Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 18 maio 2009

O Hospital da Brigada Militar

18 de maio de 2009 7

A instituição se localiza na Rua Dr. Castro de Menezes

“Em 24 de setembro de 1897, inicia-se a história do Hospital da Brigada Militar, com disponibilização de duas enfermarias na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, para atendimento ao brigadiano. Em janeiro de 1907, foi instalada a primeira enfermaria da BM, localizada no bairro Cristal, para atendimento ambulatorial, sendo posteriormente criado outro setor de atendimento no 1º Batalhão de Infantaria, que se transformou na Policlínica Praia de Belas. Em 4 de agosto de 1911, a enfermaria do Cristal passou a denominar-se Hospital da Brigada Militar. Em 20 de setembro de 1971, inauguram-se as instalações atuais do HBM de Porto Alegre.”

(Texto publicado no site oficial da Brigada Militar – veja mais aqui)

 

A história da construção deste hospital representou, para todos os brigadianos daquela época, a doação “voluntária” de um dia de seu soldo do mês, de vários meses. Todos colaboraram na construção com seu esforço físico e alguns com sua capacidade técnica. Os tijolos vinham da olaria que a própria corporação ainda mantém no município de Gravataí.

Graças à iniciativa do então comandante-geral da BM Coronel Octávio Frota, falecido recentemente, foi possível a construção desta tão importante obra, administrada por oficiais do quadro de saúde, que, com suas diferentes especialidades, mantém em excelentes níveis a saúde física e mental dos componentes da BM. Sem o hospital os brigadianos estariam penando, como todo restante da sociedade nas filas intermináveis dos hospitais da rede pública.

Hoje, no terreno junto ao prédio do HBM, está sendo construído uma clínica geriátrica e um asilo para os brigadianos velhinhos que não tem onde se abrigar. Ali receberão o atendimento necessário, até serem reconduzidos a suas famílias. É outra importante obra de caráter assistencial indispensável para quem tanto cuidou da nossa sociedade.

Postado por Paulo Astor Cordeiro, Conselho de Blogueiros