Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Segundo gol do Grêmio contra o Brasil de Pelotas foi irregular

27 de março de 2014 79

O segundo gol do Grêmio na vitória, por 2 x 1, sobre o Brasil de Pelotas, nessa quarta-feira, pela fase semifinal do Gauchão 2014, teve uma irregularidade. Na origem da jogada, que ocorre aos 3 minutos do 2º tempo, Luan toca a bola com o braço depois do chute do lateral-direito Wender, da equipe do interior. Entendo o movimento do jogador gremista como deliberado. Ele leva o braço na direção da bola e, mesmo sendo um lance rápido, assume o risco de tocá-la com as mãos. O árbitro Fabrício Neves Corrêa não entendeu dessa forma.

Lance causou polêmica na partida. FOTO: Jefferson Botega/Agência RBS

Lance causou polêmica na partida. FOTO: Jefferson Botega/Agência RBS

É importante dizer que esse tipo de lance é interpretativo e existem muitos casos em que não haverá consenso sobre eles. É preciso que alguns fatores sejam levados em consideração e eles ajudam a esclarecer.

O que diz a Regra 12, do livro “Regras de Futebol”?

“Tocar a bola com a mão implica a ação deliberada de um jogador fazer contato na bola com as mãos ou os braços. O árbitro deverá considerar as seguintes circunstâncias:

- O movimento da mão em direção à bola (e não da bola em direção à mão).
- A distância entre o adversário e a bola (bola que chega de forma inesperada).
- A posição da mão não pressupõe necessariamente uma infração”

Além disso, a Fifa passa vídeos e orientações para os árbitros e para as comissões de arbitragem na tentativa de buscar a uniformidade nas decisões (acho que isso nunca vai ocorrer). Então, com o objetivo de facilitar o processo, a entidade máxima do futebol pede que os árbitros observem situações que não estão publicadas no livro de regras (o que eu considero terrível). Quem apita precisa analisar se o movimento do jogador no lance é natural ou não-natural. Ao mesmo tempo em que não há como disputar uma partida com os braços amarrados e há situações em que a bola vai bater no braço de forma acidental (natural), o atleta pode estar assumindo o risco de tocar a bola com as mãos, mesmo sem ter “maldade” no lance (não natural).

Comentários (79)

  • rodrigo diz: 27 de março de 2014

    Se é interpretativo como pode ser irregular?
    Por falar em mão na bola o zagueiro do inter colocou deliberadamente dentro da area na bicicleta do caxias e não foi marcado penalty, isso sim eh erro, interpretação ja é outra coisa.

  • Mauricio Silveira diz: 27 de março de 2014

    Não foi toque.
    Foi um bloqueio de vôlei.

  • Patolino diz: 27 de março de 2014

    Discordo parcialmente. Se o lance é “interpretativo”, não há como afirmar que é irregular.

  • elesbão diz: 27 de março de 2014

    Ok, aguardo sua postagem sobre o penalti que foi surrupiado do caxias, quando o atacante deste time chuta e o zagueiro paulão do inter tira a bola dentro da área com o braço esticado, a mesma distancia e rapidez do lance do luan. Aguardo com ansiedade essa postagem que beneficiou o inter também.

  • douglas diz: 27 de março de 2014

    comenta também a mão do paulão no jogo do inter contra o caxias dentro da área quando estava 0 x 0. seja imparcial uma vezes na vida colorado.

  • Walfrido diz: 27 de março de 2014

    Não adianta chorar, moranguinho.
    O que vale é bola na rede.

  • Cristiano diz: 27 de março de 2014

    - A distância entre o adversário e a bola (bola que chega de forma inesperada).
    Tchê, me desculpa… Mas você viu esse “elemento” no lance ? O Luan estava pulando e a menos de 1/2 metro da bola … Não entendi, realmente, o teu ponto de vista … Explica melhor, por favor.

  • Angelo diz: 27 de março de 2014

    Discordo da tua opinião, Diori. Para mim o Luan estava protegendo-se com o cotovelo. Nunca abduziu o braço para desviar a trajetória da bola. Além do mais, como diz a regra que tu postou, deve ser considerada a distância, o que tu não levou em consideração ao emitir tua opinião.

