Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A reprodução assistida na atualidade

09 de janeiro de 2016 0

Em 1978, quando nasceu o primeiro bebê de fertilização ” in vitro “, uma nova era foi inaugurada. Ao longo destes 38 anos, a reprodução assistida fez inúmeros avanços, possibilitando que casais inférteis pelas mais diversas causas, como obstrução tubária, endometriose, baixa contagem de espermatozoides, entre outras, tivessem a possibilidade de gerar filhos.

Entretanto, hoje vemos que os serviços de reprodução assistida atendem não somente casais inférteis, mas também outras situações como:

– mulheres que desejam postergar a maternidade e desejam congelar seus óvulos para que possam engravidar no futuro, quando sua reserva ovariana estiver diminuída ou ausente;

– pacientes jovens com câncer que apresentam risco de ficarem inférteis após os tratamentos com quimioterapia ou radioterapia podem congelar sêmen, óvulos ou embriões para que possam engravidar anos após;

- os avanços na genética têm permitido a identificação de inúmeras mutações gênicas, responsáveis por doenças graves, existindo a possibilidade destas alterações serem identificadas ainda na fase de embrião, antes de serem transferidos para o útero.

Desta forma, vemos que hoje a medicina reprodutiva presta aconselhamento e tratamento para uma parcela cada vez maior da população, não necessariamente infértil, possibilitando que mais pessoas possam ser mães e pais com segurança.

Postado por Isabel de Almeida

Envie seu Comentário