Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O mínimo que se espera do Inter é uma atuação impositiva contra o Palmeiras

27 de novembro de 2014 8

Foto: Fernando GomesFoto: Fernando Gomes

Para o Inter tem sido assim: por mais fraco que seja o adversário, é sempre uma ameaça que intranqüiliza a torcida. Entretanto, não é razoável que o Palmeiras seja visto como um obstáculo difícil de ser superado.

O time paulista vem de quatro derrotas seguidas, tem a pior defesa do Brasileirão e o seu ataque não faz gol há quatro rodadas. Como o jogo será no Beira-Rio, sábado, o mínimo que se espera do Inter é uma atuação impositiva, de ampla dominação que resulte em vitória e classificação para a próxima Libertadores.

O Inter é tão favorito que chega a ser uma piada conceder alguma chance de vitória ao esmigalhado Palmeiras. Desta vez o Beira-Rio deverá superar, pela primeira vez, a marca de 40 mil torcedores no estádio. Favorecido por tantas circunstâncias, o Inter só perde se for para si próprio.

Porém…

Admita-se, entretanto, que o Inter seja surpreendido e perca o jogo. Os três pontos que precisará fazer poderão ser obtidos contra o Figueirense na última rodada, em lugar ainda incerto e não sabido. São tantas as possibilidades de o Inter conquistar a sua vaga que, se fracassar, será um fiasco tão retumbante como foi a derrota para o Mazembe.

Bookmark and Share

O Grêmio está com a corda no pescoço

23 de novembro de 2014 17

Derrotado pelo Corinthians, o Grêmio está com a corda no pescoço e apoiando-se na ponta dos pés. Ainda poderá conquistar vaga na Libertadores dependendo de resultados paralelos, decisão da Copa do Brasil e até do STJD. O Grêmio disputou a etapa inicial sem saber se se dedicava a se defender ou atacar. Neste período foi dominado pelo Corinthians.

Cotação ZH: quem foi o melhor na derrota

No segundo tempo, Felipão decidiu atacar, substituindo Riveros por Giuliano. A atitude do Grêmio mudou. O time avançou e ameaçou várias vezes a defesa corintiana. Mas, faltou efetividade e o gol não saiu. O Corinthians acertou as traves gremistas duas vezes e ainda teve um gol contra anulado por alegada saída de bola. O Grêmio foi derrotado duas vezes na mesma semana. Vaga ficou difícil.

Estatísticas: público, renda e todos os dados de Corinthians 1×0 Grêmio

O pênalti:
O árbitro auxiliar chegou a marcar pênalti de Fabio Santos mas foi convencido pelo jogador que a bola batera apenas no seu rosto. E o bandeirinha voltou atrás. O Grêmio reclamou, sem resultado. As imagens da televisão não são precisas e a dúvida persistiu.

Bookmark and Share

Santos colorados salvam o Inter

22 de novembro de 2014 20

O Inter não pode se queixar de falta de sorte. Contra o Goiás, Paulão garantiu a vitória com um belíssimo gol de bicicleta quase no final do jogo. Desta vez, Fabrício vestiu-se de herói. O jogo já estava terminando e o empate complicava a busca por vaga na Libertadores. O árbitro já olhava para o seu cronômetro quando Fabrício, aproveitando passe de cabeça de Valdívia, meteu a bola nas redes de Victor. Foi um dos jogos mais dramáticos da temporada. O Inter foi surpreendido pela velocidade do time alternativo do Atlético-MG. Enervou-se, abusou de passes errados, tentou equilibrar a correria e acabou cansando. Fabrício flutuou entre ser vilão e herói. Cometeu o pênalti convertido pelo time mineiro e garantiu a vitória no final. A arbitragem foi amiga não marcando um pênalti cometido por Gilberto. E quase 40 mil colorados explodiram de felicidade quando já afundavam em amargura. Com este resultado, o Inter deu importante passo rumo a vaga na Libertadores. Com gol de Fabrício e ajuda dos deuses colorados.

De vilão a herói: Fabrício é o melhor em campo

Bookmark and Share

Grêmio tem de olhar para o Cruzeiro como olhou para o Inter

20 de novembro de 2014 10

Ainda não houve em Porto Alegre, neste ano, jogo com a dramaticidade que cobrirá Grêmio e Cruzeiro, na noite desta quinta-feira. Não é jogo para se ganhar apenas jogando bem.

Este confronto exigirá sacrifícios extremados se o Grêmio quiser faturar três pontos diante do virtual campeão brasileiro. Nada que o próprio Grêmio já não tenha feito, aliás, como aconteceu no último Gre-Nal. Esta é a referência que deverá ser observada por Luiz Felipe e seus comandados: olhar para o Cruzeiro como o Grêmio olhou para o Inter.

