Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de fevereiro 2013

Retrocesso no futebol brasileiro

26 de fevereiro de 2013 8

Os clubes do Rio de Janeiro e São Paulo lideraram um movimento para que a CBF abandonasse a ideia de promover clássicos na última rodada do Brasileiro. Alegação: as polícias militares não garantem segurança para dois clássicos na mesma cidade e, muitas vezes, alguns jogos tiveram que ser realizados no Interior.

É estranho que as forças de segurança não consigam proteger dois jogos na mesma cidade. Porém, este é o tipo de problema cuja solução passa longe dos clubes, federações e CBF. Entretanto, seria interessante considerar os danos e escolher o menor.

Jogar no Interior pode resultar, sim, em perda de receita de bilheteria. Entretanto, muito pior é perder um título ou classificação para a Libertadores do ano seguinte, por exemplo, porque algum rival decidiu “entregar” o jogo para prejudicar seu concorrente.

É certo que esta situação voltará a acontecer e as recriminações serão resgatadas. O retrocesso é tão óbvio que é impossível não considerar a possibilidade de a mudança atender a interesses escusos.

Bookmark and Share

Gremistas cansaram de times reservas

25 de fevereiro de 2013 50

Peço aos caros torcenautas que não reclamem mais porque o Grêmio escalau, mais uma vez, reservas em Gre-Nais. É desnecessário, já que minha caixa de e-mails está lotada de correspondências enviadas por gremistas furiosos com a nova derrota do Grêmio em clássicos. Separei alguns e-mails para prestigiar o pensamento de grande parcela, talvez maioria, de torcedores gremistas:

“Desafio a imprensa a levantar-se contra esta palhaçada que é usar times reservas. Deve haver algum órgão entre eles o PROCON que defenda nossos direitos como consumidores. Entendo que exista sim a necessidade de usar times reservas em determinadas partidas, o que exijo é que isto seja definido com, no mínimo, 48 horas de antecedência para que como consumidor decida se realmente quer ir ao evento ou não. Imaginem a situação: Você que é fã compra ingresso para assistir ao seu cantor ou banda preferida e chegando ao local depara-se com um sósia. Assistiria ao show sem qualquer protesto? Defendo o direito de saber quais são os times que vão a campo antes de comprar o ingresso. É pedir demais??????????? Usar times reservas sem aviso prévio considero PROPAGANDA ENGANOSA e isso tem que acabar. Divulgar com 48 horas de antecedência SIM pois, terei tempo hábil par comprar ingresso e o direito de decidir se quero assistir times reservas jogando ou não.

PROCON LEVANTE-SE. CHEGA DE PALHAÇADA – Milton Cesar Pereira”.

MAIS UMA:

“Sinceramente, não dá para entender. Primeiro, Luxemburgo afirma que a equipe do Grêmio precisa de entrosamento para alcançar um melhor nível e buscar os resultados na Libertadores. E na oportunidade que se tem, em pleno Grenal, é colocado a campo um time praticamente reserva, sendo que o time titular só voltará a jogar no dia cinco de março, contra o Caracas. Tem outra forma de alcançar entrosamento que não seja jogando? Dá para entender?” – Andreas Weber.

OUTRA:

“Uma pergunta: se o Grêmio abdicou do Campeonato Gaúcho, jogando os dois Gre-Nais com times reservas, por que a torcida não faz o mesmo, deixando de ir aos jogos do Gauchão? Pagar pra ver um esboço de time e sofrer em Gre-Nais me parece burrice”. – José Dias..

E ESTA:

“Sinto-me lesado pois comprei o pacote do Gauchao e me entregaram o time B do Grêmio. Quem me indeniza por este estelionato?. É preciso que voces da imprensa nos ajudem a combater esta hipocrisia de dar prioridade ao campeonato A ou B. Este time reserva do Grêmio é varzeano. Sou gremista e tenho que suportar mais uma derrota em Gre-Nal. O Luxemburgo é empregado do clube, não pode decidir sozinho sobre aquilo que nos é mais valioso:SER GREMISTA e vitorioso”. – Hugo Prevedello.

Não sei é possível, mas seria importante discutir a legalidade de usar atores reservas em um espetáculo que é comercializado sob a implícita garantia de que os artistas serão os melhores.

