Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Dunga faz aposta improvável

08 de julho de 2013 41

Ao ser cobrado pelos três gols sofridos pelo Inter contra o Vasco da Gama, Dunga defendeu seu time que não se importa em sofrer três gols se o ataque fizer cinco gols. Trata-se de uma aposta com mínimas possibilidades de êxito.

O Inter e clube algum do Brasil está habilitado a se comprometer em aplicar goleadas em todos os jogos. Tampouco será crível imaginar que levar três gols se torne rotina para qualquer equipe, mesmo as mais fracas.

A resposta de Dunga, entretanto, só tem peso em eventuais jogos, como foi o de domingo. Este blog cometeu um erro ao sentenciar que a defesa colorada “vaza como peneira velha”.

Mais certo seria debitar esta condição ao sistema defensivo inteiro, incluindo-se os dois volantes. Falando com toda a sinceridade: dá para levar três gols deste time do Vasco da Gama?

Sabia-se que a equipe carioca não é forte e ainda sofre pelo atraso no pagamento de salários. Mas, estava na frente do Inter na tabela classificatória cabendo-lhe merecer alguma consideração.

O que não se imaginava é que Paulo Autuori pouparia titulares para enfrentar o Inter, que cometeria o suicídio tático de deixar D´Alessandro sem marcação o jogo inteiro e, ainda, que Nei faria gol contra, o primeiro, aos 16 minutos da etapa inicial. Cabem ao Inter os méritos por aproveitar as fragilidades do Vasco mas a goleada não deve servir para fazer bonito o bicho-papão que é muito feioso.

A aposta de Dunga não pode, também, tornar-se rotina. O treinador do Inter sabe que um time começa pela defesa. Não levar gols é o primeiro passo para chegar à vitória.

Bookmark and Share

Comentários (41)

  • estela diz: 8 de julho de 2013

    Quanta inveja seu gremista arrogante… vai cuidar do teu greminho bi rebaixado vai e poste meu comentário seu novinho

  • rogerio diz: 8 de julho de 2013

    tu é um analista simplista, polemizador, e quer holofotes. Tem que analisar melhor o porque dos fatos. Ontem foi uma tarde única, com cerração, frio, chuva. Ontem aconteceram gols espiritas, por isto o elevado numero. O Vasco fez dois gols de larga distancia, que normalmente não acontecem. O Inter fez o contra que nunca aparece, o chute do Forlan raro. Rafael Moura e Dalessandro de primeira, e Indio na frente zagueiro. Foi atipico.

  • Colorado57 diz: 8 de julho de 2013

    Wianey.
    Diante de perguntas obvias, a resposta do Dunga foi a resposta mais fácil para não polemizar.
    No vestiário, com certeza a abordagem foi outra.
    O Muriel não pode tomar o gol que tomou e o Dunga cantou que a barreira estava mal colocada, mas que a nossa defesa é um caso a ser estudado, isto ninguém tem dúvida.
    Para começar, este tal de Airton não pode vestir a camisa vermelha.

  • Fernando Silva diz: 8 de julho de 2013

    O Wianey é mesmo um grande colorado!
    Sendo sempre ácido contra seu time do coração fará com que algumas pessoas pensem o contrário. Saia do armário Wianey! Tua idade já não permite tanto rancor!

  • silvio jaime fernandes diz: 8 de julho de 2013

    Olá Wianey:……umas perguntas:……queria o que como resposta do Dunga ???….que ele confessasse os erros do time ???….que ele apontasse as falhas individuais ???….que ficasse cobrando em público a necessidade urgente de reforços ???…
    AH:….Não dá para esquecer que o no Depto. Médico, tem 6 jogadores se tratando e que poderiam no mínimo, estarem no banco.
    AH:….O Dunga é culpado pelo bate e rebate do 1º gol do Vasco ???…O Dunga é culpado pela falha de marcação do 2º gol do Vasco???…O Dunga é culpado pelo erro de cálculo do Muriel no 3º gol do Vasco ???…..Será que o Dunga treinou o time para este tipo de coisa ???….
    Desculpe Wianey…..menos em tuas críticas.

  • Glenio do Couto Pinto Jr. diz: 8 de julho de 2013

    Bom dia Wianey, acho que seu comentário é realmente uma tremenda “pegação no pé” do Dunga….evidente que ele jamais pensou em “apostar” em fazer goleadas quando fez essa declaração, isso é gritantemente óbvio, foi mais uma colocação para preservar o grupo de uma crítica pública e de enfatizar aquilo que o jogo teve de bom – o desempenho do ataque…jamais a de “adortar a tática de defesa furada”. Nunca podemos esquecer que Técnico de futebol no Inter tem que fazer “milagre”, especialmente quando o clube disponibiliza uma defesa “idosa” e não contrata defensores de alto nível (com a ressalva do “idoso” Juan) a quase 10 anos…quem foi mesmo o último grande nome contratado para a defesa colorada??? Pato Abodanzieri?

