Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Inter esconde cachimbo do Saci

23 de abril de 2010 48

Lúcia Bastos, sócia colorada, levantou o debate: o Inter estaria, silenciosamente, substituindo seu símbolo histórico, Saci, pelo Macaquinho Escurinho. O torcenauta colorado, Douglas Ricardi, coloca mais lenha nesta fogueira. Leiam:

“Prezado Wianey, preste atenção nesta matéria do site globo.com:
Onde está o Saci???

Trecho da matéria:
“Os times campeões brasileiros que estão representados no desafio são: Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, São Paulo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Guarani, Cruzeiro, Atlético-MG, Internacional, Grêmio e Atlético-PR.”

Pois o Inter NÃO está representado no desafio, porque o representante do Inter é o SACI!!!

Se o macaco era só para projetos sociais e relacionados ao público infantil, então o que ele está fazendo neste “desafio” global?

Isto é um desrespeito com o Clube e sua história, primeiramente, e com o torcedor colorado, não achas?!

Seria interessante vocês da imprensa reforçarem perante os dirigentes esta nossa insatisfação sobre este tema, já que não temos o microfone nem as páginas de jornais para fazê-lo. Já mandei, junto com alguns amigos, vários e-mail para a ouvidoria do Inter reclamando disto, mas parece que a ouvidoria não ouve e não funciona.

Abraço,

Douglas Ricalde”

Em respopsta aos questionamentos da Lúcia e, agora, também do Douglas, Jorge Avancini, Vice-Presidente de Marketing do Inter, enviou a seguinte explicação:

“Prezado Wianey,

Em resposta aos questionamentos e duvidas levantadas pela nossa torcedora Lúcia, em sua colona de hoje na ZH, segue o racional do sobre personagem Escurinho, mascote dos projetos sociais do clube,

O Saci continua sendo o mascote oficial do clube, estamos tentando resgatá-lo, pois a nova geração, acostumados aos desenhos japoneses e americanos, desconhece o Saci e sua importância em nosso folclore.

O Escurinho, não é o novo mascote do clube, sim o mascote dos projetos sociais, que foi escolhido numa enquete pelas mais de 600 crianças atendidas por nós, onde apresentamos varias alternativas de personagens inclusive o Saci.

Outro ponto, o Saci hoje tem rejeição por parte das crianças,pelo fato de não ter uma perna, isso é visto como perdedor e por fumar cachimbo, além de ser politicamente incorreto as crianças estão associando este ato ao ato de fumar Crack. Se observares onde temos usado o Saci ele já aparece sem o cachimbo.

Com o Escurinho e a chegada, num futuro próximo, de toda a sua turma, o Saci estará sendo incorporado a este contexto, dando assim visibilidade ao mesmo e adequação a nova realidade e a evolução dos tempos.

Outro ponto que nos prejudica com o Saci, é que o fato de não ter uma perna, limita em muito a mobilidade e agilidade do boneco em ações de campo e ações promocionais, fato esse que nos coloca em desvantagem quando comparado com outros personagens.

Qualquer coisa estou a disposição,

Atenciosamente,

Jorge A. Avancini

Diretor Executivo de Marketing do Sport Club Internacional”.

Aí está um debate que não vai acabar, tão cedo. Particularmente, nunca imaginei que as crianças, atualmente, rejeitam o Saci por ter uma perna só e por fumar cachimbo. Acho um exagero linkar o inofensico cachimbo do simpático Saci com o crack, enfim. Imaginem se alguém resolver suprimir o charuto nas fotos de Winston Churchil. Este assunto não pode ser resolvido, apenas, pelos dirigentes. Só terá legitimidade se houver um grande debate entre os colorados. Além disso, se as crianças de hoje não conhecem a históriam do Saci, por que não resgatá-la através de publicações e outros meios disponíveis? Quanto ao problema de mobilidade dos “bonecos humanos”, limitada pela única perna do Saci, juro que não tenho a menor ideia de como resolver. Tenham cuidado, entretanto, com a possibilidade de que se imponha o preconceito contra quem tem alguma imperfeição física.

