lembra que o Inter investiu pesado para manter Giuliano e Andrezinho. Para ficar com os dois meias, o clube investiu cinco milhões de euros. Não é pouco dinheiro. Entretanto, não houve acréscimo de qualidade, embora pudessem ser perdas quase irreparáveis. O Inter está gastando, sim, reitera Fernando Carvalho. Entretanto, terá que gastar ainda mais. Se não suprir as carências do time, até o dinheiro que gastou poderá sumir pelo ralo do insucesso.

Bookmark and Share

Lula lança bolsas Copa e Olímpica, antes das eleições

27 de janeiro de 2010 17

Foto: Jefferson Botega

Em ano eleitoral vale tudo, até aumentar a produção de “bolsas”. O Presidente Lula lançou, esta semana, mais dois modelitos: a Bolsa Copa e a Bolsa Olímpica, destinadas a remunerar os policiais que trabalharão na Copa de 2014 e na Olimpíada de 2016. O que poderia ser, apenas, um prêmio para os mal remunerados policiais brasileiros, acabará provocando uma disputa interna, nas corporações militares. Apenas uma fração das tropas será atingida pelo benefício. Pepino espinhento para os comandantes, que terão que escolher os privilegiados. E quem não for escolhido? Acrescente-se, ainda, que durante os dois eventos, as ações de segurança envolverão, praticamente, todos os policiais militares, principalmente nos Jogos Olímpicos que se realizarão em uma única cidade: Rio de Janeiro.

Perguntinha um: policial que não for escolhido para receber uma das bolsas, poderá se negar a participar de ações de segurança, durante a realização das duas competições?

Respostinha um: recebendo bolsa ou não, o policial terá que cumprir as ordens que receber.

Perguntinha dois: se a Copa será realizada em 2014 e a Olimpíada em 2016, por que o benefício das duas bolsas começará a ser pago já, na metade de 2010?

Respostinha dois: porque 2010 é ano eleitoral, ora, ora!

Bookmark and Share

No Inter, cresce oposição à direção remunerada

27 de janeiro de 2010 16

Foto: Mauro Vieira, Banco de Dados

O primeiro conselheiro colorado a manifestar contrariedade com a proposta que visa remunerar, também, o presidente e o vice de futebol, a partir de 2013, foi Ibsen Pinheiro. Considere-se, pois importa, que o Ibsen integra a mesma corrente política do vice-presidente Pedro Afatato, autor da ideia. A rejeição foi oficializada, agora, por outra facção política, como confirma esta correspondência, enviada para o blog:

“Ilustre jornalista: a propósito de notícia publicada em  tua respeitável coluna sobre projeto que está sendo  gestado no Inter visando aprovar remuneração a Diretores do Clube, o movimento oposicionista MaisInter, pequeno é verdade, reuniu-se nesta última segunda feira, e, à unanimidade de seus membros, decidiu que os seus Conselheiros votarão contra da tal medida, se a mesma efetivar-se, como, sobremaneira, farão campanha nesse sentido. O amor ao Clube e a paixão que nos move não abrem espaço para remuneração. Amor remunerado, tem outro nome.

Com especial e respeitosa atenção,

João Nascimento – OAB-RS nº 8.591 – Membro do Mais Inter”.

Este blogueiro não consegue firmar posição sobre o assunto. São mais fartos os argumentos contra a remuneração mas é difícil exigir que pessoas dediquem grande parte do seu tempo à difícil tarefa de administrar grandes orçamentos e notórias dificuldades. A saída seria contratar profissionais habilitados para gerir o clube. O diabo é que a cultura brasileira nos clubes de futebol privilegia, apenas, o comando político da entidade. Presidente algum delega prerrogativas limitadas. Daí vem a sobrecarga de trabalho.  Assunto exige ampla discussão. E, plagiando o Fórum Social Mundial, um modelo diferente é possível. Cabe a dirigentes, conselheiros e sócios encontrar este novo caminho.

Bookmark and Share

Douglas nega preferência por noitadas

27 de janeiro de 2010 12

Chegou o titular da camisa 10 gremista, assim Douglas está sendo visto, no Olímpico. Silas chegou a projetar disputa de posição entre Hugo e Douglas, talvez tenha se equivocado. Hugo é meia com vocação ofensiva, gosta de aparecer no ataque e arrematar contra o gol adversário. Douglas tem outra preferência: dá-lhe mais prazer prestar assistência para um gol do que ser o autor da conclusão. Talvez seja mais adequado imaginá-lo disputando posição com Souza. Nada, entretanto, que importe mais do que o fato de que o Grêmio trouxe um jogador de muitos predicados, que qualificará o seu meio-campo. Aos poucos todos vão percebendo, inclusive os jogadores, que não haverá lugar para todos no time gremista.

Foto: Valdir Friolin

Douglas desembarcou no Salgado Filho garantindo que está pronto para estrear no Gre-Nal. Estava jogando e, portanto, sua forma física é boa. Restam as condições legais.

Não exagera quem pensa que Douglas chega para ser titular. É possível, sim. Porém, não é bom que o jogador, já na sua chegada, tivesse que desmentir boatos de que a sua vida pessoal é pouco regrada. Geralmente, onde tem fumaça, tem fogo.

Bookmark and Share