Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Quem será o próximo técnico da Seleção Brasileira?

16 de julho de 2014 13

Não pode existir dúvida alguma de que Tite é o treinador brasileiro mais bem preparado para conduzir o processo de renovação da Seleção Brasileira. Nenhum outro profissional da área tem se dedicado a buscar atualização como Tite. Ele deveria ser indicado, sem qualquer vacilação, para treinar o time brasileiro. Mas Tite tem um grande defeito, assim considerado por figuras ilustres do centro do país: é gaúcho. A CBF está dominada por paulistas e quase aposto que nesta quinta, quando José Maria Marin conceder a sua anunciada entrevista coletiva, anunciará Muricy Ramalho para ocupar o cargo.

Enfeites
Observação do leitor Roberto Venturella: quantos jogadores alemães usavam brincos, bonés, tatuagens e coloriram os seus cabelos? O caro leitor terá dificuldade para lembrar de algum atleta alemão que tenha se apresentado tão decorado como os jogadores brasileiros. No time nacional, alguns jogadores mais se pareciam com lagartos tantas eram as tatuagens que exibiam. Outra diferença, esta fundamental: enquanto na Seleção Brasileira predominava a roda de bobinho, na concentração alemã treinava-se com dedicação plena. Diferenças.

Lição
Os dois inesquecíveis vexames pagos pela Seleção Brasileira deveriam servir de lição para a maioria dos treinadores brasileiros que, por arrogância e prepotência, julgam-se os únicos entendedores de futebol do país. Um pouquinho só de humildade não faria mal algum.

Importação
Espero que a CBF não ceda à tentação de importar um treinador estrangeiro para comandar a Seleção Brasileira. Seria desperdício de tempo. Qualquer profissional europeu, por exemplo, cobraria disciplina e organização. Como não seria atendido, daria o fora sem concluir trabalho algum. Ah, e ainda teria que suportar a ciumeira dos treinadores brasileiros.

Horário
Circulam no Congresso Nacional projetos de lei que buscam proibir jogos às 22 horas. Este horário é um atentado contra o torcedor brasileiro. Mas, será que a televisão seguiria pagando fortunas aos clubes se não pudesse escolher os horários que favorecem a sua programação?

Bookmark and Share

Comentários (13)

  • Kiko Uruguaiana diz: 16 de julho de 2014

    O Gremista Wianey que pagou vexame em 2013, nomeou o Luxa um dos cinco melhores técnicos do Brasil, agora faz piada em relação ao novo técnico da seleção brasileira, em primeiro lugar absolutamente ninguém entende o silêncio da mídia esportiva brasileira em relação a promiscuidade entre CBF/STJD/Globo e a Compra Escancarada de dirigentes de clubes e federações inclusive a compra do Noveletto, que chegou ao absurdo de fazer um TEATRO sobre sua candidatura.
    Vamos para de brinacadeira seu Wianey e trabalhar para acabar com a CBF e seus herdeiros.

  • Rodrigo diz: 16 de julho de 2014

    O congresso não tem que se meter no mercado mais do que já faz. Os clubes e federações que tem que se organizar e fazer o futebol rentável tal que não fique refém de horários impostos pela televisão. Menos Estado, é isto que o brasileiro precisa começar a aprender, colocar os ‘(des)governantes’ no seu devido lugar.

  • Newton diz: 16 de julho de 2014

    Concordo plenamente. Tite seria um nome excelente para o comando da Seleção Brasileira. Discordo no que tange ao “impedimento” pelo fato de ser gaúcho. Depois de uma sequencia com FALCÃO (Não deixa de ser…), DUNGA, MANO, FELIPÃO,não podemos falar na possibilidade de haver preconceito em relação aos treinadores sulistas. O maior problema estando TITE no posto estaria na “entrevista”. Ter que aturar durante QUATRO ANOS o ” papo-pasteurizado” do prof. Adenor seria “um pouco demais”.

  • Paulo diz: 16 de julho de 2014

    Se a CBF nomear Muricy Ramalho estará perdendo tempo, pois ele não é o mais indicado para treinar a seleção brasileira. Precisamos de um treinador que imponha disciplina aos jogadores, principalmente disciplina tática que nunca existiu com Felipão. Víamos constantemente o David Luiz fora de posição nos jogos dando uma de atacante e muitas vezes o time inteiro desarrumado em campo. Precisamos de organização tática, ver o Oscar jogando nos lados do campo totalmente perdido realmente não tinha como dar certo essa seleção.

    O treinador mais indicado para ocupar esse cargo é o Tite não tem outra pessoa é o treinador mais atualizado que possuímos, disciplinador, organizado, determinado.
    Se a CBF não mudar sua politica correremos risco de ficar fora da próxima copa.

  • cludio diz: 16 de julho de 2014

    Discordo de sua opinião

    Sou gaúcho.
    Tivemos o Mano e o Felipão. dois últimos técnicos
    Que preconceito é esse dos Paulistas?
    atc

    claudio

  • Luiz diz: 16 de julho de 2014

    Wianey, complementando seu leitor, quantos jogadores da Alemanha saíram na capa de Caras após um jogo?, quantos choraram ou fizeram saltar as jugulares ao cantar o hino?, quantos viste ajoelhados com os dedos alçados aos céus orando?, qual capitão viste sentado em um canto chorando ANTES de ser derrotado?

