Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 5 abril 2012

Damião não conhece Damião

05 de abril de 2012 70

Diego Vara

Leandro Damião precisa descobrir quais são as suas qualidades e defeitos. As virtudes são muitas, mas entre os seus poucos defeitos está o de não ser driblador. Se soubesse disso, não passaria o jogo inteiro, como aconteceu quarta-feira, tentando resolver tudo sozinho.

Dorival Júnior poderia orientar o seu centroavante. Neste jogo, sempre que recebeu a bola tentou investir a dribles sobre a defesa adversária. Em 90% das vezes, foi desarmado. Desmontar defesas a dribles é coisa para Neymar, seu Leandro Damião. O seu estilo recomenda que deixe a preparação das jogadas fique com os seus companheiros e trate de se colocar para a finalização.

No máximo, Damião consegue bater seus marcadores em velocidade, nunca a dribles. O centroavante deve fazer o que sabe e evitar se comprometer tentando aventuras para as quais suas qualidades são incompatíveis.

Bookmark and Share

Grêmio perde seu melhor setor

05 de abril de 2012 7


Vanderlei Luxemburgo surpreendeu escalando o Grêmio com três zagueiros e três volantes. No final do jogo explicou que a equipe está atravessando um momento de instabilidade e o esquema tático adotado foi para preservar o time, defensivamente.

A meta foi atingida embora o Grêmio, na etapa inicial, tenha sido deprimente. No segundo tempo, após a entrada de Leandro e o cansaço do Ipatinga, o Grêmio dominou, amassou, venceu por um a zero e poderia ter antecipado a classificação, tantos gols desperdiçou.

Está quase lá.

Ruim, mesmo, foi a lesão muscular de Marcelo Moreno. O Grêmio já tinha perdido Kleber por uma fratura no pé. Vê, agora, Moreno encaminhado para o DM. O melhor setor do time está abatido.

Bookmark and Share

Inter: sobrou bravura, faltou gol

05 de abril de 2012 69

O Inter não venceu, está com a situação muito complicada mas o time foi bravo e, possivelmente, fez mais do que podia fazer. Tecnicamente, a equipe do Santos estava muito superior. Sem D´Alessandro, Oscar e Guiñazú, o Inter anunciou que tentaria compensar sua inferioridade com aplicação e pegada.

Estas virtudes não faltaram. No primeiro tempo, foi tão comovedor o esforço colorado que o Santos viu-se dominado durante todo o período. Nei fez um golaço cobrando falta e quando parecia que o Inter poderia vencer, Muricy Ramalho colocou Alan Kardec em campo e acabou sendo ele o autor do gol de empate.

O resultado foi justo.

O Santos é um grande time. Talvez fosse diferente se o Inter estivesse completo. A classificação ainda pode vir mas se não vier, a culpa terá sido da fatalidade que diminuiu o Inter na hora decisiva.

Bookmark and Share