  • Rafael diz: 27 de março de 2014

    Me desculpe Diori, mas dois dos três itens que tu citaste da regra já vão de encontro com a tua opinião:
    - O movimento da mão em direção à bola (e não da bola em direção à mão).
    - A distância entre o adversário e a bola (bola que chega de forma inesperada).
    Principalmente o segundo, pois o chute foi forte e em cima do Luan. O movimento dele se confunde com a intenção de proteger o rosto e o movimento do “salto”. com certeza o mesmo lance dentro de uma das grandes áreas não haveria sido marcado penalti e tampouco levantaria tamanha discussão.

  • Sergio Coelho diz: 27 de março de 2014

    Diori, cadê a análise doa mão do Paulão dentro da área do teu time qdo estava 1 x 0? Ali dissestes q foi bola na mão. Da licença meu caro. A jogada só não é igual a do jogo do Gremio por dois motivos: 1 – Foi dentro da área e 2 – A mão do Paulão estava mais baixa, também tentando se proteger. Ora, como querem ter credibilidade se para o mesmo lançe só com clubes diferentes fazem análises diferentes. A resposta é o coração. Infelizmente a leitura correta tem sempre o ingrediente o sentimento, o olhar turvo de torcedor. Me desculpe, para fazer a analise dos dois lançes não precisa estudar e dar argumentos, como os dados, se utilizar os argumentos para um lançe igual, critérios de análise diferentes. Se o Luan deliberadamente tocou na bola com a mão, não se pode negar que houve também o pênalti do Paulão. Infelizmente teu coração vermelho, por questão de uma hora entre uma ocorrência e outra mais uma vez te traiu.

  • Paulo diz: 27 de março de 2014

    A grande verdade é que o Brasil-PE foi prejudicado. Uma coisa é o jogador se proteger, a outra é tirar benefício da ação (levantar os braços e desviar a trajetória da bola a seu favor). Queria ver se este lance fosse contra Grêmio ou Inter… Tenho certeza que a jogada seria interrompida pelo juiz ou auxiliar.

  • MAYER diz: 27 de março de 2014

    ACHAM QUE MERECERAM GANHAR? SÓ NO MUNDO DE ILUSÃO DOS GAYMISTAS.
    DEIXA QUE IRÃO TOMAR UM LAÇO NO GRENAL. PQ MEDO DE TIME DE MARGINAL
    O INTER NÃO TEM.

  • Zeca Rodrigues diz: 27 de março de 2014

    E o penalti para o Caxias?? tu vai dizer o que???

  • Alexis diz: 27 de março de 2014

    Sou gremista, mas na hora do jogo, tb achei gol irregular. Intencional ou não, natural ou não, o jogador ergue os braços pra frente. Não interpreto isso como “acidental”.

    De qualquer forma, discordo q a vitória gremista passe por esse gol. O Grêmio qnd fez 2×0, nitidamente tirou o pé do acelerador e passou a administrar. Se não tivesse feito o gol, teria provavelmente continuado a atacar e o faria depois.

    O jogo foi “emocionante” só nos últimos 10 minutos, qnd o Brasil achou um gol e se empolgou. Antes disso, o Grêmio tinha total superioridade e controle da partida. Acho simplismo dizer q “classificou por causa de um gol irregular”.

  • Rossano SAntos diz: 27 de março de 2014

    Descordo de ti, pois no momento do chute, o Luan vira o rosto e não procura a bola.
    Ela simplesmente toca no braço dele,e foi uma paulada. Pela velocidade da jogada, não teria como os árbitros observarem isto. Mesmo assim eu gosto dos teus comentários.

  • Marcelo diz: 27 de março de 2014

    como tirar a mao do rosto com um chute “bomba” a queima roupa, menos de 2 metros? qualquer um protege o rosto seu animal! jornaleiro ridiculo. as vezes vale, as vezes nao vale. seja correto e imparcial

  • Marcus Marx diz: 27 de março de 2014

    Vamos ouvir o que o “justo” Cacalo dirá no Sala de hoje. Apesar de eu já ter uma suspeita, : “O árbitro erra pros dois lados”.

