Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de setembro 2013

Ação de limpeza do Arroio Cavalhada é transferida

27 de setembro de 2013 0

A ação de limpeza do Arroio Cavalhada, que ocorreria neste sábado, foi transferida para 5 de outubro. O motivo do adiamento foi o impacto da chuva dos últimos dias, que tornaram inviável a realização da operação na primeira data marcada. A iniciativa ocorre em diversas partes do mundo e é coordenada pela Coca-Cola em comemoração ao Dia Mundial de Limpeza de Rios, Praias e Lagoas. Na Capital, a organização é feita pela Vonpar (fabricante da Coca-Cola e distribuidora da Heineken no Estado).

Cerca de 50 pessoas, entre voluntários e colaboradores da empresa das unidades da Assis Brasil e da fábrica da Charrua, participarão da limpeza do córrego. A ideia é facilitar a vazão da água pela retirada de entulhos e lixo da beira e do leito do riacho, auxiliando os moradores que residem às margens do córrego e sofrem com as inundações.

A data comemorativa foi criada pela fundação australiana Clean Up the World em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. O projeto mobiliza cerca de 40 milhões de voluntários em 120 países.

Hoje é dia de ZH Zona Sul!

27 de setembro de 2013 1

zona sulNesta edição você confere:

>> Discussões sobre o píer de Ipanema: associação responsável pelo trapiche propõe extensão da plataforma, mas moradores sugerem outro projeto

>> Minha Turma: projeto incentiva a leitura no Colégio Marista Assunção

>> Gastronomia: Amigos comandam novo restaurante de carnes na Tristeza, o Mestre Parrillero

>> Conheça seu vizinho: entrevista com Hélio Faraco de Azevedo, advogado e morador da Vila Assunção

Não percam!

Ação promove limpeza do Arroio Cavalhada

25 de setembro de 2013 0

O Arroio Cavalhada será palco de um mutirão de limpeza no próximo sábado, dia 28 de setembro. A ação, que iniciará às 9h, é promovida pela Vonpar (fabricante da Coca-Cola e distribuidora da Heineken Brasil no Rio Grande do Sul e Santa Catarina) em celebração ao Dia Mundial de Limpeza de Rios, Praias e Lagoas.

A iniciativa irá contar com cerca de 50 pessoas entre voluntários e colaboradores da empresa das unidades da Assis Brasil e da fábrica da Charrua, que irão realizar a limpeza do córrego. Criada pela fundação Australiana Clean Up the World em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, em 1993, a data é comemorada pela Coca-Cola com ações de limpeza em diversas partes do mundo.

Linha Turismo retoma roteiro pela Zona Sul

24 de setembro de 2013 0

Fernando Gomes
O city tour Linha Turismo Zona Sul volta a operar nesta quarta-feira, 25 de setembro, a partir das 15h. Os passeios estavam suspensos há cerca de dois meses porque o ônibus que faz o roteiro precisou ser recolhido para consertos mecânicos. A linha passa por pontos turísticos da região, como a orla do Guaíba, os clubes náuticos, a praia e o calçadão de Ipanema, o Santuário Nossa Senhora Mãe de Deus e a vista da cidade a partir do Morro da Pedra Redonda.

As saídas da linha ocorrem às 15h, de quartas a sextas-feiras. Aos sábados, domingos e feriados, os passeios ocorrem às 10h30 e às 15h. Os ingressos devem ser adquiridos na Central de Passagens Linha Turismo (Travessa do Carmo, 84, no bairro Cidade Baixa), onde também é feito o embarque e desembarque de passageiros. Como o ônibus possui o segundo andar aberto para vistas panorâmicas, em caso de chuva o passeio é cancelado e os ingressos remarcados ou reembolsados.

Sinalização melhor em trecho da Otto Niemeyer

23 de setembro de 2013 0

Arquivo pessoal

Claudio Gall
Blogueiro do ZH Zona Sul

Ao trafegar pela Avenida Otto Niemeyer, percebe-se que as faixas acrílicas, que dividem a via no trecho compreendido entre a Avenida Vicente Monteggia e a Rua Marechal Hermes, já se encontram devidamente pintadas (divisória de pista, faixa de segurança e sinalização).

No final do mês passado, o pessoal andou trabalhando na área. Para a Otto ficar de todo ótima, bem que poderiam ter aproveitado e reforçado a pintura no trecho a partir da Rua Marechal Hermes, no sentido da Avenida Wenceslau Escobar, pois a sinalização no asfalto está quase invisível.

Contraponto

O que diz a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), por meio de sua assessoria de imprensa:

Informamos que a pintura foi realizada no trecho que teve o asfalto revitalizado. Após a revitalização asfáltica do outro trecho, as equipes de sinalização da EPTC ampliarão a pintura da via.

 

Amanhã é dia de ZH Zona Sul!