Bookmark and Share

Grêmio pede para perder e leva

24 de fevereiro de 2013 25

O Grêmio decidiu, sem avisar a torcida com antecedência, ir para o Gre-Nal com um time formado por reservas. Pediu para perder e levou a derrota. Mas e o torcedor gremista, principalmente, que pagou ingresso esperando ver o seu melhor time em campo e teve que engolir reservas? Não seria caso para o Procon decidir? O Grêmio foi derrotado, como era previsível, e até levou olé em alguns momentos. Jogou com o seu uniforme titular e a história registrará mais uma derrota em clássico sem esclarecer que escalação foi utilizada. Será que disputar o Gre-Nal não compensaria os exercícios de sábado?

Antes e, principalmente, depois do Gre-Nal, gremistas ouvidos pela rádio Gaúcha, no Centenário, protestaram contra a decisão do Grêmio de escalar reservas. Oficialmente, a justificativa foi priorizar a Libertadores, preservando os titulares. O diabo é que ficou a sensação de que Luxemburgo ficou com medo de perder com os titulares.
O Centenário não lotou. Cada vez mais, desvaloriza-se o maior clássico do futebol brasileiro. Não dá para aplaudir.

Bookmark and Share

Falta de zagueiros incomoda Dunga

21 de fevereiro de 2013 9

Uma das dúvidas de Dunga para escalar o Inter contra o Grêmio está no meio da defesa. Não são muitas as disponibilidades. Juan, por exemplo, está voltando de uma lesão muscular, só participou de um jogo completo na temporada e ainda não justificou a sua contratação. Poderia jogar ao lado de Rodrigo Moledo ou Ronaldo Alves.

Entretanto, não é provável que comece jogando o Gre-Nal. Neste início de temporada, o zagueiro que mais tem se destacado é Ronaldo Alves. Bom cabeceador e veloz na cobertura que faz aos dois lados da defesa, tem as melhores credenciais para ser escalado. Ao lado de quem? Parece óbvio: ao lado de Rodrigo Moledo.

O Inter continua carente de um grande zagueiro mas Moledo e Ronaldo Alves apresentam-se como a melhor zaga para domingo.

Bookmark and Share

Fernando deu aula no Engenhão

21 de fevereiro de 2013 8

Não faltaram grandes destaques gremistas na histórica vitória sobre o Fluminense, ontem à noite, no Rio de Janeiro, especiais referências a Barcos, Vargas e André Santos, as últimas contratações.

Um prata da casa somou-se a eles e foi justamente festejado pela torcida e reconhecida pela imprensa: Fernando. Teve tão gigantesca performance que constrangeu o seu treinador. Vanderlei Luxemburgo, após o jogo, negou-se a comentar a atuação do garoto, atitude feia, injusta mas compatível com o orgulho do treinador. Seria bonito se elogiasse Fernando mas, enfim, cada um, cada outro.

O garoto foi perfeito na marcação e ensinou como um volante pode contribuir com o seu ataque, desligando-se da defesa e atravessando o meio do campo. Fernando deve ser titular, sem favor, e está escrito que renderá bom dinheiro ao Grêmio quando for vendido para o Exterior.

Bookmark and Share

Grêmio transformou Flu em pó

21 de fevereiro de 2013 25

Poucas vezes o apelido do Fluminense, pó de arroz, foi tão justificado. O Grêmio, no Rio de Janeiro, transformou o time de Abel Braga em pó. Jogou muito, demais, deu show e não permitiu dúvida alguma sobre a sua imensa superioridade. Esta blogueiro, ontem, classificou Barcos e Vargas como uma dupla mortífera. Muitos torcedores fizeram pouco caso da conceituação. À noite, tiveram que aceitar que estes dois atacantes são, mesmo, matadores. Barcos, melhor jogador em campo, deu show. Participou dos três gols gremistas. Vargas marcou o seu gol. Fernando mostrou ao Vanderlei Luxemburgo que não pode ser reserva e André Santos jogou como havia tempo não se via um lateral jogar tanto. O Grêmio saiu da lanterna para liderar o seu grupo. Luxemburgo venceu. Koff vibrou. E agora, Gre-Nal.

Bookmark and Share

Grêmio muda para enfrentar o Flu

19 de fevereiro de 2013 4

O jogo da noite desta quarta-feira, no Engenhão, será mais difícil para o Grêmio do que não deveria ter sido o confronto com o Huachipato. O Fluminense é mil vezes superior ao time chileno e, provavelmente, ao próprio Grêmio.