Bookmark and Share

Comentários (48)

  • Pablo diz: 23 de abril de 2010

    “Outro ponto, o Saci hoje tem rejeição por parte das crianças,pelo fato de não ter uma perna, isso é visto como perdedor…”

    Poxa, sou gremista, e historicamente o rival do Mosqueteiro tricolor é o Saci colorado. Tudo bem se quiserem colocar mais um mascote, mas aí dizer q o Saci por ter uma perna, é visto como perdedor, faça-me o favor.
    Existem inúmeros exemplos de pessoas portadoras de deficiencias físicas que são exemplos de superação, e VENCEDORAS.

  • Edicarlos diz: 23 de abril de 2010

    Na minha opinião, o saci pega mal por ter uma perna, isso significa (futebolisticamente falando) que ele é bastante limitado em termos físicos. o time, de certo modo, tem sua imagem um pouco prejudicada. Eu acho que o cachimbo pega mal também… sou fumante, meu avô fumava cachimbo, nada contra, mas é plasticamente contrário a imagem de um esportista.

    O macaco escurinho é melhor…

    na minha opinião deveria mudar o Hino tbem! mto fraquinho…

    Cachimbo, SACI, Macaco, Negrinho do pastoreio, Escurinho… + uma tentativa de Norte-americanizar o futebol….

  • Alvair diz: 23 de abril de 2010

    Quanto à mobilidade do boneco, discordo do Sr. Avancini. Quem disse que pessoas com “apenas uma perna” têm facilidades para sua locomoção? Por que não colocar um ator que realmente não tenha uma perna para interpretar o Saci? Dessa forma poderia estimular a aceitação deste entre outros mascotes “normais” (com duas pernas) e, metaforicamente, estimular a aceitação de pessoas deficientes como normais na nossa sociedade. Tenho certeza que esse ator escolhido se viraria muito bem no papel. Um abraço!

  • colorado diz: 23 de abril de 2010

    Prefiro o macaco!!!!!!!!!!

  • Mateus diz: 23 de abril de 2010

    Parece bem “prudente” mesmo acabar com o símbolo do Inter por uma associação sem sentido. Como o próprio Wianey menciona, se as crianças não conhecem a história do Saci, mostrem-na. Além disso, o Saci faz parte do folclore gaúcho e brasileiro. Então, segundo o marketing do Inter, devemos acabar com o nosso folclore por causa da “evolução” dos tempos. Façam-me o favor, arrumem desculpa melhor!

  • Marcos Dias diz: 23 de abril de 2010

    “Outro ponto, o Saci hoje tem rejeição por parte das crianças,pelo fato de não ter uma perna, isso é visto como perdedor e por fumar cachimbo, além de ser politicamente incorreto as crianças estão associando este ato ao ato de fumar Crack”

    Sinceramente, não acredito que o diretor de marketing do inter escreveu isto!

    Se escreveu, merece ser despedido por justa causa!

  • Luzmar diz: 23 de abril de 2010

    Realmente é complicado esta situação, mas daí a dizer que as crianças não reconhecem o SACI como mascote é ter em breve adeptos ao mosqueteiro do Grêmio. pois deveriam sim divulgar e manter esta garotada focada nas tradições coloradas, se a maneira de mandar a campo o mascote fica difícil, tragam o RENTERIA de volta, ele sabe como encarnar o nosso SACI.

  • Ivan73 diz: 23 de abril de 2010

    Associar cachimbo com crack é ridículo. A mania do politicamente correto, do medo de expor as crianças ao conceito de um cachimbo não vai fazer com que fumem ou deixem de fumar.

    Como é que eu cresci à sombra do Saci e nunca fui fumante muito menos tenho vontade de experimentar crack?

    O marketing do Inter vai ter que voltar para a faculdade e reaprender algumas coisas.

    Eu não quero macaco como símbolo do meu clube.