19 de setembro de 2013 0

Zona Sul

Na edição desta sexta-feira, 20 de Setembro, você confere:

— Projeto de revitalização da Praça Comendador Souza Gomes foi concluído e apresentado à comunidade

— Biblioteca comunitária espalha pontos de livros no Cristal e já doou mais de 850 exemplares

— Elizabeth Pereira Zago, moradora de Ipanema, fala sobre sua paixão pelo bairro

— Devotos se preparam para a romaria de Nossa Senhora Desatadora de Nós

Não percam!

Projeto de duplicação da Wenceslau Escobar será apresentado à comunidade

16 de setembro de 2013 0

Pleiteada há 13 anos junto ao poder público, a duplicação da Avenida Wenceslau Escobar vai, aos poucos, perdendo a fama de lenda urbana para se concretizar em asfalto. Nesta segunda-feira, dia 16, uma reunião aberta à comunidade irá apresentar o projeto de ampliação da via, fornecendo detalhes sobre o cronograma de obras. A previsão é que as máquinas comecem a funcionar no fim da primeira quinzena de novembro, e os trabalhos se estendam por um ano.

Serão 350 metros da avenida duplicados, no trecho entre a Diário de Notícias e a Rua Castro de Menezes. O plano contempla duas pistas divididas por um canteiro central — um investimento de R$ 3,6 milhões. A obra é uma contrapartida da construtora Goldsztein, que irá erguer edifícios residenciais na região. O município arcará com R$ 1,3 milhão para a construção de uma adutora e a instação de redes de água e esgoto, além da implantação de uma ciclovia.

— É uma demanda muito antiga da comunidade. O que eles aguardam é uma atualização dos trabalhos. Com esse tipo de obra, sempre surgem algumas questões, como o recuo de jardins e gradis, então vamos tirar algumas dúvidas também — explicou o titular da Secretaria de Obras e Viação (Smov), Mauro Zacher.

Além de Zacher, representantes da Secretaria da Fazenda também devem participar do encontro. A reunião, organizada pelo Fórum Regional de Planejamento Sul e Centro-Sul, ocorre no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora das Graças (Avenida Wenceslau Escobar, 2380), a partir das 19h30min.

A família Bromberg e o lazer na Zona Sul

13 de setembro de 2013 0

Blogueira do ZH Zona Sul e historiadora retoma parte da história de uma das famílias alemãs mais tradicionais da região

Por Janete da Rocha Machado
Porto Alegre do fim do século 19 ostentava várias casas comerciais, cujos proprietários eram todos alemães. Porém, o caso de maior sucesso foi, sem dúvida, o da empresa de Martin Bromberg, que importava de Londres, Hamburgo e Nova York ferro e máquinas para indústrias gaúchas. O nome Bromberg esteve vinculado também à construção de ferrovias e de pontes férreas, bem como à importação de locomotivas. Com lojas em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Buenos Aires e Hamburgo, a empresa importava até automóveis, entre eles, o fusca alemão.
Com a diversificação do capital comercial, a Bromberg, por meio de financiamentos, esteve presente na formação das primeiras indústrias no Estado. Desta forma, os negócios bem-sucedidos irradiaram-se pelo Brasil e por outros países da América do Sul, influenciando diretamente no desenvolvimento da economia do Rio Grande do Sul e na ascensão de grupos que tinham estreita ligação com a Alemanha. A aquisição de terras na Pedra Redonda se insere no universo de teuto-brasileiros na Zona Sul. Atraído por belos cenários e pela possibilidade de recreio na região, Waldemar Bromberg, um dos filhos de Martin, comprou, em 1900, uma chácara de verão para uso da família, conforme relembra sua neta Lilian:
- Meu avô Waldemar nasceu na Alemanha e veio para cá como comerciante. Ele fez parte do grande comércio da firma Bromberg. E o vínculo dele com a Pedra Redonda é que ele comprou um pedaço de terra, fundos para praia, e aqui montou sua casa (foto maior) e passou a veranear. Ele tinha uma residência na Mostardeiro e, nos finais de semana de verão, ficava na casa da praia.

A casa de veraneio na Pedra Redonda

A casa de veraneio na Pedra Redonda

Com uma infraestrutura completa planejada para o lazer e o descanso, a chácara oferecia um espaço de conforto à beira do Guaíba. Ainda na virada do século passado, Waldemar conheceu Dorothy Booth, de origem inglesa, com quem se casou e teve cinco filhos. É fato que a comunidade de estrangeiros se aproximou, e muitos casamentos ocorreram a partir desse convívio. E justamente os ingleses e os alemães foram os que mais se identificaram. A casa de verão dos Bromberg à beira do Guaíba tinha, inclusive, guarda-barcos e atracadouro próprio, o que facilitava a prática de esportes no Guaíba. Para Lilian, os alemães buscavam o sol e os prazeres do curso d’água:
- Meu avô velejava, remava e pescava. E o Guaíba era um convite para um banho imediato. Não se pensava duas vezes.
A ampla moradia priorizava espaço e conforto. A bonita cobertura do telhado protegia do forte calor nos meses mais tórridos, proporcionando, assim, bem-estar aos frequentadores da propriedade. O avarandado, típico de casas de veraneio, servia para melhor acomodar a família e os convidados. Sendo o atrativo maior as águas limpas do rio, a escada de poucos degraus levava até a praia. A chácara também tinha jardins bem ornamentados, árvores centenárias e um piso de grama bem ao estilo alemão.
Com o passar do tempo, muitas famílias que faziam o seu veraneio na Zona Sul passaram a residir no local. E assim foi com os Bromberg. Depois de seu retorno da Alemanha em 1919, Waldemar e Dorothy passaram a residir o ano todo na Pedra Redonda. Em torno dos anos 1930, devido à quebra da Bolsa de Valores de Nova York, as empresas enfrentaram uma forte retração nos negócios, obrigando a família a abrir o capital aos novos sócios.
Como medida de contenção, a família passou a residir definitivamente na Pedra Redonda. Desde então, o novo empreendimento dos Bromberg, após reestruturação, passou a se chamar Bromberg Sociedade Anônima. As lojas em Porto Alegre, conhecidas por Palácio Encantado, foram mantidas até 1982, quando a firma encerrou as atividades no Rio Grande do Sul.

