Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Conheça o novo presidente da Ambi

01 de maio de 2014 1

plinioblog

 

A comodado na obra Para Namorar o Pôr do Sol, assinada pela artista Maria Tomaselli, à beira do Guaíba, o novo presidente da Associação dos Moradores do Bairro Ipanema (Ambi), Plínio Braga Neto, contempla as águas e o horizonte que compõem o cenário do lugar em que vive há mais de 30 anos como se quisesse buscar a resposta exata para cada pergunta. Eleito para comandar a associação pelos próximos dois anos, o morador conversou com a reportagem do ZH Zona Sul na manhã de segunda-feira sobre seus projetos para o bairro e como pretende ampliar a participação da comunidade nas ações da Ambi, alvo de críticas de alguns moradores de Ipanema, que a consideravam pouco eficaz na busca por soluções de problemas da região.
Braga Neto tem 38 anos, é especialista em mobilidade urbana e aposta em uma renovação da associação, com a união de ideias de moradores mais jovens integrada à experiência dos mais velhos para garantir a comunicação entre o poder público e quem vive no bairro. Avesso a conflitos, ele espera conduzir a Ambi de portas abertas a críticas e sugestões, sem colocar em questão a soberania do conselho deliberativo e as normas que regem a entidade. Confira trechos do bate-papo.

ZH Zona Sul – Quais devem ser os temas prioritários da sua gestão na Ambi?
Plínio Braga Neto - A gente quer atuar no cuidado com as partes históricas de Ipanema e manter o que é legal. Por exemplo, asfaltaram ruas que tinham um calçamento de mais de 50 anos. Isso trouxe mudanças, os carros passam mais rápido por essas vias. Os moradores tentaram reverter isso na prefeitura, mas disseram que não têm mão de obra para fazer a manutenção dos paralelepípedos e nem material para repor o calçamento. Como eu sou ligado a essa área do trânsito, ficarei bem atento ao tema, mas também à segurança. Queremos andar na orla à noite. Trazer o pessoal para Ipanema de novo. A criação de um centro cultural é outra prioridade

ZH Zona Sul – A falta de segurança é reclamação constante.
Braga Neto - Sim, e a gente sabe das dificuldades, mas já estamos em contato com a Brigada Militar para uma parceria. Acho que as coisas vão melhorar.

ZH Zona Sul – No ano passado, moradores criaram o grupo Ipanema Eu Moro, Eu Cuido, e movimentaram o bairro. A Ambi parecia meio apagada até então. Esta renovação da associação foi incentivada pela atuação desse novo grupo de moradores?
Braga Neto – Não tem nada a ver. Mas não temos problema algum com relação ao grupo. Acho que todos que tiverem boas ideias são bem-vindos. Ipanema não é da Ambi, é de todos os moradores. Poderemos trabalhar em conjunto, mas sei que algumas pessoas não acham isso interessante. Eu não tenho problemas com ninguém.

ZH Zona Sul – Qual será a estratégia para ampliar a participação dos moradores na Ambi?
Braga Neto - Vamos de porta em porta convidar a comunidade. Vamos criar seis comissões na Ambi para cuidar dos temas educação, saúde, mobilidade urbana, cultura, educação e esportes. Contamos com pessoas que têm a ver com esses assuntos. Já levamos para a Secretaria Municipal de Educação o projeto de um brique em Ipanema e queremos revitalizar as praças. Então, já estamos trabalhando.

Comentários (1)

  • Antônio Elisandro de Oliveira diz: 2 de maio de 2014

    Muito bem meu amigo Plínio! A Ambi pode e deve ser mais uma ferramenta útil e eficiente no resgate da história deste bairro importante da cidade, bem como da sua preservação e segurança, questões que uma vez melhoradas vão aumentar o acesso e o turismo nesta região. Bom trabalho a nova gestão! Abraços

Envie seu Comentário