  • CHRIS diz: 8 de julho de 2013

    O segundo gol foi um golaço e o terceiro falha clamorosa do Muriel. Menos Wianey! Bem menos!!!

  • VILSOM ROBERTO FREITAS diz: 8 de julho de 2013

    Falta só 36 pontos para inter escapar do rebaixamento.

  • Campeão FIFA diz: 8 de julho de 2013

    E quem leva você a sério? Acredito que uma pessoa sofrendo há treze anos tem sérios problemas mentais…

  • Eduardo diz: 8 de julho de 2013

    Porquê o Paulo Autuori pouparia jogadores ??
    O Autuori não poupo jogadores, penso que eles se recusaram a jogar pelo atraso no pagamento dos salários.
    Dois gols que o Inter tomou, uma bola chutada de longe, indefensável, muita sorte no chute do jogador adversário e um chute de média distância com frango do Muriel.
    Gol sofrido pelo Vasco, muito azar do Nei.

  • Carlos Duarte diz: 8 de julho de 2013

    “Ao ser cobrado pelos três gols sofridos pelo Inter contra o Vasco da Gama, Dunga defendeu seu time que não se importa em sofrer três gols se o ataque fizer cinco gols.” Ao ser cobrado por quem? É a imprensa cobrando do treinador? Agora temos que aturar a imprensa cobradora…

  • Miguel diz: 8 de julho de 2013

    Bah, é triste ver este tipo de comentário…

    O Inter levou 3 gols, sim… um único por falha evidente do sistema defensivo (o primeiro)… quanto ao mais, uma cobrança de falta com contribuição do gramado molhado e falha do Muriel, e o outro num chute imprevisível de longa distância, de muita felicidade do jogador Vascaíno.

    Quanto ao mais, o Inter foi dominante… nunca esteve atrás no marcador e poderia ter feito outros tantos gols! Fez uma bela apresentação!

    Agora, com boa vontade, é muito fácil interpretar com correção a manifestação do Dunga… em outras palavras, o que ele quis dizer é que, jogando assim, o time dele sempre alcançará o êxito!

    É bastante óbvio… só dá espaços quem ataca/massacra… e quem assim joga está muito perto de vencer! Por certo, às vezes, terá insucessos – como alguns gols sofridos -, mas, no mais das vezes, sairá com êxito!

    Se não joga nada, vem as críticas… se amassa o adversário, ainda assim encontram o que falar… Realmente, algumas pessoas da imprensa do RS são cansativas…irritantes…

    Dunga está no caminho certo… logicamente, tudo será ajustado, aprimorado, com o tempo e repetição… mas, este Inter é o Inter que o torcedor quer… o Inter que busca o gol durante os 90 minutos, independentemente do resultado!

  • Elio Lagemann Junior diz: 8 de julho de 2013

    Wianey Carlet; Sim o Inter levou 3 do Vasco, que conforme você falou no sábado, estava melhor colocado no tabela que o próprio Inter.
    1 Gol: O Inter estava com 5 jogadores no lance e a bola no bate rebate passou por todos e entrou, acontece.
    2 Gol: Em grande jogada do Josimar, que passou para o Rafael Moura que perdeu a bola de forma infantil e ficou olhando o defensor sair jogando e marcar o gol com um belo chute, o grande erro foi do Moura, perder a bola tudo bem, o cara entrou no 2 tempo estava descansado, o que nós torcedores queremos de um atleta profissional e que ele saia buscando a recuperação do lance ou dificultar a contra ataque, que pegou o Inter desarrumado. Tem que ter garra na recuperação também.
    3 Gol: Quem estava no estádio, e olha estava complicado, eu estava do outro lado do gol do Muriel, com a chuva, a péssima iluminação, nas duas áreas, mais o bola com uma cor é deve ser boa para jogar na areia, uma barreira má formada, o Muriel errou 50%.

  • sérgio marques peixoto diz: 8 de julho de 2013

    Grande Wianey. Embora residente no Rio há muitíssimos anos, meu coloradismo e amor pelas coisas da minha terra fazem-me leitor diário da ZH, onde sempre destaquei teus comentários até mesmo por coincidirem, as mais das vezes, nossas opiniões. Entretanto,parece=me que, agora, estás sendo muito exigente com a defesa do meu clube. Os dois últimos “goals” do Vasco foram ocasionais: o primeiro, fruto de uma quase isolada falha defensiva do Internacional e o segundo, de outra falha, esta individual, do Muriel!!!!

