Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Trocas decidem o Gre-Nal em favor do Grêmio

31 de janeiro de 2011 5

Duas substituições feitas por Renato/Roger, no intervalo do Gre-Nal, viraram o resultado do jogo. Wilson, que falhara no gol de Guto, ficou no vestiário, abatido por uma gripe. Mário Fernandes foi deslocado para a zaga, Mailson transferiu-se para a lateral-direita e Willian Magrão entrou e tomou conta do meio-campo. O panorama alterou-se completamente. Magrão se impôs no meio enquanto Mailson passou a atacar pela direita, como o Grêmio não tinha conseguido em todo o primeiro tempo. O Inter se desarrumou e atravessou a etapa final dominado pelo adversário. Resultado justo, obtido pelo time que tinha muito mais experiência e melhores recursos técnicos no banco.

Bookmark and Share

Comentários (5)

  • Milton diz: 31 de janeiro de 2011

    Wianey, o Inter tinha feito tres jogos sofriveis no campeonato até o jogo de Santa Maria onde o treinador, pensava-se, havia encontrado a escalação ideal com o Tiago Humberto no meio de campo mais Augusto e Juliano como volantes. E aí chega o grenal o homem muda tudo e volta àquela escalação desastrosa do primeiro jogo contra o Cruzeiro onde o time fez a sua pior exibição com os mesmos 3 volantes que jogaram ontem. O Inter está vivendo uma crise de maus treinadores. Roth, Enderson Moreira e James Freitas nos juniores não conseguem convencer. Maus treinadores nas divisões de base significa mau aproveitamento dos jovens talentos que acabam sendo queimados prematuramente.

  • Jonas diz: 31 de janeiro de 2011

    Aumentou a marcação né? Mas foi muito parelho, os detalhes decidiram. As melhores chances foram do Grêmio, mas não houve domínio territorial em nenhum momento, exceto quando o time se desestabilizou no final do primeiro tempo. O Lins ganhou crédito. A matadinha discreta que ele dá com o lado de fora do pé direito antes de chuitar de canhota mostra que ele tem fundamentos. E pelo jeito frieza também. Sobre o Bruno Colaço, eu já dizia desde 2008, quando vi ele jogar pela base: é jogador mediano, mas bate faltas como um demônio. E afirmava na época que era uma lástima que o Autuori deixasse Souza e Rockembach desperdiçarem cobranças sem dar chance pra Colaço e Douglas Costa.

  • ubiratan diz: 31 de janeiro de 2011

    Olá Wianey.
    Quanto custa ao Inter manter a estrutura para o Inter B existir??
    Sinceramente, acho uma frescura a sua existência. Isso é coisa para clubes europeus que tem dinheiro de sobra.
    As várias justificativas para sua manutenção são fracas.
    Dizem que serve para dar ritmo aos jogadores que voltam de lesão ou que não jogam no time principal.
    Se não jogam no time principal é porque são inferiores aos titulares. Simples.
    E qualquer jogador voltando de lesão, faz a mesma coisa. Se recupera fisicamente e começa participando dos treinamentos até recuperar a forma física. Daí, tanto faz no Inter A, B ou C, ele vai voltar a jogar aos poucos.
    É uma contradição reclamar da falta de recursos e torrar dinheiro com um terceiro time.
    Algum daqueles jogadores do Inter B tem condições de ser titular do time principal??
    NENHUM.
    Quem sabe o zagueiro Rodrigo Moledo possa disputar uma posição na zaga. Mas é só.
    Todo o resto do time não.
    No máximo algum pegaria o banco de reservas.
    É muita frescura com jogador novo.
    Quando o jovem é bom, ele chega, entra e joga. E se realmente tiver bola no corpo, não só joga como já é vendido rapidamente.
    * Uma coisa que me impressiona muito é a incompetência para formar um bom lateral direito no Inter.
    Entra ano, sai ano, e nada.
    É por isso que temos que aguentar o Nei.
    Se alguém aconselhasse o Glaydson a treinar e jogar ali, ele poderia ser o novo Ceará. Tem boa técnica. Bom passe. Sabe cruzar. Mas não. Ele prefere ficar disputando posição no meio onde jamais será titular.
    Não entendo como ele não percebe que a lateral direita tá caindo de maduro prá ele. Quantos jogadores saíram do meio prá jogar na lateral e se deram bem??
    O Nei só é titular pq não aparece outro. E o Glaydson não enxerga que ali tá a chance da sua vida.

  • ricardofloripagaucho diz: 31 de janeiro de 2011

    Que mancada da Federação Gaúcha de Futebol levar o grenal pra fronteira em pleno veraneio!

    Com esta história de interior deu no que deu, maior fracaso de público, e o maior clássico do sul do Brasil está cada vez mais desvalorizado, fosse em fevereiro e tivesse mandado pra Cidreira teria casa lotada.

    Mesmo assim deu pra ver que tem jogadores da casa que devem ser mais valorizados no Olímpico, deu a lógica, se fosse com o time titular o Roth perderia mesmo, aí mandaram o chamado time B, a culpa é da FGF que sabe que os clubes estão iniciando a temporada, muita incompetência mesmo!

  • Ari da Silva diz: 31 de janeiro de 2011

    Wianey, eu ouvi o comentário do Gaciba dando nota 10 p/ o árbitro eu vi ele dar um cartão amarelo p/ o jogador do grêmio práticamente antes de iniciar o jogo, e jogou fora o cartão amarelo vi 2 jogadas do Inter dito pelo narrador da TV que tinha que levar cartão amarelo. Portanto não foi tão perfeito assim Sr. Gaciba, mas a democracia é o Sr. ver de um jeito e eu de outro.

Envie seu Comentário