Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de junho 2011

Sugestões e ideias no Dometila Café

30 de junho de 2011 0


Martha Gonçalves Fabris, 52 anos, pede mais atenção à Praça Doutor Maurício Cardoso. Libera Vontobel, 63 anos, fala das maravilhas de morar no Moinhos de Vento. Com diferentes sugestões de reportagens e considerações sobre a região, dezenas de pessoas passaram pelo Café ZH realizado hoje, no Dometila Café, no Moinhos.

As dicas e fotos dos leitores estarão nas próximas edições do ZH Moinhos. Confira!


De Antes e Depois a dicas de literatura na mesa do Café ZH

30 de junho de 2011 1

Diferentes tipos de sugestões estão sendo trazidos ao Café ZH pelos leitores. De Antes e Depois a dicas de literatura sobre a região estão nas rodas de conversas de jornalistas, blogueiros e leitores.

_ O evento é muito importante para integrar jornalistas e comunidade e aproximar a população para falar das satisfações e insatisfações do bairro. Como blogueira,  consigo ter esse contato mais próximo com os moradores. Os cadernos de bairros são importantes por oportunizarem que o leitor-repórter e os blogueiros possam manifestar seus anseios e dúvidas _ comenta a blogueira do ZH Moinhos Miréia Borges.

Diônio Kotz, presidente da Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Independência (Amabi), passou pelo local para convidar moradores a participarem da reuniao da entidade, em 6 de julho, no salão da Igreja da Conceição. A ideia é projetar o futuro do bairro, ressalta:

_ Vamos planejar os próximos cinco, 10, 15 anos.



Casal ZH Moinhos

30 de junho de 2011 1

Casal símbolo (e capa) do ZH Moinhos, os blogueiros Úrsula e Mariano não perdem um Café ZH.

Nem que seja no horário de almoço – como hoje – eles sempre encontram tempo para conferir o evento e cumprimentar a equipe do caderno.



Começou o Café ZH, participe!

30 de junho de 2011 3


Apenas cinco minutos depois de o Café ZH ter começado, ao meio-dia, chegou a primeira visita. Regina Rocha, uma das leitoras mais participativas do ZH Moinhos, passou pelo Dometila Café, na Praça Maurício Cardoso, 49, para cumprimentar a equipe.

_ Passei só para dar um oi e desejar sucesso no evento _ disse.

Conhecida da equipe, Regina é uma das feras do Que Rua é Esta _ geralmente acerta a resposta.

Em seguidinha recebemos a visita da blogueira Úrsula Dutra Christini. Recém vinda da lua de mel (o casamento de Úrsula e do também blogueiro Mariano Christini foi capa do ZH Moinhos), contou histórias do bairro e deu um depoimento especial sobre a participação do Café ZH.

O dia de sol convida para um passeio pelo bairro. Aproveite e venha participar do Café ZH, que vai até as 19h.

Participe, hoje, do Café ZH

30 de junho de 2011 2

Do meio-dia até as 19h de hoje, a equipe que faz o ZH Moinhos estará a postos no Dometila Café (Rua Praça Doutor Maurício Cardoso, 49) para receber textos, fotos, dicas e sugestões de quem mora ou frequenta a região. Trata-se de mais uma edição do Café ZH.

Você, leitor, é convidado a participar da integração entre leitores e jornalistas. Basta passar pelo café - evento que é tema da reportagem de capa do ZH Moinhos de hoje (ao lado).

Durante todo o dia, você também poderá acompanhar aqui, no blog, tudo o que rola lá no Dometila.

E a Gonçalo continua sem solução

29 de junho de 2011 7

Por Paulo Renato Rodrigues, Conselho de Blogueiros

Com os ventos fortes registrados no domingo em Porto Alegre, os moradores da Gonçalo de Carvalho voltaram a enfrentar o antigo problema da falta de luz, assunto já exaustivamente abordado no ZH Moinhos. Em menos de 24 horas, quatro interrupções de energia, a última por mais de 19 horas. Como a rua é muito arborizada, o contato dos galhos com os fios da iluminação traz como consequência sobrecarga no transformador e cortes de luz.