  • Diego diz: 27 de março de 2014

    “A posição da mão não pressupõe necessariamente uma infração”

    Levando em consideração isso e que ele estava protegendo o rosto, o juiz não considerou mão, e a trajetória da bola seria a mesma.

    Agora pq não fala da do Paulão q foi escancarado?

  • Luiz Paulo Britto diz: 27 de março de 2014

    COLORADO, se ele não tivesse colocado a mão teria acertado a cara dele e outra e o pênalti no primeiro tempo que o jogador do Brasil colocou a mão dentro da área ???

  • Lucas diz: 27 de março de 2014

    Acho que foi acidental, foi a queima roupa o movimento dele é claro para proteger o rosto, tanto que no lance quando ele se protege ele vira o corpo de lado…mas como disse ai no texto é de interpretação…assim como o lance do Paulão no jogo do inter e caxias o juiz não marcou pênalti….e outra os jogadores do Brasil no primeiro tempo só bateram e agrediram jogadores do Grêmio aquele careca numero 5 reclamou o jogo todo achei que ia bater o no juiz e que fez….NADA

  • joao diz: 27 de março de 2014

    É uma pena que so seja falado no lance da partida do Gremio referente a irregularidade pois, na outra semi também existiu um lance semelhante e capital contra a equipe do Caxias. Será que não seria interessante rever os conceitos da crítica referente a arbitragem.

  • fanático diz: 27 de março de 2014

    “Curiosamente” o sr. Fabrício Neves Correa deu mais uma mãozinha aos azuis, como já é de praxe. Meteram a mão valendo no Brasil de Pelotas. Mas a bola pune, nada como um dia após o outro. Oque me parece, é que a FGF não admite em hipótese alguma que o Internacional ganhe mais um Gauchão, e pra isso está tomando todas as medidas possíveis.

  • Enio Medeiros diz: 27 de março de 2014

    O gol do atacante gremista foi totalmente irregular. Dizer que o lance é interpretativo ou que os árbitros não viram é tentar justificar um erro grave que mudou o resultado do jogo e, consequentemente a classificação para a final do campeonato. O Sr. árbitro, assim como o auxiliar poderiam ter visto sim, pois o atleta levantou os dois braços bem acima da sua cabeça, bloqueando a passagem da bola que estava sendo despachada pelo defensor do Brasil de Pelotas. Foi um bloqueio de Vôlei. A equipe do interior foi prejudicada, pois observou-se um certo desânimo e revolta por parte dos jogadores após o erro da arbitragem e só voltaram a se soltar alguns minutos depois.
    Já vimos este filme varias vezes. Arbitragem prejudicando os times do interior em favor das da capital.

  • José Roberto diz: 27 de março de 2014

    Se fosse no Grenal e lance a favor do Inter, com certeza o juiz anularia o gol !

  • Geraldo Barboza diz: 27 de março de 2014

    Intencional ou não, a opinião do dito “especialista” neste caso só gera mais dúvidas. E isso em nada contribui para o debate. Como em tudo nesta cidade a grenalização só prejudica. E temos isso nas opiniões dos “especialistas”. Vide Paulo Brito, Maurício Saraiva e tantos outros… A própria matéria no site fala primeiro em “toque na mão”, aqui ele escreve que “Luan toca na bola com o braço”. Não sou especialista no assunto, sou um simples torcedor e ao meu ver não foi intencional. Ele se protege da jogada do zagueiro e é só. Além disso, a vitória não passa por esta jogada. O Grêmio foi superior em um jogo que foi muito bom tecnicamente.

  • Marcelo diz: 27 de março de 2014

    concordo com o alexis,o Grêmio quando está com uma vantagem digamos confortável costuma relaxar.

    verdade Lucas, garanto que se tivessem jogadores deles expulsos,falariam que a vitória do Gremio foi graças as expulsões.

