Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de janeiro 2013

ZH Moinhos nas bancas

31 de janeiro de 2013 0

No ZH Moinhos desta quinta-feira você confere:

– Um novo hospital até 2014: Moinhos de Vento conclui mais uma obra de seu plano de expansão.

– Gêmeos de corpo e alma: aos 21 anos, Gabriel e Ariel Polycarpo já passaram por vários cidades e tocaram com músicos renomados. Conheça ops vizinhos da Casemiro de Abreu.

– Uma visita pela memória da Medicina: conheça o Museu de História da Medicina e saiba quais são suas exposições atuais.


Mais do que um pintor

30 de janeiro de 2013 2

Por Úrsula P. Dutra Christini, do conselho de blogueiros

A pracinha da Igreja Auxiliadora, neste mês de janeiro, recebeu um banho de tinta. Mais do que uma mera pintura, é a preservação de uma história e, mais do que um pintor, é um antigo morador da região que tem muitas histórias para contar.

Luis Enrique Oliveira Araújo, 46 anos, revela que sua profissão não é a de pintor, mas sim de representante comercial. Hoje, morador de Canoas, aprendeu a pintar com o pai, e, nas horas vagas, ou quando as vendas caem, ele aproveita para aumentar sua renda com esse ofício, pintando para amigos ou seus indicados.

Está pintando a praça por indicação de seu pai, Oscar Araújo, que por muitos anos cuidou do local. Oscar, hoje com 86 anos, não tem mais o mesmo pique. Morador do bairro há mais de 50 anos, levava Luis Enrique para brincar na pracinha enquanto ele preservava o local.

Luis Enrique conta que antigamente a praça não era cercada, ou melhor, havia uma cerca viva, que embelezava o local. Passou sua infância e adolescência nela. Revela que nos anos 80, a Rua Silva Jardim e a Avenida Plínio Brasil Milano eram muito badaladas. Seus bares e casas noturnas eram ponto de encontro dos jovens. E, à noite, a pracinha acabava sendo um belo local para namorar. Não havia tanta violência como atualmente, então, era possível convidar a namorada para sentar nos bancos da praça e ver a lua e as estrelas.

Luis Enrique Oliveira Araújo aprendeu o ofício com o pai, que é morador da região

Bancos esses que, hoje, além de pintados, foram lavados, lixados e consertados, assim como todos os brinquedos. É todo um trabalho que é feito para que, realmente, a praça possa ser preservada. Seu pai, antes de indicá-lo, perguntou se ele “iria encarar”, e ele prontamente respondeu que sim. Em primeiro lugar, faz porque gosta, e segundo, porque não tem vergonha nenhuma de pegar uma lata de tinta na mão e um pincel, para ajudar a preservar tantas histórias, que fazem da região um local tão especial.

Moradores reclamam de demolição de prédio histórico no bairro Floresta

25 de janeiro de 2013 0

Por Paulo Renato, do conselho de blogueiros

A demolição de prédios históricos no bairro Moinhos de Vento e adjacências continua, sem que as autoridades do setor responsável tenham qualquer preocupação com a preservação dessas verdadeiras relíquias. Agora é o centenário prédio localizado na Rua Gonçalo de Carvalho, número 442, que irá abaixo amanhã, dia 26 de janeiro de 2013.

A Associação dos Moradores da Gonçalo de Carvalho tentou junto à prefeitura e ao Ministério Público do Meio Ambiente a suspensão da demolição, sem obter êxito. O Ministério Público inclusive mandou um arquiteto avaliar o prédio, no dia de ontem, mas o aspecto já deteriorado que o mesmo apresentava, após a retirada do telhado e das janelas, não recomendou a interrupção dos trabalhos.

Há uma grande revolta entre os moradores da “rua mais bonita do mundo”, pois era consenso entre eles que o prédio era tombado, o que, na prática, não se confirmou. Com a demolição, será ampliado um estacionamento comercial da área.

