Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Terceira Perimetral"

Um ano depois: prazo de término das "obras da Copa" volta a ser adiado

12 de junho de 2015 9
Obra da avenida Plínio só deve ser concluída em 2017 - Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Obra da avenida Plínio só deve ser concluída em 2017 – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Os porto-alegrenses vão precisar conviver por mais tempos com as “obras da Copa do Mundo“. Os prazos de conclusão dos trabalhos voltaram a ser ampliados. Há exatamente um ano, a Copa do Mundo no Brasil tinha início.

As obras que por último serão entregues deve ser a duplicação da avenida Tronco e a passagem de nível da avenida Plínio Brasil Milano. O prazo atual indica que os trabalhos só devem ser finalizados em 2017.

Em entrevista ao Gaúcha Atualidade desta sexta-feira (12), o secretário municipal de Gestão, Urbano Schmitt, avaliou o ritmo dos trabalhos das obras que permanecem pendentes. Se a conclusão ainda é incerta, ele garante que os recursos, porém, estão garantidos.

Veja qual é o prazo atual para as obras que ainda estão pendentes:

- Rua Voluntários da Pátria

O término da duplicação dos 785 metros da rua Voluntários da Pátria, entre as ruas da Conceição e Ramiro Barcelos, foi novamente adiado. A previsão inicial era entregar a obra do lote um em maio de 2014. Foi adiado para junho de 2015. Depois para agosto. Agora, a data mais atualizada é o fim do ano.

O Governo gaúcho ainda não repassou para a prefeitura uma área do Centro Cenotécnico do Estado, o que motivou o novo adiamento. O secretário Urbano diz estar implorando a liberação.

Já a duplicação dos demais 2,66 quilômetros da Voluntários da Pátria ainda aguarda definições. O consórcio de empresas DP Barros, FBS, SOEBE desistiu de realizar a duplicação por causa do complicado processo de desapropriação da área. O consórcio Uma Nova Voluntários, formado pelas empresas CC Pavimentadora, Procon e CSL Construtora já informou que irá realizar a obra. Ele foi o segundo colocado na licitação do lote dois. Porém, as construtoras querem que a prefeitura cobre um cronograma das empresas de telefonia para o remanejo de rede. Enquanto isso não ocorrer, o serviço não será realizado.

- Avenida Ceará

As obras da passagem de nível da avenida Ceará, em Porto Alegre,
foram retomadas no dia 26 de janeiro. No mês de julho, devem começar as escavações durante a madrugada. A Infraero já autorizou a realização dos serviços. A última previsão era concluir os trabalhos em julho de 2016. Foi prorrogada para o fim do mesmo ano.

- Rua Anita Garibaldi

As obras foram retomadas no dia 18 de maio. O consórcio Tradição, formado pela empresas Pelotense e Cidade assumiu o trabalho da Sultepa. A previsão era concluir o serviço em março de 2016. Foi prorrogado por mais três meses.

- Avenida Cristóvão Colombo

Essa é uma das obras mais adiantadas das que estão sendo realizadas. Deveria ser concluída em novembro de 2015, mas seu prazo também foi prorrogado para junho de 2016.

A Prefeitura segue aguardando decisão judicial sobre a desapropriação de parte do Condomínio Calle Florida. O proprietário questiona que o recuo da calçada previsto para a realização da obra projetada pode afetar a estrutura atual do imóvel. Por enquanto, a área embargada não prejudica o andamento dos trabalhos.

- Avenida Plínio Brasil Milano

Não é só o término da obra da avenida Plínio Brasil Milano que não é sabido. O começo também.

Segue a discussão judicial envolvendo um comerciante de uma revenda de automóveis que impede a reintegração de posse da área pública. O embate jurídico ocorre desde 2011. O prazo de execução dos trabalhos será de 15 meses a partir da ordem de início.

- Viaduto da Bento Gonçalves

O tráfego no viaduto da Avenida Bento Gonçalves já foi liberado. Porém, a obra ainda prossegue. Falta concluir as alças de acesso do sentido Centro – Bairro. O governo gaúcho ainda não entregou parte do terreno da Brigada Militar para que o trabalho prossiga. Nâo há previsão de término.

