Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2010

Do Inter bi da América, só a metade joga

31 de agosto de 2010 5

Além das dificuldades normais de se jogar em Salvador, contra o Vitória, o Inter ainda terá que superar problemas graves de escalação. Em relação ao time que foi bi-campeão da Libertadores, mais de a metade não estará em campo. Ao todo, serão seis modificações produzidas por vendas, lesões, convocação e cartões. Não jogam Bolívar, Sandro, Guiñazu, D´Alessandro, Alecsandro e Taison. É verdade que Taison e Sandro foram vendidos e não jogarão mais no time de Celso Roth. Mas, devem ser incluídos na lista das ausências para que se tenha uma idéia clara das mudanças na escalação que serão enfrentadas por Roth.

Bookmark and Share

Grêmio vai mal dentro e fora de campo

31 de agosto de 2010 67

Confesso que precisei ler três o e-mail enviado pelo torcenauta para, finalmente, acreditar no que estava escrito. Leiam e entendam o meu estupor:

“Caro Wianey, peço-lhe encarecidamente que ao menos leia este email e se possível for, divulgue-o.

Estive hoje, segunda-feira, 30 de agosto, no estádio Olímpico com a finalidade de comprar o pacote de ingressos para o segundo turno (pode me chamar de maluco), conforme anuncio da ZH do final de semana. Dei uma escapadinha do serviço somente para tal tarefa.

Dirigi-me inicialmente ao quadro social e ao solicitar a atendente o pacote, ela fez uma cara de que nem sabia do que eu estava falando, então expliquei e ela falou que eu deveria ir até a Central de Atendimento. Lá fui eu para a CA e para meu espanto, a moça que me atendeu também não estava muito a par da situação (já comecei a achar que eu estava louco). Então, retirei o recorte da ZH e dei à ela que o pegou e levou consigo lá para dentro. Quando voltou, ela solicitou minha carteirinha de sócio torcedor e disse que iria carregar os ingressos nela, mas quando peguei junto meu cartão para pagar, ela disse que só poderia ser com dinheiro vivo, sendo que no anuncio está bem legível, “compre em até 3x no cartão”. Pediu-me então, para que eu fosse até o Quadro Social, pois lá poderia passar o cartão. Chegando lá, a mesma atendente de antes foi conversar com algum colega e voltou me falando que eu teria que entrar na internet, solicitando que eu fosse com ela até um terminal que estava desligado. Perguntei a ela se teria que ligar na tomada e esperar todo o processo até ele ligar e entrar na internet para a compra. Ela disse que sim. Imediatamente, pedi para ela esquecer, pois não queria mais, não tinha tempo, já que estava em horário de expediente.

Em compensação, solicitei 3 guias de cancelamento de sócio ( eu, minha esposa e meu amigo), pois seria o mínimo que poderia fazer naquele momento.

Pensa comigo: o time está pior do que o do meu bairro, a diretoria numa disputa de egos sem igual, eu querendo ajudar, me disponho a comprar 10 ingressos de uma vez só. Vou diretamente a casa do fornecedor e não consigo. Pior, fico indo de um lado pro outro como se o errado fosse eu. Senti-me um idiota . Fiquei e estou muito triste e preciso que isso seja divulgado, pois são atitudes como esta que nos colocam onde estamos. Isso é o reflexo da falta de organização e preparo em todos os setores do Grêmio que, para piorar, contrasta com nosso maior rival empilhando títulos, reflexo de uma ótima administração e organização.

Obrigado, talvez de um ex-sócio ferido e decepcionado.

ATT

WAGNER WEISSHEIMER

FISIOTERAPEUTA”.

O mínimo que se espera é que o Grêmio entre em contato com este seu associado, peça desculpas pelo transtorno e “aceite” a sua contribuição.

Bookmark and Share

Eucaliptos: venda demorou 30 anos

31 de agosto de 2010 4

O Inter acaba de vender a valorizada área do histórico Estádio dos Eucaliptos por valor considerado satisfatório mas não divulgado. Especula-se que a oferta vencedora tenha chegado aos R$ 23 milhões. Todo este dinheiro, até o último centavo, será investido na remodelação do Gigante da Beira-Rio. Não poderia haver melhor aplicação. Durante décadas, os conselheiros do Inter negaram licença para a venda do velho estádio. Outros projetos como a construção de condomínio residencial, shopping comercial, etc, foram rechaçados. Quem tinha proposta de venda rejeitada, imputava ao Conselho Deliberativo do clube a marca de conservador. Desta vez, a negociação dos Eucaliptos foi aprovada por unanimidade. Não havia uma única dúvida sobre a conveniência do negócio. Se o Inter já tivesse se desfeito do estádio, talvez não fosse viável o projeto de modernização do Beira-Rio.

