Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de maio 2014

Brique para a Zona Sul em debate

15 de maio de 2014 0

Nesta sexta-feira, representantes da Associação dos Moradores do Bairro Ipanema (Ambi) participarão de uma reunião com a Secretaria Municipal de Turismo sobre a criação do Brique Itinerante da Zona Sul, proposta da Comissão de Cultura da associação.
O encontro será, às 9h30min, na sede do Centro Comunitário de Desenvolvimento da Tristeza, Pedra Redonda,Villas Conceição e Assunção (CCD), na Rua Landel de MOura, 430, na Tristeza. Todos os moradores e lideranças comunitárias estão convidadas a participar.

Projeto Vinil movimenta a Zona Sul no domingo

13 de maio de 2014 0

vinil
O Centro Cultural Zona Sul será, no próximo domingo, um ponto de encontro dos amantes do vinil e da boa música. O Projeto Vinil convida os apreciadores da boa música e dos velhos bolachões a compartilhar suas experiências. Uma vitrola amplificada estará disponível para que qualquer pessoa possa compartilhar a discotagem do evento, usando os seus próprios discos. O evento ocorre das 15h às 20h e tem entrada gratuita.
O Projeto Vinil é uma iniciativa do Centro Cultural Zona Sul com apoios do Centro Comunitário de Desenvolvimento da Tristeza, Pedra Redonda, Vilas Conceição e Assunção (CCD), Associação dos Escultures do Rio Grande do Sul (AEERGS, Associação dos Artesãos da Feira de Artesanato da Tristeza (AAFAT) e do projeto Patas Arriba, da Humanitas Arte e Cultura.

 

Foto: Janaina Bopp, Divulgação

AABB promove curso de comidas de boteco

09 de maio de 2014 1

 

Chef Noemea Munaretti

Esta é para quem pretende caprichar na hora de fazer um happy hour com os amigos. A Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) promoverá, em 14 de maio, o curso Delícias de Boteco 2.
A chef Noema Munaretti dará dicas bem bacanas aos participantes e ensinará algumas receitas práticas e saborosas, especialmente para as noites frias de inverno. O curso ocorrerá das 20h às 23h, no Espaço Gourmet da AABB (Avenida Coronel Marcos, 1.000).
As inscrição podem ser feitas pela Central de Relacionamento da AABB ou pelo telefone (51) 3243-1001. Os valores são R$ 35 para associados e R$ 50 para não associados.

 

Foto: AABB, Divulgação

Bombeiros da Assunção ganham caminhão novo

08 de maio de 2014 0

Para marcar um ano de atividades após a reabertura, a Estação de Bombeiros da Vila Assunção receberá, nesta sexta-feira, às 10h, um caminhão de combate a incêndio novinho.
A unidade, que fica na Avenida Guaíba, 4.017, conta com 17 militares e um caminhão para atender as ocorrências na região. Em 2013 foram 320 atendimentos e, neste ano, as ocorrências prestadas já somam 192. A entrega do novo caminhão será às 10h de sexta-feira.

Linha Turismo retoma roteiro na Zona Sul

07 de maio de 2014 0

lnhaturis

Suspensa desde 7 de abril, o roteiro Zona Sul da Linha Turismo voltou a operar nesta quarta-feira, depois que o ônibus foi consertado. O passeio inclui passagem pela orla do Guaíba, clubes náuticos da região e o Santuário Nossa Senhora Mãe de Deus, uma das mais bonitas vistas da cidade.

O city tour tem saídas quartas e sextas-feiras, às 15h. Aos sábados, domingos e feriados, os passeios ocorrem às 10h30min e às 15h. Os ingressos estão à venda na Central de Passagens Linha Turismo, na Travessa do Carmo, 84, na Cidade Baixa, mesmo local do terminal de embarque e desembarque de passageiros.

Foto: Cristiane Serra, PMPA, Divulgação

 

Famílias se mobilizam para evitar fechamento de escolinha na Tristeza

02 de maio de 2014 0

 