- Prolongamento da avenida Severo Dulius

A primeira etapa do prolongamento da avenida Severo Dullius foi executada com recursos de uma contra-partida de uma rede de supermercados. A obra na segunda parte depende da conclusão do processo de três desapropriações. A prefeitura teve que alterar o traçado da avenida em razão de um antigo aterro sanitário que existia no caminho original. O prolongamento deveria ter sido concluído em maio de 2014.

- Corredores de ônibus

As obras do corredor de ônibus das avenidas Osvaldo Aranha e Protásio Alves estão 90% concluídas. Estão sendo executados em 10 cruzamentos. Trabalhos devem ser concluídos no segundo semestre de 2015.

O mesmo prazo vale para o corredor da avenida Bento Gonçalves. Falta trocar o pavimento de 150 metros embaixo do viaduto recém liberado. Também é preciso concluir as duas novas estações no local.

Já o corredor de ônibus da avenida João Pessoa só deve ficar pronto no primeiro semestre de 2016. A obra está 55% concluída.

- Avenida Tronco

Há quatro frente de trabalho na duplicação. A prefeitura já conseguiu entregar 993 moradias às 1525 famílias que precisam ser reassentadas. A obra só deverá ser totalmente concluída em 2017.

Saiba mais:

- Término da duplicação da Voluntários da Pátria tem novo adiamento

- Passagem de nível da avenida Ceará deverá ter obras na madrugada até o fim do mês

- Obra da Anita Garibaldi será retomada no dia 18 de maio

- Prorrogado contrato das obras da passagem de nível da Cristóvão Colombo

- Prefeitura já sabe quando termina a obra da Plínio Brasil Milano, mas não sabe quando ela começa

- Viaduto da Bento Gonçalves será liberado no dia 26. Ônibus usarão desvios até maio

Obra da Anita Garibaldi será retomada no dia 18 de maio

12 de maio de 2015 12
A obra da Anita será retomada na próxima semana – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A obra da Anita será retomada na próxima semana – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Assinado o contrato para a continuidade da obra da passagem de nível da Anita Garibaldi com a Terceira Perimetral, na Zona Norte de Porto Alegre. O consórcio Tradição, formado pela empresas Pelotense e Cidade, foi o terceiro colocado na licitação de mais de 9 milhões de reais.

O contrato com a vencedora, a Sultepa, foi rescindido e a segunda colocada não aceitou fazer o serviço pelo mesmo preço. A obra, parada desde fevereiro, está 39% pronta e será retomada no dia 18 de maio. A empreiteira deve concluir a passagem de nível em dez meses.

A ordem de início da construção foi dada em junho de 2012, mas imprevistos como um rocha subterrânea, atrasaram o cronograma.

Detalhes da obra:

Extensão: 211 metros
Previsão de realização da obra: 12 meses
Descrição: Duas faixas de trânsito tendo sentido de tráfego oeste-leste, bem como pistas que permitem acesso ao sentido norte-sul da Terceira Avenida Perimetral e pistas de acesso à rua Anita Garibaldi a partir da Terceira Avenida Perimetral no seu sentido sul-norte.

Saiba mais:

Segunda colocada em licitação de obra da Anita se recusa a assumir o serviço

- Obras da passagem de nível da Anita Garibaldi estão paradas e contrato deve ser rescindido

- Começa a retirada de rocha que atrapalha obra na Anita Garibaldi

- Obras na Terceira Perimetral não vão eliminar sinaleiras para pedestres

- Retomada das obras da passagem de nível da Anita deve ocorrer em setembro

- Obras da passagem de nível da Anita Garibaldi começam em janeiro

- Obra da passagem de nível da Avenida Ceará começará em novembro

 

Segunda colocada em licitação de obra da Anita se recusa a assumir o serviço

09 de abril de 2015 5
A obra da Anita está 39% concluída - Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A obra da Anita está 39% concluída – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A construtora Toniolo, Busnello não aceitou assumir a obra da passagem de nível da Anita Garibaldi com a Terceira Perimetral. Ela foi a segunda colocada na licitação que foi realizada pela prefeitura de Porto Alegre. Para assumir a obra, ela teria que aceitar fazer o serviço pelo mesmo preço da empresa que venceu a disputa.

Agora, a prefeitura irá procurar a terceira colocada na concorrência, que é o Consórcio Tradição, formado pelas construtoras Pelotense e Cidade. Se houver nova negativa, a licitação será cancelada e a prefeitura terá que licitar novamente a obra.

