Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de março 2010

Quem quer Gre-Nal na próxima fase?

31 de março de 2010 38

No próximo domingo, toda a rodada da Taça Fabio Koff será realizada no mesmo horário: 16 horas. A explicação está no fato de que os últimos jogos desta fase do Gauchão apurarão quem se classifica para as quartas-de-final. Tem razoáveis possibilidades de acontecer um Gre-Nal, na semana que vem. Vai depender, basicamente, do resultado do jogo do Inter combinado com outros resultados. Assim, sem pensar muito, cabe perguntar:

Quem quer Gre-Nal na próxima fase: Gremistas? Colorados? Ambos? Ninguém?

Bookmark and Share

Dívidas forçarão Grêmio a vender seus craques

31 de março de 2010 30

Está noticiado que o Porto e a Inter de Milão estariam interessados nas contratações do goleiro Victor e do zagueiro Mário Fernandes. A torcida gremista perde cabelo só em pensar nesta possibilidade. Entretanto, o quadro financeiro do clube sugere que não restará outra saída que não seja fazer caixa com as melhores ofertas possíveis. Uma auditoria acaba de constatar que a situação financeira do Grêmio é preocupante. As dívidas de curto prazo estariam em torno de R$ 50 milhões. Aonde buscar tanto dinheiro? Só existe uma saída, a mesma que vem servindo a todos os clubes brasileiros: vender seus melhores jogadores. Se estes negócios forem inevitáveis, cabe ao Grêmio já ir providenciando as substituições. Nem é preciso esperar por propostas concretas. Se o clube acha que precisará vender Victor e Mario Fernandes, eles serão vendidos.

Bookmark and Share

Fábio Koff enfrenta o poder da CBF

31 de março de 2010 9

Este blogueiro soube por fontes próximas a Ricardo Teixeira que o presidente da CBF já admite que “entrou em uma fria” apoiando ostensivamente Cléber Leite que é pré-candidato à sucessão de Fábio Koff, na presidência do Clube dos 13. É conhecido o fato de Leite e Teixeira foram e ainda são sócios em empreendimentos no futebol. Sendo assim, a intromissão da CBF nas eleições de uma entidade privada parece eivada de interesses privados. Mas, tudo indica que não passará de uma tentativa destinada a fracassar. Koff contabiliza o apoio de, pelo menos, 14 dos 20 eleitores que escolherão o próximo presidente do C-13. Estranhamente, Ricardo Teixeira está prometendo liberar para os clubes a organização do Brasileirão, desde que Cléber Leite seja eleito. Não me atrevo a especular sobre as intenções mas que elas não parecem saudáveis para os clubes, parece sim. Se a CBF quer repassar a organização da competição, deveria fazê-lo com qualquer presidente que fosse escolhido pelos clubes. Vem briga feia por aí.

Bookmark and Share

Por que o Grêmio tem menos sócios que o Inter?

31 de março de 2010 181

Cesar Pacheco é um criativo e atuante vice-presidente de Marketing. O Exército Gremista foi uma bonita e bem sucedida iniciativa do seu departamento, entre tantas outras. Entretanto, resta aberta uma questão: Grêmio e Inter são instituições de grandeza semelhante, suas sedes estão distantes uma da outra uns três quilômetros e o Grêmio, segundo pesquisas feitas nos últimos anos, conta com um número superior de torcedores em relação ao seu maior rival. Mesmo assim, o Inter contabiliza mais de 100 mil sócios enquanto o Grêmio estacionou em torno de 55 mil associados. Alguém conhece a explicação, que não seja a feia mania de duvidar do adversário?

Bookmark and Share

Por faixa, colorados madrugam no Beira-Rio

31 de março de 2010 20

Este blog anunciou, ontem, que uma faixa gigantesca seria confeccionada, durante a noite passada, por torcedores colorados, contendo a seguinte mensagem: LUTEM POR NÓS PORQUE ESTAMOS CANTANDO POR VOCÊS. Dirigida aos jogadores do Inter, claro. Aí está o trabalho da gurizada e o breve recado de um dos líderes da ação:

Bookmark and Share

Colorado de fé conclama colorados

30 de março de 2010 39

Este blog reproduz, abaixo, e-mail enviado por um torcenauta colorado, dirigido a todos os colorados:

Prezado torcedor colorado,

Quarta-feira é o  “nosso Dia D”, o nosso time precisa mais do que nunca do seu grito e do seu apoio. Sei que é difícil ver o time perder, jogar mal, as coisas estarem ruins, eu sei, também sou torcedor assim como você, mas tenho consciência de que meu time precisa do nosso grito, do nosso apoio, os 90 minutos, e não de vaias. Deixe isso para o portão 8, como era antigamente. Ha dois anos atrás protestamos e brigamos por melhoras, no portão 8 e, se não me engano, deu resultado. No mesmo ano, ganhamos a Sul-Americana.