Mesmo assim, o resultado poderá não ser como muitos torcedores imaginam: vitória do time de Abel Braga. O Grêmio sabe enfrentar clássicos nacionais, crescerá na partida de amanhã. Contra o Huachipato, o time surpreendeu, negativamente, pela atitude displicente.

No Rio de Janeiro, será diferente, aposte quem quiser. Além de estar com água batendo no queixo, trata-se de um jogo de repercussão nacional, até mundial, pode ser. A turma do Luxa vai suar sangue.

Bookmark and Share

Dunga despreza a vantagem para o Gre-Nal

18 de fevereiro de 2013 3

Como é sabido, pertence ao Inter o mando de campo do Gre-Nal mas como o Beira-Rio está em reformas, o time colorado transformou-se em um andarilho sem teto. O Centenário já foi escolhido pela direção do Inter para ser a segunda casa colorada, até setembro, quando reformas e ampliação do Beira-Rio estarão praticamente concluídas.

Portanto, o Inter terá o mando do Gre-Nal mas não gozará o benefício do fator local. O estádio Centenário receberá mais colorados mas fica por aí a vantagem do time de Dunga. Seria possível ao Inter ambientar-se minimamente ao estádio se, durante esta semana, se mudasse para Caxias do Sul e treinasse todos os dias no Centenário. Assim, poderia se beneficiar do fator local. Dunga, entretanto, decidiu seguir para Caxias do Sul apenas na véspera do Gre-Nal. Deve ser em função do sempre alegado planejamento.

Bookmark and Share

Gre-Nal: armas mortíferas do Grêmio

18 de fevereiro de 2013 18

É convicção deste blogueiro que qualquer dupla que se forme com os zagueiros disponíveis no Beira-Rio, resultará em uma zaga deficiente. Juan foi contratado para qualificar o centro da defesa mas se conseguir atender esta expectativa, o que duvido, já estará vencido, no mínimo, o primeiro semestre de 2013. Antes deste prazo, haverá o Gre-Nal do próximo domingo e esta zaga insuficiente do Inter terá que marcar o mortífero ataque gremista.

É verdade que Vargas ainda não está rendendo 100% mas se conseguir reproduzir no clássico o que fez no segundo tempo contra o Veranópolis, já será suficiente para, ao lado de Barcos, infernizar a vida dos colorados. Embora, o VEC seja a pior equipe do Gauchão e o Inter um dos melhores times da competição. E para complicar ainda mais o sistema defensivo colorado, os dois volantes titulares, Igor e Willians, estão fora do Gre-Nal. Elton e Josimar terão que dar conta de Elano e Zé Roberto. Filme de terror.

Bookmark and Share

Gremistas: desconsolo e indignação

15 de fevereiro de 2013 25

Poucos minutos após o encerramento do jogo em que o Grêmio foi surpreendido pelo Huachipato, na Arena, começaram a chegar e-mails de gremistas inconformados. Este blog reproduz alguns que, de certa forma, reproduzem o que diz a maioria dos reclamantes:

“Bom dia Wianey,

Ontem mais uma vez sai de casa cedo. Peguei trânsito, não comi direito somente para chegar a tempo de ver o Grêmio jogar. Mais uma vez o Grêmio não entrou em campo. A apatia, a falta de vontade e mínima organização do time era tão flagrantes que até uma criança de três anos percebia. Se o Grêmio tivesse move jogadores em campo, era obrigado a vencer o penúltimo colocado no campeonato chileno, que não havia marcado um só gol em 2013. Este jogo parece mais um que a FIFA deveria investigar por suspeita de fraude. As entrevistas no final do jogo de técnico e jogadores me fizeram chegar a seguinte conclusão: o fracasso está no DNA deste Grêmio e não vai sair tão cedo. Fiz uma promessa aos meus amigos e vou cumprir. Se o Grêmio for eliminado na primeira fase da Libertadores, está a venda tudo o que possuo do clube (camisetas, álbum, jornais de mais de 20 anos atrás, dvds, etc.).

