clicRBS
Nova busca - outros
19 mar20:04

Campanha orienta agricultores sobre destinação correta de embalagens de agrotóxicos

O Brasil é referência na destinação correta de embalagens vazias de agrotóxicos. Nos últimos 10 anos, mais de duzentas mil toneladas foram recolhidas. Para incentivar o prosseguimento da prática, o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev) e o Ministério da Agricultura lançaram uma campanha educativa.

Um dos alertas é sobre a necessidade de lavar o recipiente antes da devolução nos postos de coleta. De acordo com o coordenador geral de Registro de Agrotóxicos e Afins do Ministério, Luís Eduardo Pacifi Rangel, além de gerar riscos à saúde e ao meio ambiente, o produtor que não cumpre a recomendação pode ser multado e até mesmo processado criminalmente.

– O agricultor está sujeito a fiscalização e, se for pego em um processo inadequado, está sujeito a multa, que vai até R$ 20 mil, ou o dobro, em caso de reincidência. Ou uma multa por crimes ambientais. E pode ser autuado por crimes ambientais – afirma.

O presidente da Associação das Empresas do Agronegócio, Antônio Vasconcelos, explica que todas as orientações sobre a forma correta de proceder podem ser encontradas na bula do produto.

– Só é possível lavar esta embalagem no momento que ele coloca o produto no tanque de pulverização. Tem a orientação na bula do produto e o pessoal técnico de campo faz essa orientação. É feita uma tríplice lavagem, colocando todo o resíduo no tanque. Lava essa embalagem, coloca o resíduo no tanque, fura essa embalagem para não ser reutilizada e devolve no posto – aponta.

Por

Comentários