Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de maio 2009

Faça sua homenagem à Rua Gonçalo de Carvalho

30 de maio de 2009 8

Na próxima semana, a Rua Gonçalo de Carvalho comemora três anos do seu tombamento. A beleza do túnel verde foi considerada um patrimônio municipal, em 2006, em uma atitude pioneira: a Gonçalo foi primeira rua de Porto Alegre a ter toda a sua cobertura vegetal protegida.

Para homenagear o via, localizada no bairro Independência, contamos com a colaboração de moradores e  frequentadores da região. Escreva sobre a sua relação com a Gonçalo e envie fotos suas por ali, ou apenas da paisagem, para moinhos@zerohora.com.br

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Comemore hoje o aniversário do Total

29 de maio de 2009 0

Hoje, o Shopping Total completa seis anos fazendo parte da vida da comunidade dos bairros Floresta e Independência, mais de perto, e de outros bairros no entorno. Localizado junto aos prédios tombados da antiga cervejaria Brahma, na Avenida Cristóvão Colombo, o estabelecimento pretende marcar com festa essa dia.

A principal atração do evento de aniversário, nesta sexta-feira, a partir das 19h, será um show do MC Jean Paul, no Largo Cultural do shopping. A festa será aberta ao público, com entrada franca.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

As dicas do holandês Schulman

28 de maio de 2009 0

Philippe Jacques Robert Schulman, 41 anos, é holandês e representa a Agência Holandesa no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

Morador da Rua Quintino Bocaiúva, ele contou um pouco da sua relação com o Moinhos de Vento no ZH Moinhos que circula hoje.

Schulman escolheu os Jardins do Dmae para ser fotografado para o caderno por causa da referência à agua, que o faz lembrar do país natal. Conheça, neste post, algumas das suas dicas sobre a região:

- Um recanto escondido: “o início do Parcão, pela Rua Quintino Bocaiúva, a
parte que fica do outro lado do parque e que é frequentada mais pelos
moradores da região”.

- Um trajeto para facilitar o trânsito: “para chegar em casa, do trabalho,
utilizar a Rua Pedro Ivo, que vem cortando as vias congestionadas”.

- Um restaurante: “o Koh Pee Pee e o DadoBier”.

- Um detalhe para observar: “os ipês floridos pela cidade, que é muito
arborizada”.

- Um lugar para caminhar: “pelas ruas do bairro e no Parcão”.

- O que cuidar quando sair na rua: “nunca se distrair. Sempre atento ao
trânsito e, infelizmente, um cuidado redobrado com os assaltantes”.

- Um evento imperdível: “as festas de Natal no bairro, com concertos e muita
música”.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Hoje, nas bancas da região

28 de maio de 2009 1

No ZH Moinhos que circula hoje, leia uma matéria sobre a aprovação na Câmara de Vereadores de um projeto de lei que deixa as mesas na rua até mais tarde na sexta-feira, no sábado e em véspera de feriado. Para entender como pensa a comunidade, um relato de uma moradora e outro da proprietária de um estabelecimento comercial. Além disso, a listagem de como votaram os vereadores da Capital.

Também nesta edição, textos e fotos enviadas por moradores sobre a Praça Maurício Cardoso, a Cruz Azul, na Rua Mostardeiro, e um endereço com problemas na Rua Cel. Bordini – no local, há uma pet shop, e os clientes não respeitam o espaço na calçada e estacionam.

Para completar, um perfil do holandês Philippe Schulman, morador da Rua Quintino Bocaiúva, além do roteiro com as atividades culturais marcadas para esta semana nos bairros Auxiliadora, Floresta, Independência, Moinhos de Vento e Rio Branco. Para participar do caderno, escreva para moinhos@zerohora.com.br

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Moinhos em revista especial

27 de maio de 2009 0

Será lançada hoje a segunda edição Revista Bares, que desta vez faz uma homenagem especial aos estabelecimentos e à noite no Moinhos de Vento. O evento de lançamento será no Jazz Café (Rua Fernando Gomes, 136), apenas para convidados.

Na revista, matérias sobre a preparação para a Copa de 2014, além da história do Moinhos, personagens de Porto Alegre e um guia prático dos bares do bairro, entre outros. A versão eletrônica da publicação pode ser encontrada no site www.revistabares.com.br

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Banho de cultura - parte 1

27 de maio de 2009 3

Em março, a loja da Maria Teresa, na Rua Tobias da Silva, e o seu Banco Cor de Rosa Choque completaram quatro anos e inúmeras visitas, exposições e educação cultural para pessoas que simplesmente passam pela rua. Em um dos braços do banco, há um caixote com livros a disposição de quem passa e senta para ler.

