Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de janeiro 2009

Um café corretamente ecológico

31 de janeiro de 2009 18


Fui convidada para a reinauguração de um café no Moinhos que tinha fechado para reforma. Não fui com muito entusiasmo, pois pensei, mais uma obra cheia de luzes e mesas modernas, com cardápio igual, atendimento igual – o que, por sinal, merece um próximo post, o atendimento dos cafés e restaurantes do Moinhos.

Chegando ao local, percebi num primeiro momento a sensação de estar entrando em uma tenda árabe. Cortinas leves e coloridas, luz aconchegante, espaço e aroma delicioso.

Conversei brevemente com a dona do estabelecimento, Regina Dossin, que estava radiante com a inauguração de um projeto sonhado e executado com muito cuidado. A nova proposta conceitual: a busca pela sustentabilidade.

Camila Freitas confeiteira, conversou comigo e pude notar em seu olhar, o orgulho de estar fazendo parte da idealização de um projeto de sustentabilidade. Para gerar um ambiente saudável e com harmonia para os frequentadores do café, Camila e Regina optaram pela filosofia Feng Shui na decoração.

As janelas de vidro são muitas, fazendo com que a luz entre muito mais no recinto, economizando assim o uso de lâmpadas. A iluminação artificial foi toda elaborada com Lâmpadas LED, que consomem até 80% menos energia. O lixo é reciclado. O lixo orgânico é separado e vai para um sítio na Lomba do Pinheiro para compostagem. O mobiliário é todo de madeira de demolição, e os balcões de atendimento e o bar vieram da demolição de antigas estruturas do Colégio Bom Conselho.

Enfim, um café do século XXI onde seus proprietários pensam no cliente e na natureza. Parabéns a Tortaria Café e Brasserie.

Postado por Miréia Borges, Conselho de Blogueiros

Reforma ortográfica na Quintino

30 de janeiro de 2009 1

Ainda me acostumando a escrever pela nova ortografia, nem mesmo as placas de esquina me escapam a uma boa revisão. Numa dessas travessias deparei com uma questão curiosa.

Acontece que o substantivo bocaiuva – espécie de palmeira – perdeu o acento no dia 1º de janeiro deste ano. Sabe-se que nomes próprios não precisam ser adequados às regras recém sancionadas. Mas a Rua Quintino ainda não se decidiu! Veja só que um lado da rua segue a nova ortografia:

Enquanto no lado de lá prevalece a escrita antiga:

“Revisei” apenas a esquina da Quintino com a 24 de Outubro, mas deve haver mais divergências na extensão da rua. Divergência que, aliás, só percebi por causa da mudança na grafia, pois antes disso eu ia no Bocaiúva (com acento) de olhos fechados. De todo modo, seria conveniente unificar o nome da rua, para não deixar dúvidas aos residentes naquele endereço. Independente da ortografia adotada.

Postado por Taís Seibt, Conselho de Blogueiros

Um olhar madrugador sobre o Parcão

29 de janeiro de 2009 0


Esses dias, minha colega blogueira Úrsula escreveu um post sobre caminhadas ao final da tarde, fazendo referência ao dia mais prolongado que o horário de verão nos oferece. Mas me atrevo a dar outra dica: caminhadas bem cedinho pelo parque.

Uns dias atrás consegui pegar umas fotos lindas, de um céu azul (de brigadeiro – tão raro neste mês de janeiro), de lindas flores e árvores que fazem o colorido da vida, mas também tenho que confessar uma coisa: tomei um baita susto com o surgimento inesperado de várias pombas, sobrevoando e dando razantes bem na nossa direção.

Em alguns segundos pude observar que elas se deslocavam em bandos em função do funcionário da prefeitura que vinha com um pote de ração. Incrível como é a natureza dos bichinhos. Bastou o funcionário aparecer pra elas saírem em direção a ele.

Eram muitas pombas, muitas mesmo.

Com esses calorões, experimentem dar uma caminhadinha pelo Parcão bem cedinho. Além de contar com uma temperatura mais amena, com certeza vocês irão apreciar coisas lindas!!!