  • Guilherme diz: 16 de julho de 2014

    Caro leitor Roberto Venturella,
    A questão de se possuir “enfeites”, tais como tatuagens, brincos, entre outros, ou não é um pré-conceito bastante ultrapassado. Não tem influência nenhuma no comprometimento, rendimento de um atleta. O fato dos jogadores alemães não utilizarem estes “enfeites”, acredito que seja mais uma questão cultural. Apenas uma observação.

  • jose oneide diz: 16 de julho de 2014

    olha caro Wianey, é só a globo largar o osso para ti ver o que acontece. Se a Globo não pagar, a concorrência paga. porque o futeból é uma mina de ouro, ah mas é claro, alguns poderosos perderiam o trono, então continuamos no horário de boate.

  • Dorian R. Bueno diz: 17 de julho de 2014

    SOB NOVA DIREÇÃO.
    Esta frase escrita numa faixa na frente de um estabelecimento comercial chamou-me muita atenção.
    Fica entendido que o ex-proprietário era um incompetente e que saltou fora do negócio, ou o seu ex-empreendimento é tão maravilhoso que alguém mais empreendedor, pagou um belo preço para ele passar o ponto com tudo que tinha dentro…
    Podemos também concluir que pode ser uma frase batida, mas que poderá trazer muitos clientes novos e manter os antigos.
    Depois de ler este tipo de frase na fachada em letras bem destacadas, ficamos chocados quando entramos e notamos que ali no ambiente interno continuam as mesmas coisas.
    Os funcionários que provavelmente por falta de um plano de gestão, também estavam sendo quebrados junto com este ser humano empreendedor que jogou a toalha, os mesmos problemas, os mesmos produtos, os mesmos credores, as mesmas baratas, cupins, teias de aranha e muita expectativa de como será este novo patrão.
    Pois é, isto também acontece muito no âmbito de times de futebol.
    Chega uma comissão técnica inteira para tocar o seu projeto que sempre parece ser melhor do que aquele que estava sendo aplicado na gestão anterior.
    Agregam-se de imediato alguns novos jogadores, e tudo parece que será uma nova equipe hiper motivada e cheia de sonhos…
    Títulos, prêmios, carro do ano, dois celulares entre outros equipamentos periféricos, mulher bonita para desfilar, seleção, jogar no exterior…
    Mesmo sob nova direção o projeto não acontece. .
    Procuram-se então os culpados.
    Quase sempre a culpa é do presidente, direção, de quem dirige a equipe a preço de ouro, preparador físico, médico e de alguns pernas-de-pau que ainda acreditam que jogam somente com o seu lindo nome por glórias do passado.
    Mas chega uma hora que também precisamos passar à batuta, ir para novos desafios, e deixamos o nosso legado SOB NOVA DIREÇÃO.
    Nunca é tarde, passei definitivamente a direção da minha vida para quem sabe tudo, DEUS.
    Abs, Dorian R.Bueno – Porto Alegre/RS, 17/07/2014

  • Paulo diz: 17 de julho de 2014

    Tite.

  • Maurino diz: 17 de julho de 2014

    Perfeito bom velhinho. Essa cultura do jogador estrela da nojo. Cheios de marra e vadios. Não gostam de cumprir funções táticas,não treinam e são arrogantes. Quanto a treinador, aquele que for estudioso do futebol, vai servir. Tite é isso. Felipão errou feio em não ouvir, não treinar e principalmente não estudar enquanto estava parado.

  • Jack Summer diz: 18 de julho de 2014

    Wianey, sou ouvinte do Sala de Redação há mais de trinta anos e não suporto mais a arrogância do colega de vocês, o Cacalo; a falta de educação e sobretudo, a maneira como ele sempre ameça seus colegas é uma vergonha para esse programa tão tradicional. Qual a contribuição dessas pessoas que não debatem futebol, ficam sempre procurando picuinhas para provocar as torcidas? Esse tipo de atitude serve para torcedores, não comentaristas de futebol da RÁDIO GAÚCHA. Será que o sobrenome dele é que o mantém no programa? É uma vergonha, lamentável a situação a que tu foste hoje submetido Wianey, estavas coberto de razão e foste humilhado publicamente.

  • Felipe Menegassi diz: 18 de julho de 2014

    Sou teu fã, mas achei extremamente preconceituoso o comentário sobre tatuagens, brincos, etc. Que diferença faz para um jogo de futebol se alguém tem tatuagem, ou se usa brincos? Além de preconceituoso, referido comentário transformou a baderna que envolve a organização do futebol brasileiro (vide CBF e seus administradores) no menor dos problemas relativos ao futebol apresentado pela Seleção na Copa. Sob esse prisma, se não houvessem tatuagens, o Brasil seria campeão? Se não usassem brincos, teríamos atropelado a Alemanha na semifinal? Não me parece que a avaliação correta seja essa. Abraço.

Envie seu Comentário