Bookmark and Share

Grêmio gasta por soluções que tem em casa

31 de agosto de 2010 22

Quando se examina determinadas contratações feitas pelo Grêmio nos últimos tempos, impõe-se perguntar se não haveria soluções, até mais qualificadas, nas categorias de base do clube. E a resposta é inevitável: sim, vários reforços buscados pelo Grêmio são inferiores a recursos formados pelo próprio clube. Exemplos: Saimon e Pessali. É inadmissível que estes dois jogadores não integrem o grupo principal do elenco gremista. Além deles, outros garotos estariam oferecendo respostas muito mais positivas do que algumas contratações feitas. Alguém consegue decifrar este enigma?

Bookmark and Share

Inter avança e revela esforços

30 de agosto de 2010 15

Até o jogo de sábado, o Botafogo ocupava a terceira posição no Brasileiro. Porém, a boa campanha do clube carioca não constrangeu o bom futebol que o Inter vem jogando. No primeiro tempo, o time de Celso Roth foi avassalador. Quando, nos últimos minutos desta etapa, o sistema defensivo relaxou, Renan protagonizou três defesas espetaculares. No período final, o Botafogo reagiu, mas o Inter resistiu e até poderia ter aumentado o escore. Vitória justificada.

Pelo segundo jogo consecutivo, Renan deixou o gramado após garantir com grandes defesas duas vitórias importantíssimas. Parece que o seu problema era, mesmo, de má fase. E se assim for, revogam-se as críticas ao goleiro e aos seus preparadores. Mais do que justo.

Mais um gol de Leandro Damião. O guri firma posição como pretendente a camisa nove. Por enquanto, Alecsandro é titular. Por enquanto. Vale para Wilson Mathias. Ele ainda é o escolhido para substituir Sandro, mas Glaydson já se inscreve como legítimo concorrente ao cargo. E Derley desafia: quem, no Brasil, é mais ladrão de bolas do que ele? O Inter vai afirmando alguns reforços feitos em casa.

Bookmark and Share

Grêmio empatou, mas poderia ter vencido

29 de agosto de 2010 40

A pinha quase caiu. Faltou pouco. Até a trave conspirou contra uma vitória regeneradora do Grêmio. Fábio Rochemback foi traído pelo quique da bola e assim o Atlético marcou o seu gol. O Grêmio acusou a adversidade, tentou reagir mas o time estava aberto demais. O primeiro tempo acabou com a impressão de que o Grêmio, dificilmente, conseguiria sequer empatar. No intervalo, Renato substituiu Gilson, o lateral que foi destacado para ser volante. O time se estabilizou. Com a entrada de Leandro, o empate chegou.

Souza, mais uma vez, esbanjou ineficiência. Insistir com este jogador e mais Douglas é condenar o Grêmio a não se impor, no meio-campo. Renato faria muito bem se descartasse Souza e desse a sua camiseta para Mailson. Contra a fragilidade do Atlético, as dificuldades decorrentes desta escalação não foram fatais. Mas, é preciso encorpar o meio-campo. Wilson marcou o gol gremista mas é zagueiro para enriquecer cardiologista. Cada lance é puro pânico.

O Grêmio teve Edilson e Lúcio no banco de reservas e dispensou Mailson, que não é craque mas se não tem lugar entre os titulares, no banco, pelo menos, deveria ter.

Bookmark and Share

Inter vence Gre-nal de público nos estádios

26 de agosto de 2010 85

Confesso que eu jamais me daria o trabalho de fazer a pesquisa que foi feita pelo torcenauta Ricardo Luiz Bestetti. A seguir, o seu e-mail e o resultado do seu trabalho:

“Caro Wianey, li em sua coluna algo difícil de ler-se em função da rivalidade Gre-Nal. Você fez comparações entre as duas torcidas, citando que a do Grêmio aparece nas pesquisas como a maior e a do Inter dando de goleada, por ter o dobro de sócios.

Pois bem, para apimentar esse tema, apresento-lhe estudo que fiz com base no Guia do Brasileirão da Revista Placar, editado no início do ano.

Dados de público médio por clubes em seus estádios, nos Campeonatos Brasileiros de 1971 a 2009 (39 anos).

Pos.  Clube              público médio     jogos em casa (*)

1º     Flamengo                     27.659                       512

2º     Atl Mg                          24.911                       451

3º    Corinthians                  21.849                        497  

4º    Cruzeiro                        19.954                       503

5º    Internacional               18.310                       512

6º   Palmeiras                      18.212                       472

7º   São Paulo                      17.390                       510

8º  Vasco                              17.314                      498

9º  Grêmio                           17.050                       489

(*) A quantidade de jogos em casa obteve, dividindo por 2 a quantidade de jogos totais, com base na coluna Ranking  por pontos (pág 10).