Local será demolido para ampliação de estacionamento

Confira no ZH Moinhos desta quinta-feira

23 de janeiro de 2013 1

- Conheça Genoveva Guidolin, a irmã que escreveu seu nome na história do Colégio Rosário

- Policiamento feito em bicicleta na Redenção e no Parcão completa um ano e pode ser ampliado

- Qual é sua opinião sobre o bloqueio no cruzamento da Avenida Protásio Alves com a Rua Ramiro Barcelos

- Tradição em filé na Rua Nova York: aprenda duas receitas do Bier Garden

Cruzamento da Protásio Alves com a Ramiro Barcelos será bloqueado neste sábado

18 de janeiro de 2013 1

O cruzamento das avenidas Protásio Alves e Ramiro Barcelos ficará bloqueado para veículos em razão das obras do BRT. A conversão à direita, da Ramiro Barcelos para a Protásio Alves, seguirá sendo permitida. O bloqueio, que se inicia neste sábado, tem previsão de liberação até 8 de fevereiro.

O desvio proposto pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) para quem está na Ramiro Barcelos e pretende cruzar a via é utilizar Jerônimo de Ornelas, Santa Teresinha, Venâncio Aires, Osvaldo Aranha, Felipe Camarão, Bento de Figueiredo e Ramiro Barcelos. Para quem quer evitar a região, a alternativa é a Avenida Silva Só. Os trabalhos serão realizados diariamente das 8h às 17h. Conforme a EPTC, o monitoramento e a orientação aos condutores e pedestres serão intensificados.

Brincando com formas das areias do Dmae

17 de janeiro de 2013 0

Texto de Miréia Borges, do Conselho de Blogueiros do ZH Moinhos.


Olhando atentamente as fotos do Dmae, que nosso querido fotógrafo Arivaldo Chaves fez, resolvi aumentar e brincar de ver coisas na areia. Da mesma forma como fazemos quando criança, imaginando objetos, animais, carrancas nas nuvens.

Quem já não fez isso?

Eu faço até hoje e adoro.

Bem, fiz nas areia do Dmae, na foto 360° do post anterior, uma investigação pisante. Observem bem a carranca de um ancião de queixo pontiagudo observando tudo a sua volta, como se viesse das profundezas e está analisando tudo. Ao seu lado, algumas caras e bocas de dois rostos, um acima do outro, parecendo os Maias, convidando visitantes para uma espiadinha na sua cultura.

Mais a cima, um índio xavante com pose de guerra graças aos passos tentando invadir sua praia, quer dizer, sua Aldeia D’Água. À direita, uma cobra naja rastejando das tumbas e brotando da areia quente, fugindo dos passos apavorados dos visitantes que estão ao meio cercados por todos os nossos antepassados, mas que, no fundo, se alegram com visita e curiosidade de como as águas de Porto Alegre são bem tratadas e cuidadas.

Mas eles estão lá de olho nos passos firmes e nos passos falsos que alguns podem querer ter no seu território.

ZH Moinhos nas bancas

17 de janeiro de 2013 0

No ZH Moinhos desta quinta-feira você confere:

- Pesquisar é preciso: confira a variação de preços dos estacionamentos no bairro Moinhos de Vento. O resultado foi surpreendente: a primeira meia-hora variou mais de 100% de um local para outro.

- Revelada pelo Grêmio Náutico União, Susana Schnarndorf levava no currículo cinco conquistas no Campeonato Brasileiro de Triatlo e 13 participações no Ironman, quando, aos 38 anos, começou a apresentar dificuldade para mexer as mãos e os pés e engolir os alimentos. Saiba o que a incentivou a dar a volta por cima.

– Uma boutique de pães pertinho de você: saiba a história da Clarita, que abriu suas portas no ano passado, oferece, além da padaria, opções para almoço e happy hour.

- Salvando Quinzé: um casal que mora no Rio Branco adotou Quinzé, um vira-lata atropelado e mudou o destino dele.