  • Djonatan diz: 27 de março de 2014

    se tivesse terminado o jogo 2×0 para o Grêmio ninguém falava nada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! imprensa vermelha da nojo.

  • rick diz: 27 de março de 2014

    lucas, já pensou se a moda pega? ficaria fácil em com a mão aberta em todas a divididas e chutões……….interpretação….. interpretação não existe nesse tipo de lance, sejam homens e admitam que foi roubado

  • marcelo Constante diz: 27 de março de 2014

    Comenta como os jogadores da Grêmio foram agredidos no inicio do jogo,e o Paulão desviou a bola q ia em direção ao gol do inter…fica editanto as partes q te intereça colorado…Olhei o jogo no Premier e la não foi mão,mas na RBS foi!!!!!!!!

  • Roberto diz: 27 de março de 2014

    RBS,
    Fiquem de olho neste Diori. O cara é muito colorado. Qualquer lance do Grêmio é irregular e todos os do Inter são legais. Parei de ouvir a Gaúcha por causa da parcialidade evidente deste comentarista de arbitragem.

  • Marcelo diz: 27 de março de 2014

    Se o lance fosse inverso obviamente o juiz teria dado falta, houve um bloqueio de voleibol, o Grenal já estava anunciado, roubo descarado, jogo equilibrado, o xavante tocando a bola e saindo pro jogo, o gremista aí de cima anunciando que o seu time tirou o pé, por favor, vitória com gol irregular sim. Historicamente sempre foi assim, orgulho de ser 100% XAVANTE.

  • hamilton diz: 27 de março de 2014

    sempre quando é a favor da dupla grenal é acidental por isto que só vamos ter um time do interior campeão em 10 em 10 anos isto é uma vergonha já estava tudo armado para que fosse grenal na final pois é isto o que a imprensa sonhava que vergonha para o futebol gaúcho

  • claudenir diz: 27 de março de 2014

    A pressão para o timinho do Humaitá ser campeão este ano está forte desde o inicio.
    alguns penaltes estranhos.
    Bombas nos goleiros adversários e só um jogo de suspensão.
    Sou COLORADO e não tenho medo do time do greminho, mas tenho medo da arbitragem.
    fazer o que, vamos contra tudo e todos no domingo.

  • Pablo Mello diz: 27 de março de 2014

    Todas falta de critério do vc cara…Teve exatamente o mesmo lance no jogo do inter em que a bola tinha a direção o gol e vc disse que foi bola na mão..
    tente deixar a paixão de lado e ser mais profissional. Fará bem para vc e sua carreira

  • Sebastião diz: 27 de março de 2014

    Lance normal, tanto que primeiro a bola bate na perna(canela) do Luan, para depois pegar no seu braço que está em frente ao rosto para proteção.

  • Geraldo da Silveira diz: 27 de março de 2014

    Errou o Diori – a queima roupa o ato é instintivo de proteger o rosto. Para ser intencional tem-se no minimo de ter um segundo para pensar.

  • Lucas Morales diz: 27 de março de 2014

    O problema disso tudo não é o gol em si, estamos falando de algo maior que acontece em nosso campeonato à anos, que é o claro favoritismo pela capital. “Final de gauchão sem GRE-NAL não tem graça” A ausência deste clássico em uma final favorece aos clubes da capital (pela renda arrecadada em bilheterias que nessas situações é ainda maior) e para a mídia que claramente tem sua audiência multiplicada tornando assim muito mais lucrativo apresentar um clássico em uma final, tornando o nosso campeonato uma forma de se ter “mais um GRE-NAL”no ano. Sou torcedor do G.E Brasil, e me sinto sim roubado, não só pelo gol irregular de ontem, do queridinho Luan, mas também pelo direito de chegar lá, ter a oportunidade, de ter o destaque que os times maiores tem, que é usurpado dos times do interior por não trazerem tantos benefícios e serem julgados “menores”…

  • Marcelo Nogueira diz: 27 de março de 2014

    Fabrício Neves Corrêa no apito em jogos do Brasil: 2 vitórias, 2 empates, 17 derrotas. Grande parte delas com gols “discutíveis”. O mesmo que, em janta da FGF há dois anos, admitiu “não gostar muito do Brasil”. Qual Xavante não esperava isso?