  • Rafael Knust diz: 23 de abril de 2010

    Imaginem, um mascote com apenas uma perna Wianey.
    Não se trata de preconceito contra quem tem um problema como esse, pelo que todos nós sabemos pessoas com esta dificuldade usam muletas para se locomoverem.
    Agora imaginem um mascote que tenha que passar um jogo inteiro sentado numa cadeira, por favor…..

  • paulo cesar moura diz: 23 de abril de 2010

    eu acho melhor o escurinho de mascote, ninca entendi o fato de ser um saci nosso mascote, acho que não tem nada a ver um mascote saci e ainda com um cachimbo. o JORGE AVANCINi tem toda a razão em seu comunicado . dou total apoio tem que trocar mesmo.

  • Jair diz: 23 de abril de 2010

    Boa tarde Wianey!!!!

    Sou a favor da troca do mascote, exatamante pq a figura do saci com seu caximbo traz sorrateiramente um incentivo ao tabagismo.

  • Paulo diz: 23 de abril de 2010

    O Wianei, quem falou em preconceito com alguém com deficiência física, gosta de por lenha na fogueira néh? O inter está certo, o saci é nosso mascote oficial, mas aí neste “desafio” da globo, como uma pessoa representando o personagem saci, iria se movimentar, ou no campo em dias de jogos por exemplo. Estão fazendo tempestade em copo d´água.

  • ZÉ FERNANDO diz: 23 de abril de 2010

    Olha, eu fico realmente pasmo com as atitudes desta direção, não queria me manifestar, porque depois o cara passa por corneteiro, e ainda por cima num momento em que o CLUBE volta a jogar bem (finalmente!) e estamos às vésperas do gre-NAL, mas é realmente impossível ficar quieto diante deste absurdo. O fato de o SACI ter rejeição junto à criançada (será que tem mesmo? Duvido!) pelo fato de ter uma perna só: afora a possibilidade de se criar um preconceito contra os deficientes, muito bem observado pelo Wianey, se de fato a gurizada não se afeiçoa ao SACI (repito: não acredito) é porque o trabalho do marketing do CLUBE, tão bem feito na maioria das ações, vem falhando em aproximar os pequenos das raízes históricas do INTER (aliás, falhando ou mesmo propositalmente tentando incutir na cabeça do POVO COLORADO a ideia de que a HISTÓRIA vencendora do CLUBE começa com o atual grupo dirigente, que é o que eu acho que acontece – é só ver o filme do cENTENÁRIO que essa ideia fica bem clara, pois em ‘papéis’ de verdadeiro destaque só aparecem os cartolas atuais. Isso sem falar que mexeram no ESCUDO DO CLUBE – a justificativa, furada, é de que falava-se em INTER lá fora e tinha gente que não sabia de que clube se tratava, alguns referiam-se ao clube como ‘Porto Alegre’ – e na CAMISA, aquela dourada, sem noção). Outra coisa é esta ridícula preocupação com o politicamente correto, querendo aproveitar um tema atual que tá no noticiário, as campanhas contra o crack (justíssimas, necessárias e urgentes), pra fazer proselitismo. Até parece que as criancinhas que torcem pro COLORADO e frequentam o GIGANTE vão se interessar em consumir a porcaria porque o SACI leva um cachimbo na boca. É que nem esta inqualificável nova (des)orientação pedagógica que achou pertinente mudar as mais tradicionais histórias infantis por achar que podem fazer mal à gurizada. Sem essa, por favor. Devolvam o NOSSO INTER, que não começou nem vai terminar com vocês, bando de demagogos. (PS – o que o Douglas relata aí é bem como a coisa (não) funciona no INTER: esta ouvidoria só ouve elogios. No máximo, responde com uma mensagem padronizada tipo ‘obrigado pelas sugestões, meu caro … blá blá blá’ e dizem que vão encaminhar as críticas, o que obviamente não fazem, te deixando sem resposta. No BEIRA-RIO, está proibida a discordância, essa direção aí só aceita adesão.)

  • rodrigo diz: 23 de abril de 2010

    Continuar levando essa historia adiante é querer muito botar lenha na fogueira….