Pois bem, não vá ao estádio quarta-feira se for com o pensamento de que tudo está perdido, que não existe mais o sonho do Bi da Libertadores , pois eu acredito, acredito que com o nosso, o teu, o meu apoio, o Internacional se torna um time forte, uma equipe que impõem medo ao adversário, pois a torcida faz o estádio pulsar com seu grito. Por isso, venho pedir como um torcedor apreensivo e com medo de perder o titulo que mais vale para os times brasileiros dentro da nossa casa, dentro da minha casa , NÃO, AQUI NA MINHA CASA NÃO!, por que sou gaúcho, bravo e guerreiro.        

COLORADO, APOIE O INTER OS 90 MINUTOS, sei que é difícil mas tente. O nosso time precisa de nós.

Inter, Inter querido, para cima deles, O BEIRA-RIO ESTÁ CONTIGO !!”.

Bookmark and Share

Inter poderia facilitar a própria derrota

30 de março de 2010 28

Foto: Juan Barbosa

No Beira-Rio, admite-se que o Gauchão atrapalha a Libertadores. Ninguém precisa dizer, basta que se leve em conta as escalações reservas utilizadas e os resultados obtidos. Ano passado, foi assim, também, com o Grêmio. Acho que a Dupla, na verdade, exagera quando não coloca os titulares em campo por medo de lesões e cansaço. Acaba comprometendo a participação no Gauchão e a formação e afinação dos seus times. Mas, esta discussão não é para o momento. 

Os resultados da segunda-feira determinaram que o Inter, se quiser chegar às quartas-de-final da Copa Fábio Koff, deverá vencer a Universidade. Mas, antes de domingo, haverá o jogo contra o Cerro, amanhã. Se o Inter vencer, passará a liderar o seu grupo com a responsabilidade de manter a posição. Se perder, terá que dobrar esforços para seguir em frente, na Libertadores. Conclusão: com qualquer resultado, amanhã, o Inter terá que se concentrar na Libertadores. E, como o Gauchão é considerado um estorvo, a solução está ao alcance do Inter: basta perder para a Universidade e cair fora do certame estadual. Assim, poderá centrar foco, apenas, na Libertadores.

Bookmark and Share

Grêmio guarda arma mortífera para Gre-Nal

30 de março de 2010 38

Foto: Tatiana Lopes

Se houver Gre-Nal na próxima semana, é certo que o Grêmio contará com o seu goleador e uma das melhores contratações da temporada: Borges. Sua recuperação é tão boa, que Luiz Onofre Meira, Assessor de Futebol, queria vê-lo em campo já no próximo domingo. O entusiasmo do dirigente, entretanto, terá que ser contido. O preparador físico, Paulo Paixão, não quer correr risco algum de que Borges possa sentir a lesão a dobrar o tempo de afastamento. Assim, o centroavante ficará guardado para o dia quatro de abril. Se houver Gre-Nal, será mais uma arma mortífera a ser enfrentada pelo Inter.

Bookmark and Share

Mutirão colorado por faixa gigante

30 de março de 2010 37

Foto: Mauro Vieira

Está rolando na Internet, a seguinte conclamação:

Bom dia Wianey.
Só para constar. Faixa no Beira Rio, amanha:

FAIXA – Lutem por nós, porque estamos cantando por voces

Seguinte pessoal, o rapaz (VINI SC) que deu a sugestão desta faixa procurou a Guarda Popular, e eles aceitaram a sugestão e vão providenciar a faixa num mutirão que se iniciará amanhã às 21:00hs nas imediações do Portão 7 e não tem hora pra acabar, se precisar vão amanhecer pintando a faixa que promete ser bem grande.

É preciso agregar toda torcida em prol dum acontecimento maior que quaisquer outras coisas, em prol duma partida que vale a vida pra muita gente, todas vezes que a torcida colorada foi chamada, como vem sendo chamada agora, seja por dirigentes, por jogadores, por torcidas organizadas ou não, sempre, sempre mesmo, atenderam.