Postado por Lu Kolesny, Conselho de Blogueiros

Hoje, nas bancas da região

29 de janeiro de 2009 0

No ZH Moinhos que circula hoje, você vai saber em detalhes quais as condições de uso do Parque Moinhos de Vento. Um teste completo levou em consideração a limpeza do local, a quantidade de lixeiras e de bancos, as condições dos banheiros públicos, o policiamento, entre outros. O resultado está em três páginas do caderno.

Também há a história da moradora do Moinhos de Vento Hedy Schmidt com a escola Esquilo Travesso, localizada na Dona Laura. Na seção de Gatronomia, a receita de Congrio a Convés do Convés Restaurante, localizado na Barão de Santo Ângelo. Para completar, mais detalhes da Etapa Sul da 3ª Copa Brasileira de Pizzarias, da qual a Bazkaria (Rua Comendador Caminha, 324) participou.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Conheça uma parte da cultura indiana

28 de janeiro de 2009 15

Fabiano Gomes no centro de cultura

O Centro de Cultura e Bem-Estar Fabiano Gomes, escola especializada no estudo das filosofias ancestrais da Índia, apresenta amanhã a palestra gratuita Introdução à cultura das Índias, com um apanhado geral sobre karma e dharma, antigas filosofias, técnicas corporais, mantra e meditação.

Com a novela Caminhos das Índias (RBS TV) começando, foi a oportunidade de Fabiano Gomes dar início ao seu projeto que estava em estudo há algum tempo. Na palestra, o público ainda vai se deliciar com a coreografia de uma dança indiana.

Mais detalhes os leitores do Blog do ZH Moinhos saberão após a palestra, quando discorrerei sobre o hinduísmo e a yoga.

Serviço:

Dia: 29/01/2009

Horário: 20h30min

Local: Luciana de Abreu, 115 - Moinhos de Vento

Fone para inscrição: 3061-3115

Postado por Miréia Borges, Conselho de Blogueiros

Competição deliciosa na Sociedade Germânia

27 de janeiro de 2009 3

Vinte pizzaiolos com a mão na massa, na Sociedade Germânia. Foi assim a Etapa Sul da 3ª Copa Brasileira de Pizzarias, realizada na segunda-feira. Saíram classificadas para a final a Fornellone, de Gramado, e a Manjericão Pizza na Pedra, de Torres.

Cada apresentação era avaliada por um grupo de jurados que incluía os chefs Philippe Remondeau e Lúcio Moraes, ambos com atuação da região. Entre os critérios, a forma como a massa é feita, a crocância, a combinação do recheio e o corte das fatias.

A Bazkaria, na Comendador Caminha, participou da competição com a Biarritz 2009. A pizza apresentada pelo chef Paulinho de Oliveira (foto acima) reúne lula, camarão e pesto de hortelã, e está no cardápio do restaurante. Confira a receita:

Fotos: Maria Inês Canedo Arigoni, Divulgação

Biarritz 2009

Ingredientes da massa:

250g de farinha

100ml de água

30ml de azeite de oliva

10g de sal

8g de fermento biológico

8g de açúcar

Modo de preparo da massa: Misture todos os ingredientes secos. Acrescente, aos poucos, a água e o óleo até formar uma massa homogênea. Sove a massa por aproximadamente 15 minutos. Depois, forme uma bola e deixe descansar por 30 minutos. Abra a massa em formato de disco com a mão e um rolo.

Ingredientes para a cobertura:

150g de molho de tomate temperado com orégano e manjericão

100g de mussarela de búfala

150g de lula

150g de camarão

140g de queijo tipo feta desmanchado com salsinha

Pesto de hortelã a gosto

Azeite de oliva, sal e alho a gosto

Modo de preparo da cobertura: Numa frigideira, refogue rapidamente a lula com o azeite de oliva, alho e sal. Repita o processo com o camarão.