  • ronaldo diz: 23 de abril de 2010

    Olá, sou colorado e tambem não estou gostando dessa história, concordo com a questão da mobilidade, mas a gente ve tanto deficiente se superando que acho que seria até um exemplo a gente ter um mascote deficiente, quanto a questão do cachimbo, essa não cola.

  • AlexKid diz: 23 de abril de 2010

    Sou muito mais do macaco. Nunca tive simpatia pelo saci. O macaco é muito mais cativante. Grande iniciativa do Colorado!!!

  • ronaldo diz: 23 de abril de 2010

    Se o peixe do santos vai de nadadeira pq não da pra improvisar alguma coisa com o saci?

  • Paulo diz: 23 de abril de 2010

    E o peixe que nem pernas tem? usem a imaginação…
    Que desculpa esfarrapada

  • João diz: 23 de abril de 2010

    O Escurinho é uma jogada de Marketing visando o público infantil. Acho uma excelente idéia agregar mais este mascote. O Saci não será esquecido se a torcida colorada cobrar isto. Acho que esta direção vai saber valorizar isto, pois respeita as tradições do Internacional. Mas para isto realmente o Inter deveria divulgar a história do Saci, substituindo as nossas escolas e a nossa sociedade que deixam de lado os símbolos nacionais. É muito difícil explicar para as crianças o que é um saci se não contextualizá-lo adequadamente. Eu não tenho visto pessoas fumando cachimbo porque é uma coisa antiga, as pessoas fumam cada vez menos, e o fumo faz mal à saúde. Não preciso nem me referir ao crack.

  • Márcio diz: 23 de abril de 2010

    Estes argumentos do Avancini são fantasiosos. Se houve realmente interesse em manter vivo o Saci como mascote, bastaria um pouco de criatividade para resolver estes problemas levantados por ele. Há, por acaso, alguma pesquisa que comprove o que ele falou sobre a imagem negativa do Saci? E sobre a questão de o personagem ter apenas uma perna, uma possível solução aparece na própria foto no topo deste post. Olhem o mascote do Santos. Não é uma baleia? E as baleias não tem patas até onde eu sei. Mas quem montou o boneco do mascote dividiu a nadadeira em duas partes. Vou repetir: se tivessem vontade de manter vivo o Saci como nosso mascote, teriam achado uma maneira de aproveitá-lo. Eles querem é apagar o Saci aos poucos e impor um novo mascote ao clube.

  • Eduardo diz: 23 de abril de 2010

    Na minha época de criança, hoje estou com mais de 65 anos, ver o saci nas estórias era legal, mas hoje penso que deve ficar somente como folclore e apresentada sua caricatura somente em revistas. O INTER, como foi explicado pelo Sr. Avancine, não pode ficar preso a um personagem que, atualmente, não representa adequadamente a imagem do clube. Hoje o personagem é mais do que um desenho, é um representante que se aproxima das pessoas e interage com elas, como o saci, com uma perna só, vai poder brincar com a garotada, realizar atividades e entrar com seu time em campo ? Temos que pensar o saci como um mascote querido, que pela força da evolução, perdeu seu espaço e faz parte do museu do INTER. Vamos abrir a cabeça pessoal.

  • Airi Macias Sacco diz: 23 de abril de 2010

    Sério que o Avancini escreveu que por não ter uma perna o Saci é visto como “perdedor”?? Sério?? Essa pessoa só pode ter perdido completamente a noção do razoável. Que vergonha para o Inter e para os colorados. Este senhor deveria se retratar imediatamente.

  • Julio Cezar Colbeich diz: 23 de abril de 2010

    Wianey, inacreditável que o Marketing do Internacional tenha dado uma resposta como essa, sou publicitário, mas não é necessário trabalhar com marketing para que se saiba que atualmente no mundo se está dando oportunidades para pessoas portadoras de deficiências. Por exemplo, na novela das 21h, na Globo uma das personagens principais convive com essa situação e as pessoas não gostam menos dela. Uma vergonha esse tipo de resposta, pois ao mesmo tempo mostra preconceito. Se o personagem tem problema de mobilidade isso pode ser uma oportunidade de marketing, mostrando que o Inter está preparado para receber torcedores que convivem com a mesma deficiência que nosso símbolo, o Saci. Pouco faltou o diretor de marketing falar que não pode devido ao fato do saci ser negro! Se as crianças desconhecem a história do Saci, um dos personagens brasileiros mais queridos, é função do marketing ensiná-los, não ir trocando o símbolo de forma com que as pessoas não percebam.