O trabalho está parado no local desde fevereiro. O contrato com a construtora Sultepa foi rescindido na terça-feira (07). A obra está 39% concluída. A última previsão era de que os trabalhos fossem concluídos em junho de 2015. Agora, com essa dificuldade, a expectativa é que a inauguração da travessia só ocorra no fim do ano.

A ordem de início das obras foi dada em junho de 2012, mas os desvios no trânsito da região iniciaram-se apenas em janeiro de 2013. Dois meses depois, a construtora identificou uma rocha subterrânea no local. Ela começou a ser desmontada, mas o serviço está apenas 27% concluído.

O prazo para execução da obra era de 12 meses e o investimento inicial de R$ 9,89 milhões. Foi necessária a assinatura de um termo aditivo no contrato, por causa da rocha, o que deixou a obra R$ 4 milhões mais cara.

Detalhes da obra:

Extensão: 211 metros
Previsão de realização da obra: 12 meses
Descrição: Duas faixas de trânsito tendo sentido de tráfego oeste-leste, bem como pistas que permitem acesso ao sentido norte-sul da Terceira Avenida Perimetral e pistas de acesso à rua Anita Garibaldi a partir da Terceira Avenida Perimetral no seu sentido sul-norte.

Saiba mais:

- Obras da passagem de nível da Anita Garibaldi estão paradas e contrato deve ser rescindido

- Começa a retirada de rocha que atrapalha obra na Anita Garibaldi

- Obras na Terceira Perimetral não vão eliminar sinaleiras para pedestres

- Retomada das obras da passagem de nível da Anita deve ocorrer em setembro

- Obras da passagem de nível da Anita Garibaldi começam em janeiro

- Obra da passagem de nível da Avenida Ceará começará em novembro

Viaduto da Bento Gonçalves será liberado no dia 26. Ônibus usarão desvios até maio

09 de março de 2015 6
Parte de cima do viaduto será liberada no dia do aniversário de Porto Alegre – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Parte de cima do viaduto será liberada no dia do aniversário de Porto Alegre – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

O tráfego no viaduto da avenida Bento Gonçalves com a Terceira Perimetral será liberado, em ambos os sentido, no próximo dia 26, em Porto Alegre. Atualmente, está sendo realizada uma pintura anti-pichação nas muretas da elevada, além da instalação da iluminação. A pintura de pista e colocação de placas deve começar no dia 20. Até agora, 94% dos serviços foram realizados.

Porém, os ônibus de linha continuarão usando os desvios até maio, quando os trabalhos deverão ser concluídos. Na parte do viaduto por onde passarão os veículos do transporte coletivo ainda ocorre a pavimentação e colocação da mureta.

As vias laterais também permanecerão fechadas no período. A prefeitura segue negociando com o governo gaúcho. A Brigada Militar precisa ceder uma área para que seja possível construir um retorno no local. Também é necessário haver o recuo de um muro para a ampliação da via.

Ainda é preciso remover quatro famílias que ocupam hoje espaços que serão usados pela obra. As transferências das famílias devem iniciar na próxima semana.

A autorização para o começo dos trabalhos foi dada em agosto de 2012, mas os desvios no trânsito só começaram a ser realizados em janeiro de 2013. O viaduto irá ligar as avenidas Doutor Salvador França e Coronel Aparício Borges sobre a avenida Bento Gonçalves, com extensão de 540 metros. Terá duas faixas de trânsito para carros em cada sentido. Ainda terá uma elevação de 440 metros, separada dos carros e mais baixa, que será usada para a circulação de ônibus. Um trecho de 100 metros do viaduto será estaiado (suspenso por cabos). A obra irá custar R$ 79,4 milhões (R$ 79.403.493,91).

Saiba mais:

- Parte de cima do viaduto da Bento Gonçalves será liberado ao tráfego em março

- Adiada liberação do tráfego no viaduto da avenida Bento Gonçalves

- Viaduto da Bento Gonçalves deve ser liberado ao tráfego até o fim do ano

- Obra do viaduto da Bento Gonçalves altera trânsito da Terceira Perimetral a partir de sábado

Parte de cima do viaduto da Bento Gonçalves será liberado ao tráfego em março

09 de janeiro de 2015 1
Obras estão 90% concluídas - Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha

Obras estão 90% concluídas – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha

O trânsito na parte de cima do viaduto da avenida Bento Gonçalves com a Terceira Perimetral será liberado no dia 26 de março, dia de aniversario da cidade de Porto Alegre. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (09) pelo prefeito José Fortunati. A ideia anterior é de que isso poderia ocorrer ainda em janeiro.

