Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 9 dezembro 2009

Camarão, o garçom

09 de dezembro de 2009 3

Zé conhece a maioria dos clientes do restaurante onde trabalha – Foto: Sabrina Jung

Seu nome é José Antônio Pinhatti, mas é mais conhecido como Zé, o Camarão.

Zé tem 56 anos, dos quais 40 dedicados ao restaurante em que trabalha como garçom.

Mora há 20 anos no Espírito Santo.

Zé é muito mais que um garçom.

É quase um relações públicas de um dos restaurantes mais antigos e tradicionais de Ipanema, o Bologna.

Conhece a maioria dos clientes que frequentam o local e leva algum tempo cumprimentando todos até começar a atender.

Este gremista pra lá de simpático e bem-humorado tem boas histórias pra contar destes anos todos em que trabalha como garçom. Como em um dia em que foi servir uma pizza em uma mesa e a uma senhora perguntou:

- Camarão?

E ele respondeu:

- Oi! Como vai?

Mas lembra, dando uma risada meio tímida, que a cliente havia perguntado se o sabor da pizza era de camarão. Não foi um cumprimento.

Já atendeu três gerações diferentes. O avô, depois o pai e agora os filhos.

A coisa que Zé mais gosta na Zona Sul é a prainha de Ipanema, além de pescar em Itapuã.

Gosta da tranquilidade, da paz e da qualidade de vida que a região proporciona a quem mora ou trabalha por aqui.

Mas não é muito fã da ciclovia, que acha que não é aproveitada e limitou o espaço para os carros estacionarem.

Zé é uma pessoa tranquila e de bem com a vida.

E é exatamente esta sensação que ele passa quando atende seus clientes.

Impossível não querer bater um papo com este garçom, que é um exemplo de educação e gentileza com as pessoas.

* Por Sabrina Jung, Conselho de Blogueiros