Eles vão levar o pintor da barra (Celopax) pra riscar as letras no pano … temos o pintor tintas e o pano. 

Não temos rolinhos e pincel (bem barato em qualquer ferragem/supermercado) dá pra cada um levar o seu, precisamos da mão de obra e da mostra de mobilização do povo colorado, vai lá colorado, leva teu filho, pinta um pedaço da letra da faixa e registra este teu momento da forma que bem quiser, seja filmando, fotografando … temos que continuar sendo o clube feito pelo seu povo !!!

Não te mixa, vai lá e ajuda, é uma idéia recebida da tua comunidade, acatada pelos teus companheiros colorados !!!”.

Aí está uma iniciativa bonita, grandiosa e pacífica. Assim deve ser, sempre, o torcedor: um aliado fiel do seu clube. Parabéns, moçada.

Bookmark and Share

O Inter está pronto para vencer o Cerro

30 de março de 2010 18

Foto: Arivaldo Chaves

Ainda que as últimas performances do Inter recomendem extrema cautela em qualquer projeção otimista para o jogo contra o Cerro, será enorme a minha perplexidade se o time de Fossati não deixar o gramado com uma vitória. O Inter está longe de ter um time confiável mas o tamanho da sua real capacidade também está distante da realidade. O Inter é muito melhor do que está parecendo ser. Vai ganhar no grito da torcida, no sufoco, na correria. Mas, vai ganhar, igualmente, na qualidade dos seus jogadores. O Inter começou a vencer logo após a derrota em Caxias do Sul, quando Fernando Carvalho reuniu os jogadores e deflagrou o processo de mobilização. A semana começou com atos internos voltados para despertar a força de superação dos jogadores. O local da concentração foi alterada, semana passada. Acreditem, foi uma decisão importante. O tempo de concentração para o jogo de amanhã, também sofreu mudança. Em vez de reunir o grupo na véspera do jogo, a direção do Inter antecipou a reclusão em 24 horas. 

O Cerro é um bom time, acreditem. Defende-se bem e ataca em alta velocidade, virtudes essenciais para quem decide fora de casa. O Inter, entretanto, estará focado como ainda não esteve, este ano. Todos empregarão o máximo da sua energia e talento. Repito: para este blogueiro, será uma enorme surpresa se o Inter não faturar três pontos e for dormir como líder do seu grupo. O Colorado está preparado para vencer.

Bookmark and Share

O Inter pode, sim, derrotar o Cerro

29 de março de 2010 39

Dentro de 48 horas o Inter estará em campo para cumprir uma tarefa complicadíssima: derrotar o Cerro e seguir em frente na Libertadores da América. A lembrança do jogo realizado em Rivera é preocupante. O Cerro mostrou surpreendente qualificação, tanto como equipe como em individualidades. Os dois times voltam a se enfrentar em momentos opostos. O Cerro está em crescimento, derrotou o Nacional, no fim de semana, e vem para este jogo, no Beira-Rio, com a sua autoconfiança inflada. Sobre o momento do Inter, nem é preciso falar.

Comentei o jogo de Rivera e destaquei, na ocasião, quatro jogadores do Cerro: Pablo Melo, zagueiro, Pablo Caballero, meio-campista, e os dois atacantes. Acho que disputariam posição no Inter com grande chance de vencer seus concorrentes.

O Inter não foi pior do que o Cerro, mas também não conseguiu se impor. No Beira-Rio, diante da sua torcida, o Inter terá amplas possibilidades de, com superação, derrotar o Cerro. Mas, terá que suar sangue. Jogar como ainda não jogou, este ano.

Bookmark and Share

Uma corda na cintura de Guiñazu

29 de março de 2010 35

Reitero a admiração que já expressei, mil vezes, por Guiñazu. Duvido que existam muitos volantes que interrompem tantos ataques do adversário, como este argentino. Se corre muito é porque tem excepcionais condições físicas. O problema é que, presentemente, está correndo errado. Gastando pólvora com chimango, como diziam os maragatos, acho.

Fossati deveria amarrar a ponta de uma corda na cintura de Guiñazu e a outra ponta na goleira de Abbondanzieri. O comprimento deveria permitir que o volante alcançasse, no máximo, a risca que divide o campo. Guiñazu estaria, assim, impedido de ingressar no campo adversário. Depois desta providência, confiar-lhe duas tarefas: ser o volante fixo, diante dos zagueiros, e o guardião permanente das costas de Kleber. Este, diferente de Guiñazu, deveria ser orientado a jogar do meio-campo para a frente e para o meio. Nas suas subidas, Guiñazu, seria a cobertura do lateral.

