Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A cerveja vai rolar nos estádios

25 de novembro de 2011 24

Como a exigência da Fifa será atendida e será liberado o consumo de cervejas durante a Copa 2014, nos estádios, a proibição deixará o Estatuto do Torcedor e só se manterá nos Estados que possuem legislação própria, impedindo bebidas alcoólicas nos jogos. Trata-se de uma lei de pouquíssimos efeitos, já que os apreciadores da cerveja costumam encharcar-se da bebida antes de entrar nos estádios. Já vivemos no Brasil o período em que era proibido proibir. Hoje, proibir é o verbo mais apreciado.

Bookmark and Share

Comentários (24)

  • Rafael diz: 25 de novembro de 2011

    Bons tempos em que frequentava o olimpico com meu falecido pai, degustando uma Polar quente mas saborosa. Fazia parte do espetaculo do cidadao de bem, mas tbem dos sem noçao.

  • Raukores diz: 25 de novembro de 2011

    Sou a favor de ter cerveja no estádio sim. E aos que praticam violência, briga etc, polícia e cadeia neles. Apesar de ser só por um mes, poderia servir de exemplo, ao invés dessa estupidez de punir todos por causa de alguns.

  • Tiago Perlott diz: 25 de novembro de 2011

    Se venderem cerveja na Arena durante os jogos do Tricolor, nunca mais perderemos sequer um jogo em casa…

  • J Roberto diz: 25 de novembro de 2011

    Maravilha! Até que enfim uma boa notícia sobre a copa no brasil. Temos o costume neste país de punir milhares por causa de alguns poucos que não sabem aproveitar os prazeres da vida com moderação!

  • Valmor diz: 25 de novembro de 2011

    Proibir cerveja no estádio é uma admição pública do Estado que não tem autoridade nem capacidade de controlar seus cidadão. É parecida com a ridícula ideia, felizmente sepultada, de clássicos de uma só torcida. Enquanto persistir o sentimento de que mesmo quando identificado praticando um delito a punição é rara, não vamos mudar a mentalidade a mentalidade do nosso povo.

  • Guilherme diz: 25 de novembro de 2011

    É o que diz o amigo Rafael. Bons tempos aquelas cervejas quentes, mas mui bem vindas por que estamos, afinal, com quem gostamos (amigos, parentes…). Para pessoas como nós, socialmente respeitosas e com noção, é uma boa notícia. Mas infelizmente, uma vez mais, caímos na maioria. E a maioria, quase sempre, é um problema… Nela estão os baderneiros, os vândalos, o ladrões… Enfim, quem sai perdendo somos nós, pessoas do “bem”. Mais uma vez…

  • Maurício diz: 25 de novembro de 2011

    A cerveja não é problema e sim quem a bebe.Então tem que ter segurança e mudanças de cultura.

  • rafael diz: 25 de novembro de 2011

    Sempre fui contra essa lei porque, além de gostar de cerveja, acho que o que deve mudar são algumas pessoas que frequentam os estádios apenas para criar confusão, com ou sem cerveja.
    Sou a favor de acabarem com essa lei, mas acho que estão fazendo isso pelos motivos errados. Essa lei da copa só mostra o quanto a FIFA tem poder para interferir na soberania do Brasil, inclusive derrubando leis.

  • Pedro diz: 25 de novembro de 2011

    O dia que fizerem o acesso ao estádio com sensor biométrico (impressão digital) acaba o problema… Bebeu e brigou? Não volta mais ao estádio.

  • Diogo diz: 25 de novembro de 2011

    TORCIDA TEM QUE SE MOBILIZAR: O empresário Jorge Machado, responsável por encaminhar a renovação de Celso Roth, afirmou nesta sexta que o casamento entre o técnico e o Grêmio deve continuar. \”Acredito nisso pelo respeito que a diretoria teve com o trabalho do Roth e pela evolução que alguns jogadores apresentaram durante o período\”, disse em entrevista à Rádio Guaíba.

    De acordo com Machado, o acerto com o treinador deve ocorrer na próxima semana. \”Já conversei com o presidente Paulo (Odone) e com o (diretor de futebol) Paulo Pelaipe sobre isso. Existe a vontade do Grêmio e o desejo do Celso na renovação. O interesse é mútuo e um acordo deve ocorrer sem maiores dificuldades\”, assegurou.

    FORA BURROTH! FORA BURROTH! NO OLIMPICO DOMINGO: FORA BURROTH!

  • Vicente diz: 25 de novembro de 2011

    Caro amigo Wianey, odeio tudo que tu escreves, mas desta vez, tenho que admitir que concordei contigo em gênero, número e grau. A minoria que bebe e faz confusão é que deve ser fiscalizada e combatida. Não é possível que a grande maioria dos torcedores, pessoas de bem e responsáveis, tenham que ser punidas por causa daqueles poucos. Acho muito justo que se retorne a venda de bebidas dentro dos estádios e que se evite aquelas beberragens desmedidas nos arredores da cancha de jogo. Um abraço e espero que esta idéia siga em frente.

  • Everton Krause diz: 26 de novembro de 2011

    A cerveja brasileira deveria ser mesmo proíbida, de tão ruim que é…..

  • Alberto/colorado diz: 26 de novembro de 2011

    Cuidado para não tornarem o ÉTICO Ricardo Teixeira Presidente da República na Copa!

  • marcelo diz: 26 de novembro de 2011

    Casta superior? Demonstraste toda a tua frustração e teu gremismo. Comentário ridículo!