  • Roger diz: 8 de julho de 2013

    Mas meu amigo, o que tu disse foi a mesma coisa que disse o dunga….”enquanto fizermos mais do que tomarmos, ta bom” isso não é aposta, isso é a mesma constatação que tu fizeste, “nenhum time goleia sempre, nem toma 3 sempre”
    Agora botar a culpa dos 2 ultimos gols do vasco na zaga????? onde entrou a zaga nessa historia? falha do goleiro no 3 gol, e chute miraculoso no segundo………o primeiro foi falha geral, ja que 80% do time estava na grande area na hora do escanteio….

  • Emerson diz: 8 de julho de 2013

    Bom tu falou das coisa que tu não imaginava no Vasco. Bom o Inter está sem Damião, Caio, Otávio e Willians. Além do gol contra do Nei eu também não imaginava que o zagueirão do Vasco iria fazer aquele golaço de fora da área e nem que o Muriel iria falhar daquele jeito no gol de falta quase do meio-campo.
    O Inter jogou com os 2 laterais todo o tempo no ataque e o Josimar “faceiro”. Jogou para fazer mais gols e por isso ganhou. Pelo regulamento do Brasileiro 5X3 é melhor que 2X0. Um time que não faz gols não ganha, então o primeiro passo para chegar a vitória e fazer gols. Para não perder é que o primeiro passo é não tomar gols.

  • rudimar palharini diz: 8 de julho de 2013

    e ai agora quem vai para a segundona, nos ou o teu gremio fantatisco?
    rudimar

  • Joel Richter – Colorado diz: 8 de julho de 2013

    A cambada Gremista da RBS só fala mau do inter.

  • FLAVIO FALEIRO – cascavel pr diz: 8 de julho de 2013

    E O GOLEIRO MURIEL??? NÃI VAIS FALAR NADA??? QTOS FRANGOS ELE LEVOU ONTEN??
    SERIAM 2?? O PRIMEIRO GOL DO VASCO ELE ESTAVA DORMINDO??? NO TERCEIRO FICOU COM AS PENAS NA MÃO;;;;

  • Carlos diz: 8 de julho de 2013

    Sera que o seu Wianey ganha algum dinheiro para publicar estas analises tao superficiais. Bahhh.
    Nao seria o caso de a imprensa admitir que o Dunga ve coisas que a impresna nao consegue ver. A imprensa, por pura falta de criatividade, queria Datolo, Dunga mostrou que Fabricio/Kleber podem compor de uma maneira muito interessante. Ou seja, quem levou uma goleada foi a imprensa.

  • Murilo diz: 8 de julho de 2013

    Agora ganhar é ruim… se vamos ser rebaixado, o que sobra para os outros com o mesmo número de pontos??? Bom mesmo é o Atlético-RS

  • Alberto Rachelle diz: 8 de julho de 2013

    Trata-se de um “jornalista” medíocre, que sobrevive no cargo pensando que criticar gratuitamente dá mais ibope. Na verdade, ele (e o Paulo Santana também) tenta imitar o João Saldanha sem chegar nem perto da sombra. São provocadores profissionais. Nunca chutaram uma bola, percebe-se pela maneira como olham o jogo. Basta ver o Júnior, o Edinho, o Roger Flores, o Claudio Duarte. Esses conhecem o assunto e não falam bobagens.Mas, se a RBS vende mais por causa desses caras…o que fazer?

  • RAFAEL GREMISTA diz: 8 de julho de 2013

    MAIS UMA TARDE DE NEBLINA,FRIO …. ADVERSÁRIO NIVEL BABA E O APITO AMIGO VERMELHO TRADICIONAL .

    ATÉ QUANDO AS ARBITRAGENS SERÃO CONIVENTES COM OS PITIS DE DUNGA E ALESSANDRO ????

  • Coice nos Peito diz: 8 de julho de 2013

    Wianey
    Você está correto em afirmar que a falha foi de todo o sistema defensivo, porém é preciso analisar o contexto dos gols sofridos que aconteceram quando o Inter estava a frente no marcador com aquele maldito relaxamento de quem está ganhando:
    - O 1º gol foi falha generalisada do sistema defensivo pois haviam 3 jogadores do adversário livres, às costas dos nossos defensores, que possibilitou o domínio fácil e o arremate a gol;
    - No 2º gol, o sistema defensivo deixou o jogador adversário chutar sem marcação.
    - No 3ª gol, mesmo estando chovendo, e a bola cheia de efeito, Muriel falhou.
    Assim o único gol sofirdo que podemos debitar da defesa é o primeiro quando a bola foi dominada dentro da nossa área.
    Não quero afirmar que o jogo foi uma maravilha, mas também não podemos afirmar que foi uma desgraça, não foi mesmo, o Inter atacou muuuuiiiiito mais, teve várias outras oportunidades de gol, mais posse de bola com volume de jogo e é esse detalhe que vejo como positivo.
    Me chamou a atenção a quantidade de passes errados do Cleber, os cruzamentos foram todos errados, esse foi o detalhe que me preocupou.