Verificamos que em 39 anos de disputa do maior campeonato do país, o Inter ocupa a 5º posição e o Grêmio a 9ª posição. 

A diferença entre a dupla Gre-Nal parece ser pequena de 1.260 pessoas por jogo, em casa, mas considerando um universo de 500 jogos (média dos dois), o Inter colocou 630.000 torcedores a mais no Beira Rio do que o Grêmio no Olímpico. Representa 45 % da população da cidade de Porto Alegre.

Abraço.

Ricardo Luis Bestetti”.

Bookmark and Share

Roth merece ser sócio na venda de Taison

26 de agosto de 2010 16

Poucos meses atrás, Taison estava desprestigiado e quase foi emprestado ao Palmeiras. Com Jorge Fossati, o jogador tinha afundado, simplesmente. Veio Celso Roth e com o novo treinador uma nova fase profissional de Taison.

Remotivado e bem orientado, o garoto firmou-secomo titular da equipe e acabou colocando a faixa de bicampeão da Libertadores da América. Foram quatro jogos apenas, mas suficientes para atrair a gula de clubes estrangeiros.

O Inter colocará nos cofres, com a venda de Taison, o que parecia inimaginável há pouco tempo. Este lucro inesperado tem muito a ver com o trabalho de Celso Roth. O treinador merecia um pedacinho dos ganhos, não merecia?

Bookmark and Share

Souza, um craque nos microfones

26 de agosto de 2010 83

Não entendo, sinceramente, o prestígio desfrutado por Souza no Estádio Olímpico. Em campo, não é protagonista. Fora de campo, um fomentador de discórdias. Ninguém joga mais do que Souza… nos microfones.

Além de ter receita para todos os males, é um avaliador implacável do time. Aponta defeitos e problemas, mas nunca se coloca entre eles. Após o jogo contra o Santos, declarou que o adversário mereceu vencer. Esqueceu que o Grêmio foi superior na etapa inicial, com sua escassa contribuição, e que o Santos só conseguiu se impor na etapa final.

O jogo, portanto, foi equilibrado, um tempo de superioridade para cada equipe. Renato Portalupi irritou-se com Souza e deve proibir entrevistas na saída de jogos. Porque Souza fala demais e o que não deve, todos serão chamados para pagar a conta. 

Bookmark and Share

Grêmio melhora mas perde outra

26 de agosto de 2010 42

A má fase que castiga o Grêmio não quer terminar. O time empataria com o festejado Santos, mas acabou entregando o ponto que ganhava, no finalzinho da partida. Apesar da derrota, houve nítida evolução da equipe gremista.

Na etapa inicial, principalmente, reapareceu o futebol competitivo e agressivo do Grêmio. Douglas jogou como ainda não havia jogado. Wilson revelou-se um zagueiro sem piedade com a bola. Como ela chegou, foi espantada pelo becão, que deu segurança ao sistema defensivo do Grêmio. Victor defendeu um pênalti mas foi insuficiente para garantir melhor resultado.

O Grêmio perdeu, mas cresceu, e foi o consolo da noite. Agora, o Renato precisa descobrir, urgentemente, que não se vence sem um meio-campo capaz de conter o adversário.

Bookmark and Share

Inter conquista vitória histórica

26 de agosto de 2010 5

Além de vencer fora de casa, o Internacional desfrutou da ampla reabilitação de Renan, viu Índio ultrapassar Figueroa, marcando o gol da vitória e chegando a 27, um a mais do que o grande ídolo chileno, e ainda teve em D’Alessandro um jogador que deu o espetáculo da noite.

Venceu o Avaí revelando maturidade e afirmação. Sobraram méritos para a vitória, que não foi ameaçada nem quando o Inter ficou com 10 homens em campo a 23 minutos da etapa final. Vitória com autoridade de um time que ainda pensa no título brasileiro.

Este jogo entrará para a história do Inter, colocando em destaque um zagueiro simples mas muito eficiente: Índio. Já passou Figueroa em gols marcados e, como ainda está longe de se aposentar, firmará uma nova marca que, durante muitos anos, se manterá intransponível.