Em outubro de 2009, um grupo de moradores da rua, com o apoio da Associação dos Moradores do Bairro Independência, protocolou, na Gerência Regional Metropolitana da CEEE, um abaixo-assinado, farto material sobre as constantes faltas de luz verificadas na região, e um pedido para colocação de cabos ecológicos na quadra entre as esquinas da Ramiro e da Pinheiro Machado, bem como a substituição dos cabos existentes no restante da rua. Os cabos ecológicos dão proteção especial aos fios da rede de energia elétrica e são utilizados onde a arborização entra em conflito com a fiação elétrica, impedindo a queda de energia, além de evitar as podas nas árvores. Na época, foi prometido que a CEEE incluiria essa obra no orçamento de 2010.

Segundo informações colhidas, a empresa, que faria a obra em maio deste ano, teve problemas. Terá de ser feita nova licitação. Enquanto isso, os moradores contabilizam os prejuízos e manifestam a sua indignação com o problema sem solução concreta. Fica a pergunta: até quando?



Blitz pel doação de sangue e medula

28 de junho de 2011 0

A Eichenberg, em parceria com o Hemocentro do Rio Grande do Sul e com o apoio do Shopping Total e da Clínica de Vacinação Prophylaxis, realiza blitz, no dia 6 de julho, para conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue e de medula óssea.

Durante a atividade, que ocorrerá das 9h às 17h, na Prophylaxis (Pavimento Cristóvão, 1236 – Shopping Total), profissionais habilitados estarão esclarecendo dúvidas e entregando material didático sobre o tema. Para o cadastro para doação de medula óssea, o Hemocentro colocará à disposição uma equipe técnica para a ação.

Os dados do doador serão inseridos no cadastro do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea  (Redome) e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada. Uma vez confirmada, o doador será consultado para decidir quanto à doação. O transplante de medula óssea é um procedimento seguro, realizado em ambiente cirúrgico, feito sob anestesia geral, e requer internação de, no mínimo, 24 horas.

Nos altos do Moinhos

27 de junho de 2011 0

Por Úrsula P. Dutra Christini, Conselho de Blogueiros

Há poucos dias, tive a oportunidade de encontrar trabalhadores nos altos do Moinhos de Vento. Literalmente, no alto, mesmo. Em um dos prédios mais altos do Moinhos, do outro lado da janela, eles estavam lá, limpando, pintando e restaurando.

Não cheguei a conversar com eles, mas fiquei observando e lembrei que existem pessoas que fazem esportes radicais parecidos, pelo simples prazer de estar nas alturas. Acredito que muitos trabalham nesse ofício, também, por prazer e adrenalina. Outros, talvez, não. Provavelmente, por necessidade.

Mas uma coisa é certa: a coragem está em todos esses profissionais. Seja os que têm de vencer o medo, seja os que não sentem medo. Enfrentam, não só a altura, mas também o vento, o frio, a chuva.

E, naquele dia, eles estavam tão compenetrados em seu trabalho que sequer me viram.

Quantas vezes nós, também, estamos tão compenetrados nas nossas tarefas que sequer nos damos conta que existem pessoas construindo, reformando, pintando nossos prédios? Estão ali, do nosso lado, vencendo os desafios, para nos proporcionar um ambiente acolhedor ao nosso redor.

São verdadeiros artistas. São como os artistas da praça, há pouco, retratados nesse blog. Mostram sua arte a todos, cabendo a nós observar e admirar.



Duo de violoncelo e piano na Casa da Música

24 de junho de 2011 0

No domingo, 26 de junho, às 18h, a Casa da Música apresentará mais uma edição da Série Recitais. Os músicos convidados serão o violoncelista Neemias Santos (Salvador) e a pianista Regiane Yamaguchi (São Paulo), além da participação especial do oboísta Fernando Gualda. O ingresso é pautado pelo valor espontâneo, uma forma inovadora de classificar o valor da música diante dos padrões individuais de cada expectador. O repertório contará com obras de Schubert, Beethoven, Bach e Telemann.