  • José Carlos diz: 27 de março de 2014

    Não vai falar do penalti do paulão quando o jogo do inter ainda estava 1 X 0 ?

  • sergio diz: 27 de março de 2014

    Também achei que deveria parar a jogada! Primeiro tempo Brasil levemente melhor e segundo tempo o Grêmio jogou mais até levar o gol do time de pelotas. o empate seria mais justo e decisão nos penaltis.

  • Rafael diz: 27 de março de 2014

    Diori, colorado recalcado, sem mais…

  • eduardo diz: 27 de março de 2014

    Caro, Diori. Discordo de você, pois ao rever o lance pela TV tive o nítido entendimento de que Luan ergueu os braços no sentido de proteger o rosto da bola, do contrário ela o acertaria em cheio. Ora, se na barreira o jogador procede da mesma forma a fim de proteger o rosto , caso a bola bata em seu braço, não ocorrerá o penalti. A prove disso é que todos os árbitros orientam os jogadores da barreira que, caso erguem o braço que defende o rosto acima da cabeça, então será marcado o penalti. Dessa forma eu entendi o caso…

  • Ramão Roberto Corso diz: 27 de março de 2014

    A pergunta que faço é: E aquele árbitro de fundo de gol, que com olhos de lince viu a mão do Paulão no Grenal, não viu desta vez a mão do Luan ? E o bandeira, que estava de frente ?????

    O Grêmio foi MUITO favorecido neste Gauchão. A cada 2 jogos teve 1 pênalti pelo menos. E destes, metade não foi pênalti. Isso precisa ser dito. Teve 1 erro contra lá em Rio Grande, e foi feita uma enorme gritaria.

  • Augusto Arnold diz: 27 de março de 2014

    No entendimento do Diori Vasconcelos o gol do Luan foi irregular. O placar estava 1 a 0 para o Grêmio, que tinha o jogo sob controle, sem qualquer ameaça do Brasil. Gostaria de saber a opinião do Diori sobre o lance do Paulão, no jogo Inter e Caxias, quando, salvo engano meu, o placar era 1 a 0 para o Inter e a marcação do pênalti poderia dar outro rumo à partida.

  • Guilherme diz: 27 de março de 2014

    O chute foi a queima roupa e o Luan levanta os braços para defender o rosto….ai tu vem me dizer que ele fez aquilo deliberadamente…por favor…
    Talvez se tu jogasse futebol Diori, interpretaria melhor os lances da partida.

  • Silvio diz: 27 de março de 2014

    O Paulão trocou de esporte ?? Está praticando vôlei agora ??

  • Leonardo Souza diz: 27 de março de 2014

    1 – Foi um chute forte e a queima roupa, quem joga futebol sabe que não pode haver intenção num lance desses.
    2 – seu braço estava na direção do corpo e o movimento foi de proteção.
    3 – no lance, o juiz estava atrás do Luan, ou seja, encoberto.
    4 – esse juiz sempre apita mal, nunca vi um jogo dele sequer que não tenha tido confusão, ele grita com os jogadores e discute o tempo todo, isso acirra os ânimos e gera mais bate-boca. Juiz pra ter autoridade não precisa gritar, basta apitar corretamente, punir quando necessário e conduzir bem o jogo.

  • william diz: 27 de março de 2014

    Xavante não fez frente ao Grêmio e ponto final. O choro é livre!

  • Danielmo diz: 27 de março de 2014

    Interessante o comentário, como se ele desmerecesse a superioridade efetiva do Grêmio em relação ao adversário, como se o Grêmio precisasse de um gol irregular para se classificar.
    E mais interessante ainda é que não se vê um comentário sobre o pênalti do Paulão do Inter contra o Caxias, quando ele cortou a trajetória da bola com a mão após linda bicicleta de um jogador do adversário, que iria fazer 1 x 0.
    Eh chorolados, a hora de vocês vai chegar!!!!!!!!!

