Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de agosto 2013

Rosane de Oliveira convida vizinhos para o McDia Feliz

30 de agosto de 2013 0

Um convite da moradora do Moinhos e colunista de Zero Hora Rosane de Oliveira:

Reprodução

“Nas horas vagas, faço um trabalho no Instituto do Câncer Infantil. Por isso, quero convidar vocês, vizinhos do bairro Moinhos de Vento e amigos de outros bairros, a participarem do McDia Feliz, neste sábado. Para quem não conhece, é o dia em que toda a renda das vendas do BigMac nas lojas do McDonald’s vai para instituições que ajudam pacientes com câncer. Aqui, a entidade beneficiada é o Instituto do Câncer Infantil, que faz um trabalho maravilhoso de apoio às crianças e às famílias.
Vocês podem consumir o BigMac em qualquer McDonald’s, mas ficarei muito feliz se forem na da Ipiranga com a Silva Só. Estarei trabalhando lá no sábado pela manhã, até as 14h.
Obrigada pela colaboração.”

ZH Moinhos nas bancas

28 de agosto de 2013 0

No ZH Moinhos que circula nesta quinta-feira, você confere:

Reprodução

Folia no Rio Branco: coletivo musical Bloco da Laje, que busca resgatar o Carnaval de rua de Porto Alegre, promove cortejo pela região no sábado

A casa dos chefs: aprenda a fazer um Pappardelle com Ragu de Ossobuco, com a receita passada pelo restaurante Lucca Casa de Chef

Leitor-repórter: Sandra Hauck, moradora do Floresta, reclama sobre o estado das calçadas do bairro

O Nome: conheça Duda Lanna, o designer que decidiu investir na carreira artística e está com sua primeira exposição individual na Urban Arts

 

 

Eu e Meu Bairro há um ano

28 de agosto de 2013 0

Texto enviado por Úrsula P. Dutra Christini

Be1ano

Não poderia deixar de registrar as impressões do meu 1° ano de vida no meu bairro, mais propriamente, na minha região.

Há 1 ano, no dia 22 de agosto, eu estava nascendo no Hospital Moinhos de Vento. Ano passado, com a minha chegada, até foi feito um post da história dos meus pais blogueiros e a relação deles com o ZH Moinhos.

Do Moinhos, minha porta de entrada para o Planeta Terra, fui morar com meus pais no bairro Auxiliadora.

Os primeiros passeios no carrinho foram sensacionais. Pegar um solzinho da manhã e dormir no embalo dos paralelepípedos fazia parte da minha rotina. A pracinha da Igreja Auxiliadora mereceu um post no Blog do ZH Moinhos de tanto que acolheu eu e minha mãe nos primeiros seis meses de vida. O Parcão também não ficou de fora dos meus passeios.

No Bom Fim, participei de aulas de música e de ioga para bebês, desde os três meses de idade.

No sétimo mês, fui para uma escolinha a duas quadras da minha casa. Uma creche pequena, acolhedora e familiar, que busca nas brincadeiras a melhor forma de educar. Aulas de informática não estão no currículo. Até os seis anos nós precisamos brincar e, como já somos da era da informática, aprenderemos facilmente todo o manuseio com a tecnologia. Aliás, de tanto ver meus pais no computador, resolvi inspirá-los para este post.

Mas nossa região, por ser no sul do país, tem seus invernos rigorosos. E eu acabei não escapando das violentas gripes que andam por aí, embora tenha me vacinado. Gostaria de ter participado pessoalmente do Café ZH Moinhos que ocorreu exatamente no dia do meu 1° aniversário, mas como estava me recuperando de uma forte gripe tive de ficar em casa. Então, fica aqui o meu registro e a “sugestão de café” para o caderno: o ZH Moinhos poderia ter, além da sessão de “Roteiro” para os adultos, um “Roteirinho” para nós. Afinal, nunca é demais divulgar as atividades culturais infantis que estejam rolando na região.

Enfim, este foi apenas o primeiro ano da minha bela infância que pretendo passar no meu bairro.”