  • Eduardo diz: 23 de abril de 2010

    Sr. Marcio, a baleia é um animal, então é coerente colocar pernas nas nadadeiras, que não deixará de ser uma baleia. O saci é a figura de uma pessoa com somente uma perna e se colocarmos a outra perna deixará de ser o saci para ser uma outra pessoa com duas pernas, a solução não é tão fácil.

  • José diz: 23 de abril de 2010

    Não sou colorado, graças a Deus e ao meu tio que me fez gremista. Mas, deixando isto de lado, como gaúcho estranho os argumentos do sr. Avancini. Primeiro em relação à discriminação em relação à deficiência física do Saci. Segundo pelo fato de que o Inter deveria, se é de desconhecimento das crianças de hoje, divulgar a história do Saci, ligada às tradições do Rio Grande. Em terceiro lugar, todos os argumentos levam ao entendimento, com muita transparência do sr. Avancini, de que o Saci será, de fato, arquivado. Independente do meu amor pelo Grêmio sempre vi o Saci com muita simpatia. É uma pena que isto esteja acontecendo e que a direção do Inter não tenha consultado sua torcida sobre fato tão importante na vida do clube.

  • Carlos Alberto diz: 23 de abril de 2010

    O representante do inter não falou nada preconceituoso. Apenas disse como as crianças veriam o saci. Estão levando a discussão para um lado de preconceito quando o cerne não é esse. Essa questão de marketing e questão de gestão. e, como todas elas, agradam uns e desagradam outros. Impossível contentar todo mundo. Particularmente o argumento do dirigente me convenceu, principalmente sobre o cachimbo (que segundo o wianey seria inofensivo – inofensivo o do saci, mas isso é uma representação que é interpretada pela garotada de hoje, ou seja, na cabeça dos outros pode não ser tão inofensivo assim).

  • Vinícius diz: 23 de abril de 2010

    São assuntos polêmicos a questão do cachimbo (drogas e tabagismo) e da perna (inclusão social). Mas precisam ser tratados. Há tempos o Sacy deixou de ser encarado como um mascote que represente de fato o Internacional. É uma figura querida, mas que perdeu força nos últimos tempos, ao contrário do “Ah, eu sou macaco”, que é uma resposta às provocações do tricolor. O Inter é um time de raízes populares e o Beira-Rio já foi chamado de planeta dos macacos. Eu pergunto, porque não assumirmos isso? Daí, de repente, os gremistas parem de tentar nos intimidar nos chamando de simios. Vai perder a graça tentar irritar quem se orgulha de ser macaco. O MKT do Inter está certo. O clube atualizou o escudo, modernizou o estádio, conquistou um mundial, sanou as dívidas e ganhou projeção. Agora é hora de reconquistar as nossas crianças e o torcedor brasileiro. O Escurinho tem minha aprovação!

  • Augusto diz: 23 de abril de 2010

    Sou gremista e fico preocupado com as declarações de dirigentes do futebol sobre os deficientes!

    “isso é visto como perdedor”, declaração no mínimo infeliz, se não preconceituosa. Mereceria ganhar uma bela ação na justiça por tal ato!

  • Lucas diz: 23 de abril de 2010

    O saci é visto como perdedor e é símbolo do Inter. Fantástico senhor Avancini. Tentou explicar e melou tudo mais ainda.