  • Jarbas Colorado diz: 26 de novembro de 2011

    E como é que essas pessoas irão pra casa,se é proibido dirigir depois de consumir bebida alcóolica?

    Quem bebe é uma ameaça também na hora de ir pra casa.

    As pessoas dizem que bebem “socialmente”,mas aqueles que gostam de fumar um baseadinho “socialmente”,também podem?
    E aqueles que querem cheirar um pózinho “socialmente” também podem?

    É a velha hipocrisia brasileira:beber,depois dirigir e matar pode,mas as outras drogas que não geram impostos não podem.

    Mas concordo com quem diz que o problema são as pessoas e não as drogas.Conheço pessoas que usam todo o tipo de droga(ilicitas ou lícitas) e não fazem mal á ninghuém.

    A pergunta é:as pessoas precisam mesmo beber cerveja nos estádios?
    Não dá pra fazer isso quando chegar em casa?

  • Vitor Alencastro diz: 26 de novembro de 2011

    Wianey quero tua opinião sobre o Andre sanchez na CBF ou vai amarelar? Sera?

  • Vitor Alencastro diz: 26 de novembro de 2011

    Wianey gostaria de sua opinião sobre o sanchez na CBF?

  • volnei W. diz: 26 de novembro de 2011

    Fazia parte da cultura de todo um povo, ir ao domingo ensolarado, prestigiar um grande jogo de futebol, tomando a sua cervejinha gelada. Acabaram com toda uma cultura.
    Agora, as pessoas se espremem em butecos fora do estádio, para beberem o mais rápido possível, quantas cervejas conseguirem, até 3 minutos antes da partida. L.A.S.T.I.M.Á.V.E.L.

  • Paulo Dutra diz: 26 de novembro de 2011

    Vergonha. Vai ter que todo mundo ir pros jogos de taxi….ou vão aboliar todas as leis do pais por causa dessa dresgraça de copa?????

  • João Müller diz: 27 de novembro de 2011

    Wianey,
    mesmo sendo um grande apreciador de uma cervejinha, e inicialmente contrário à proibição do consumo de bebidas alcoólicas nos estádios, tenho de discordar da tua opinião.
    Desde o momento que ficou proibido o consumo de bebidas alcóolicas nos estádios de futebol diminuíram em quase a sua totalidade aqueles bate-bocas, desentendimentos e brigas em geral que eram bem comuns.
    Sou contumaz frequentador das arquibancadas do Beira-Rio, e como não costumas frequentar estes espaços nos estádios te passo esta informação.
    Quem enche a cara antes dos jogos são os mais sonolentos e quietinhos durante os jogos… não incomodam mais ninguém.
    Portanto longa vida à política de não ao álcool nos estádios.

  • Saulo diz: 27 de novembro de 2011

    Com a proibição, os torcedores que não tem canal de televisão pago para assitirem aos jogos de sua cidade em casa, fazendo um churrasquinho e tomando uma cerveja gelada, afinal é final de semana, estão LOTANDO OS BARES ao invés de irem aos estádios (PORQUE OS JOGOS DA CIDADE NÃO PASSAM EM CANAL ABERTO). PERDE O FUTEBOL, GANHAM OS BARES!

    Enquanto isso nos Estádios, com público notoriamente reduzido, os torcedores tomam toda a cerveja que podem antes dos jogos, embriagando-se numa rapidez forçada pela proibição idiota, legislada somente em prol da bandidagem de uma minoria igualmente idiotica que não vê repressão policial efetiva.

    Por outro lado, a maconha e os muitos cigarros estão (ou parecem estar) LIBERADOS nos Estádios. Pessoas sem noção alguma FUMAM INCLUSIVE AO LADO DE CRIANÇAS, sem respeito algum aos demais, obrigando-os a consumirem passivamente seus dejetos pulmonares sem limitação alguma da autoridades.

    Ô País (Estado) mais contraditório hein!!!

  • Cristiano diz: 28 de novembro de 2011

    Tem que proibir maconha tb !

  • Yuri diz: 28 de novembro de 2011

    Discordo completamente da opinião do colunista. Como bem disse o João Muller, a proibição da cerveja dentro dos estádios reduziu em muito o número de confusões e brigas entre torcedores (lembro que quando a ceva era liberada e o time estava perdendo as brigas se espalhavam como um rastilho de pólvora dentro do estádio). Além disso, as brigas se davam exatamente entre os ditos “cidadãos de bem” (esta expressão idiota, que alguns insistem em usar…), que enchiam a cara para aliviar suas frustrações e ofender os outros (já cheguei a ver no Beira-Rio, que frequento há 30 anos, brigas inclusive entre pessoas respeitáveis “duras de trago” e com crianças no colo). Aliás, eu gosto muito de cerveja, mas acho que se deve bebê-la antes ou depois do jogo, não durante, pq o estádio é um ambiente emocional, tenso, e a cerveja só potencializa a agressividade. Uma coisa é encher a cara antes do jogo e não poder beber durante, e a outra, muito diferente, é poder tomar uma cerveja de 10 em 10 minutos, como era antes, e como o Wianey defende que volte a ser.

  • Oli diz: 29 de novembro de 2011

    PURA BOBAGEM ESTA PROIBIÇÃO DE CERVEJA NOS ESTÁDIOS. Basta ver as estatísticas de brigas entre torcedores. Elas ocorrem e sempre ocorreram fora dos estádios. Deixei de ir ao estádio porque não me permitem beber uma cerveja durante o jogo mesmo nas cadeiras. Faço isto então em casa no PPV.

Envie seu Comentário