Montagem da pizza: Primeiro espalhe o molho de tomate pelo disco e, em seguida, a mussarela de búfala. Disponha a lula, o camarão e o queijo feta. Coloque para assar de três a cinco minutos. Para finalizar, regue com pesto de hortelã a gosto.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Patinhos se preparam para encarar o lago

25 de janeiro de 2009 13

Se você estiver passeando pelo Parcão e vir esta jaula cheia de patinhos, não pense mal da administração do parque. Na verdade, os bichinhos estão protegidos, no lado junto à Rua Dr. Poty Medeiros, e talvez já tivessem virado comida não fossem estas grades.

O perigo começou quando um patinho da ninhada foi devorado por um cágado. Depois, em frente aos funcionários do parque, outro foi levado por uma ave. Com as duas perdas, a solução foi drástica: recolher os 11 restantes e deixá-los afastados das ameaças do lago por um tempo.

Quando adquirirem plumagem nova e tamanho, todos serão soltos. Isto deve ocorrer dentro de 10 dias, conforme a administradora do Parcão, Gisalma Puggina. Ela garante que, em breve, os patinhos povoando o lago serão mais uma atração do parque.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Vai uma feijoada?

24 de janeiro de 2009 3

Mathias Cramer, Divulgação

No hotel Sheraton, domingo é dia de feijoada, mesmo no verão. Para os dias quentes, o chef Mauro Sousa elaborou uma versão mais light, com um variado menu de saladas e guarnições leves acompanhadas de carnes grelhadas. O almoço é serviço das 12h às 15h30min, no Porto Alegre Bistrô, em formato de bufê.

Você gosta de feijoada? Se conhece outras servidas na região, deixe a dica nos comentários.

Postado por Mirella Nascimento, Redação ZH

Copo com saúde

23 de janeiro de 2009 16

Lúcia Helena Silveira

Caminhando, distraidamente, pela Rua 24 de Outubro avisto de longe um carrinho onde as cores predominantes da bandeira brasileira chamavam a atenção. O que eu supunha, era verdadeiro. Constatei isto, assim que me aproximei do Parcão. O Coco Express agora não se encontra somente no Moinhos Shopping, mas sim, num dos parques mais bonitos da Capital gaúcha.

Desde os primeiros dias de janeiro, Lúcia Helena Silveira (foto) reveza com sua filha Silvana os turnos de trabalho. A partir das 9h, a filha se encontra no local – geralmente fica até às 13h30min. Depois, sua mãe dá seguimento à venda de água de coco.

Segundo Lúcia Helena, elas chegam a vender cerca de 50 copos, ou garrafinhas, de água de coco por dia. Os preços vão de R$ 2 a R$ 5.

- Em breve, teremos tele-entrega – comenta Lúcia Helena.

A água de coco – para quem não sabe, traz inúmeros benefícios à saúde. Além de ser um calmante natural, hidrata e amacia a pele. Também previne e auxilia o tratamento de artrite – entre outras vantagens.

Não precisa ser atleta para se hidratar. Basta ir até o Parcão e tomar um – ou vários copos de água de coco e aproveitar para bater um papo com a simpática Lúcia Helena. Quem sabe assim, você não começa a frequentar o Parcão com uma maior assiduidade?

Postado por Kelli Pedroso, Conselho de Blogueiros

Ataque no lago do Parcão

22 de janeiro de 2009 4

A cena de um cágado devorando uma pomba foi flagrada pelo fotógrafo Ronaldo Bernardi e pelo repórter André Mags, no Parque Moinhos de Vento. Na primeira edição do ano, o ZH Moinhos publicou matéria sobre as espécies que habitam o lago.

Você já viu isto ocorrer no lago do Parcão?

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Quando o Moinhos abrigou o Grêmio

22 de janeiro de 2009 1

Jogo entre Grêmio e Guarany de Bagé, em 1913

Inauguração do primeiro pavilhão social, em 1912

Segundo Gre-Nal da história, em 1910. O placar foi Grêmio 5×0 Inter

Planta do local onde foi construída a Baixada dos Moinhos de Vento

 

Estas e outras fotos estão em painéis no Memorial Hermínio Bittencourt, localizado no Estádio Olímpico (Largo dos Campeões, nº 1, bairro Azenha).