Quando isso ocorrer, ônibus e veículos vão dividir o mesmo espaço em ambos os lados do viaduto até que seja liberado o tráfego na pista exclusiva para o transporte público, o que deve ocorrer um emês depois. Até lá, paradas provisórias serão construídas antes e depois do viaduto. As definitivas ficarão prontas em maio. Na mesma data está previsto a conclusão dos serviços nas pistas laterais da Terceira Perimetral junto ao viaduto.

A prefeitura ainda espera a liberação de áreas da Brigada Militar para poder concluir as obras. O Governo do Estado já sinalizou que irá autorizar a cedência dos espaços.

O viaduto está 90% concluído. A autorização das obras foi dada em agosto de 2012, mas os desvios no trânsito só começaram a ser realizados em janeiro de 2013. O viaduto irá ligar as avenidas Doutor Salvador França e Coronel Aparício Borges sobre a avenida Bento Gonçalves, com extensão de 540 metros. Terá duas faixas de trânsito para carros em cada sentido. Ainda terá uma elevação de 440 metros, separada dos carros e mais baixa, que será usada para a circulação de ônibus. Um trecho de 100 metros do viaduto será estaiado (suspenso por cabos). A obra irá custar R$ 79,4 milhões (R$ 79.403.493,91). Ela havia sido orçada em R$ 79,28 milhões.

Prorrogado contrato das obras da passagem de nível da Cristóvão Colombo

06 de janeiro de 2015 1
Obras devem ser concluídas até novembro - Foto: Antônio Macedo / Rádio Gaúcha

Obras devem ser concluídas até novembro – Foto: Antônio Macedo / Rádio Gaúcha

O término do contrato das obras da passagem de nível da Avenida Cristóvão Colombo com Terceira Perimetral, em Porto Alegre, foi prorrogado por dez meses. Agora, o consórcio EPT – Serenge – Serki tem até três de novembro para concluir os serviços. Também houve um acréscimo de R$ 333,5 mil no custo da obra. Agora, a construção da passagem irá custar R$ 10, 97 milhões (R$ 10.977.321,87).

A cravação de estacas continua, assim como o trabalho de escavações. A Prefeitura segue aguardando decisão judicial sobre a desapropriação de parte do Condomínio Calle Florida. O proprietário questiona que o recuo da calçada previsto para a realização da obra projetada pode afetar a estrutura atual do imóvel. Por enquanto, a área embargada não prejudica o andamento dos trabalhos.

Os desvios no trânsito começaram em julho de 2013. Porém, as obras só começaram um ano depois. A passagem de nível terá extensão de aproximadamente 200 metros e duas pistas de 9 metros de largura.

Saiba mais:

- Obra da trincheira da Cristóvão Colombo deve ser concluída em um ano

- Obras na Terceira Perimetral não vão eliminar sinaleiras para pedestres

- Trânsito será desviado a partir do final de semana para obras da passagem de nível da avenida Cristóvão Colombo

Construtoras mudam de ideia e obras na avenida Ceará serão retomadas em janeiro

26 de novembro de 2014 21
Desvios no trânsito começaram em fevereiro de 2013 – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS (Arquivo)

Desvios no trânsito começaram em fevereiro de 2013 – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS (Arquivo)

O consórcio Farrapos, composto pelas empresas Conpasul; Sogel; e Toniolo, Busnello mudou de ideia e vai seguir realizando a obra da trincheira da avenida Ceará, na zona norte de Porto Alegre. Os trabalhos estão parados há cinco meses. O termo aditivo deve ser assinado nos próximos dias.

A expectativa é que os serviços recomecem em janeiro. A conclusão deve ocorrer em junho de 2016. Até agora, 25% dos trabalhos já foram executados. A prefeitura chegou a anunciar que lançaria uma nova licitação, o que levaria mais quatro meses para ser concluído.

Durante a execução dos trabalhos, o solo se mostrou instável. Havia risco de afetar as fundações dos prédios vizinhos. Com isso, foi identificado que, para realizar o serviço, as construtoras teriam que escavar mais de oito metros de profundidade.