  • Claudio diz: 27 de março de 2014

    Esse Diori deveria comentar as arbitragens de outros Estados porque aqui no RS é sempre contra o Grêmio e a favor do time dele o Inter.
    Se tirar a camisa, embaixo, certamente estará a camisa do seu Inter.

  • Gabriel Gadret da Silva diz: 27 de março de 2014

    Intencional ou não, aumentou a projeção do corpo e levou vantagem, gol irregular e injusto. Obviamente que o segundo gol barrou o entusiasmo do Brasil, e o gol do Brasil não foi achado, foi lance legal, achado é um gol contra de carrinho e um gol fortuito e claramente irregular como o do Luan. Fizemos outro corretamente anulado que foi de bicicleta. Quem ficou devendo em campo é o Grêmio. Xavante é pequeno – folha de 1,5 milhão para o gauchão, a do Gremio fica entre 100 a 150 milhões. Quase 100 vezes mais caro, para quem tem maiores ambições – falta muito. Logo, logo o Gremio cai na real !!

  • Sérgio L diz: 27 de março de 2014

    A reação do jogador foi a reação natural de quem iria levar uma bolada no rosto e isso é instintivo, natural a quaqleur ser humano.
    Claro não pro Diori.
    Repare na trajet´´oria da bola e se entender o mínimo das aulinhas de física sobre MRUV …

    deixa pra lá,

  • Ramon diz: 27 de março de 2014

    Por isso que o Diori é comentarista, e não árbitro.

  • Ernesto diz: 27 de março de 2014

    Ta aí escrito no livro de regras do futebol, a distância do adversário e a bola. Esta distância é muito curta e da pra ver claramente que ele protegeu o rosto, azar do zagueiro que chutou a bola na direção do adversário. E concordo com o Alexis no seu comentário, o grêmio dominou o jogo até os 40 minutos do segundo tempo, o que eu vi ontem foi uma “roda” funcionando.

  • Adriano Sanhudo diz: 27 de março de 2014

    Nossa…tá ficando vergonhoso isso…..Afinal, a gente já entendeu…. precisa ganhar alguma coisa né….vamos ver o que vão inventar nas finais….
    PS>: Tem gremista q é muito cara de pau……rsrsrsrs……acham q foi penalti do paulão no grenal mas q n foi mão do Luan ontem….hehehehe…fanatismo é foda.

  • Sérgio Luis Johann diz: 27 de março de 2014

    O pênalti que o Paulão cometeu não merecia também uma reportagem como essa que temos aqui?

  • Ed Lekl diz: 27 de março de 2014

    E o penalti a favou do Caxias qdo o jogo estava somente 1 x 0 pro Inter??? Pq tu não fala disso??? Tu não tem credibilidade nenhuma pois mostra-se torcedor e não comentrarista de arbitragem. Vamos massacrar teu timeco nas duas finais, já vai pensando num erro de arbitragem pra justificar.

  • Adriano diz: 27 de março de 2014

    Se não pode “jogar com os braços amarrados”, então onde ele colocaria os braços na hora do pulo?

  • DANILO BALDI diz: 27 de março de 2014

    É MUITA CARA DE PAU AFIRMAR QUE O LUAN TEVE INTENÇÃO DE COLOCAR A MÃO NA BOLA….NUMA DISPUTA DE BOLA,PRATICAMENTE CORPO A CORPO, COM O ADVERSÁRIO DANDO UM “BALÃO” Á QUEIMA ROUPA, COMO PODEM ALGUNS JORNALISTAS DIZER QUE FOI INTENCIONAL…. (CORES CLUBISTICAS ESCANCARADAS)

  • Denis diz: 27 de março de 2014

    De fato, garfearam o Brasil. E também o Caxias. A mão do Luan, concordo plenamente com o blogueiro, foi intencional. E mais do que isso, ele, com as mãos erguidas, “cresceu” para cima do adversário. Da mesma forma, entendo que o Paulão “cresceu” no lance contra o Caxias, pois ao saltar, estendeu o braço. Nesse último caso, no entanto, me parece menos voluntário do que no caso do atacante gremista.
    Queria ver se fosse o contrário, resultando na desclassificação de algum tipe da dupla da capital…