  • Marcelo – Rio de Janeiro diz: 8 de julho de 2013

    Wianey, pare com seu fatalismo! O Inter levou 3 gols é verdade. Mas, foi um jogo atípico. O primeiro gol do Vasco, concordo que mostrou uma defesa desorganizada. Mas, o segundo e o terceiro foram causados por chutes de longa distância em que os vascaínos foram muito felizes e o Muriel deu uma ajuda. Desconte-se o fato de o gramado estar molhado. O Inter não vai levar 3 gols a toda hora. Mas, você insiste em dizer que o Inter é candidato ao rebaixamento. Vários outros cronistas, do Brasil, do RS e até da Zero Hora, colocam o Inter como candidato ao título. Deixe de bancar a pitonisa. Termine sua carreira dignamente!

  • Alexandre diz: 8 de julho de 2013

    Acho muito oportunismo fazer uma critica baseado tao somente na quantidade de gols.

    O Inter tomou 3 gols e isso é fato, mas deve-se levar em consideração que houve falha da defesa somente no primeiro gol, o segundo foi de extrema competência e mérito do atacante (no caso o zagueiro do Vasco) e no último, uma falha exclusiva do goleiro Muriel, que por tudo o que fez tem crédito com a torcida e clube.

  • João Luís diz: 8 de julho de 2013

    Boa tarde Wianey

    Por que o senhor não escreveu que o Dunga disse, que não se importa de levar 3 gols se fizer 5? Na realidade, ele falou que se o time dele fizesse mais gols do que levasse estaria tudo certo.

    A corneta anda forte hein.

  • Eduardo diz: 8 de julho de 2013

    Wianey, porquê ninguém da RBS comenta a bronca que o Vargas deu no técnico Renato quando da sua substituição, é alguma orientação da chefia ??
    A TV mostra os dois se xingando e o Vargas atirando as caneleiras no chão.
    Se fosse com o Dunga, do INTERNACIONAL, os repórteres fariam perguntas escabrosas sobre o fato, mas para o Renato, do GRÊMIO, passa em branco.
    É muito estranho este tratamento protetivo ao tricolor.

  • RODRIGO MUNHOZ diz: 8 de julho de 2013

    Caro Wianey, o Inter sofreu 3 gols do Vasco da Gama.
    Um de fora da área em um excelente chute do jogador cruz maltino.
    Um de falta, não sabendo eu dizer se por mérito do chute ou falha do goleiro.
    Um dentro da área em um bate-rebate, nesse sim podendo caracterizar falha da defesa.
    Não vejo como uma zaga-peneira!

  • Regis Wallauer diz: 8 de julho de 2013

    Ao contrário da afirmação desse colunista, Dunga não afirmou em momento algum a aposta num time que faça e leve muitos gols. Pelo contrário, disse que se fizer mais do que leva está bom.
    A crítica baseada em resultado é vil e mentirosa, como o colunista deveria saber, devido a todos os anos de janela. Mas as vezes o colunista não quer ver.
    Ao contrário do senso comum tem optado por um jornalismo de manchetes fortes para chamar a atenção. Talvez por observar perda de espaço como comentarista da Gaúcha e na busca de alguma notoriedade que sua inteligência não lhe permite.
    Quanto ao modelo adotado pelo técnico do Internacional, está mais vinculado às peças que tinha à disposição do que propriamente ao seu estilo de jogo, como todos sabem, mais precavido do que atirado.
    A ausência de algumas peças importantes levou o comandante colorado a apresentar um time desequilibrado no sistema defensivo e que deverá ser recomposto com o retorno de Williams que cumpria suspensão.
    A análise do jogo, me permite dizer que o Inter teve amplo domínio territorial e que descartando as falhas do goleiro em dois chutes de longa distância, a defesa colorada não correu perigo e que o resultado de 7 ou 8 a 2 seria perfeitamente justificável pelo volume de jogo e oportunidades das duas equipes.
    Lamentável seu comentário sr. Wianey Carlet, só isso que posso dizer.