Na noite de aniversário teve bolo, velinha, banheira com doações de livros para uma escola e a apresentação do coral da Amrigs. Foi uma noite inesquecível de cultura e entrosamento entre os comerciantes da rua e a comunidade.

Velas, decoração apurada, champanhe e quitutes da Primavera foran o auge da festa que teve discurso e muita música entoada pelo coral para ouvidos e olhos atentos dos presentes. (Na segunda parte desse post, contarei como funciona o Grupo Vocal Amrigs).

Parabéns à Maria Teresa e parabéns ao bairro Moinhos de Vento por ter proporcionado uma noite de cultura e doações para a cultura. Deu para o leitor perceber que entrei e conheci muito bem o estabelecimento.

Devido a uma simples caminhada e uma parada para descansar num banco convidativo, fiz uma amizade sincera com a dona do estabelecimento e, porque não dizer, com o Banco Cor de Rosa Choque.

Postado por Miréia Borges, Conselho de Blogueiros

As calçadas continuam com problemas

26 de maio de 2009 0

Estes dias, já foi motivo de matéria no caderno ZH Moinhos, mas tenho que falar neste assunto novamente. Andando pela Avenida Cristovão Colombo, vi várias situações de calçadas defeituosas, sem a mínima condição de transitar, seja pela falta completa de calçamento, como é o caso da esquina da Cristovão com a Quintino, ou pelo roubo das tampas de bueiros ou tampas de entrada de telefone ou do DMAE.

Me preocupo, e muito, porque com a falta de reparo os próprios moradores estão improvisando o conserto, deixando um nível muito mais elevado. Onde deveria haver  uma tampa, tem objetos indicando o buraco.

Aqui, no meu prédio, no mínimo três senhoras já cairam em função destes buracos. Pergunto: a prefeitura o que tem feito pra fiscalizar isto? Não seria possível colocar outro material, resistente e a prova de furto dos vândalos? Até quando teremos que conviver com esta situação?

Postado por Luciana Kolesny, Conselho de Blogueiros

O chafariz dos Jardins do Dmae funcionando

23 de maio de 2009 0

Chafariz estava ligado, no sábado pela manhã/Thais Sardá

Neste sábado pela manhã, passei pelos Jardins do Dmae, na Rua 24 de Outubro, e vi que o chafariz estava funcionando a plenos vapores. Aproveitei para tirar a foto que ilustra este post.

Já fiz matéria sobre ele, porque moradores do entorno reivindicavam que fosse ativado. Mas a assessoria de imprensa do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) sempre garantiu que permaneceria desligado, por causa do risco da água parada e da dengue. O que será que mudou?

O chafariz fica lindo, quando está funcionando, ainda mais com aquele belo jardim ao fundo.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

Recicle, renove e troque, na Av. Nova York

22 de maio de 2009 0

Neste sábado, será realizado uma brechó beneficente no bairro Auxiliadora. O evento ocorrerá no Core & Studio (Avenida Nova York, 10/502), das 15h às 17h. Além da venda de roupas, haverá desfiles, coquetel, brindes e sorteios, em benefício da Associação Evangélica Luterana de Caridade (Aelca).

Postado por Redação ZH

Agora você tem ZH Bairros online

22 de maio de 2009 0

Site reúne conteúdo publicado nos oito cadernos de bairros de ZH/Reprodução
A partir de hoje, uma seção online aproximará ainda mais moradores da Capital dos cadernos de bairros de Zero Hora. Será concentrado no site www.zerohora.com/bairros o conteúdo publicado pelos oito suplementos do jornal – entre eles, o ZH moinhos -, onde haverá lugar para interatividade, além de um espaço para a leitura das reportagens veiculadas.
Desde 2005, ZH conta com o ZH Bairros, aproximando o jornal de diferentes comunidades da Capital. Os oito cadernos, divididos em regiões, fazem a cobertura de 30 dos 78 bairros oficiais, conforme a prefeitura.

O diferencial dos suplementos é a aproximação com os leitores, que sugerem e enviam conteúdos, uma forma de dar destaque a questões que interessam à comunidade. Saiba mais sobre a proposta e sobre os demais cadernos de bairros de Zero Hora em reportagem publicada hoje.