A Casa da Música fica na Rua Gonçalo de Carvalho, 22.

Um casamento de 70 anos no Floresta

23 de junho de 2011 0

O ZH Moinhos de hoje traz, em sua capa, uma linda história de amor no bairro Floresta. Luiza Bortolini, moradora da Rua Félix da Cunha, escreveu sobre os vizinhos Antônio e Elsa Capriglione que, em junho, completaram 70 anos de casados.

Na coluna Em Foco desta semana, há uma bela contribuição do leitor Robin Manduré. Ele acompanhou o antes e o depois de uma parede, modificada pelo trabalho de grafiteiros. Na coluna Meu Mascote, Erica Martins Rocha Antunes escreve sobre a Layka, uma cachorrinha muita esperta que busca a Zero Hora diariamente e entrega aos donos.

O caderno lembra, também, que na próxima quinta-feira haverá Café ZH, no Dometila Café. Do meio-dia às 19h, os leitores podem ir até o local, na Praça Doutor Maurício Cardoso, e sugerir reportagens à equipe que faz o suplmento semanal.

A edição de hoje do ZH Moinhos traz , ainda um serviço de feriado e relatos bem bacanas sobre o Arte na Praça, realizado no final de semana passado.

Arte na praça

21 de junho de 2011 4


 

Por Lu Kolesny, Conselho de Blogueiros

O primeiro encontro da Arte na Praça (ou Pintando na Praça), do grupo Somaisarte, ocorreu no final de semana passado, em 18 e 19 de junho, na Maurício Cardoso. Apesar do céu estar cinzento, a praça era só cores.

Conheci vários artistas do Coletivo Somaisarte, grupo formado a partir do encontro que eles tiveram durante a realização do CowParede, em Porto Alegre, no ano passado. Esse grupo teve a brilhante ideia de realizar este momento de arte na praça, com o apoio do amigo Claiton, do Dometila Café, que fica em frente ao local e onde os artistas se sentiram muito a vontade para expressar sua arte.

Cada artista interpretou, a sua maneira, as cartas enviadas por Dom Pedro I a Domitila. As pinturas expressaram o romance entre a Marquesa de Santos e Dom Pedro.

Rodrigo Corrêa pintou o sapato de Dom Pedro. Simone Guardiola, blogueira do ZH Moinhos, pintou Dom Pedro e Domitila. Carlota Garcia, a Loti, pintou Dom Pedro em seu cavalo. Lídia Fabrício, o lado sedutor de Domitila. Lúcio Andrade da Silva, Domitila nos braços de Dom Pedro. Amilton Ferrão expressou, em um texto, o romantismo dos dois, e Paulo Thumé pintou Dom Pedro e Domitila com olhares sedutores.

Parabéns aos artistas que souberam retratar os dois, dando, assim, a oportunidade de deixar a praça mais colorida. A iniciativa foi apoiada por moradores das redondezas, que vieram prestigiar o evento.
Segundo Simone Guardiola, blogueira do ZH Moinhos, a ideia do grupo é promover outros encontros na praça, para que todos possam ter acesso livre à arte.

Mexa-se você também

16 de junho de 2011 0

O ZH Moinhos de hoje traz, em sua capa, o exemplo de um grupo de amigas que começou a fazer ginástica após os 50 anos. A reportagem apresenta dicas para quem também aderir à prática de atividades físicas.

Na página 3, a mobilização pelo futuro do bairro Independência e, na 5, o leitor César Cascos Alonso mostra que carros ocupam o espaço dos pedestres em calçada da Rua Coronel Bordini. Na seção Gastronomia, as delícias da Sorveteria São João, de Santa Maria, agora no Shopping Total.

Na página 7, a leitora Regina Rocha escreve sobre a falta de bom senso dos motoristas da Capital.

Você provaria água do mar potável?

