Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

E a Gonçalo continua sem solução

29 de junho de 2011 7

Por Paulo Renato Rodrigues, Conselho de Blogueiros

Com os ventos fortes registrados no domingo em Porto Alegre, os moradores da Gonçalo de Carvalho voltaram a enfrentar o antigo problema da falta de luz, assunto já exaustivamente abordado no ZH Moinhos. Em menos de 24 horas, quatro interrupções de energia, a última por mais de 19 horas. Como a rua é muito arborizada, o contato dos galhos com os fios da iluminação traz como consequência sobrecarga no transformador e cortes de luz.

Em outubro de 2009, um grupo de moradores da rua, com o apoio da Associação dos Moradores do Bairro Independência, protocolou, na Gerência Regional Metropolitana da CEEE, um abaixo-assinado, farto material sobre as constantes faltas de luz verificadas na região, e um pedido para colocação de cabos ecológicos na quadra entre as esquinas da Ramiro e da Pinheiro Machado, bem como a substituição dos cabos existentes no restante da rua. Os cabos ecológicos dão proteção especial aos fios da rede de energia elétrica e são utilizados onde a arborização entra em conflito com a fiação elétrica, impedindo a queda de energia, além de evitar as podas nas árvores. Na época, foi prometido que a CEEE incluiria essa obra no orçamento de 2010.

Segundo informações colhidas, a empresa, que faria a obra em maio deste ano, teve problemas. Terá de ser feita nova licitação. Enquanto isso, os moradores contabilizam os prejuízos e manifestam a sua indignação com o problema sem solução concreta. Fica a pergunta: até quando?



Comentários (7)

  • Silvio diz: 29 de junho de 2011

    A solução para essa rua tão linda é cabos subterrâneos.

  • angelo fontana diz: 29 de junho de 2011

    Realmente este problema na interrupcão fornecimento de energia elétrica é crônico na Goncalo de Carvalho. Participei em 2009 da comissão que protocolou na CEEE o abaixo-assinado ( Protocolo n 42.852/09, feito em 15/10/09 junto a Ger. Reg. da Região Metropolitana), onde apresentamos fotos e dados históricos da ocorrencia de “ESTOUROS no TRANSFORMADOR”, ficando mormalmente luz na rua em unica fase.
    Referente a este ultimo FERIADÃO, a falta de luz comecou já na quinta-feira ( 23/06) a noite. De quinta a domingo, como relata o Paulo Renato, foram quatro ocorrencias diferentes de interrupcão no fornecimento de energia.
    Por ser a rua Goncalo tombada, sua vegetacão farta, tem restricões quanto a poda,somado a rede elétrica que é muito antiga, surge aí o problema “da falta de luz.
    Acredito que técnicamente a substituicão da rede atual por a de CABOS ECOLÓGICOS trará aos moradores e a CEEE a solucão do problema.

  • Paulo diz: 29 de junho de 2011

    O que são exatamente “cabos ecológicos”? Qual a sua vantagem em relação à uma rede subterrânea?

  • Paulo Renato Rodrigues diz: 30 de junho de 2011

    Trata-se de um revestimento especial na rede de energia elétrica, utilizado onde a arborização entra em conflito com a fiação elétrica, evitando as podas nas árvores. A vantagem dos cabos ecológicos é apenas de custo, pois o ideal é investir numa rede subterrânea, ainda que mais cara, a exemplo do que foi feito no centro de Gramado. É importante destacar que existe em Porto Alegre a lei n° 8.971, de 30 de julho de 2002, que estabelece o uso obrigatório de redes elétricas ecológicas em pontos críticos, onde a rede elétrica entra em contato com árvores, impondo a necessidade de reiteradas podas. Só que, infelizmente, é mais uma lei que não é cumprida.

  • Adelino Soares diz: 30 de junho de 2011

    É imprescindível que a CEEE resolva esse grave problema, que se repete numa frequência inaceitável. Agora, além das interrupções no domingo, também ocorreram na 2ª feira, quando já não havia tanto vento. Isto faz pensar que a par da questão dos cabos, talvez também seja necessário trocar o transformador. Suponho que face ao frio intenso, tenham sido ligados mais aparelhos de ar condicionado e estufas elétricas, e isso faça desarmar o transformador.
    A CEEE deve publicar um laudo técnico sobre as causas do problema na Gonçalo de Carvalho, em especial na quadra entre a Ramiro e a Pinheiro Machado.

  • Cesar diz: 1 de julho de 2011

    Desde 2006 eu tenho conhecimento da solicitação de “cabos ecológicos” para a Gonçalo de Carvalho. Cabos ecológicos são cabos com revestimento que evitam curto circuito quando o vento forte movimentam os galhos de árvores que provocam os curto circuitos. Eles também podem ter revestimento anti-chama. São caros, mas são os cabos indicados para uma rua tão arborizada como a Gonçalo, que seguidamente fica às escuras quando tem ventania.

  • Vera diz: 2 de julho de 2011

    Será que a CEEE ainda não se deu conta que ela também tem enormes prejuízos com essas constantes interrupções? A vinda da equipe de plantão várias vezes no mesmo dia para tentar resolver o problema é um custo que muito bem poderia ser evitado se isso fosse resolvido.

Envie seu Comentário