Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Grêmio vende, vende e não enche o cofre

10 de fevereiro de 2015 11

O lado perverso do desmanche que está em desenvolvimento no Grêmio é que o clube vende, vende e vende e pouco ou nenhum dinheiro vai para os seus cofres. As causas são duas: a receita obtida está servindo para pagar contas e dos valores obtidos, grande parte acabam nos bolsos de empresários e outros clubes. É o resultado de políticas mal realizadas.

Wianey Carlet: alguém precisa avisar o Lincoln que ele só tem 16 anos

Se grande parte das arrecadações dos clubes resulta da venda de jogadores, o Grêmio fica com parcela inferior ao necessário porque, quando adquire os jogadores, pedaços alentados do seu passe ficam com o próprio jogador, empresários e clubes. Assim, o Grêmio vende, vende e vende e se prolonga o processo contra o déficit.

Bookmark and Share

Comentários (11)

  • Felipe diz: 10 de fevereiro de 2015

    Politicagem e má administração é o que mais se vê no Brasil. Saber administrar grandes somas de dinheiro não é para qualquer um. Achar que políticos como Odone poderiam administrar um clube como o Grêmio, que move milhões, é pedir pra se dar mau. Bons discursos temos muitos por aí, do tipo… ” O Brasil está crescendo, somos uma potência… “, acredita quem quer. O problema está no abismo entre o discurso e a realidade.

  • ANTÔNIO JOSÉ ANTUNES diz: 10 de fevereiro de 2015

    Conclusão óbvia: os dirigentes não são gremistas e, como na política, a preocupação é apenas encher os bolsos (cuecas ou meias).

  • Jorge Antunes diz: 10 de fevereiro de 2015

    Sr. Wianey uma sugestão de um simples leitor:

    Cuide das suas ruculas que o GRÊMIO cuida de suas finanças.

    Tente melhorar suas qualidades de comentarista esportivo, analisando jogos dentro do campo, existem comentaristas econômicos e financeiros mais competentes que o senhor!!!!

  • Kiko Uruguaiana diz: 10 de fevereiro de 2015

    Quem realmente entende de futebol?

    A Direção Do Grêmio, o Wianey, o Hiltor, o Santana, que Aplaudiram De Pé a Compra do Kleber Gladiador , Ou os Chineses que nada entendem de futebol (teoricamente), mas não querem o Kleber Nem De Graça.
    Historicamente algum Inteligentíssimo dirigente do Grêmio faz destas pataquadas, o Ronaldinho ganhava 2mil/mês, o Zinho e o Paulo Nunes mais de 100mil/mês, o resto todos sabemos e jamais será esquecido, mas por burríce explícita o Grêmio perdeu 30milhões com o Ronaldo Moreira, agora paga mais de 600mil/mês para o Kleber , transformando isso no Maior Auxílio Desemprego Do Planeta, o dirigente que fez isso e os gremistas da mídia que aplaudiram, deveriam estar na cadeia.

  • Mateus diz: 10 de fevereiro de 2015

    Concordo Wianey! As políticas estavam erradas e totalmente ineficientes. Espero que a imprensa não pegue no pé da nova diretoria que tenta colocar as contas e o orçamento em dia.

  • Elton Airton diz: 10 de fevereiro de 2015

    Wianey, sou colorado e acho a situação do Grêmio muito delicada. Além de passar por gestões mal sucedidas, anos sem títulos, compras de jogadores pífios, o grande “buraco negro” que o Grêmio se atolou foi desde que o Inter anunciou uma modernização no Beira Rio. Bastou! Dirigentes gremistas, arrogantes, quiseram dar o troco, fazendo “pacto” com o capeta para ter um estádio melhor. Sempre foi assim, falta de humildade resulta em atitudes insensatas. Com muita tranquilidade eu digo: O tormento só está começando. Gremistas…se preparem para o pior.

  • ItaMar do Bem Real diz: 10 de fevereiro de 2015

    Uma pena! Queria vê-lo campeão gaúcho com uma arena quitada!