Horário de visitação: de segunda a sexta, das 9h às 19h. Sábado, das 9h às 16h45min. Em dia de jogo, a abertura é feita às 9h, e o fechamento ocorre 15 minutos antes da partida.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Hoje, nas bancas da região

22 de janeiro de 2009 0

No ZH Moinhos que circula hoje, você lerá histórias dos quase 50 anos em que o Grêmio treinou na Baixada dos Moinhos de Vento. Esta trajetória é contada em painéis no Memorial Hermínio Bittencourt, que fica no Estádio Olímpico.

Finalizando os testes nas áreas verdes da região, é a vez da Praça Sílvio Ughini, na Avenida Goethe, e de duas praças sem nome – uma na esquina da 24 de Outubro com a Silva Jardim, e outra na Félix da Cunha com Travessa Azevedo.

Para completar, um perfil do músico Riccardo Crespo, que viveu no Moinhos a infância e a adolescência, e hoje mora em New Orleans, nos EUA. Na seção de Gastronomia, a receita de cuscuz paulista do Nossa Senhora do Ó, na Dinarte Ribeiro.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

A casa é, sim, do tempo da Baixada

21 de janeiro de 2009 3

A casa branca localizada na Rua Mostardeiro, 475, é mesmo do tempo da Baixada dos Moinhos de Vento. Isto responde à questão levantada pela blogueira Úrsula Petrilli Dutra.

Em dezembro, ao deparar com o imóvel, Úrsula se questionou sobre a idade da casa que hoje tem vista para o Parcão. O estádio do Grêmio, que ficava entre as ruas Mostardeiro e Dona Laura, foi desativado no começo dos anos 50.

Fotos: Úrsula Petrilli Dutra (acima, à esquerda) e reprodução de painel no Memorial Hermínio Bittencourt

O residência pertence à família Maragno. Segundo Helena, 84 anos, que morou nela durante muitos anos, antes de casar, da sua janela era possível ver a Baixada e o Prado. Também lembra do movimento da Mostardeiro, mesmo naquela época.

Leia mais no ZH Moinhos que circula amanhã, encartado em Zero Hora. O caderno contará, também, parte da história da Baixada do Grêmio no bairro.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Biquínis em exposição

21 de janeiro de 2009 2

Fabian Gloeden, Divulgação

Mais uma exposição foi inaugurada no Moinhos Shopping – dessa vez, com o foco na moda verão. Além das fotos do Uruguai expostas no 1º andar, oito biquínis, três peças conceituais e um painel composto por vitrines com manequins e mesa de trabalho estão a Samba no Pé, localizada no 2º andar do shopping da Olavo Barreto Viana.

As peças são da estilista gaúcha Greice Merlin Boff, formada em Design de Moda pelo Instituto Polimoda di Firenze, na Itália. A mostra segue em cartaz até o dia 8 de fevereiro.

Postado por Mirella Nascimento, Redação ZH

Caminhada noturna no Parcão

20 de janeiro de 2009 4

Horário de verão, calor de janeiro, caminhada à noite no Parcão.
21 horas e 4 minutos. Embora o sol já tenha se posto, o movimento ainda é intenso no parque. Pessoas caminhando, correndo, e até roda de capoeira é possível encontrarmos numa caminhada noturna.
Sempre que posso, caminho pelo bairro e pelo Parcão. Principalmente, agora, em que os dias ainda estão mais longos e o calor ameno convida para uma volta na rua no final do dia.
Por isso, também convido todos a colocarem um tênis, uma roupa leve, e saírem de casa para se exercitar.
É uma diversão em que não é preciso pagar nada, e onde o corpo e a mente agradecem.
Vamos?

Postado por Úrsula Petrilli Dutra, Conselho de Blogueiros