  • Bernardo diz: 27 de março de 2014

    Pro grezembe sempre é válido tudo…gol irregular, qualquer queda dentro da área é penalte a favor… e assim vai. Mão na bola…enfim, tudo que for A FAVOR do grezembe vale. Agora pra marcar contra eles é um problema…o Barcos faz praticamente um “bloqueio”, MAIS DE UM METRO dentro da área e o árbitro marca FORA. Daí fica fácil o time ganhar, ter futebol bonito etc…

  • Márcio diz: 27 de março de 2014

    Oooooo seu Diori… sua explicação nao é tão convicta quanto a sua manchete.
    Aliás, sua explicação contradiz a sua opinião. Vejamos:
    (1) Ocorre movimento da mão em direção à bola? Claro que não! O jogador recolhe os braços junto ao rosto e abdomem para se proteger de um possível chutão que acabou ocorrendo.
    (2) A distância do Luan para a o bola chutada violentamente pelo adversário era pequena.
    (3) A posição do braço é de visível proteção e o jogador tenta, inclusive, colocar-se de costas para a bola, mas não consegue pela velocidade do chute. Além disso, se o braço teoricamente não existisse, mesmo assim a bola bateria no corpo e a jogada teria desfecho similar.
    Então seu Diori, como é que houve irregularidade? A regra não é clara?
    A mesma interpretação se aplica no lance em que o Pará cruza sobre o braço do jogador do Brasil dentro da área. Pra mim não foi pênalti. E pra você?… ahhh, nem mencionou.

  • roberto diz: 27 de março de 2014

    É inaceitável que uma empresa como a RBS que se diz isenta tenha um comentarista de arbitragem tendencioso como este. Evidente que a mão do LUAN se deu em virtude de reação natural de quem ia levar uma bolada no rosto e não deliberada como afirma tendenciosamente esse comentarista. Se não colocasse os braços a bola bateria no rosto do Luan e ficaria da mesma forma com o jogador do grêmio. Deliberado é brabo, só na mente desse colorado enrustido. Fiquei ligado na gaúcha para ver o comentário sobre a mão do paulão no chute do atacante do caxias e, pasmem, ele disse que foi bola na mão, que não foi deliberado e que não foi pênalti. Ora é dois pesos e duas medidas. A mão do Paulão estava longe do corpo e evitou o gol do caxias, mas como o paulão é colorado, nada acontece. É triste ver uma emissora de rádio com a audiência que tem colocar profissionais passionais para comentar os jogos. Inaceitável, Fora Diori, vá torcer na arquibancada que é lugar de torcedor.

  • Chris Pozzebon diz: 27 de março de 2014

    Silvio e Lucas: tem que rir mesmo cara. O lance do Paulão nem se compara q esse, pois ele tá com o braço junto do corpo. Vôlei foi o que o Luan fez, um bloqueio na bola.

  • Marcelo diz: 27 de março de 2014

    O movimento que o Luan fez foi instintivo e de proteção ao rosto, assim como acontece na barreira no momento de cobrança de uma falta. E na barreira, esse movimento não é considerado como falta. Um peso, duas medidas?

  • fabiosap diz: 27 de março de 2014

    Gremio ganha com BLOQUEIO

  • Henry diz: 27 de março de 2014

    Nenhum comentário sobre o lance do Paulão? Blog imparcial?

  • André Ferreira diz: 27 de março de 2014

    Assistam ao lance, no momento do chute o luan vira o rosto para o lado contrario da bola, se fosse intencional ele não viraria o rosto pois saberia que iria bater em seu braço, outro ponto, a bola bate embaixo do braço próximo a axila, pela direção da bola se arrancassem o braço do luan a bola bateria na sua cabeça, ou seja, o lance continuaria da mesma forma como continuou. e sinceramente pelos cartões não dados aos jogadores do brasil, esse lance nem era pra ser discutido.

