Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Surpresas do Oscar

23 de fevereiro de 2015 0
Lady Gaga  cantou pout-pourri do musical "A Noviça Rebelde" e foi aplaudida por Julie Andrews  (Foto:  Robyn Beck, AFP)

Lady Gaga cantou pout-pourri do musical “A Noviça Rebelde” e foi aplaudida por Julie Andrews (Foto: Robyn Beck, AFP)

 

Me permitam o comentário azedo: é preciso ser guerreiro para aguentar a transmissão do Oscar. É difícil equilibrar a curiosidade em ver as estrelas do cinema e conhecer os premiados numa cerimônia muito longa e, na maioria das vezes, chata.

A culpa da chatice está no roteiro do programa, mas, em geral, quem leva a culpa é o apresentador. Senti vergonha alheia pelo ator Neil Patrick Harris, que pareceu mega desconfortável no papel. O coitado teve de aparecer de cuecas, para emular uma piada relacionada ao filme “Birdman” – gracinha que só teria sentido se ele estivesse no meio do plateia (não vou entrar no detalhe do filme, porque ainda não estreou em Santa Maria).

Mas, enfim.
Além da premiação e dos maravilhosos discursos de aceitação de premiados como o da atriz Patrícia Arquette, do músico John Legend e do roteirista Graham Moore (veja abaixo), a premiação teve dois pontos altos: as apresentações musicais.

As câmeras mostraram muitos artistas chorando ao ver John Legend e o rapper Common interpretando “Glory”, trilha do filme “Selma”. O longa trata de uma marcha – liderada por Martin Luther King Jr, pelos direito a voto dos negros norte-americanos – permeada por confrontos, entre as cidades de Selma e Montgomery, no Alabama, em 1965. A marcha completa 50 anos em 2015.

O filme foi esnobadíssimo pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que indicou “Selma” apenas a melhor filme e melhor canção original. Mas seria o cúmulo da injustiça se outra música tivesse levado o prêmio. Confira:

Outro momento inesquecível foi protagonizado por uma Lady Gaga sem exageros de figurino e cheia de potência na voz para homenagear o cinquentenário do musical A Noviça Rebelde. Foi aplaudida de pé e recebeu o reconhecimento da grande Julie Andrews, que deu vida à fraulain Maria no filme de 1965. Veja:

 

 

Discursos engajados

Confira alguns dos discursos engajados da grande noite do cinema norte-americano:

 

“A todas as mulheres que deram à luz todo pagador de impostos e cidadão desta nação. Nós temos lutado pelos direitos igualitários de todos os outros. É nossa vez de ter salários iguais de uma vez por todas, e direitos iguais para mulheres nos Estados Unidos da América.”

Patrícia Arquette,
Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, pedindo salários iguais para as mulheres americanas. O pedido pode estar relacionado ao ataque hacker ao estúdio Sony, que revelou que os atores do filme Trapaça receberam 9% dos lucros, enquanto as atrizes Amy Adam e Jennifer Lawrence ganharam 7%.

 

“Nós sabemos que agora mesmo a luta por liberdade e justiça é real. Nós vivemos no país com mais aprisionamentos do mundo. Há mais homens negros sob o controle corretivo hoje do que sob a escravatura em 1850.”
John Legend
Oscar de Melhor Canção, junto com o rapper Common

 

“Permaneçam estranhos, permaneçam diferentes, e quando chegar a sua vez, e vocês estiverem sobre esse palco, transmitam essa mensagem para as pessoas que virão depois de vocês.”
Graham Moore
Oscar de Melhor Roteiro Adaptado por Jogo da Imitação. O filme conta a história do renomado cientista Alan Touring, que, apesar de ter ajudado os Aliados a vencer a 2ª Guerra Mundial, foi condenado pelo governo britânico a se submeter a castração química por ser homossexual.

“Quero dedicar este prêmio aos meus compatriotas mexicanos _ aqueles que vivem no México. Rezo para podermos encontrar e construir um governo que todos merecem. E para os que vivem nos Estados Unidos e que fazem parte da mais nova geração de imigrantes, rezo para que sejam tratados com a mesma dignidade e o mesmo respeito dos que vieram antes e construíram esta incrível nação de imigrantes”.
Alejandro González Iñárritu
Oscar de Melhor Filme e Direção por Birdman.

Envie seu Comentário