Postado por Melissa Becker, Redação ZH

Hoje, nas bancas da região

21 de maio de 2009 0

No ZH Moinhos que circula nesta quinta-feira, você vai ler um texto de Luciele Nardi Comunello, uma das organizadoras do Recicla Moinhos, sobre a importância de separar o lixo para cuidar do ambiente. Junto, dicas e horários de coletas no seu bairro.

Também vai conhecer o trabalho da Associação dos Amigos, Familiares e Portadores de Transtornos de Ansiedade (Aporta) do Rio Grande do Sul, que atua na Rua Dr. Timóteo. Quem contou a história foi a presidente da entidade, Ivone Feijó Ribeiro.

Além disso, textos e fotos enviadas por leitores, o perfil de Ieda Luci Sehn Berlim, primeira vice-presidente mulher da Associação Leopoldina Juvenil e moradora do Moinhos de Vento, e a formatura da primeira turma de faxineiras ecológicas, moradoras da Vila dos Papeleiros que fizeram curso de como limpar cuidando do ambiente e sem desperdícios na Igreja Santa Teresinha.

Postado por Thais Sardá, Redação ZH

O lugar onde nasceu o João

20 de maio de 2009 2

No mês de maio, acredito que ainda há espaço para mais um conto de mãe, ocorrido no bairro. Afinal, foi exatamente nesse mês, que minha vida como mãe tornou-se ainda mais especial.
Há três anos, fui de barrigão, muito ansiosa, na companhia do meu filho mais velho (na época com 11 anos) visitar o Hospital Moinhos de Vento. Foi um conselho do meu obstetra, para que eu me sentisse mais confiante para o parto que estava planejado para meados de maio de 2006. Ele havia comentado que o local era muito bonito, quase nem parecia hospital.

E ele tinha razão: as árvores, a loja de conveniências, o restaurante, a recepção… Tudo isso de fato minimizava o ambiente frio e pasteurizado de um hospital. Mas o grande diferencial, sem dúvida, foi o fator humano.

Uma simpática recepcionista me conduziu pelos corredores do prédio e me mostrou toda a ala obstétrica. Fui até agraciada com a visão de um recém nascido sendo apresentado aos parentes emocionados pela janelinha que separa a sala de espera da sala de cirurgia.

Não sei o nome da pessoa que me apresentou o local onde nasceu o João (na foto, no dia 16/05/2006). Porém, há alguns dias, em pleno Zaffari, alguém me chamou. Cumprimentei, achei o rosto familiar, porém não consegui saber na hora quem era. Ela me perguntou como estava o bebê e eu respondi prontamente que não era mais um bebê, era um baita guri de três anos!

Fiquei com vergonha de perguntar quem era ela. Restou a dúvida e a imagem me martirizando: de onde conheço essa pessoa? De onde? E, então, bingo! Era ela: a recepcionista do Moinhos de Vento! Achei incrível que, após tanto tempo e com tantas pessoas transitando por aquele hall, ela ainda se lembrasse de mim! Bem, acreditem, ainda não sei sua identidade! Mas prometo que descobrirei e em breve contarei para vocês.

No mesmo dia em que o João nasceu (16 de maio de 2006) também nasceu a Ana Carolina, o Arthur, a Maria Luiza, o Pedro e o Samuel. Todos lá, no Hospital Moinhos de Vento. Alguém conhece esses bebês? Ou melhor, essas crianças, com três anos de idade? E as mães dessas crianças, alguém tem notícia? Será que elas também têm histórias para contar?

Postado por Norah Dietrich, Conselho de Blogueiros

Parcão lotado em prol das crianças com diabetes

18 de maio de 2009 0

Fui dar uma espiadinha na 11ª Corrida para Vencer o Diabetes, no Parcão, ontem, e me surpeendi com a quantidade de pessoas que aderiram ao evento e até os mascotes que, literalmente, vestiram a camiseta.

Achei bem legal a inciativa de fazer parcerias com o Grêmio e com o Inter. E a idéia do taxista então? O cara se vestiu meio colorado, meio gremista, afinal de contas, o importante é a participação, o apoio ao evento, sem rixas ou rivalidades, e salientar a prevenção e os cuidados com o diabetes.