  • Caldeira diz: 10 de fevereiro de 2015

    O Grêmio até parece um pé de Ipe Roxo, vale dizer, “todo mundo quer tirar um casquinha” (os mais antigos sabem o que quero dizer…). O Presidente do Grêmio foi muito honesto e coerente ao tornar público, oficialmente, a situação financeira do clube. No entanto, saliente-se, não entrou em detalhes que só interessam à instituição. Mas nem por isso é dado a qualquer cronista esportivo emitir teses sobre a real situação do tricolor, vez que, da missa só sabem a metade. Com a maior facilidade alguns jornalistas, fazendo às vezes de economistas, manifestam-se como se o Grêmio fosse o único clube em situação financeira apertada. Tenham pouco de respeito e consideração e fiquem dentro dos limites de vossa competencia.

  • Colorado Vigilante diz: 10 de fevereiro de 2015

    O Grêmio tomou um talagaço no tempo da ISL e como consequência caiu para a segunda divisão. Ficou com uma baita dívida e fez um condomínio muito bem feito pelo Odone. Esse caso todo deveria ter servido como aprendizado para o Grêmio não se aventurar em novas ofertas de negócio fácil e da china. MAs o Mesmo Odone que conseguiu sanear o Grêmio afundou-o novamente com a idéia absurda de construir um estadio novo. Pois bem, essa situação em que o Grêmio está é consequencia direta dessa nova casa. Mas aqueles que advertiram que o Grêmio estava entrando numa fria foram execrados e considerados inimigos. O Sr Hélio Dourado foi taxado de retrogrado e antiquado. Agora eu só lamento. A segundona bate a porta novamente. É isso que dá comer feijão e arrotar caviar.

  • Andre CWB diz: 10 de fevereiro de 2015

    Eu não consigo entender se é má vontade ou má intenção, mas não posso querer cobrar que um jornalista opinativo, dos piores que temos por sinal, entenda algo de administração, economia, ou ainda de futebol.

    Sou gremista, mas vejo você criticar os dois clubes da republica de São Pedro com tamanha superficialidade que me revoltaria mesmo sendo torcedor de qualquer clube do Brasil.

    Taisson (melhor que Messi), manda lembranças Wianey.

    Por favor caro formador de opinião, tente ser menos superficial e levar em consideração todos os aspectos que envolvem uma negociação, uma crítica. Ninguém é crítico sem entender do que fala, apenas os reportes que sabem um pouco de cada coisa e acabam sabendo nada de tudo.

  • wilson moreira diz: 10 de fevereiro de 2015

    Problema básico do Grêmio está fundado em duas administrações devastadoras: Paulo Odone com um assessor chamado Paulo Pelaipe e o ex-glorioso Fábio Koff com um assessor absolutamente desqualificado para o exercício da função de executivo de futebol. Fizeram um estádio novo que nasceu defasado no espaço: mal cabem 46 mil pessoas dentro (jogo com o San Lorenzo foi um sufoco – todo mundo acotocevlado); executivos que não sabem contratar – celebraram contratos irreais com jogadores inqualificáveis como Kleber Gladiadore, Zé Roberto, Pará e mais 1/2 dúzia de mediocridades bem sucedidas; contrataram a peso de ouro um técnico cheio de malandragens notáveis – Vanderlei Luxemburgo – que saturaou o Grêmio com indicações de jogadores ridículos como aquele Adriano e outros que tais. Enfim, Wianey, uma sucessão de más administrações. O Grêmio necessita urgente de um choque de inteligência e de INOVAÇÃO. Mas para isso é fundamental que os Ruy Costa da vida sumam do clube junto com o ex-glorioso Fábio Koff e seus amigos. Um grande clube não se administra emocionalmente como o Grêmio o foi nos últimos tempos. Pensamento mágico só funciona bem nas ideologias religiosas e em livros de autoajuda – tipo Paulo Coelho et caterva. Fundamentando em pensamentos mágicos o Grêmio trouxe o Hernán Barcos que foi vendido pra China e o clube praticamente não lucrou nada. Ou seja, má administração, não! Péssima administração, essa é a nomeação que devemos ter a coragem de expor claramente. Obrigado: wilson moreira de curitiba.

Envie seu Comentário