  • Ricardo diz: 23 de abril de 2010

    É lamentável a visão desse dirigente. Primeiro porque parte da ridicula premissa de que as crianças rejeitam o saci. Segundo porque associa o cachimbo do saci ao crack. Quanta estupidez! Mas esperar o que de quem obrigou o time a jogar com uma esdrúxula camisa dourada (por três vezes e perdeu as três) que foi um rotundo fracasso de vendas a ponto de a estarem liquidando por 70 pila, ou de cobrar ingressos para os colorados conhecerem a história do clube no recém inaugurado museu??? O saci é nosso simbolo à mais de 50 anos e a massa colorada vai reagir diante dessa afronta. Tenho certeza disso. O clube fica e os dirigentes passam. Saci neles!

  • Bruno diz: 23 de abril de 2010

    totalmente ridícula a resposta do avancini (deficiente físico = perdedor?????). q diretor de marketing é esse pra dar uma resposta dessas??
    por essa resposta, da pra ver q realmente estao querendo substituir o saci por outro mascote…
    nada contra o escurinho, é um bom mascote, mas acho q isso é algo q teria q ser discutido com a torcida. o Inter tem milhoes de torcedores e é mto mais do que uma empresa. uma coisa é usar estratégias de gestao corporativa para gerir um time. outra coisa é pensar q um time é uma empresa. já mudaram o distintivo sem consultar a torcida e agora querem mudar o mascote… imagina se quisessem mudar a bandeira do rs sem consultar a populacao??? eh o q estao fazendo no Inter…

  • PAULO TRICOLOR diz: 23 de abril de 2010

    Falando sério não posso acreditar que o MARKETING do Inter justifique o afastamento do SACI porque tem cachimbo, porque não tem 1 perna. Estes critérios de avaliação são mercadológicos voltados apenas para o lucro? Ou Preconceituosos? Afinal, o que está acontecendo? Se o Símbolo MAIOR do Inter sempre foi o SACI, que seja preservado e respeitado.
    Ah..antes de ser agredido pelos Colorados. Mosqueteiro hoje então deveria ser trocado pelo RAMBO??? Alguém vê hoje numa guerra um Mosqueteiro???
    Marketing pode ser criativo e Moderno, mas necessariamente precisa respeitar as tradições.
    Incrível como a tal Modernidade atropela o passado glorioso de um Mascote tão bonito que é o SACI.
    Por favor dirigentes colorados…respeitem o Símbolo do clube.
    Que é isso dizer que o SACI é perderdor porque tem 1 perna? E vocês aceitam isso das crianças sem instruí-las? Marketing também é Informação, Educação.
    Então, alguns jogadores do Inter que pela imprensa li que perderam uma perna devido o diabete são perdedores?
    Sou gremista, mas Escurinho NUNCA SERÁ UM PERDEDOR!

  • Santão diz: 23 de abril de 2010

    O tema é cascudo…
    Não vejo problema algum em um clube mudar o seu mascote através de uma consulta popular com os seus sócios e torcedores, se empresas mudam de logomarca, slogans, símbolos, etc… para acompanharem as mudanças do público, porque um clube não mudaria? Além disso, o próprio Inter já mudou o escudo diversas vezes, em busca de adequação do visual.

    Agora, o que não pode estar por trás da mudança, é o discurso nitidamente preconceituoso do sr.Avancini, chego a ficar assustado com o comentário de que a falta de uma perna é relacionada a imagem de pessoas perdedoras, será que ele falou isso mesmo?

    Botem os sócios e torcedores para decidirem!

    abs
    Santão
    http://www.blogdosantao.wordpress.com

  • Diego K3 diz: 23 de abril de 2010

    Ah, por favor, colorados como eu; não caiam na onda desse Wianey, que só quer criticar o nosso time… Como o Inter jogou bem ontem, e ele não tem o que escrever, ficam especulando com essa notícia. É óbvio que o Saci é o mascote oficial mas, com todo respeito aos deficientes (mesmo!!!), tá na cara que não seria justo colocá-lo na competição e sim o Escurinho.

    ***Ora, se fosse assim, os para-atletas competiriam com os atletas sem nenhum tipo de deficit na mesma prova… MAS, REPITO, TODO O RESPEITO DO MUNDO AOS DEFICIENTES…

  • Paulo diz: 23 de abril de 2010

    Porque tantos gremistas opinando? Cuidado com a segunda divisão hein…desse ano vocês não escapam!