Vi de pertinho o Falcão, Tarciso, ex-jogadores que dão todo apoio ao evento, tirando fotos e distribuindo autógrafos. Foi uma manhã de domingo bem diferente e acredito que o propósito foi alcançado, porque não houve apenas um vencedor, mas 1.700 crianças que utilizam o IDC.

Postado por Luciana Kolesny, Conselho de Blogueiros

Uma abelhinha chamada Cida na Santa Casa

17 de maio de 2009 9

Conheci no Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia uma pessoa maravilhosa que veio conversar comigo devido a uma reindivicação que fiz.
Quando chegou, Maria Aparecida, toda de preto, bem ligeirinha e com semblante sereno e acolhedor, pensei comigo: parece uma “abelhinha trabalhadeira”.

Tinha acabado de assistir o Bee Movie, por isso associei a imagem da Cida (como ela fez questão que eu a chamasse depois que ficamos amigas) com a abelhinha do filme. Passaram-se meses quando decidi conversar com ela sobre os restaurantes e lancherias da Santa Casa.

Ela trabalha há 20 anos com a área de gastronomia. Com 11 anos, começou a trabalhar para ajudar a mãe. Com 12, trabalhou vendendo uniformes, com 17 trabalhou na Livraria Sulina e com 18 anos foi trabalhar no Grupo RBS, onde ficou por 21 anos até se aposentar.

Lá ela que fez o curso de Administração, administrava o restaurante dos funcionários. Sua maior paixão foi ter feito parte do grupo de funcionários da RBS, adorava “Seu Maurício” diz com emoção na voz.

Com a aposentadoria, Cida – acostumada ao trabalho – não quis ficar parada e foi trabalhar com Eleonora Rizzo nos restaurantes, onde ficou cinco anos, e a prática em administrar restaurantes ficou mais aguçada ainda. A Santa Casa precisava de alguém que administrasse suas cafeterias e montasse um restaurante, e lá foi Cida dar vida às lancherias.

Montou a Cafeteria do Pereira Filho, a Cafeteria do Santa Rita, o Restaurante Executivo do Pereira Filho e o Restaurante O Passeio. Cida disse que faz tudo com muito gosto e que tem o apoio incondicional de Alice Pfaffenzeller e do Dr. Fuhrmeister Hetzel, onde sem o apoio deles seria impossível dar vida e administrar tudo junto.

Ela administra as sete unidades, quatro que já existiam e três que ela montou com muito carinho. O Restaurante O Passeio que é sua menina dos olhos e foi extinto em março deste ano para dar mais espaço para a emergência do CIEM, deixou Cida muito triste, mas…

Como vai ser construído um edifício garagem de 10 andares na Rua Sarmento Leite, o estacionamento em frente ao CIEM dará lugar para um novo Restaurante O Passeio que ressurgirá novamente para encanto dessa mulher tenaz.

Essa abelhinha trabalhadeira e ligeirinha adora o que faz e seus olhos brilham quando se fala no seu trabalho. Parabéns ao bairro Independência e toda a população de Porto Alegre por ter em suas vidas alguém que dá vida nas lancherias e restaurantes da Santa Casa, onde podemos descansar tomar um cafezinho quando temos algum ente querido hospitalizado ou fazendo exames.

Postado por Miréia Borges, Conselho de Blogueiros

Luzes, câmera, ação!

15 de maio de 2009 3

Ao sair de casa, no último domingo, para comprar mais algumas flores para as mães presentes em minha vida, resolvi passar na esquina da Ramiro Barcellos com a 24 de Outubro, pois sabia que o pessoal estava preparado com duas novas tendas de flores em razão da data especial.

Mas qual não foi minha surpresa ao encontrar, além das tendas, uma estrutura de luzes, câmeras e ações em plena esquina. Sim, mais uma vez, o Moinhos foi o palco escolhido para a gravação de um comercial.

Fiquei pouco tempo acompanhando as filmagens. (O tempo suficiente para tirar algumas fotos e trazer para o blog). Não sei exatamente o que o comercial quis transmitir… Talvez precisassem do típico cenário do cotidiano, uma rua movimentada, uma calçada.

Acredito que a região tenha sido escolhida por sua beleza, suas árvores, seus prédios antigos. Parabéns, Moinhos. Agora vou esperar o comercial para ver se reconheço alguma cena desse bairro tão requisitado!

Postado por Úrsula Petrilli Dutra, Conselho de Blogueiros