Leitora critica desrespeito de restaurantes no Independência

14 de janeiro de 2013 0

Texto de moradora do Independência que preferiu não se identificar.



Moradora do bairro diz que cheiro de fritura chega aos prédios vizinhos

No bairro Independência, parte dos restaurantes não respeitam a legislação que obriga os estabelecimentos a terem chaminés a uma altura que não cause incômodo aos prédios vizinhos. Há quase três meses, estou em contato com a prefeitura, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Smam) e da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic), e nenhuma providência foi tomada.


Ao lado do meu prédio, existe um bar que fica aberto o dia inteiro e boa parte da noite. Sou obrigada a aguentar o cheiro de batata frita, peixe frito, hambúrguer e tudo mais. Parece que os órgãos públicos municipais só se preocupem com o cidadão em época de eleição.

Não vamos sacrificar todos por alguns

10 de janeiro de 2013 0

Por Miréia Borges, do Conselho de Blogueiros

Ponto de táxi na esquina da 24 de Outubro com a Hilário Ribeiro | Foto: Miréia Borges, arquivo pessoal

Com toda a expectativa entorno da Copa do Mundo, junto à facilidade virtual que temos para colocar a “boca no trombone”, nosso discernimento tem de ser redobrado. Não podemos crucificar todos os taxistas de Porto Alegre por causa daqueles que não fazem jus ao veículo que dirigem.

Estou dizendo isso porque tenho escutado pessoas que elogiam muito os motoristas “do seu ponto”. E, como costumo pegar táxi 90% das vezes que saio, só tenho que agradecer ter no “meu ponto”, na esquina da 24 de outubro com a Hilário Ribeiro, motoristas maravilhosos em atendimento e educação.

Tenho certeza que “nossos motoristas” não fariam barbaridades como se tem lido nos jornais ultimamente, de cobrar R$ 60 para levar uma passageira do aeroporto à rodoviária, deixando a turista pensar que estava na rodoviária de Lajeado. Nem se recusar a ligar o ar-condicionado porque a corrida está barata ou deixar de levar um passageiro em um local em que o taxista julga estar com o trânsito muito ruim.

A Copa está chegando, sim, mas temos que “arrumar” a casa aos poucos e com muita calma, senão teremos serviços piores do que estão por aí. O consumidor precisa aprender a reclamar (e receber o retorno dessa reclamação), e os órgãos competentes, fazerem algo para solucionar o problema relatado.

Se continuarmos — empresários, governo e contribuintes — passando a mão por cima ou fazendo vista grossa para os problemas que enfrentamos em prestação de serviços para nós da cidade, não chegaremos a lugar algum e ainda faremos feio no ano da Copa.

Pensem nisso!


E parabéns ao Ponto de Táxi da 24 de Outubro/Hilário, com seus motoristas dignos de dirigirem e transportarem seus passageiros, na Copa do Mundo e fora dela.

ZH Moinhos nas bancas

10 de janeiro de 2013 0

Confira os destaques do ZH Moinhos desta quinta-feira:

- Na capa: reportagem foi às ruas do Moinhos de Vento avaliar a existência e condições das placas de sinalização.

- Dmae comemora aniversário com exposição fotográfica.

- Na seção Gastronomia, conheça a Petites Délices e aprenda a fazer bolinhos de maça com nozes e cheesecake de limão.

- Alunos do Colégio Bom Conselho participaram da elaboração do caderno.

- Em Leitor Repórter, morador reclama de falta de rampas no Moinhos de Vento e arredores.

Não perca!


Um passeio pelos jardins do Dmae

10 de janeiro de 2013 0

Que tal, em um intervalo do trabalho ou dos estudos, fazer um passeio pelos jardins do Dmae sem precisar sair da frente do computador? Clique aqui e confira o trabalho do fotógrafo Arivaldo Chaves, com edição de Omar Freitas.