Cansei de voltar na chuva para casa cansado, tendo que trabalhar no outro dia e ouvir entrevistas ao fim do jogo de que “tudo pertence ao futebol”, vamos melhorar, etc…Não há menor lógica para isso que fazemos, um salário do Barcos, Kleber, Moreno, equivale ao que um trabalhador vai ganhar em uma vida toda e olhe lá…

Atenciosamente,

Marcelo Scherer Flores”.

Outra:

Levando-se em consideração que o Grêmio não conseguiu bater um inexpressivo time chileno em plena Arena, ficam as seguintes perguntas no ar:

1) Como conseguirá fazer frente a Caracas e Huachipato na Venezuela e no Chile?

2) Sendo agora esses pontos fora de casa cruciais, como será a aritmética do Grêmio para avançar ao mata-mata?

3) Passando para o mata-mata, o Grêmio consegue fazer frente a times copeiros e/ou mais qualificados como Boca, Velez, Nacional, Peñarol, Corinthians e Fluminense?

4) Alguém dentro do seu pleno estado de lucidez ainda acha que o Grêmio é candidato ao título? Ou todos já tiveram o devido choque de realidade de que esse time vai ser mero figurante na Libertadores? Afinal, citando Pierre de Coubertain: o importante é competir.

Sem mais.

Att.

Vinicius Augusto Magalhães dos Santos – Porto Alegre (RS)”.

E MAIS ESTE:

“Bem feito esta derrota do Grêmio, este treinador preguiçoso. Deixou os jogadores comendo, bebendo e treinando, sem jogar Gauchão. Time sem entrosamento e não coloca para jogar e se entrosarem. Além disto tirou o Fernando que estava jogando bem para colocar seu bruxo.

Faltou força, determinação, garra. Nitidamente, jogadores Elano, Adriano. Pará (este é muito ruim) não cruza uma bola, jogador inoperante.

Não adianta time, precisa ter vontade; Outra: o Gremio está fora da Libertadores, não vence o Fluminense e sai com 6 pontos atrás;

Altemir Inácio- São Leopoldo –RS”.

Como estes e-mails, haveria dezenas de outros com iguais reclamações. A derrota inesperada faz com que se imagine que tudo está errado. Passados alguns dias, percebe-se que isso não é verdadeiro, que as coisas podem melhorar e sempre há lugar para a esperança. É só o que este blogueiro pode desejar aos gremistas que hoje estão afundados em tristeza”.

Bookmark and Share

Chilenos celebram vitória na Arena

15 de fevereiro de 2013 10

Os chilenos amanheceram se beliscando, quase sem acreditar na proeza do Huachipato, ontem à noite. O jornal Nación tratou assim a vitória sobre o Grêmio:

“Épico! Huachipato derribó a Gremio en su regreso a la Copa

El cuadro acerero consiguió un histórico triunfo en Brasil frente al elenco gáucho, que tuvo al chileno Eduardo Vargas hasta los 73 minutos. Con esta victoria, los pupilos de Pellicer quedaron al tope del Grupo 8.Lo de Huachipato es para aplaudir. Es que el campeón del fútbol chileno volvió a disputar la Copa Libertadores después de 38 años y lo hizo de manera épica: Con un triunfo por 2-1 frente a Gremio nada menos que en Brasil. El conjunto que dirige Jorge Pellicer mostró mucha personalidad en el estadio Arena Do Gremio de Porto Alegre frente a un equipo que tuvo al delantero chileno Eduardo Vargas como titular.

Tras un impecable primer tiempo, los acereros se fueron al descanso con la ventaja mínima gracias al tanto del delantero Federico Falcone, que definió de primera luego de recibir un centro rasante desde la derecha de Braian Rodríguez. En el inicio del complemento, los acereros continuaron con su buen juego y aumentaron las cifras a los 50’ con un certero cabezazo de Rodríguez tras un centro de José Contreras. Parecía que con eso el marcador quedaba sentenciado, pero los dueños de casa no bajaron los brazos y lograron estrechar el marcador rápidamente con un lanzamiento penal convertido por Hernán Barcos tras una mano de Contreras.

Con el descuento, Gremio, con el chileno Vargas reemplazado a los 73’, se fue con todo en busca de la igualdad, pero los pupilos de Pellicer aguantaron el resultado gracias al portero Nery Veloso, quien en la última jugada del partido salvó una pelota tras un cabezazo de Barcos.

