Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Paulo Scarduelli - Um pai que virou "pãe" – PARTE I

12 de agosto de 2013 0
Paulo Scarduelli e os filhos Sarah (E), Davi e Catarina - Fotos: Charles Guerra/DC

Paulo Scarduelli e os filhos Sarah (E), Davi e Catarina – Fotos: Charles Guerra/DC

Aqui a entrevista que fiz para esse domingo de Dia dos Pais, na coluna da Revista Donna DC, do Diário Catarinense, e que repercutiu! Até gente de São Paulo leu e adorou. O jornalista Paulo Scarduelli é super respeitado como profissional e como ser humano, além de bem quisto por toda parte. A entrevista mostra mais um lado seu que causa admiração. Formado pela UFSC com Mestrado na USP, ele cuida sozinho dos três filhos há três anos e oito meses, com alegria, energia e muito, mas muito amor. Pai de Sara, 11 anos, Davi, 10, e Catarina, 8; nascido em Criciúma e radicado em Floripa, aos 48 anos de idade, atualmente ele comanda a Célula, agência de comunicação que criou em Palhoça, também é professor de pós-graduação do Iscom. Como professor já formou cerca de 250 profissionais.

 

Como é ser pai e mãe ao mesmo tempo?

É ter tudo em dobro. As coisas boas e as ruins, mas eu prefiro lembrar mais das boas. É você que leva e é você também que traz da escola. É você que põe pra dormir e também é você que tira da cama. É você que vibra com as notas escolares e é você também que cobra as tarefas. É você que brinca de bola com ele e é você também que brinca de boneca com ela. É você que corta a unha dele, mas é também você pinta a unha dela. É você que sai para trabalhar para buscar o dinheiro para a comida e a mensalidade da escola, mas é você que tem que estar em casa quando ela fica doente.

Como dar conta de tudo e todos?

Com o tempo, você passa a ter colaboradores. Através do exemplo e da palavra, a família começa a fazer junto as coisas, especialmente porque temos uma faxineira apenas de 15 em 15 dias. Um lava a louça, o outro seca, um terceiro tira a mesa e o quarto varre o chão. Um levanta os móveis da casa, o outro varre, um terceiro passa o aspirador e o quarto recoloca as coisas no lugar. Um faz a salada, o outro cuida do arroz, um terceiro põe a mesa e o quarto prepara o suco. Um leva pra praça, o outro põe o patins, um terceiro sai de skate e o quarto chuta a bola. Um leva pra missa, o outro faz a catequese, o terceiro é coroinha e o quarto recolhe as oferendas.

Acredita que isso também ajuda na formação deles?

Dessa maneira vou criando pessoas autônomas, que fazem as coisas, que resolvem os problemas. No colégio os professores elogiam a autonomia das crianças para resolver os problemas. Assim é a vida de “pãe”. Ter tudo em dobro. Para quem tem três filhos, é tudo em triplo.

Tudo em dose tripla!

Tudo em dose tripla!

Comments

comments

Envie seu Comentário