O custo da obra encareceu já que as empresas teriam que usar uma máquina de 22 metros de altura nas proximidades do viaduto Leonel Brizola. O serviço precisa ser feito durante a madrugada, quando a hora trabalhada dos operários é mais cara. O horário foi uma determinação do V Comar, pois, se esse maquinário fosse usado durante o funcionamento do Aeroporto Salgado Filho, poderia atrapalhar a decolagem e pouso das aeronaves.

Essa obra já enfrentou problemas antes mesmo de começar quando o consórcio de empresas DP Barros, de São Paulo, informou que não iria executar o trabalho, mesmo tendo vencido a licitação. Outros quatro consórcios de empresas que participaram da licitação, mas eles teriam que fazer o serviço pelo mesmo preço das construtoras que desistiram. Nenhuma das empresas aceitou participar.

Saiba mais:

- Obra da trincheira da Avenida Ceará terá que ser licitada novamente

- Obras da passagem de nível da Avenida Ceará são realizadas de forma parcial

- Altura de máquina atrapalha andamento das obras da passagem da Avenida Ceará

- Risco de deslizamento de solo modifica projeto da passagem da Avenida Ceará

- Obras de passagem subterrânea bloqueiam trecho da avenida Ceará a partir de amanhã

- Construtoras desistem e obra de passagem subterrânea da Ceará vai atrasar 90 dias

- Obra de passagem subterrânea de Porto Alegre pode iniciar em julho

Começa a retirada de rocha que atrapalha obra na Anita Garibaldi

06 de novembro de 2014 2
Rocha no caminho da construção exigiu um aditivo no contrato - Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS (Arquivo)

Rocha no caminho da construção exigiu um aditivo no contrato – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS (Arquivo)

A rocha que atrasou a construção de uma passagem de nível na Terceira Perimetral com a rua Anita Garibaldi começou a ser desmontada em Porto Alegre. Os trabalhos foram iniciados na segunda quinzena de outubro. A previsão é que ela seja retirada em 60 dias.

Também neste período, o tráfego no corredor de ônibus será invertido. Começará a ser usado pelos veículos que trafegam no sentido Norte – Sul da via.

A ordem de início das obras foi dada em junho de 2012, mas os desvios no trânsito da região iniciaram-se apenas em janeiro de 2013. Em março do ano passado, a construtora identificou a rocha subterrânea.

Foi necessária a assinatura de um termo aditivo no contrato, que deixou a obra R$ 4 milhões mais cara. Até que ocorresse essa definição pouco foi executado. Atualmente, 50% dos serviços já foram realizados. Como não há mais impedimentos físicos para a continuidade dos trabalhos, a expectativa da Prefeitura de Porto Alegre é que a obra será entregue em junho de 2015.

Detalhes da obra:
Extensão: 211 metros
Previsão de término: junho de 2015
Descrição: Duas faixas de trânsito tendo sentido de tráfego oeste-leste, bem como pistas que permitem acesso ao sentido norte-sul da Terceira Avenida Perimetral e pistas de acesso à rua Anita Garibaldi a partir da Terceira Avenida Perimetral no seu sentido sul-norte.

Saiba mais:

- Obras na Terceira Perimetral não vão eliminar sinaleiras para pedestres

- Retomada das obras da passagem de nível da Anita deve ocorrer em setembro

- Obras da passagem de nível da rua Anita Garibaldi começam amanhã em Porto Alegre

- Obras da passagem de nível da Anita Garibaldi começam em janeiro

- Obra da passagem de nível da Avenida Ceará começará em novembro

Viaduto da Bento Gonçalves deve ser liberado ao tráfego até o fim do ano

06 de novembro de 2014 20
 Veículos vão poder usar o viaduto em menos de 60 dias - Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS


Veículos vão poder usar o viaduto em menos de 60 dias – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

O tráfego de veículos por sobre o viaduto da avenida Bento Gonçalves, na Terceira Perimetral, será liberado em menos de dois meses. A previsão da Prefeitura de Porto Alegre é que carros e ônibus não precisarão mais usar o atual desvio a partir da segunda quinzena de dezembro.

Segundo dados de outubro, a obra está 73% finalizada. Os cabos de aço do trecho estaiado do viaduto já começaram a ser instalados.