Bernardo Mariano Dutra Christini, filho dos blogueiros Úrsula e Mariano Christini

Uma manhã de quinta-feira

23 de agosto de 2013 0

Simone Guardiola, do Conselho de Blogueiros

Simone-1

É quinta, dia 22 de agosto de 2013, pela manhã. Depois das 14h, o Café ZH Moinhos estará instalado no Galgos Café para receber a todos. Mas, como não posso participar, resolvi escrever a manhã na Hilário Ribeiro.
Por aqui passo sempre, indo para o Yoga Soul, sem maquiagem e recém acordada. Sim, eu sou uma “menina” que cresceu e mora no Moinhos de Vento.

Simone5
Pela Olavo Barreto Vianna, vejo a movimentação matinal do Sheraton, pela Hilário Ribeiro, sinto aromas, de Melissas e de pão fresco do Barbarella Café. Vejo pessoas que tomam seu café da manhã ali e vejo uma rua limpa. Nas quintas, vejo mais. Vejo um caminhão que é uma feira. Está ali, sempre nas segundas e nas quintas. Eu só vejo nas quintas. Tudo fresco, entregue em casa pois todos sabem seu fone e já pedem. Vejo pequenos caminhões que abastecem silenciosamente os negócios, vejo os guarda-sóis serem abertos e vejo os zeladores varrendo as calçadas. Simone3



As árvores estão verdes com reflexos de sol. E, assim nas terças e quintas, quando caminho para o ioga, com meu mate nas costas e cantando a música que rola no meu fone, vejo o Moinhos que vivo. Aquele que acorda, que limpa, que mantém, que fará a noite daquele que não veêm o amanhecer.simone2



Eu amo este Moinhos de Vento do dia, com seus aromas e flores; suas calçadas limpas e as pessoas que escolhem tomar seu café da manhã aqui. Me fazem feliz. Deveriam experimentar.

Café ZH Moinhos reúne leitores nesta quinta-feira

22 de agosto de 2013 0

Foto: Bruna Vargas

A equipe do ZH Bairros deixou a Redação na tarde desta quinta-feira para ir ao encontro dos leitores da região do bairro Moinhos de Vento. O Café ZH Moinhos ocorre no Café Galgos Branco (Rua Dinarte Ribeiro, 171) das 14h às 19h. É o momento do público interagir com os editores e repórteres, sugerindo pautas e contando histórias. Blogueiros do caderno também participaram do encontro, que contou com a presença de dezenas de pessoas.

Hoje tem Café ZH Moinhos

22 de agosto de 2013 0

Hoje, das 14h às 19h, a equipe dos cadernos de bairros de ZH estará aguardando os moradores dos bairros Auxiliadora, Bom Fim, Floresta, Independência, Moinhos de Vento e Rio Branco. Será no Café Galgos Brancos, na Rua Dinarte Ribeiro, 171.

café

Confira algumas dicas sobre o que você pode apresentar aos jornalistas durante o Café ZH:

- Se você conhece um morador da região cuja história ou trabalho é interessante, indique-o para figurar nas seções O Nome, Conheça Seu Vizinho ou Vizinho Nota 10. Se possível, leve o telefone de contato e e-mail do vizinho a indicar

- Festas comunitárias, eventos escolares e iniciativas sociais também podem virar notícia no ZH Moinhos. Se você fez fotos de algo curioso, de uma paisagem interessante ou de algum problema do seu bairro, leve ao Café ZH. Podemos aproveitar nas seções Em Foco, Minha Turma e Foto do Leitor, publicando-as nas próximas edições do caderno

- Outra seção do caderno é o Leitor-Repórter. Se o seu bairro sofre com problemas de trânsito, infraestrutura ou falta de serviços, você pode relatar essas questões no encontro

- Leve fotos do seu mascote para que ele apareça na seção dedicada aos bichinhos de estimação, Meu Mascote

- Já fotos de bebês podem ser publicadas na seção Novo Morador

- Da sua casa, você observa uma paisagem bonita? Tire uma foto e leve-a ao encontro. Podemos utilizá-la na seção O Bairro da Minha Janela

- Muitos moradores gostam de registrar no papel uma história curiosa ou lembranças da região. Se você faz parte desse time, leve seus textos e divida essas histórias. Elas poderão ser publicadas na seção Eu e Meu Bairro

Para piás da região

21 de agosto de 2013 0

Por Úrsula P. Dutra Christini, do Conselho de Blogueiros

Parapiás. Esse é o nome do Programa de Arte e Educação que a compositora, professora de música infantil, e ex-moradora do bairro Auxiliadora, Alice Borges de Castro criou para exercer sua vocação. Diz que gosta de música “desde que se conhece por gente”. Ela faz do seu talento sua forma de se sustentar e viver de bem com a vida.

