Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Razões que explicam o sucesso do Grêmio

30 de abril de 2010 13

Arrisquei-me, no início da temporada, a fazer uma previsão que poderá se confirmar ou não. Previsões são sempre arriscadas, só não erra quem não faz. Qualquer vaticínio reflete o momento, mas a dinâmica do futebol é pródiga em revogar circunstâncias.

Tendo o Grêmio realizado as suas contratações, estimei que o time que se formaria era, NO PAPEL, capaz de se constituir na melhor equipe do Grêmio deste milênio até então. Até mesmo superando o extraordinário time de 2001. Passados três meses e pouco, o Grêmio começa a mostrar que, se não montou o melhor time da década, o atual se colocará entre os melhores. E não terá sido por acaso.

Duas razões principais explicam porque o Grêmio está próximo de ser campeão gaúcho e, quem sabe, ganhar a Copa do Brasil. O Santos é uma ameaça e tanto mas Borges e Jonas estão aí para furar a fraca defesa santista. Quais são estas razões?

1 – BOAS CONTRATAÇÕES – Desta vez o Grêmio foi criterioso e trouxe reforços de muita qualidade para encarar 2010.

2 – TREINADOR CAPAZ – Silas é um treinador jovem mas já sabe o que muitos ignorar ou nunca souberam: um time se afirma pela repetição das idéias. Mesma escalação, mesmo esquema tático. Silas aprendeu o princípio sinergético segundo o qual “o efeito do conjunto é sempre maior do que a soma das individualidades”. O Grêmio de Silas pode, eventualmente, sofrer alterações de nomes, mas o formato tático não se modifica. Acontecem apenas variações, normais e necessárias, em torno de um mesmo projeto tático.

Sendo assim, com boas contratações e reiteração continuada das idéias do treinador, o time cresce, obtém resultados importantes que impulsionam a sua afirmação, galopando com segurança no círculo virtuoso do sucesso.

O Grêmio ainda não colocou uma única faixa. Mas, parece inquestionável que está a caminho das voltas olímpicas. Em futebol, não cabem mistérios e invenções. É simples, como tem sido desde a sua criação. Com bons jogadores e idéias corretas, o sucesso é quase inevitável. Sem jogadores qualificados, o melhor treinador do mundo afunda. Mas, também é verdade que bons jogadores podem ser insuficientes se o técnico não sabe, por exemplo, o que Silas está ensinando: que futebol é muita repetição e pouca inovação.

Bookmark and Share

Comentários (13)

  • Leila diz: 30 de abril de 2010

    O exército azul finalmente mostra sua bravura.
    Grêmio 2 X 0 Inter no Olímpico, Borges e Jonas ou 2X Borges!

  • José diz: 30 de abril de 2010

    O meu grêmio ganhou ontem, isso é bom, mas apesar de o Vitor ser de seleção, achei que falhou muito no segundo gol, como havia falhado no grenal, tô ficando cansado, goleiro de seleção tem que botar pra escanteio como fazia o Danrlei….esse sim era demais!

  • sidnei diz: 30 de abril de 2010

    campeão do 1 turno do brasileiro 2008 (1° clube a entregar no 2° turno), depois a melhor campanha da libertadores 2009 (e onde chegou?). Já vimos essa história….dos 08 aos 80…

  • Carine diz: 30 de abril de 2010

    Concordo com você Wianey,
    mas como Diogo escreveu, Silas conta com a sorte,
    pois ela fez com que Ferdinando e Fabio Santos se machucasem,
    do contrario pela teimosia de Silas os mesmos estariam no time titular
    e entre nós Wianey… Ferdinando não chega nem aos pés de Adilson!

  • oscar diz: 30 de abril de 2010

    treinamentos: no olimpico se treina! em outros lugares a manha e o inicio da tarde eh feita para dormir mas no olimpico se usa o dia para treinar.

