Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 19 abril 2012

Derrota merecida

19 de abril de 2012 150

A exibição do Inter não merece mais do que um parágrafo.

O Inter foi a repetição dele mesmo nessa fase de grupo da Libertadores. A última vaga foi o que lhe coube em função dos seus desempenhos desastrosos. Bolívar, para variar, falhou no gol do Juan Aurich e Kléber mais uma vez não entrou em campo. Na verdade, ninguém jogou na equipe do Dorival. Com esse futebol o Inter cai fora em seguida.

Bookmark and Share

Nenhuma novidade no caso de Oscar

19 de abril de 2012 15

Não contém novidade alguma a decisão tomada, ontem, pelo TST, no caso Oscar. Os advogados do jogador tentaram queimar etapas ingressando com medida cautelar no tribunal de Brasília, sem que o assunto estivesse esgotado no TRT de São Paulo. Os tribunais superiores, apenas em casos excepcionais, interferem em algum julgamento quando existe perigo de prejuízo irreversível para uma das partes, em função do tempo. O TST entendeu que não era o caso e extingiu a ação de Oscar, determinando que voltem ao TST quando tudo estiver julgado em São Paulo. A decisão, portanto, apenas adiou a avaliação de mérito por parte do Tribunal Superior do Trabalho. Como Oscar continua trabalhando e recebendo salários, não existe urgência no caso. Por aí.

Bookmark and Share

Alerta: fórmula do Gauchão desequilibra

19 de abril de 2012 35

O torcenauta que fez a descoberta se identifica como João Batista Kessler,  e o resultado das suas investigações é tão importante que merece atenção especial do presidente da FGF, Francisco Noveletto e, claro, dos clubes. A seguir, o e-mail de João tratando do caso:

“FÓRMULA ATUAL DO CAMPEONATO GAUCHO DESEQUILIBRA A COMPETIÇÃO

 A atual fórmula do Gauchão foi responsável pelo resultado final da classificação geral.

Todos sabem da grande importância do fator local nos jogos. Como são 16 times na disputa, há 15 rodadas no total, sendo que alguns sortudos jogam OITO em casa, enquanto outros só SETE. Digo sortudos, pois há sorteio para ver quem joga mais ou menos em casa. Incrível, sorteio!

Analisando os resultados vemos que:

1) O Veranópolis que disputou o “Titulo do Interior” contra Novo Hamburgo e São José, jogou oito vezes em casa, contra sete dos seus concorrentes. (fica evidente que houve o benefício ao primeiro)

2) Os últimos três colocados na Tabela Geral (Ypiranga, Avenida e Canoas), jogaram só sete vezes em seus domínios. Coincidência?

3) E mais: vejam a disputa local entre Avenida ( 7jogos/casa e 13 pontos) e Santa Cruz ( 8 jogos/casa e 14 pontos). O primeiro foi rebaixado e o segundo se manteve. Outra coincidência? Não, foi o número de jogos como mandante que definiu a sorte de cada um. Fica evidente, portanto, a influência deste “sorteio” no resultado da competição, ao invés de ser decidida dentro das quatro linhas.


É preciso mudar isto urgente, sob pena de perpetuarmos a injustiça e o favorecimento, quando deveria haver igualdade de condições. A solução, para não mudar toda a Fórmula seria termos um número ímpar de participantes, 15 ou 13, para assim haver um número par de rodadas com iguais números de jogos em casa e fora para TODOS.

Pelo “amor de Deus”, olha o Estatuto do Torcedor!

Com a palavra a FGF e a Imprensa.

ABÇO

João”.

Está feito o registro. Este blogueiro acrescentaria outra sugestão: que o número de participantes fosse rebaixado para 13 clubes, assim diminuiria o número de jogos e haveria tempo decente para as pré-temporadas.

Bookmark and Share