  • luiz carlos diz: 8 de julho de 2013

    depois que o Dunga falou de seu colega e não houve nehuma manisfestação da radio, fico pensando, que cretido tem alguns reporter no futebol? chego a conclusão que o Dunga tem razão, lamentavel.

  • Luiz Fernando diz: 8 de julho de 2013

    Futebol não é matemática. O que aconteceu ontem dificilmente se repetirá. Dos três gols sofridos, um foi um golaço de fora da área (desses que raramente se acerta) e outro foi um “peruzinho” do Muriel (pode-se dar um desconto em função das condições do campo e do clima). Resta um gol que poderíamos debitar nas contas da defesa.
    Sofremos dois gols por falha de marcação no ataque. Ao meu ver, esse foi o principal erro em dois gols sofridos.

  • Eduardo Thomazi diz: 8 de julho de 2013

    Concordo em quase tudo. Porém, se for ver os gols, foram abortos. O primeiro um tremendo bate e rebate que qualquer time toma. O segundo, quando o jogador viu que não tinha mais o que fazer, soltou a perna em um chute que se acerta 1 a cada 50 que chuta. E por último, uma falha do Muriel.

    Vendo por esse lado, acho os comentários sobre a defesa, bem oportunistas.

  • rick colorado diz: 8 de julho de 2013

    O sábio colunista só esquece que o segundo e o terceiro gol do vasco foram chutes de fora da área em que o muriel falhou………. a zaga só falhou no primeiro gol do vasco. Tá fácil ser jornalista hj em dia, o problema que essa facilidade leva a comodismo, logo, parar para interpretar o lance é por demais cansatiiiiiiiiiiiiivo, então se escreve a primeira bobagem que vém em mente.
    Não é por 20 centavos, é por wianey, santana e outros incompetentes nos “REPORTANDO” “INFORMAÇÕES” com “OPINIÃO JUSTIFICADA”
    Acorda Brasil!

  • Paulo Mattos diz: 8 de julho de 2013

    Wianey teu Gremistismo aflora sempre contra tudo que acontece com o Inter, fico pensando a culpa não é tua e sim de quem permite que escrevas estas asneiras. Fico triste de ver tanta incapacidade numa pessoa só, vai fazer outra coisa, te aposenta, vais fazer um bem enorme para todos os torcedores Colorados.

  • Fabio Pacheco diz: 8 de julho de 2013

    Wianey já disse que você é o melhor cronista da imprensa gaúcha, mas antes de criticar a defesa colorada, seria mais inteligente enaltecer a vitória e os belos gols de Fórlan e D’Alessandro e a forte jogada que o Inter ganhou pelo lado esquerdo. Tome cuidado, pois esse negócio de querer ser polêmico para ganhar acessos pode transformar você num chato. Um grande abraço.

  • Rod diz: 8 de julho de 2013

    O Vasco hoje, infelizmente, não é uma referência.

  • Junior diz: 8 de julho de 2013

    “Dunga defendeu seu time que não se importa em sofrer três gols se o ataque fizer cinco gols.”

    Onde ele disse que o Inter vai fazer 5 e tomar 3 gols em todos os jogos??? ONDE???

    Tem gente que deveria saber a hora de parar…

  • Giancarlo Zanette diz: 9 de julho de 2013

    Oi Wianey. Pegaste pesado com a defesa do Inter, veja, o 1° gol foi num contra-ataque, após erro de passe de Fabrício no ataque, quando não passou a bola para o Furlan, aí o Vasco conseguiu escanteio e o sistema todo errou a marcação na bola parada. O 2° gol, da mesma forma, contra-ataque, erro de Josimar na frente, e o cara do Vasco acertou um belo chute de FORA DA ÁREA; O 3° gol foi de bola parada, lá da intermediária, sem culpa da zaga, a não ser do Muriel. Como se percebe, não se pode culpar os zagueiros, quiçá dividí-la com os demais no 1° gol, pois, em escanteio, todos marcam, todos erram. Abraço. Poderia se desculpar, fazendo um tópico tirando a manchete negativa sobre a zaga do Inter no jogo do Vasco.

  • luis diz: 9 de julho de 2013

    Wianey, deixa de ser xarope, qualquer um pode ver que o Dunga foi ironico .

  • Tiago diz: 9 de julho de 2013

    Também não consigo entender a crítica. Por certo o melhor negócio é empatar em 1 a 1 com passe qualificado de um meio campista.
    Eu gostaria que o improvável acontecesse e o Inter ganhasse todos os jogos por 5 a 3. O que aconteceria? Seriamos campeões, com a defesa mais vazada da competição.
    E então o que vale?

Envie seu Comentário