Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Passeio guiado pelo Floresta

04 de setembro de 2013 3

Por Lu Kolesny, do Conselho de Blogueiros

Participei no final de agosto de uma caminhada pelo bairro Floresta, denominada Expedição Floresta, promovida pela UrbsNova, Agência de Inovação Social, com apoio do Grupo Refloresta e Nós Coworking. Fomos guiados por Jorge Piqué, da UrbsNova. O ponto de encontro foi a Casa da Música, localizada na Rua Gonçalo de Carvalho. Aliás, aqui vai uma das lições que aprendei na atividade: o bairro chama-se floresta, pois era composto de muitas árvores, e os imigrantes iam à região colher lenhas.

Passamos por diversos locais e a cada parada, recebemos uma explicação detalhada sobre o local. Confira os pontos pelos quais passamos:

Gonçalo

– Rua Gonçalo de Carvalho

Shopping Total

– Shopping Total – Fomos recepcionados pela Fernanda Fogliati, supervisora de relacionamento do Shopping Total, junto à Alameda das Artes, onde ela contou algumas curiosidades sobre o estabelecimento. Vocês sabiam que a caldeira original ainda se encontra no prédio central, em frente à Cristóvão Colombo? Há também túneis subterrâneos, que seriam destinados a estocar carvão. Parte desses túneis está sendo reformada para abrigar uma cantina italiana. No prédio do meio, também junto à Cristóvão, funciona em seu último andar, uma empresa Nós Coworking, que oferece local pra conferências, ambiente de trabalho, sala de reuniões além de local para espetáculos, teatro e cursos.

Tanguera2

– Tanguera Estúdio de Danza – Localizada na Rua Comendador Coruja, 380. Houve uma pequena demonstração da dança portenha ao nosso grupo.

Theodor Wiederspahn

– Casa do arquiteto alemão Theodor Wiederspahn – Rua Comendador Coruja, 277. Em 29 de novembro de 1993, a casa foi tombada pela prefeitura de Porto Alegre.

Geyer

– Laboratório Geyer – Localizado na Rua São Carlos com Rua Pelotas, foi fundado em 1929 por médicos gaúchos com o propósito inicial de realizar pesquisas na área médica. O prédio na São Carlos é de 1935.

Santa Terezinha

– Igreja Santa Terezinha – localizada na Ramiro Barcelos, 386. Nasci e me criei em Porto Alegre, mas confesso que nunca tinha entrado nessa igreja. Quem não conhece, tem de conhecer. Foi como um amor à primeira vista. A igreja é linda, divina, maravilhosa. Há dois painéis de Locatelli , um mais lindo que o outro. Seu interior também é lindo. Um lugar abençoado mesmo. Fiquei fascinada com o que vi. Pretendo voltar lá mais vezes pra admirar tanta beleza. O arquiteto Lucas Volpatto guiou a visita e nos falou também sobre um projeto social que deu certo. É o grupo de apoio Acolher, criado para recuperação de usuários de crack e álcool.

Hostel

– Porto Alegre Hostel Boutique – O proprietário Carlos Augusto Alves nos ofereceu água, café, chá e biscoitos caseiros deliciosos, feitos pela cozinheira de lá.

Brechó

– Brechó da São Carlos – Funciona todas as tardes de sábado, entre as Ruas Comendador Azevedo e Gaspar Martins, das 11h às 19h.

– Praça Bartolomeu de Gusmão, também conhecida como Praça Florida – Funciona ali a escola municipal de educação infantil Meu Amiguinho. A praça recebe, às terças, uma feira modelo, com dezesseis bancas, das 15h às 20h.

– Ateliê Strey – Vi ali, em Lucas Strey, um rapaz bem jovem, um grande talento. Me encantei com suas esculturas e com o tamanho pequenino dos materiais com que trabalha. Parabéns, garoto. Tens um belo e talentoso caminho pela frente.

Eu não pude concluir a caminhada, que já estava perto do fim. O grupo depois visitou o projeto Vila Flores, em dois edificíos dos anos 20, do conhecido arquiteto José Lutzenberger, pai do ecologista, o antigo Moinho Germani, dos anos 30, e a antiga Importadora Americana, dos anos 50.

Fica aqui registrada a minha intensão de passear pelo bairro em outras oportunidades, porque só assim ficarei sabendo da história da região que tão bem me acolheu, onde me sinto tão bem, e espero me sentir melhor ainda, à medida em que o mesmo volte a crescer, gerar empregos e rendas, dando oportunidade a outras pessoas de também conhecerem as entranhas da Floresta.

Saiba mais sobre o passeio no site da UrbsNova

Comentários (3)

  • Jorge Piqué (UrbsNova – Agência de Inocação Social) diz: 4 de setembro de 2013

    Queria agradecer a Lu e ao ZH Moinhos pela cobertura dessa caminhada de investigação e conhecimento. Nessa região do Floresta visitamos dois núcleos que achei importantes. O primeiro, em torno do Shopping Total, incluindo as Ruas Gonçalo de Carvalho e Comendador Coruja. O outro ao longo da Rua São Carlos e tendo como “centro” a Praça Florida, um lugar cheio de história. Foi muito gratificante conhecer o patrimônio histórico, ambiental e principalmente o patrimônio humano que se concentra nesses dois núcleos. As pessoas trabalham e investem ali, principalmente com atividades relacionadas à economia criativa, à educação e ao turismo.

    Existe um terceiro núcleo, menor, mais acima, que também visitaremos em breve. E queremos organizar tb um passeio mais amplo de bicicleta pelo bairro. Estão todos convidados. Para serem avisados é só curtir nossa página no facebook ou fazer contato por email:

    face: https://www.facebook.com/agenciaurbsnova
    email: jorgepique@gmail.com

    Jorge Piqué
    UrbsNova Porto Alegre – Barcelona | Agência de Inovação Social
    http://urbsnova.wordpress.com/about/

  • Marilia Costa Cardoso diz: 4 de setembro de 2013

    Oi Lú, que “bacana”! Fiz o passeio de novo lendo teu relato. De fato, quem não conhece, se surpreende com o bairro Floresta…e mais ainda, por ver o trabalho da comunidade e sentir a vontade de acertar. É uma boa inspiração para a Independência, temos que trabalhar, assim como eles, com dedicação e vontade de acertar. Abraço e parabéns!

  • Lu Kolesny diz: 16 de setembro de 2013

    Marília e Jorge, eu é que agradeço a oportunidade de participar deste belo projeto.Estas particularidades me encantam, e muito.Me convidem para os próximos eventos.Participarei com maior prazer.Abraço!

Envie seu Comentário