É possível que o time mineiro esteja tocado pela ansiedade, desejo de definir logo a sua conquista. Se acontecer, melhor para o Grêmio. A Arena ainda não recebeu 50 mil torcedores. Quem sabe este recorde seja alcançado, nesta quinta.

Bookmark and Share

Wallace é a diferença que mantém o Grêmio na luta por vaga na Libertadores

18 de novembro de 2014 6
O Grêmio começou a fazer gols e continuou sem levá-los. A explicação para esta evolução pode estar nos pés de um garoto que Luiz Felipe Scolari atreveu-se a escalar no penúltimo Gre-Nal.
Wallace acertou o Grêmio. Tem alta capacidade de marcação e quase não erra passes. Sua presença no time liberou Ramiro e Felipe Bastos para subir em apoio ao ataque. Walace é a diferença que está mantendo o Grêmio na luta por vaga na Libertadores.​
Bookmark and Share

Grêmio terá de encontrar uma solução para a contratação de Dudu

17 de novembro de 2014 1

Não faz muito tempo, Dudu era classificado, pejorativamente, como “ventilador”. Corria, rodopiava e pouco fazia que fosse objetivo. Felipão acertou seu posicionamento e simplificou suas tarefas.

Dudu cresceu, finaliza com qualidade e ainda presta importante ajuda na marcação. Em pouco tempo transformou-se em destaque do Grêmio. O clube terá que encontrar uma solução para a contratação de Dudu.

Bookmark and Share

A emoção de D'Ale explica por que ele é o principal ídolo dos colorados

17 de novembro de 2014 4

É possível que nenhum jogador colorado encarne a figura de profissional e torcedor como D’Alessandro. Domingo, o argentino deu mais uma demonstração do seu coloradismo.

Segundos após Paulão marcar o gol da vitória, o argentino ajoelhou-se e chorou. Quando foi levantado por companheiros, as lágrimas ainda desciam em abundância pela sua face. A emoção de D’Alessandro explica por que ele é o principal ídolo dos colorados.

Bookmark and Share

Há um cheiro de bicho extra no ar em Criciúma

15 de novembro de 2014 9

Foto: Ricardo DuarteFoto: Ricardo Duarte/BD: 17/8/2014

Está tão acirrada a disputa por vagas na Libertadores que surpreende a ausência de notícias sobre a inclusão do bicho extra nesta fase decisiva do Brasileiro.

Neste sábado, por exemplo, o Grêmio enfrenta o Criciúma, em Santa Catarina. Para o time de Felipão, vencer é a única opção para seguir lutando pela ansiada vaga.

Para o Criciúma, o jogo nada significa. Lanterna do campeonato, o time catarinense só fugiria do rebaixamento por um milagre. Ou vários.

O que poderia motivá-lo nestes últimos jogos? Há um cheiro de bicho extra no ar.

Bookmark and Share

A diversão está garantida para as torcidas de Inter e Grêmio

14 de novembro de 2014 3

Grêmio e Inter, nenhum deles será campeão brasileiro. Talvez nem consigam vaga para a Libertadores. Mas a diversão está garantida para as duas torcidas. Até o final do Brasileirão, ou quase, a dupla Gre-Nal disputará entre si quem chega mais longe na competição.

Não chega a ser nem prêmio de consolação mas uma brincadeira suficiente para mascarar a frustração de todos. Neste momento, o Inter tem um jogo a mais que o Grêmio, mas está acima na tabela de classificação por ter uma vitória a mais.

No fim de semana, o Grêmio pega o Criciúma, na casa do adversário, e o Inter recebe o Goiás no Beira-Rio. O Grêmio joga no sábado e o Inter no domingo. Poderá iniciar, então, um passa-passa que não se sabe quando e como terminará. Se não dá para fazer volta olímpica, pelo menos restará brincar com bolinhas de gude.

Bookmark and Share

Não sei se existem colorados que, racionalmente, acreditam em vitória do Inter

12 de novembro de 2014 16

Foto: Alexandre Lops/Inter, DivulgaçãoFoto: Alexandre Lops/Inter, Divulgação

A principal manchete na imprensa paulista é sintomática: “São Paulo vê jogo contra o Inter como decisivo pelo título”. Além de ser um anúncio claro sobre as redobradas dificuldades que o Inter enfrentará, na noite desta quarta-feira, o recado também se amplia para todo o futebol brasileiro.

O São Paulo não acolhe a idéia de que o Cruzeiro já é campeão e reafirma-se como candidato a tirar das mãos dos mineiros o troféu do ano.