amigo01

Há cerca de 15 dias, a direção da Escola de Educação Infantil Amigo recebeu uma notícia nada amistosa. Por ordem judicial, deveria deixar o imóvel que ocupa há 20 anos na Rua Armando Barbedo, na Tristeza. A medida é resultado de um processo que tramita desde o ano passado na 1ª Vara Cível do Foro da Tristeza. A dona do imóvel pede o pagamento de aluguéis atrasados e ainda discute o valor pago em pelo menos três meses de 2013, que teria sido menor do que o acertado.
O despejo ocorreria na terça-feira passada não fosse a mobilização de pais e professores e um pedido, feito às pressas pela advogada da instituição, Vanessa Codonho, para que a Justiça desse mais prazo para a escola se organizar. Com o apoio das famílias, a direção conseguiu os R$ 28 mil _ referentes ao que seria o débito atualizado _ exigidos pela Justiça para que fosse suspensa a ação de despejo.
- Levamos um susto. Atendemos 60 famílias e temos crianças que estão conosco desde os quatro meses de idade. Não tínhamos como mudar de uma hora para a outra – comentou a diretora Viviane Becker Machado.
Uma das advogadas da dona do imóvel, Flaíza Beier Cavedini disse que o valor depositado pela escola nesta semana, referente ao débito atualizado, será contestado e ressaltou que o despejo não foi uma medida repentina.
- Eles (os administradores) estavam cientes disso há muito tempo. A ação (de despejo) foi decretada em outubro do ano passado – ponderou.
A direção da escola reconhece que houve falhas de comunicação entre a instituição e seus antigos representantes jurídicos. Agora, pretende colocar em dia todas as pendências com a dona do imóvel. Pela decisão, em caráter liminar, do juiz Mário Roberto Fernandes Corrêa, além da suspensão do despejo, ficou determinada uma audiência de conciliação para 13 de junho.

Conheça o novo presidente da Ambi

01 de maio de 2014 1

plinioblog

 

A comodado na obra Para Namorar o Pôr do Sol, assinada pela artista Maria Tomaselli, à beira do Guaíba, o novo presidente da Associação dos Moradores do Bairro Ipanema (Ambi), Plínio Braga Neto, contempla as águas e o horizonte que compõem o cenário do lugar em que vive há mais de 30 anos como se quisesse buscar a resposta exata para cada pergunta. Eleito para comandar a associação pelos próximos dois anos, o morador conversou com a reportagem do ZH Zona Sul na manhã de segunda-feira sobre seus projetos para o bairro e como pretende ampliar a participação da comunidade nas ações da Ambi, alvo de críticas de alguns moradores de Ipanema, que a consideravam pouco eficaz na busca por soluções de problemas da região.
Braga Neto tem 38 anos, é especialista em mobilidade urbana e aposta em uma renovação da associação, com a união de ideias de moradores mais jovens integrada à experiência dos mais velhos para garantir a comunicação entre o poder público e quem vive no bairro. Avesso a conflitos, ele espera conduzir a Ambi de portas abertas a críticas e sugestões, sem colocar em questão a soberania do conselho deliberativo e as normas que regem a entidade. Confira trechos do bate-papo.

ZH Zona Sul – Quais devem ser os temas prioritários da sua gestão na Ambi?
Plínio Braga Neto - A gente quer atuar no cuidado com as partes históricas de Ipanema e manter o que é legal. Por exemplo, asfaltaram ruas que tinham um calçamento de mais de 50 anos. Isso trouxe mudanças, os carros passam mais rápido por essas vias. Os moradores tentaram reverter isso na prefeitura, mas disseram que não têm mão de obra para fazer a manutenção dos paralelepípedos e nem material para repor o calçamento. Como eu sou ligado a essa área do trânsito, ficarei bem atento ao tema, mas também à segurança. Queremos andar na orla à noite. Trazer o pessoal para Ipanema de novo. A criação de um centro cultural é outra prioridade

ZH Zona Sul – A falta de segurança é reclamação constante.
Braga Neto - Sim, e a gente sabe das dificuldades, mas já estamos em contato com a Brigada Militar para uma parceria. Acho que as coisas vão melhorar.

ZH Zona Sul – No ano passado, moradores criaram o grupo Ipanema Eu Moro, Eu Cuido, e movimentaram o bairro. A Ambi parecia meio apagada até então. Esta renovação da associação foi incentivada pela atuação desse novo grupo de moradores?
Braga Neto – Não tem nada a ver. Mas não temos problema algum com relação ao grupo. Acho que todos que tiverem boas ideias são bem-vindos. Ipanema não é da Ambi, é de todos os moradores. Poderemos trabalhar em conjunto, mas sei que algumas pessoas não acham isso interessante. Eu não tenho problemas com ninguém.

ZH Zona Sul – Qual será a estratégia para ampliar a participação dos moradores na Ambi?
Braga Neto - Vamos de porta em porta convidar a comunidade. Vamos criar seis comissões na Ambi para cuidar dos temas educação, saúde, mobilidade urbana, cultura, educação e esportes. Contamos com pessoas que têm a ver com esses assuntos. Já levamos para a Secretaria Municipal de Educação o projeto de um brique em Ipanema e queremos revitalizar as praças. Então, já estamos trabalhando.