Já o alargamento de duas vias laterais do viaduto vai ocorrer num prazo maior: até março de 2015. O Governo do Estado ainda precisa recuar o muro de um terreno da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) na rua Dr. Salvador França. Há ainda uma área da Brigada Militar, na avenida Aparício Borges, que precisa sofrer liberada ao município.

A autorização das obras foi dada em agosto de 2012, mas os desvios no trânsito só começaram a ser realizados em janeiro de 2013. O viaduto irá ligar as avenidas Doutor Salvador França e Coronel Aparício Borges sobre a avenida Bento Gonçalves, com extensão de 540 metros. Terá duas faixas de trânsito para carros em cada sentido. Ainda terá uma elevação de 440 metros, separada dos carros e mais baixa, que será usada para a circulação de ônibus. Um trecho de 100 metros do viaduto será estaiado (suspenso por cabos). A obra está orçada em R$ 79,28 milhões.

Saiba mais:

- Obra do viaduto da Bento Gonçalves altera trânsito da Terceira Perimetral a partir de sábado

Obra da trincheira da Avenida Ceará terá que ser licitada novamente

22 de outubro de 2014 48
Desvios no trânsito começaram em fevereiro de 2013 - Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS (Arquivo)

Desvios no trânsito começaram em fevereiro de 2013 – Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS (Arquivo)

Paciência. Quem passa pela continuação da BR-116 para entrar ou sair de Porto Alegre terá que esperar pelo menos mais 20 meses. A Prefeitura de Porto Alegre terá que licitar novamente a obra da trincheira da Avenida Ceará. Os trabalhos estão parados há quatro meses.

Durante a execução dos trabalhos, o solo se mostrou instável. Havia risco de afetar as fundações dos prédios vizinhos. Com isso, foi identificado que, para realizar o serviço, as construtoras teriam que escavar mais de oito metros de profundidade.

- O projeto estava bem especificado. Acontece que no momento da execução, o comportamento do solo se mostrou instável. No momento que tu coloca em risco as fundações dos prédios adjacentes, a prefeitura teve que adotar uma outra metodologia construtiva – avalia o engenheiro Rogério Baú, coordenador técnico das obras de mobilidade urbana da Secretaria Municipal de Gestão de Porto Alegre.

O custo da obra encareceu já que as empresas teriam que usar uma máquina de 22 metros de altura nas proximidades do viaduto Leonel Brizola. O serviço precisa ser feito durante a madrugada, quando a hora trabalhada dos operários é mais cara. O horário foi uma determinação do V Comar, pois, se esse maquinário fosse usado durante o funcionamento do Aeroporto Salgado Filho, poderia atrapalhar a decolagem e pouso das aeronaves.

A prefeitura negociou com o consórcio Farrapos, composto pelas empresas Conpasul; Sogel; e Toniolo, Busnello. Porém, não foi possível chegar a um acordo sobre o gasto extra. Dessa forma, o atual contrato foi cancelado.

A intenção da prefeitura é lançar a nova licitação em novembro. A obra irá custar aproximadamente R$ 5 milhões a mais. Dessa forma, a trincheira deverá custar R$ 36 milhões. Do contrato antigo, 20% dos serviços já foram realizados. A expectativa é dar a ordem de início da retomada das obras em janeiro de 2015. A partir daí serão mais um ano e seis meses de trabalho, ou seja, até julho de 2016. Até lá, nada muda nos desvios que estão implementados desde fevereiro de 2013, quando o serviço começou.

Essa obra já enfrentou problemas antes mesmo de começar quando o consórcio de empresas DP Barros, de São Paulo, informou que não iria executar o trabalho, mesmo tendo vencido a licitação. Outros quatro consórcios de empresas que participaram da licitação, mas eles teriam que fazer o serviço pelo mesmo preço das construtoras que desistiram. Nenhuma das empresas aceitou participar.

Saiba mais:

- Obras da passagem de nível da Avenida Ceará são realizadas de forma parcial

- Altura de máquina atrapalha andamento das obras da passagem da Avenida Ceará

- Risco de deslizamento de solo modifica projeto da passagem da Avenida Ceará

- Obras de passagem subterrânea bloqueiam trecho da avenida Ceará a partir de amanhã

- Construtoras desistem e obra de passagem subterrânea da Ceará vai atrasar 90 dias

- Obra de passagem subterrânea de Porto Alegre pode iniciar em julho