  • pedrop diz: 24 de abril de 2010

    Eu não concordo com nada do que foi dito pelo sr. Avancini . não tem nada de associar o cachimbo do saci com droga nenhuma . Esse modernismo que irrita os torcedores mais antigos , se as crianças não se identificam com o saci a culpa é sómente do inter que simplesmente deixou o saci de lado , nunca fez uma campanha qualquer com a figura do saci . vamos resgatar o saci novamente ou vai se pensar que no meu inter existe algum preconceito contra a deficiência física .

  • Eloy diz: 24 de abril de 2010

    Wianey: o único capaz de comparar Winston Churchill com o Saci. Bah, essa foi suprema!

    “Já que se tira o cachimbo do Saci, vamos tirar os charutos do Churchill”.

    Bah, isso é uma pérola sem tamanho!

  • aline silva diz: 24 de abril de 2010

    ah muito tempo o Inter está mudando;as pessoas que estão no comando de nosso time,nao prezam a história,não respeitam aquilo que nossos bisavôs,avós,pais etcssss amavam e que nós aprendemos a amar.nós não amamos só o presente,nós amamos todo o nosso passado,tudo aquilo que nos tornou este timaõ.fora a estas pessoas preconceituosas,nós colorados verdadeiros amamos nossa história,nossos simbolos e não aceitamos preconceitos;mudança já……..

  • Geverson L. F. diz: 24 de abril de 2010

    Agora me caiu os butiá do bolso. Usando a linha de raciocínio do Sr Avancini, o Popeye, que eu cresci vendo como incentivo a boa alimentação e força,é hoje, além de drogado, violento e bombado, enfim outro perdedor. Que é isso!? O saci é o “mascote” oficial do clube, assim como o urubu é o do flamengo, e não vejo os torcedores comerem carniça por conta disso nem a direção tentar mudar para leãozinho ou águiazinha. O mosqueteiro anda armado, e daí? Adequar o logo, estrutura do clube, tudo bem. Agora execrar um dos símbolos do inter, não! Ou daqui a pouco vão querer mudar o estatuto, o hino (até já tentaram, né?), bandeira e as cores do clube. Essa direção tem trabalhado bastante, mas não podem fazer o que bem quer, porque acha que tem que ser assim e pronto. Isso é coisa de ditador. Cuidado! E o pessoal do Marketing tem é que trabalhar para valorizar os símbolos do clube e a cultura do nosso povo.

  • Henze Saci diz: 24 de abril de 2010

    [1] Monteiro Lobato é mau exemplo e politicamente incorreto.
    [2] Tem alguns gremistas aqui (não posso crer que sejam colorados) acetando que o Inter troque de vez o Saci por um mico esbranquiçado. Ademais, já tínhamos o Gorila.
    [3] O Saci só tem uma perna mas se locomove no pé-de-vento. Quanto à mobilidade, por que não tentam um dispositivo mecânico que possibilite andar saltitando?
    [4] Um dos grandes méritos do Rentería foi ter encarnado o Saci, resgatando-o como ninguém e com muito carisma o nosso mascote.
    [5] Tirar o cachimbo do Saci é ridículo! Ponham bolinhas de sabão, mas não tirem o cachimbo — isso sim seria mutilação!
    [6] Por ironia, o Escurinho hoje tem só uma perna.
    [7] Quem sabe a Mula-Sem-Cabeça não seria um bom mascote pra esse márquetim elitizado?