  • custodio diz: 30 de abril de 2010

    Wianey, dentro do seu comentario de razões que estão levando ao sucesso voce pode acrecentar Preparação Fisica, Paulo Paixão foi sem duvida nehuma a melhor contratação deles.

  • gremio diz: 30 de abril de 2010

    não vamos se iludir tanto,o gremio ganhou dum time embaralhado do inter e ontem ganhou do fluminense que é muito ruím,não se esqueção do jogo contra o pelotas no olimpico,ainda é muito cedo pra achar que este time é ideal. abraços wianey

  • Carlos Alberto Rathunde diz: 30 de abril de 2010

    Concordo plenamente que o grêmio de 2010 é muito melhor que o de 2009. E como desgraça pouca é bobagem, na hora H ficam de fora o Ferdinando, Indio, Conca e Fred. Provavelmente por obra do mesmo santo lá do Recife.

  • alexandre marin diz: 30 de abril de 2010

    Não se esqueçam do pelotas no segundo turno, estão sonhando alto demais,voces sabem que grenal é grenal e qualquer um podia ganhar,e o fluminense tem um time fraco que depende muito do fred e do conca ABRAÇOS.

  • Enio Andreatta diz: 30 de abril de 2010

    Quem é este garoto da lateral esquerda? Aposta do Silas? Se saiu muito bem, e tambem concordo sobre Jonas e Borges, mas, não esqueça de Douglas, tá jogando demais. Abraços!

  • Guto Bender diz: 1 de maio de 2010

    Convém ir um pouco mais devagar com o andor, porque o santo é de barro. O Fluminense, sem Conca e Fred, se vier a Porto Alegre, apanha do São José como boi na canga. E o glorioso Internacional está apenas provando o que venho dizendo desde o início do ano: ô timezinho bem ruim!
    E na próxima fase, quando vier o Santos, já estarão todos vacinados. Afinal, já foi vendido o peixe do timaço. Se perder, terá perdido para um timaço! E dane-se a realidade! O Santos é um timezinho alegrete que, se alguém encostar no garrão, já não vão os 9 ou 10 de Guaranis ou coisas do tipo. Conseguiram perder para o Atlético Mineiro, ontem.
    Infelizmente, teremos que esperar, mesmo, pelo Brasileirão, quando será tarde demais. Teste, mesmo, será o Cruzeiro no Mineirão.
    Mas até pode acabar dando certo. No meio dessa várzea que é o futebol brasileiro, atualmente, quem tem um olho vira rei. A vitória no Gre-Nal (com muito chocolate!) foi boa. O Fluminense não é parâmetro para ninguém. Talvez para o São José.
    Não esqueçamos tão rapidamente de Pelotas e Avaí…

  • elio miguel diz: 1 de maio de 2010

    A preferência por jogadores depende do conceito de futebol que cada um faz. Os treinadores que estão lá no dia a dia do trabalho é quem conhece melhor os atletas. Silas já trabalhou com os melhores treinadores, Cilinho, Telê, Murici, etc., e é homem inteligente e de bom caráter. Não vejo tanta diferença entre Adilson e Ferdinando, por exemplo. Também acho que o Rockembach possui mais virtudes que o W.Magrão, chute, passe, colocação em campo, ou seja, é mais técnico, o Magrão corre mais que a bola, embora não deixe de ser um bom jogador, mas nunca despertou interesse de clube algum. É apenas uma opinião. Acho que a grande diferença do Grêmio nesses dois últimos jogos foi a volta da garra. Quando se tem jogadores qualificados com gana, sai da frente. Sem esquecer que o Grêmio está voando, graças ao Paixão.

  • sidnei diz: 2 de maio de 2010

    há 09 anos sem levantar taça fora do RS. Gauchão é taça do revezamento (devia ter sido invicto pois inter está na libertadores e mal treinado esse ano)…o bom é q se iludem com pouco e permanecem sem levantar nada que valha a pena !

Envie seu Comentário