Hoje é dia de ZH Zona Sul!

13 de setembro de 2013 0

ZonaSul

Na edição desta sexta-feira, você confere:

— Centro Comunitário de Desenvolvimento da Tristeza, Pedra Redonda, Vilas Conceição e Assunção (CCD) renova diretoria

— Direção e pais do Colégio Mãe de Deus organizam passeata neste sábado pedindo mais segurança

— Projeto de duplicação da Wenceslau Escobar será apresentado à comunidade

— Blogueira retoma parte da história dos Bromberg, uma das famílias alemãs mais tradicionais da Zona Sul

— Após reclamações de moradores, DEP arruma buraco na Landel de Moura

09 de setembro de 2013 0

imagem76870
A 14ª edição da feira do livro da Escola Municipal de Ensino Fundamental Neusa Goulart Brizola (Rua Monsenhor Ruben Neis, 480, Cavalhada) começou nesta segunda-feira. Até sábado, alunos e a comunidade em geral poderão aproveitar a programação do evento, que contará com contações de histórias, apresentações de música e exposições de peças confeccionadas por jovens.

— Nossos estudantes ficam bem empolgados com a feira e se envolvem na organização. É mais um momento no qual podem ver suas produções, expostas durante toda a semana, e também terem seus trabalhos prestigiados pelos familiares. É um estímulo à escrita e à leitura — resume resumiu a vice-diretora da instituição, Cláudia Saldanha Mancio.

Neste ano, a feira homenageia o escritor e jornalista Carlos Urbim, escolhido no programa de leitura Adote um Escritor, promovido pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com a Câmara Rio-Grandense do Livro. O autor deverá participar de atividades com os alunos em outubro, quando estará na escola para falar de seus livros e personagens, além de acompanhar os trabalhos realizados com base em suas obras.

A partir de quinta-feira, 12, a feira será aberta à visitação das famílias e das turmas. Os livros serão comercializados a preços simbólicos. Ao todo, a atividade envolverá os 38 alunos da escola.

Confira abaixo a programação completa:

Segunda-feira (09/09):
Parada da Leitura
Contação de história na Biblioteca

Terça-feira (10/09)
Contação de história na Biblioteca: “O menino que aprendeu a ver”
Contação de história na Biblioteca: “De pouco se faz muito”

Quinta-feira (12/09)
Visitação das famílias e das turmas
Sarau Literário/EJA

Sexta-feira (13/09)
Visitação das turmas

Sábado (14/09)
Apresentações de flauta e violino
Exposição Mosaico
Apresentações dos alunos
Visitação dos convidados

Hoje é dia de ZH Zona Sul

06 de setembro de 2013 0

Zona Sul

O ZH Zona Sul já está nas ruas!

Nesta edição, você confere:

— Caso do professor baleado em frente a colégio na Tristeza expõe a sensação de insegurança dos moradores do bairro

— Morador da Hípica comanda projeto social que envolve música e solidariedade para arrecadar alimentos e roupas para famílias pobres

— Obra do DEP promete dar fim aos alagamentos na Avenida Padre Cacique

— Tradicional Aulão de História reúne estudantes do E

nsino Médio das três unidades do Colégio João Paulo I e os alunos do Terceirão do Colégio Universitário

— Aldeia da Fraternidade comemora 50 anos com festa para as crianças

— Resultado da análise de documentos de empresa interessada em operar novas linhas de lotação na Zona Sul sai na segunda-feira

Avenida Beira-Rio tem estreitamento de pista para obras

03 de setembro de 2013 0

Em função das obras de duplicação da Edvaldo Pereira Paiva, a Beira-Rio, a avenida fica com estreitamento de pista entre o estádio Beira-Rio e a quadra da escola Imperadores do Samba. Na direção Centro-bairro, o trânsito está em duas faixas e, no sentido oposto, tem apenas uma pista liberada.

A mudança foi implantada no final da manhã desta terça-feira, e a previsão é que os trabalhos durem 15 dias. Agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) intensificam o monitoramento na região.