Este colunista não partilha o otimismo são-paulino, mas alinha-se a quem entende que o Brasileirão ainda não acabou. Pode, inclusive, acontecer a grande tragédia da década: o Cruzeiro não ser campeão brasileiro e perder para o Atlético-MG o título da Copa do Brasil. Já imaginaram o efeito de tamanha reversão de expectativas? Lágrimas desceriam as montanhas e inundariam a cidade de Alterosa.

Não sei se existem colorados que, racionalmente, acreditam em vitória do Inter, ontra o São Paulo, no Morumbi. Em futebol, tudo é possível acontecer, mas é inquestionável que o jogo será como atravessar espinheiro brabo só com o auxílio das mãos.

Além da grande técnica dos paulistas, ainda existe a motivação explícita dos são-paulinos em lutar pelo título nacional. E o Inter ainda terá que suportar o peso de desfalques significativos. É possível que os comandados de Abel consigam levar a campo uma carga extra de motivação e fazer do jogo um fato histórico. Quem sabe?

Bookmark and Share

O Inter chegou ao fim da linha

10 de novembro de 2014 32

Não acredito que o Internacional consiga recuperar espaço no G-4. Em pouquíssimas oportunidades o Inter conseguiu somar pontos contra os adversários mais qualificados do campeonato. E para voltar a postular vaga na Libertadores, terá que derrotar um punhado deles. O Inter chegou ao fim da linha. Vai encerrar a temporada festejando a conquista do Gauchão e nada mais. As causas do retumbante fracasso já foram identificadas durante a temporada. Não houve correções. No Beira-Rio estão as maiores genialidades do futebol mundial. Sabem tudo. E com muito papo furado vão enganando a torcida.

David Coimbra: Felipão ri, Felipão comemora. Mas Felipão não debocha

É inacreditável que ninguém, no Beira-Rio, lembre como jogava Nilmar. Sempre foi um segundo atacante de alta velocidade que precisava de espaço e invadia a área adversária vindo de trás. Estão matando Nilmar determinando que jogue enfiado entre os zagueiros adversários. O Inter deveria jogar com um centroavante à moda antiga, tipo Rafael Moura, com Nilmar de segundo atacante. Bastaria substituir Alan Patrick pelo centroavante. Por que não é feito?

Luiz Zini Pires: Felipão dá nó tático em Abel e chama goleada

Mesmo que Aránguiz pense, equivocadamente, que é segundo volante, não deveria ser escalado nesta função por uma simples razão: não tem nenhuma vocação para o desarme. O Inter acaba jogando com apenas um marcador, no meio-campo. Que gosta de avançar deixando a defesa desprotegida. O meio do Inter não marca e já está velhinho.

 

Bookmark and Share

O Grêmio goleou uma “papinha”

10 de novembro de 2014 2

Luiz Felipe Scolari não inventou, colocou o Grêmio em campo com três volantes como fez na maioria dos jogos. A grande novidade esteve na velocidade do time. De onde saiu? Ora, de Dudu e Luan, cujas virtudes foram identificadas e colocadas a serviço do time pelo Felipão. Tudo bem, mas Ramiro aparecendo como centroavante para marcar gol foi, sim, um fato inusitado.

Paulo Sant’ana: nem acredito na goleada!

O Grêmio, cujo ataque marcava poucos gols, aplicou quatro no Gre-Nal. Méritos do time de Felipão ou fragilidades defensivas do Inter? As duas coisas, principalmente a segunda. O Inter foi uma “papinha”.

David Coimbra: Felipão ri, Felipão comemora. Mas Felipão não debocha

 

Bookmark and Share

Jogador por jogador, o Gre-Nal tem uma equipe mais qualificada

06 de novembro de 2014 18

Montagem sobre fotos de Bruno Alencastro e Marcelo OliveiraMontagem sobre fotos de Bruno Alencastro e Marcelo Oliveira

Por mais que se diga e repita não haver favorito em Gre-Nal e mesmo quando há ser totalmente ausente qualquer garantia de resultado, mesmo assim a pergunta se renova a cada clássico. Os jornalistas driblam esta questão porque, mesmo reiterando que o favoritismo nada signifique, serão cobrados se vencer aquele que não foi indicado.

Então para não comprar dor de barriga de graça, ninguém ou poucos se atrevem a indicar ou a usar a palavra favorito, simplesmente. Para o Gre-Nal de domingo, proponho que comparemos, jogador por jogador e aceitemos a conclusão de que uma das equipes é mais qualificada.