Para completar o meio-campo, Giuliano e Sandro (Wilson Mathias) seriam os dois homens da segunda função do meio. Giuliano pela direita, cobrindo os avanços de Nei e, ele mesmo, chegando ao ataque, como faz Maylson, no Grêmio. Esta é a verdadeira posição de Giuliano: segundo volante. D´Alessandro seria a ponta do losango.

Se Fossati preferir, pode fixar Sandro a frente dos zagueiros e designar Guiñazu e Giuliano para, na mesma linha de segundos volantes, se responsabilizarem pela cobertura dos laterais e avançarem pelos seus lados. Neste caso, seria preciso liberar Guina da corda e suportar os efeitos do seu apoio deficiente.

Mas, não vejo outra maneira de organizar o meio-campo colorado com racionalidade e equilíbrio. Como foi feito, aliás, no final de 2009.

Bookmark and Share

Willian Magrão mostra que deve ser titular

29 de março de 2010 43

Depois de muitos meses, Willian Magrão recebeu a oportunidade de começar uma partida no time titular do Grêmio. Seu aproveitamento vinha sendo negligenciado em nome de uma suposta falta de ritmo. Ele começou o jogo contra o Esportivo, correu do começo ao fim, marcou gol e deixou o gramado como um dos destaques do jogo. Comprovou total recuperação técnica e física. Na entrevista coletiva, Silas definiu o perfil de volante que mais aprecia: precisa ser um aceitável marcador e saber jogar. Entenda-se, passar a bola, avançar e, até, concluir. Sem querer, ou querendo, Silas descreveu Willian Magrão. Só falta ele para se formar o meio-campo ideal do Grêmio: Willian Magrão, Adilson, Maylson e Douglas.

Bookmark and Share

Fernando Carvalho lidera a reação

29 de março de 2010 28

Não é por acaso que Fernando Carvalho incluiu o seu nome na história do Inter como o presidente mais importante do clube, em um século de existência. Sob o seu comando, o Inter conquistou os títulos mais importantes do planeta e resgatou o orgulho colorado que estava amassado pelas glorias, até, então, obtidas pelo seu arquirrival. Domingo, após mais uma vexatória derrota no Gauchão, Carvalho não perdeu tempo. Enquanto Jorge Fossati enfrentava a penosa tarefa de explicar o mau resultado, o vice-presidente de futebol reunbia os jogadores no vestiário do Estádio Centenário e convocava-os a uma reação histórico. Reafirmou confiança em todos, pediu esforços redobrados e terminou a sua preleção garantindo, com recomendável eloqüência:

— Ninguém vai nos derrubar.

Todos os jogadores aplaudiram a manifestação de Fernando Carvalho. Com sensibilidade, o dirigente diagnosticou que, neste momento, só a superação de todos poderá salvar o Inter, na Libertadores. Outras medidas ficam para mais tarde. Se o Inter passar pelo Cerro, certamente terá sido pela voz firme de comando de Fernando Carvalho.

Bookmark and Share

Grêmio: impressionante número de finalizadores

29 de março de 2010 34

Nunca me ocorreu contabilizar, jogo a jogo, o número de jogadores que arrematam contra o gol adversário. Contra o Esportivo, entretanto, o Grêmio apresentou resultados que, se não se constituírem em recorde, ficou muito próximo de uma marca inédita. Silas utilizou 14 jogadores, nesta partida. Durante o jogo, o time arrematou, pelo menos, 20 vezes contra o gol do bom goleiro Caio. E aí aparece o surpreendente: 11 jogadores gremistas, dos 14 que jogaram, chutaram ou cabecearam contra o gol do Esportivo. Apenas três: Victor, Ferdinando e Ozéia não deixaram na planilha do jogo o registro de, pelo menos, uma finalização. 

É preciso considerar a fragilidade do Esportivo, sim senhor. Também não se deve ignorar que o Gauchão é uma competição engana-bobo. Porém, as facilidades que o Grêmio criou e encontrou estão disponíveis para todos. Sem méritos, time algum consegue tão extraordinário resultado. Repito que, 11 dos 14 jogadores utilizados na partida, participaram dos desfechos de jogadas ofensivas, no Grêmio. Não acontece todos os domingo, é o mínimo que se pode dizer.

Bookmark and Share