  • silvio luiz rodrigues diz: 24 de abril de 2010

    Não acredito em algumas coisas que leio. Estou convencido de que o clube alcançou um patamar que alguns corneteiros não conseguem alcançar. Continuam com a mesma lenga-lenga ultrapassada, vencida, antiquada, conservadora. Parecem mais umas múmias vivendo do passado. Quando ao WIANEY, va lá, na idade em que está, não mudará mais. Continuará, na falta de assunto ou por não conseguir explicar a vitória do INTER, que segundo o mesmo, está envelhecido, procurar assunto para o seu blog. Quanto ao RICARDO, meu amigo, vce. quer comer caviar sem pagar nada. Se não tem um mísero l0,00 prá visitar o museu e contribuir com o seu clube, é melhor que fique em casa. Os tempos são outros, meu chapa. Se queres um time que chegue em todas as decisões, tem que fazer a sua parte. O clube não é filantropia. Passou esse tempo de ingressos cortesia, privilégios e outras cositas mais. ok

  • Henze Saci diz: 25 de abril de 2010

    - Se é que a intenção foi boa, de rebater o racismo, me pergunto:
    COMO SE PODE PRETENDER RESPONDER A UM PRECONCEITO COM OUTRO PRECONCEITO?
    ——-
    Essa substituição velada do mascote é GOLPE DE MARKETING, é CRIME DE LESACLUBE !!!!!
    ——-
    Não é substituição? O que é isso então:
    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Esporte_Espetacular/0,,MUL1578662-16321,00.html

  • Jandira diz: 25 de abril de 2010

    Demitam já esse Diretor de Marketing!
    NA RUA!

  • marcelo diz: 26 de abril de 2010

    Por favor, alguém diga ao senhor Atrasadini que ele é um imbecil. Nenhum mascote do Internacional pode ser eleito a partir do voto de 600 crianças dentro de um universo de milhões de crianças coloradas. Associar o fato de ter uma perna só com ser um perdedor é o cúmulo da decadência moral! Demitam este imbecil, ninguém precisa de um marqueterio destes!

  • Alexandre diz: 26 de abril de 2010

    Pelo que diz o texto do senhor Avancini, a conclusão lógica é que a atual direção colorada tem VERGONHA do passado do clube. Até parece que é um passado indigno…
    Essa falta de respeito com o saci mostra que essa direção é patética!

  • Álvaro Troviscal diz: 26 de abril de 2010

    Senhor Sérgio Luiz Rodrigues.
    Realmente. O Glorioso Colorado alcançou um novo patamar: vende jogadores de excelente nível e compra pernas de pau a preço de ouro(incluindo altos salários e sabe mais o que), aumenta mensalidades associativas sem sequer avisar aos maiores interessados, seus sócios, altera símbolos históricos e tradicionais sem consultar seus sócios, ignora o direito à sucessão, no caso da morte dos titulares dos títulos de Sócio Fundador do Parque Gigante, e isso além de seguir perdendo títulos com os cofres cheios de dinheiro.
    Uma coisa é concordar com o planejamento do marketing do clube por entender o mesmo que eles propagam, e outra é concordar por concordar, tal qual um cavalo que puxa uma carroça e só vê o que tem à sua frente, ou seja, o que o cocheiro lhe permite, ou até mesmo como uma marionete, suspensa por cordas e sem coordenação motora própria, que vai de um lado ao outro movido pela vontade de quem o comanda, até que um belo dia seus movimentos não são mais necessários, pois outras marionetes chegaram.
    Sinceramente, senhor Sérgio Luiz Rodrigues, não creio que o senhor esteja falando sério. Só compreendo suas palavras se fores um gaymista disfarçado.

  • Cátia diz: 6 de maio de 2010

    era uma vez um pinto com uma perna só. foi ciscar e caiu.

  • Sergio diz: 3 de março de 2015

    Mas que coisa bem ridícula para o Avancini falar !!!
    Então o Santos não vai poder usar o peixe por que vai lembrar as crianças a pesca predatória, o Flamengo não pode usar o urubú porque é um animal que come lixo e carniça, o gremio e o Corinthians não podem usar o mosqueteiro por que lembra lutas violentas com espada e por aí segue o besteirol !!!
    Nenhuma Direção pode mudar as cores ou o mascote do Colorado ! Simples assim !!
    Muito menos, dar o nome de um craque negro Colorado à um macaco !! Isso é incentivo ao racismo !!

Envie seu Comentário