Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 26 julho 2010

Taison é obra de Celso Roth

26 de julho de 2010 0

Foi fácil perceber que Rafael Sobis ainda não está em perfeita forma. Faltam-lhe ritmo de jogo e reflexos de campo. Celso Roth enfatizou, vários vezes, que Sobis está abaixo de Tinga e Renan, os outros dois jogadores repatriados.

O treinador reiterou, também, que joga quem estiver em melhor momento. Não resta dúvida: contra o São Paulo, joga Taison e Sobis espera no banco. Taison é obra acabada de Celso Roth. O jogador recebeu a confiança do treinador e, com segurança, voltou a chutar e a tentar jogadas que havia abandonado.

Bookmark and Share

Erros de Silas

26 de julho de 2010 3

Quem quiser resumir os problemas do Grêmio a um erro fundamental que vem sendo cometido por Silas, está autorizado a apontar as escalações, simultâneas, de Hugo e Leandro como sendo a principal causa do desequilíbrio do time. São bons jogadores, o problema não é técnico. Porém, ambos não revelam aptidões indispensáveis para compor em um meio-campo de quatro jogadores. Piora, ainda mais, quando joga Douglas, habilidoso mas preguiçoso. Marcar não é com ele.

O Grêmio tem uma defesa razoável e um bom ataque. Por que, então, a equipe não funciona? A resposta está no centro do time. Não existe um volante vigoroso, diante dos zagueiros, e Adilson acaba sendo, quase sempre, um lutador solitário. Willian Magrão, quando joga, ajuda Adilson, mas quando o escalado é Rochemback, o adversário festeja a falta de contenção do Grêmio.

Silas já perdeu um tempo enorme por não concordar que o meio-campo deve ter, no mínimo, três jogadores que saibam marcar. Como joga com dois e, às vezes, apenas um marcador, o resultado é o que se vê. Silas não é o único treinador que não privilegia a formação harmoniosa do meio. É um pecado comum a um grande número de treinadores. Que não saibam, é inaceitável.

Bookmark and Share

Grêmio: Batom na cueca não se nega

26 de julho de 2010 4

Não importa se Rodrigo e Jonas chegaram a se agredir ou não. A desavença existiu e a troca de alfinetadas entre jogadores do Grêmio nem chega a ser uma novidade. Após o jogo contra o Grêmio Prudente, aconteceu um festival de trocas de responsabilizações. Está, sim, faltando comando no vestiário gremista.

As posições de Silas, sempre que acontece algo incomum, são de dar pena. A culpa é dos repórteres e/ou, no seu entendimento, são fatos normais que não interessam a opinião pública. Não tem sido outro o comportamento de Luiz Onofre Meira. As autoridades do futebol gremista têm o direito de escolher a maneira como vão enfrentar os problemas. Porém, as estratégias que andam usando são as piores possíveis. No mínimo, estimulam a repetição dos problemas. Negar os fatos é pior, as vezes, até quando envolve marido infiel. É como explicar marca de batom na cueca. Melhor assumir. E rezar.

Bookmark and Share

O Grêmio não para de errar

26 de julho de 2010 13

Se não tivesse falhado no final do jogo, o Grêmio teria derrotado o Cruzeiro, voltaria para casa fora da zona da morte e não teria havido a lamentável briga no vestiário, após a partida. Este reprovável acontecimento não deveria ser maquiado por Silas e pelos dirigentes. Nessas ocasiões, melhor é assumir o erro e tomar as providências cabíveis.

Victor, mais uma vez, falhou. Tem sido uma rotina. E Silas cometeu a proeza de substituir Jonas quando este acabara de marcar o segundo gol e se constituía em figura de destaque do time. O Grêmio anda mal porque muitos erros estão sendo cometidos. Em todos os níveis. Está na hora de Silas acertar e manter uma escalação e um esquema tático. Nem que seja preciso afastar medalhões que jogam como se estivesse fazendo um favor ao Grêmio.

Bookmark and Share

Com Roth, até o time reserva funciona

26 de julho de 2010 22


Mesmo jogando sem sete titulares, o Inter venceu o Flamengo, reproduzindo a mesma disposição tática da equipe titular. Ficou demonstrado que Celso Roth, além de ser um treinador de convicções, é entendido e acatado pelos jogadores. Sobrou dedicação na execução do planejamento tático. E assim, algumas individualidades acabaram se destacando. Tinga mostrou que será a liderança que faltava ao time e uma referência técnica especial. Dificilmente erra passes, orienta o time e interpreta o jogo com correção.

Taison, outro destaque da partida, está jogando com segurança. Não está temendo arriscar o chute a gol, parte para cima dos adversários com dribles em alta velocidade e vai garantindo posição. Sobis ainda está sem ritmo perfeito e Renan pode até desbancar Abbondanzieri. Com Roth, o Inter é só evolução. Até com reservas.

Bookmark and Share

Libertadores: Atalho aberto para o Grêmio

26 de julho de 2010 0

Começa nos próximos dias a Copa Sul-Americana, da qual o Grêmio participará. Ontem, a direção gremista decidiu que esta competição é prioridade. O Grêmio deve, sim, lutar para fugir de um terceiro e trágico rebaixamento. Esta ameaça é real. Nada poderia ser pior do que repetir os discursos excessivamente otimistas daqueles tenebrosos anos em que o Grêmio acabou descendo a ladeira. Porém, não se justificaria que o clube não mantivesse vivas as suas ambições, entre elas, a de participar da maior competição continental. A Copa Sul-Americana é o caminho mais curto. Muito mais realizável do que obter vaga no Brasileirão, considerando a campanha que o Grêmio está fazendo. Por esta razão, o Grêmio está se mobilizando para tentar conquistar a Sul-Americana, afinal, Libertadores é prioridade.

Bookmark and Share