Bookmark and Share

Em defesa dos goleiros Renan e Muriel

25 de agosto de 2010 33

Renan está sendo questionado e Muriel não é aproveitado, no Inter, porque o consideram um goleiro “chama-gol”. Sobre estes dois profissionais, escreve o preparador degoleiros Rogério Maia, que já trabalho com ambos no Beira-Rio e, no caso de Muriel, no Caxias. Trata-se da avaliação de um profissional da área, fato que distingue a sua opinião:

“ Oi Amigo Wianey, estive ouvindo o Sala de Redação desta terça-feira, sou preparador de goleiros do Ser Caxias e tive a felicidade de treinar o Muriel na base do Inter e aqui no Caxias. Posso dizer que ele foi um dos melhores goleiros que passou, nos últimos anos,  na Serra Gaúcha, destacando-se mais que André Doring e Michel Alves, que tiveram oportunidade no Internacional. Sobre a questão de ser taxado como “chama-gol”, é apenas uma desculpa por não acreditarem no atleta…
 
Trabalhei, também, com o Renan, no Internacional, por vários anos e observei que a dificuldade que o Renan está tendo no momento é a mesma que o Pato Abondaziere teve, chegando no Internacional. É importante observar que os dois atletas citados estão vindo do futebol espanhol (Renan) onde o treinamento tem por finalidade trabalhar outros aspectos (velocidade de reação, posicionamento para enfrentar atacantes e também para sair do gol e coordenação) enquanto no Brasil busca-se mais firmeza e os profissionais não se detém a muitos detalhes. Por isto, quero salientar que enquanto não se buscar um equilíbrio nos treinamentos, que una as duas escolas de goleiros que vem da Espanha, por exemplo continuaremos tendo dificuldade para entender o rendimento dos atletas.
 
Bom amigo, como bom ouvinte deste programa e trabalhando na área que o debate questionava, resolvi enviar este email. Agradeço, desde já, a atenção. 

 
Abraços,  Rogerio Maia”.

Bookmark and Share

Um novo cartão de visitas para Porto Alegre

25 de agosto de 2010 48

A seguir, e-mail e ilustração enviados por um torcenauta. Trata-se de um sonho bonito, embora irrealizável. Mas sonhar ainda não é proibido:

“Olá Wianey

Meu nome é Silvio e sou leitor assíduo da sua coluna. Gosto como analisas os fatos da Dupla, sempre com um opinião imparcial e correta. Mas, o que sempre me deixa intrigado é a rivalidade exagerada dos dois maiores times de Porto Alegre. Sou gremista, mas não vejo o futebol com tanto entusiasmo e fanatismo. Por isso, resolvi fazer um outdoor único que poderia, sem dúvida, ser o cartão de visitas dos gaúchos…alí..ao lado da ponte do Guaíba, hehehe.

Em tempos de provocações em jornais, não custa lembrar de John Lennon. “Quem sabe um dia seremos menos irracionais e mais humanos”.

Grande abraço
Silvio Euzébio Junior
36 anos – Designer Gráfico”.

Bookmark and Share

Renato precisa arrumar a cozinha

25 de agosto de 2010 15

O Grêmio precisa encarreirar duas ou três vitórias para se afastar do G-4 negativo e iniciar uma caminhada reabilitadora. Mas, para que estas vitórias aconteçam, é indispensável que diminua a quantidade de gols sofridos, objetivo que só alcançará quando o sistema defensivo for reorganizado.

Será inútil tentar resolver tudo de uma só vez: defesa, meio-campo e ataque. Renato Portalupi deve começar pela cozinha. Ainda que o Grêmio não possua grandes defensores, é possível se defender bem com jogadores medianos, e estes o Grêmio tem. Tudo se resume a orientação. Racionalizar as subidas dos laterais é uma providência recomendável. Posicionar, adequadamente, os zagueiros é outra. Fixar os dois volantes diante da defesa, apenas liberando o apoio de um, cada vez, com bola dominada, é outra orientação que resultará em segurança defensiva. Obtida esta organização, será hora de acertar o meio e a frente.

Mas nada funcionará sem que, antes de tudo, esteja organizado o sistema defensivo. Se Renato souber disso, o Grêmio terá a chance de se erguer. Mas, se ao treinador faltar este conhecimento, poderá terminar em tragédia a campanha do Grêmio neste Brasileiro.

Bookmark and Share

Rafael Sobis: eu nasci para apanhar

25 de agosto de 2010 23

Rafael Sobis não acompanhou a delegação colorada a Florianópolis.Viajou para o Rio de Janeiro, onde seria julgado condenado a apenas um jogo de suspensão, já cumprido. Após o julgamento, o atacante colorado fez esta surpreendente declaração:

– Vou evitar, no futuro, outras expulsões. Preciso entender que EU NASCI PARA APANHAR E NÃO PARA BATER.

Trata-se de um triste e equivocado conceito. Jogador algum nasceu para apanhar. É para evitar que isto aconteça que existem os árbitros. A eles cabe proteger quem quer jogar daqueles brucutus que só pensam em bater. Infelizmente, a maioria dos árbitros é conivente com a violência que parte, principalmente, dos defensores, que acabam se rebelando contra a covardia. Foi o que aconteceu com Sobis. De tanto apanhar, perdeu a paciência e revidou. Acabou sendo expulso. E o árbitro negligente seguiu em frente, livre para continuar sua política condescendente com os trogloditas do futebol.

Bookmark and Share