De esta manera, Huachipato tuvo un espectacular reestreno en Copa Libertadores, pues sumó sus primeros 3 puntos para quedar como líder del Grupo 8, dar la primera sorpresa en la fase grupal del certamen internacional, y será recordado como uno de los grandes y escaso triunfos nacionales en tierras brasileñas”.

O que os chilenos desconhecem é que Vanderlei Luxemburgo, treinador do Grêmio, não creditou ao adversário a vitória consagradora mas, sim, ao gramado. Em futebol, atalho para novas derrotas é não saber porque perdeu.

Bookmark and Share

Grêmio perde com ajuda de Luxemburgo

14 de fevereiro de 2013 12

Nem mesmo os chilenos do Huachipato se atreveram a projetar uma vitória na Arena. Pois aconteceu. O Grêmio foi derrotado jogando menos do que o modesto adversário. Cheguei a afirmar, no Sala de Redação, que o Grêmio era um punhado de bons jogadores menos um time. Também desejei que o Grêmio tivesse um pouco de medo e muito respeito pelo adversário. Se teve, não pareceu. Luxemburgo montou o time com três estreantes: Adriano, Barcos e André Santos.  A torcida protestou gritando o nome de Fernando. Por que Luxa prefere Adriano? O volante jogou pouco e foi substituído por Marcelo Moreno. Vargas, outra esperança de gol, teve desempenho apagadíssimo. André Santos, também. O melhor dos caras novas foi Barcos. Michel Teló foi visto torcendo e sofrendo. A balada gremista foi deprimente.

Bookmark and Share

No Beira-rio, sentado, torcedor pagará menos

11 de fevereiro de 2013 9

Perguntei ao presidente do Internacional, Giovanni Luigi, se haveria espaço popular no novo Beira-Rio, com preços dos ingressos reduzidos. Respondeu-me que sim. O torcedor ficará sentado ou em pé? – eu quis saber. Todo o mundo sentado, respondeu o dirigente. Na Arena do Grêmio, alega-se que a colocação de cadeiras diminuirá a capacidade da geral e, por isso, não seria possível cobrar ingressos populares. Ora, sempre que se privilegia um grupo cobrando menos, seja no transporte coletivo, cinema, ingresso de futebol, etc, alguém subsidia. É normal. Por todos estes exemplos e outros é que entendo ser possível oferecer mínimo de conforte também para quem tem menos recursos financeiros. Mas o Grêmio pode, é seu direito, suprimir o ingresso popular.

Bookmark and Share

Barcos e Vargas garantem gols

11 de fevereiro de 2013 8

Em 2012, o Grêmio fez campanha inferior às suas possibilidades por não ter um ataque compatível com as pretensões do clube. Em 2013, decidido mudar a sua história, o Grêmio foi às compras e não descansou enquanto não montou um novo ataque, teoricamente muito superior ao do ano passado. Vargas e Barcos, tendo atrás de ambos Elano e Zé Roberto, poderão conduzir o Grêmio a vitórias que não aconteceram em 2012 por falta de poder de fogo. Acrescente-se que os atacantes também serão municiados por Pará e André Santos, dois bons laterais, e estará permitido projetar o Grêmio com muitos gols, nesta temporada. Com Fernando e Souza, dois excelentes volantes, só está faltando ao time titular do Grêmio um ótimo zagueiro. Depois, será correr para o abraço. O ano é promissor para os gremistas.

Bookmark and Share

Perdão, mas Neymar não é craque

07 de fevereiro de 2013 72

Que me desculpem os adoradores de Neymar, mas eles estão superestimando as qualidades do atacante. É bom jogador, sem dúvida, o melhor do Brasil, mas abaixo, ainda, da condição de craque.

Neymar é um problema a ser resolvido pela psicanálise. Ele só consegue desenvolver seu leque de virtudes contra adversários fracos ou medianos. Quando está diante de rivais qualificados Neymar desaba e não consegue jogar. Foi assim nos da Seleção Brasileira contra Argentina, Alemanha, Holanda e Inglaterra. Desapareceu na fase decisiva da Copa América e teve atuação modesta na Olimpíada.

Craque é aquele jogador que se destaca sempre, independentemente do tamanho do adversário. Por que Neymar encolhe nestas ocasiões? Só o divã poderá esclarecer.

Bookmark and Share