Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A diferença essencial entre Abel Braga e Diego Aguirre

18 de abril de 2015 5

Existe pelo menos uma diferença essencial entre Abel Braga e Diego Aguirre. O treinador anterior, sequer olhava para as categorias de base. O atual, não só olha como não teme lançá-los no time titular.

Outra diferença: Abel tinha notória preferência pelos medalhões enquanto Aguirre não se constrange em colocá-los na reserva em favor dos garotos. É muito ruim quando um clube investe na formação de jogadores e o treinador passa a idéia de que não se aproveita ninguém.

Outra virtude
Ainda preciso ser convencido de que é mais adequado mudar a escalação de acordo com o adversário, local do jogo, competição, etc. Neste item, discordo de Diego Aguirre. Mas não seria justo ignorar as qualidades do treinador colorado.

Uma delas, importantíssima: ele é benquisto pelos jogadores. Percebe-se claramente que Aguirre tem o vestiário na mão. E que os jogadores acatam as suas orientações.

Bookmark and Share

Comentários (5)

  • Marcio colorado de caxias do sul diz: 18 de abril de 2015

    Então, parem de criticar o cara, deixem ele trampar, até agora, ele perdeu 2 jogos, se muito, e vcs sentando a ripa no cara, no futebol o que vale é o resultado, não adianta jogar bonito e o resultado não vir, a imprensa gaúcha é muito radical em muitos aspectos, deixem ele trabalhar, e cobrem mais de um clube que não ganha nada a anos, o tal grezembe do sul.. ok.. e cobrem mais do técnico que deu maior vexame da história de uma seleção, o técnico dos 7, enquanto isso, mais um golllllllllll da Alemanha..

  • Gustavo diz: 18 de abril de 2015

    A tua bronca com o Abel é pessoal. Colocando ou não “garotos” no time ( se tivesses um pouco de boa vontade e pesquisasses, verias que ele colocou sim jogadores da base quando treinou o Inter), Abel foi Campeão da América e do Mundo, além de Campeão Brasileiro.

  • Felipe diz: 18 de abril de 2015

    Muito bem Wianey, estou feliz por te elogiar, comentário muito bom, Abel é ultrapassado.

  • laercião diz: 18 de abril de 2015

    Eu não consigo entender é de que maneira você não consegue entender a proposta do rodízio do grupo de atletas. Não fosse isso não seria possível aproveitar os talentos da base e vocês da imprensa não estariam elogiano o Dourado, o Valdívia entre outros. Teria que esperar o acaso de um atleta se machucar para que o substituto mostrasse o seu talento. Mas eu tenho uma ideia melhor, defenda o time fixo e titular para o grêmio e deixa o Internacional do jeito que o Aguirre está trabalhando. Desta forma você pode aplicar a sua teoria para o grêmio e deixar o Aguirre trabalhar em paz.

  • Benedito diz: 19 de abril de 2015

    Uma vitória ameniza rancores. Três vitórias modificam opiniões de cronistas conceituados, transforma água em vinho, treinadores incompetentes em eficientes. Com 3 vitórias pode-se lançar jovens sem que sintam a responsabilidade.
    Já, a primeira derrota, que pode ser para o Brasil de Pelotas, tirará a maioria das virtudes do treinador do Internacional. Duas derrotas em grenal será demissão sumária.

Envie seu Comentário