15 de junho de 2011 3

Por Norah Dietrich, Conselho de Blogueiros

Sempre imaginei que a resposta para a crise de água potável no mundo estaria nas águas marinhas. Impossível não imaginar isso ao observar nosso planeta todo azul e cheio de água salgada. Parecia óbvio, mas por que ninguém nunca havia pensado em retirar o sal da água do mar?

Pois agora descobri que isso se tornou realidade. Uma empresa brasileira purificou a água do mar, dessalinizando-a por meio de uma tecnologia chamada nanofiltração. Essa água, rica em oligoelementos, é atualmente comercializada em lojas de produtos naturais e restaurantes vegetarianos.

O Moinhos é um bairro descolado, frequentado por pessoas preocupadas com a saúde, o bem estar e a qualidade de vida. Será que eles topariam provar uma água com apelos nutricionais diferenciados, oriunda do alto mar brasileiro?
Conversei com 10 pessoas do bairro e todas, sem exceção, adorariam provar a novidade. Como todo bate-papo tem seu lado pitoresco, gostaria de compartilhar com os leitores o diálogo abaixo, com um dos entrevistados:

- Você provaria água do mar potável?
- Claro! Qual é a novidade? Já provei várias vezes na praia.

Essa nova água, de acordo com o fabricante, agradaria ao mais exigente paladar. Somente o preço seria salgado, custando praticamente o dobro da água mineral.
Infelizmente, quem aceitou provar da nova água terá que aguardar. A bebida ainda não se encontra à venda no Rio Grande do Sul. E você? Também ficou curioso para experimentar essa novidade?


Independência tropical

14 de junho de 2011 2

Por Úrsula Dutra Christini, Conselho de Blogueiros

Há pouco menos de um mês, recebi estas fotos de um casal de leitores da Independência, a Lia e o João Manoel Dutra. Eles registraram da janela de apartamento em que moram estas belas imagens tropical.

Sabemos que o Brasil é um país tropical. Mas não somos acostumados a ver esse tipo de imagem aqui no Sul. Um verdadeiro símbolo do Brasil, em plena palmeira da nossa querida Avenida Independência.
Não há como negar que somos privilegiados.

Parabéns, leitores, e obrigada, mãe natureza, que, a cada dia, chama nossa atenção da sua existência e do cuidado e proteção que tanto precisa.

Pintando na praça

13 de junho de 2011 2

Por Simone Guardiola, Conselho de Blogueiros

Praças e seus coretos sempre fizeram parte de nossas vidas. Seja por termos passado nossa infância nelas, seja em razão de os coretos sempre serem palcos de ideias.

Por isso, o Coletivo Criativo Somaisarte resolveu pintar na Praça Doutor Maurício Cardoso. Nesse reduto histórico do Moinhos de Vento e com o apoio do charmoso do Café Dometila, alguns artistas deste grupo irão pintar as cartas de amor de Dom Pedro e Domitila.

Instalados no coreto da praça, em frente ao café, eles irão instalar seus cavaletes, tintas e pincéis procurando a beleza de um dia de sol, a energia da natureza e a intensidade de levar arte para rua. Como ocorre em tantas praças do mundo, onde se encontram artistas desenhando e pintando, alguns em grupo, outros solitariamente, o Somaisarte pretende chamar a atenção para essa prática, inaugurando-a no Moinhos.

Os artistas contam que, quando foram conversar com o Café Dometila, a ideia era apenas ter uma âncora de apoio para resguardo dos materiais. Mas, a receptividade do Claiton, dono do lugar, foi tão intensa que o projeto cresceu. E o que era um encontro para pintarem juntos resultou em interpretar as cartas de Dom Pedro e Domitila.
Os artistas do Somaisarte estão com uma exposição na Usina do Gasômetro, intitulada [ART]³, que irá até 19 de junho.
Na praça, eles estarão nos dias 18 e 19 deste mês, começando às 9h30min e terminando quando a luz do dia se for. Se você quiser tomar um drink, um café e apreciar a arte, em ambiente maravilhoso, essa é a oportunidade perfeita.
Quem sabe MontMartre (bairro de Paris) será aqui, não é?