Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Estalo do chicote, esquema da Seleção

25 de abril de 2013 7

Calma, este blogueiro não está pregando violência no sagrado reino da CBF, onde se aloja a Seleção Brasileira de Futebol. O título deste post é, apenas, uma figura de linguagem, cujo significado é mais ou menos este: Felipão deve reunir os seus jogadores e informar, nem que sejam necessárias muitas horas de explicação até chegar ao convencimento geral, que nenhum deles sequer senta em banquinho de craque.

No máximo, o elenco selecionado flutua entre jogadores mais ou menos até bons atletas. Craque, nenhunzinho deles. E para que ninguém esqueça, ele, treinador, passará a usar um chicote para fazê-lo estalar sempre que alguém se esquecesse da realidade. Assim como fazem os domadores quando estão adestrando suas feras.

Em seguida, Felipão deve anunciar que a Seleção, por não contar com craques, passará a jogar como time inferior, médio ou pequeno. Todos os integrantes do time terão que correr, lutar pela bola, ocupar espaços e impedir que o adversário, qualquer um, tenha liberdade para jogar. Depois, todos estarão liberados para tentar vencer.

O Brasil esquecerá ousadias como jogar com três atacantes – isto é para alemães, espanhóis, talvez ingleses e argentinos – e privilegiará, sempre, um sistema defensivo forte e resistente. Os gols não serão muitos mas quem disse que precisa mais de um a zero para ganhar três pontos?

Resumindo: nem que seja no estalo do chicote, Felipão terá que ensinar aos nossos selecionados o sentido de ser humilde. É isso aí. A Seleção Brasileira terá que ser humilde, jogando de acordo com o seu tamanho. E para que o discurso franciscano não fique restrito aos jogadores da Seleção, Felipão tratará, igualmente, de conscientizar a imprensa brasileira.

Onde houver um jornalista esportivo enganando-se e ao povo que o Brasil é uma usina de craques, um integrante do grupo oficial “A nova consciência” – terá que ser formado um – erguerá a sua voz para proclamar que não somos mais os mesmos, nossos craques sumiram e devemos nos conformar em descer para a planície. Pode ser que assim não faremos fiasco, ano que vem, em nossa própria casa.

Bookmark and Share

Comentários (7)

  • Jonas diz: 25 de abril de 2013

    Mas é vocês da imprensa que criam os Damiões, Neymares,etc. Até o Moledo vocês pediram pra a seleção. Damião=14 jogos pela seleção principal, 2 gols( um contra o Gabão e outro contra a Bolívia). E esse cara aparece em todas as listas, aí tem!! Será que a empresa do R9 que cuida da imagem do Damião não está colocando seus jogadores lá para depois vender. Desconfio também dessas notícias que sempre surgem sobre uma possível venda dele. Será que não são seus empresários que plantam esses valores( 20, 25 MILH~ES DE EUROS)? Vamos combinar, se tivesse surgido qualquer oferta pelo Damião de 20 m euros o songa monga do Luigi já teria vendido.Pelo que sei, não chegou nenhuma oferta perto disso( a última foi de 12m euros) e duvido que alguém pague mais.

  • Silvio diz: 25 de abril de 2013

    Desta vez sou obrigado a te elogiar. Assino embaixo contigo.

  • Alex diz: 25 de abril de 2013

    Concordo em gênero, número e grau.

    E digo isso, faz um tempo tb: é hora de FECHAR a seleção. Aquele esquema q fica atrás, tranca o jogo, impede o adversário de jogar, lembram? O próprio Felipão nos deu vários exemplos práticos já, o último deles, vencendo a Copa do Brasil com o limitadíssimo Palmeiras ano passado, jogando assim.

    Chega de acharmos q temos bola pra sermos super ofensivos. Chega de tentarmos jogar de igual pra igual com quem tem times prontos.

    Se não temos hj um time entrosado, formado, onde os jogadores de frente se destacam, q a seleção jogue DEFENSIVAMENTE! Pior doq está, com certeza não ficaria!

  • Denis diz: 25 de abril de 2013

    Jogar como em 94! Mas naquela epoca tinha romario, bebeto, tafarel… Tinha quem dizia: deixa pra mim que eu resolvo

  • Guimas diz: 26 de abril de 2013

    Está sendo provado que Dunga tinha razão na seleção.
    Sem Neymar e sem Ganso.
    Na seleção do Dunga quase nunca perdia!

  • Ricardo Ganso diz: 26 de abril de 2013

    Wianey, nossos laterais são ruins no apoio e nossos volantes são ruins na saída de bola, a exceção do Fernando e do Sandro (sem bairrismo). Por isso a bola não chega nos atacantes. Todos tem que voltar para a intermediária do Brasil para buscar jogo. E se o time for marcado de cima, acontece o que vimos contra o chile: se apertar, se borram…

  • aramis oliveira diz: 26 de abril de 2013

    Wianey esta “seleção” deve capotar no meio do caminho na copa. É melhor que aconteça isto porque outro maracanaço ninguém aguenta! O Brasil vai pegar um grupo barbada na primeira fase por isto deve passar pra segunda.

Envie seu Comentário