  • Orestes diz: 27 de março de 2014

    MILAGRE….MILAGRE….. Mamãe RBS AZUL publicar que um gol do seu time foi irregular……bom mas agora não não adianta mais não é ???? O Fabiano Correa fez o papel dele e estão todos felizes menos o time do Brasil claro !!!!

  • Thales Lima diz: 27 de março de 2014

    E esse mesmo Wender não deveria ter sido expulso, quando pisou em atleta do Grêmio e já possuía cartão amarelo. Caso esse atleta tivesse sido expulso, quanto seria o resultado? Eu não sei, pois não tenho a bola de cristal do Wianey e do Diori, que trabalham com exercícios de futurologia.

  • Alcides F. Brizolla diz: 27 de março de 2014

    Assisti o jogo no PFC não percebi irregularidade no Gol do Luan e o que vi foi um Brasil que entrou com o intuito de dar pontapé e avacalhar com o jogo.Teve o castigo que procurou.O Gremio tem time e futebol pra ganha deles em qualquer lugar.A Gurizada empatou na casa deles de virada e não ganhou por detalhes.

  • Jorge diz: 27 de março de 2014

    Dá pena de ver os bananas de pijama falando que mereceram ganhar do Brasil de Pelotas, vamos aos fatos:
    - ganharam um gol de graça (contra);
    - fizeram um gol? ou no vôlei isso é chamado de bloqueio com a parceria do gremista Fabricio Neves Correia, ou vcs não sabem que ele é gremista de ir na aula de educação física com a roupa do grêmio?
    - se tem mais uns minutinhos de jogo o Brasil empatava fácil, fácil, sorte que o juiz não era o discriminado Marcio Chagas, já pensou se ele levanta a placa de acréscimos escrito “até empatar”, desculpe, enganei, isso ele só faz quando é para o lado azul do campo…

  • Kleber diz: 27 de março de 2014

    caro sr. DIORI VASCONCELOS, gostaria de sugerir que voce se coloque em um lance similar no posto do jogador luan(com os bracos junto ao corpo)…certamente nao teria conseguido fazer o movimento de salto corretamente e teria o nariz quebrado pela bolada…movimento do jogador no lance é natural para proteger-se. vc chegou a fazer algum teste vocacional??

  • Fernando de Oliveira diz: 27 de março de 2014

    Concordo, Chris Pozzebon. Tem q rir. Mas do q tu falou. A menos q o Paulão tenha alargado 1 metro pros lados, o braço dele estava afastado do corpo, e muito! Resumindo: gol do Grêmio irregular e pênalti a favor do Caxias.

  • Fábio diz: 27 de março de 2014

    Paulão do volei voltou? Ontem quem viu o jogo do inter viu que tinha o dida e o paulão no gol. O lançe do luan foi mão e do paulão tb braço aberto.

  • RUAN PABLO SCHUTZ diz: 27 de março de 2014

    No Grenal foi intencional? Claro que não! Mas o Sr opinou que foi… Imprensa azul… Diz que foi irregular o do Luan, mas logo diz que é interpretativo?! PFV

  • Fabricio de Carvalho diz: 27 de março de 2014

    Pena eu tenho é desse Jorge. Tipos assim só fazem as pessoas honestas se afastarem do futebol. Só o Inter nunca teve gol contra a seu favor, só o Inter nunca fez gol num lance em que houve erro do juiz, só o Inter não tem juiz de futebol que torce pra eles e só o Inter nunca precisou de acréscimos para fazer um gol. Este é torcedor do time perfeito. É dose.

  • Adriano diz: 27 de março de 2014

    Se não pode jogar com os braços amarrados, então onde que ele iria colocar os braços no momento do pulo? Deixá-los junto ao corpo? Tinha era que mudar essa regra, acabar com o lance de “interpretação”. Bateu no braço/mão, é falta!

  • Rafael diz: 27 de março de 2014

    Obrigado por não postarem meu comentário.
    Significa que o que escrevi é real.
    Conveniente hahahahahahahahahaha…

Envie seu Comentário