Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Desarmonia com a natureza

18 de setembro de 2010 2

Por Úrsula Petrilli Dutra, Conselho de Blogueiros

Sabe quando tu estás com pressa e, por algum motivo alheio à tua vontade,  não consegue chegar ao teu destino no horário programado? Não adianta ficar “atucanado”. Principalmente, quando, depois, tu descobres que se tivesse saído no horário, poderia ter se envolvido em um acidente.

Por questão de minutos não fui atingida pela árvore que tombou na Ramiro Barcelos, quase esquina com a Independência, na noite de quinta. Um caminhão, literalmente, entrou em desarmonia com a natureza. Se enrolou em seus galhos, conseguindo derrubá-la, arrancando toda sua raiz.

Cheguei no momento em que os carros estavam fazendo o desvio por cima da calçada. Após cerca de meia hora, passei novamente pelo local. Os bombeiros estavam acabando de liberar os veículos atingidos pela enorme árvore.

É triste quando presenciamos acidentes. Mas mais triste ainda é quando sabemos que poderiam ter sido evitados. Seja por já ter sido podada a árvore que talvez estivesse, efetivamente, atrapalhando o trânsito, seja por eventual imprudência do motorista por não avaliar corretamente o espaço para passagem de seu veículo pelo local.


Que esse seja um apelo para que prestemos mais atenção à natureza e lembremos da necessidade de vivermos em harmonia com ela.

Comentários (2)

  • Mariano diz: 19 de setembro de 2010

    Eu tb acho, harminia total com a netureza.
    Acidentes acontecem, mas se puderem ser prevenidos… é muito melhor!
    Parabéns!!!

  • Simone Guardiola diz: 22 de setembro de 2010

    Sabe Úrsulla, um dos grandes problemas para que as árvores paguem um preço tão alto é que a lei municipal não proíbe a entrada dos caminhões grandes e dos containners grandes. São Paulo já proibiu, assim como outras cidades grandes que têm administradores conscientes e cientes. Caminhões menores abastecem um maior número de vezes e os depósitos ficam estabelecidos na órbita da cidade. Sabe a Rua José Bonifácio? A do Brick? Aquele tunel verde que tem lá? Pois presenciei uma situação igual e quando disse ao motorista que ele estava na rua errada e com o veículo errado, sabe o que fez? #@%*&#$#*. Isso mesmo que todos nós que lemos gibis entendemos. Ah! E trânsito? Parou e não podia buzinar… Se a Prefeitura não pensa nisso porque as empresas deveriam pensar? Assim, pagam as árvores e nós também. Que conta alta!
    Belo flagrante!

Envie seu Comentário