Marcelo Grohe/Alisson
O goleiro colorado já é um ótimo jogador com amplo espaço para crescer. Porém, Grohe está pronto. Já atingiu o seu clímax. Neste momento, é o melhor goleiro, Marcelo Grohe.

Pará/Cláudio Winck
O lateral é o jogador mais combativo do Grêmio, não desiste nunca. Mas Cláudio Winck é mais refinado, bom no apoio e é dono de um bom chute, Na lateral-direita, Cláudio Winck.

Ernando/Geromel
Ernando é titular absoluto da zaga colorada e Pedro Geromel alinha entre os melhores zagueiros do país. Geromel.

Bressan/Paulão ou Alan Costa
Paulão engrossa demais embora se dê bem em Gre-Nal. Alan Costa precisa evoluir. Bressan é o melhor.

Zé Roberto/Alan Ruschel
Hoje, nenhuma dúvida: Zé Roberto.

Wallace-Biteco/Willians
Wallace não está pronto e Biteco, mesmo entrando bem nos jogos, não é melhor do que Willians. É o volante.

Ramiro/Aránguiz
Ramiro tem a admiração de Luiz Felipe Scolari, mas Aránguiz está entre os melhores do campeonato. Aránguiz.

Riveros/Alex
Nesta posição não há discussão: Alex, sempre.

D’Ale/Alán Ruiz
D’Alessandro é a grande liderança técnica do Internacional. D´Alessandro é o cara.

Dudu/Alan Patrick
Mesmo que Alan Patrick tenha mais recursos técnicos, Dudu marca e tem velocidade de contra-ataque. Dudu.

Barcos/Nilmar
Dentro de alguns meses, provavelmente, ninguém se atreverá a fazer esta comparação. Potencialmente, Nilmar seria melhor que Barcos. Neste momento, porém, em que o atacante colorado ainda tenta se reciclar e Barcos atravessa boa fase, fica com arcos a posição.

A relação dos melhores resultou nesta escalação: Marcelo Grohe; Cláudio Winck, Geromel, Bressan e Zé Roberto; Willians, Aránguiz, Alex, D’Alessandro; Dudu e Barcos. Seis jogadores do Grêmio e cinco do Inter. Invertam-se dois nomes e a vantagem ficará vermelha. A vantagem gremista é mínima, mas não se confirma a propalada imensa superioridade técnica do Inter.

Bookmark and Share

Felipão verá que um Gre-Nal vale muito mais que um jogo

04 de novembro de 2014 13

Luiz Felipe Scolari desembarcou da sua nave espacial e como bom marciano foi logo declarando que os três pontos disputados em um Gre-Nal são iguais aos três pontos de qualquer outra partida. Compreende-se, em Marte não tem Gre-Nal. Com o tempo, o Felipão vai aprender que qualquer Gre-Nal vale mais, às vezes muito do que os pontos disputados. No próximo domingo, na Arena, não será diferente. Gre-Nal tem cultura própria. Além dos pontos, produz efeitos que podem detonar carreiras e campanhas. Felipão não erra quando pensa, apenas, na tabela de classificação. Mas, se olhar em volta, verá que efervesce a competição por uma posição melhor do que o rival. Afinal, é o que restou para colorados e gremistas. Brigar por vaga e colocação.

Comentaristas respondem a Felipão: o Gre-Nal é só mais um jogo de três pontos?

Grandeza
Luiz Felipe Scolari fez outra declaração surpreendente: não vai torcer contra o Internacional. Gostaria de ver Grêmio e Inter classificados para a Libertadores. Seu objetivo é derrotar os colorados, não secá-los. Inteligência e grandeza do treinador gremista. Mas, certamente, não terá a companhia da maioria da torcida. Faz muito, talvez mais de 100 anos, que não se sabe se gaúcho torce pelo seu time ou contra o adversário. Pensam que gosto disso? Mas, é a nossa realidade.

Bookmark and Share

Felipão está sacrificando Luan e Dudu

03 de novembro de 2014 6

Já escrevi um zilhão de vezes que escalar um centroavante na zaga significa, apenas, um jogador fora de posição. Acho que é o que o Felipão está fazendo no Grêmio. Luan é o caso mais destacado. O garoto tem inegáveis atributos de um atacante mas a função tática que recebe obrigam-no a sacrificar suas virtudes para fazer o que não sabe: ser marcador e armador. Vale o mesmo para Dudu. Conseqüências: assim, o Grêmio nada ganha no meio-campo e ainda perde no ataque. Sábado, o Grêmio jogou nem um 4-2-4. O desempenho precário foi visto por todos. A vitória foi um achado.

Com defesa sólida e ataque contestado, Grêmio acumula vitórias por 1 a 0

Bookmark and Share