Ursula-post

Sempre com um sorriso estampado no rosto, que é sentido em suas músicas, ela cativa crianças desde a mais tenra idade. Dá aulas em escolas infantis na região, nos bairros Auxiliadora e Bom Fim, e também fora dela.

Natural de Rio Pardo, quando veio para Porto Alegre, há 10 anos, cantava para o público adulto, em pubs da região, especialmente, na Padre Chagas e redondezas. Hoje, se dedica exclusivamente para atividade musical infantil.

Em seu programa Parapiás criou, também, a opção de levar sua música nos aniversários infantis. Uma forma de se ter algo diferente, mas instrutivo, onde as crianças participam cantando e tocando instrumentos. Aliás, essa interação das crianças acontece em suas aulas, onde até os bebês podem tocar no violão, no órgão e em outros instrumentos musicais. Outro de seus projetos é o lançamento de um CD com as músicas de sua composição. A canção Acalma o Coração, por exemplo, é trilha sonora para acalmar qualquer bebê e embalar seu sono. E para não dizer que estou exagerando, com autorização da Alice, trago uma “palhinha” da música na versão acústica (confira abaixo). Um verdadeiro talento para piás.

Um olhar para o horizonte

21 de agosto de 2013 1

 

simone-calcada5

Por Simone Guardiola, do Conselho de Blogueiros

A juventude é a idade do corpo ereto, do olhar no horizonte e da pisada firme em solo desconhecido. A maturidade é o início da idade em que começamos a olhar para baixo, o corpo encurva e já não pisamos mais tão firme.
Caminhar pelas ruas requer atenção, disciplina e preparo físico. Não podemos mais flertar, cuidamos dos buracos no caminho. Não podemos sorrir para quem nos passa, cuidamos das tampas de bueiros soltas. Não podemos sentir o sol no rosto, precisamos desviar do lixo. Não podemos nos ater no perfume das plantas, somos sufocados pelas calçadas sujas dos resíduos podres depositados em locais indevidos. Não podemos pisar firme, por não poder olhar para o horizonte.

Simone-Calcada

As calçadas no Moinhos de Vento estão horríveis. Elas são responsabilidade dos condomínios e das casas, e não da administração pública. Eles devem fiscalizar, mas somos nós que devemos executar. E, se somos nós, porque esperamos pelo puxão de orelha? Não sei por que, mas é isso que está acontecendo: todos esperam pelo castigo superior.

simone-calcada2
Eu gostaria que o Moinhos fosse o primeiro bairro de Porto Alegre a tomar a iniciativa de arrumar suas calçadas conforme a acessibilidade, que os síndicos e vizinhos se comunicassem e, como em um mutirão, pudéssemos entregar a nós mesmos mais liberdade de caminhar olhando para o horizonte, com o corpo ereto e o coração tranquilo.
Bem que poderíamos ser o bairro piloto para a mudança.

simone-calcada3

CONTRAPONTO

O que informou Roberto Prestes da Rosa, chefe da Seção Fiscalização de Passeios da Smurb

O bairro Moinhos de Vento está abrangido pela área do edital de conservação de passeios n°4. A área desse edital está em fase de levantamento para a emissão da notificação por correspondência. Até a semana passada, foram vistoriados 80% dos imóveis compreendidos pelo edital para a emissão da notificação.
O edital foi publicado em 8 de abril, com 60 dias de prazo para as pessoas arrumarem as calçadas, que acabou no início de junho. Atualmente, está sendo realizado um novo levantamento para ver quem atendeu. A notificação por correspondência será enviada até, provavelmente, o final de agosto. A zona do bairro Moinhos de vento abrangida pelo edital n° 4 está compreendida nos seguintes limites e confrontações:

MapaArea4