Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Opinião do leitor: abaixo a Ponte Hercílio Luz

08 de abril de 2015 5

Prezado Rafael, segue a opinião de uma pessoa que trabalha com preservação do patrimônio cultural.

Acompanho corriqueiramente seu blog e leio muitas vezes com aprazimento sua coluna no DC, sou manezinho e trabalho na área de preservação do patrimônio cultural e disponho de algumas considerações com relação a polêmica da Ponte Hercílio Luz.
Segundo o art. 216 da constituição federal “Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira”. É fato que a Ponte Hercílio luz faz parte da construção da identidade e da memória florianopolitana, catarinense e brasileira ajudando no desenvolvimento e consolidação de Florianópolis como capital do Estado de Santa Catarina, ainda segundo a constituição sua conservação cabe ao poder público, com a colaboração da comunidade que promoverá e protegerá o patrimônio cultural.
É da cultura do brasileiro o imediatismo na resolução de fatos e problemas que venham a causar algum tipo de dano a sociedade, todavia esse mesmo imediatismo não pode ser utilizado na resolução de problemas ligados a suposta corrupção que assombra nosso mais valioso patrimônio cultural catarinense, vício esse que pode causar danos irreparáveis a nossa ponte descaracterizando nossa identidade e nossa paisagem que é “marca registrada” em Florianópolis, sendo referência nacional e internacional.
Vendo milhares de comentários nas redes sociais, em rodas de amigos e de anônimos que converso, observo que ocorre uma grande aflição quanto ao dinheiro investido até agora na restauração da ponte e que muito pouco se vê de avanços nos trabalhos interventivos, neste ponto não devemos condenar nosso patrimônio pela imperícia de gestores e empresas que nestes últimos anos muito receberam e pouco executaram. Devemos cobrar trabalhos investigativos com o intuito de revelar e desmistificar o que realmente foi feito com tal investimento e para sermos ainda mais sábios devemos pensar se em 2018 queremos que nosso principal cartão postal continue sendo alvo de calunias e difamações ou que as prerrogativas técnicas se sobressaiam frente as vontades políticas para que possamos enfim ver nossa lindíssima ponte voltar a brilhar.

Thiago Guimarães Costa

Leia mais:
::: Abaixo a Ponte Hercílio Luz

::: Empresa retoma obras na ponte Hercílio Luz com prazo de seis meses para entrega
::: Ministério Público de Contas investiga desperdício de dinheiro e falta de fiscalização na Ponte Hercílio Luz

comentários

Comentários (5)

  • Hugo diz: 8 de abril de 2015

    Rafael, no que concerne à ponte Hercílio Luz, é de se ressaltar que a mesma não é símbolo de Santa Catarina, mas sim de Florianópolis. Nosso estado é muito mais do que a capital. Não se deve confundir as coisas. Assim como o Cristo Redentor está ligado à cidade do Rio de Janeiro e não aquele estado. Logo, Florianópolis deve arcar com os custos de conservação e recuperação, não todo o estado, que aliás precisa de hospitais, escolas, ruas asfaltadas, creches… Em teu próprio cometário no Dc de hoje confundes Florianópolis e o estado. Por certo Joinville entende por seu símbolo o moinho; Blumenau, o castelinho; a serra, a sua neve; o sul, suas minas; o oeste, seu patrimônio agrícola. Falta aos meios de comunicação da capital conviver mais um pouco com o interior, com o resto do Estado. A ponte é bonita, mas é de Florianópolis e de seus habitantes.

  • enio gomes de lima diz: 9 de abril de 2015

    Quantos milhões de reais já foram jogados fora na “preservação de um monte de ferro e aço”. Depois não tem dinheiro sequer para medicamentos de uso continuo. O destino da dita ponte é a siderúrgica e ponto final.

  • LUIZA diz: 9 de abril de 2015

    Belo comentário Thiago, inteligente e muito bem construído.
    Os comentários a favor da demolição da Ponte Hercílio Luz são daqueles que desconhecem a importância em se preservar os patrimônios históricos e culturais.

  • Fabio diz: 9 de abril de 2015

    Apesar de concordar totalmente com o texto do meu amigo Thiago, que a ponte não é a culpada pelo que ele mesmo chamou de “imperícia de gestores” pra não dizer algo pejorativo, acredito que a ponte dever ser reformada sim, mas que uma pesquisa minuciosa deve ser feita quanto ao custo real da reforma. O povo, infelizmente, deve gastar suas energias monitorando os valores e prazos estipulados pelas empresas responsáveis, ao invés de ficar o tempo todo criticando o governo.
    Mas não posso ignorar o comentário do sr. Hugo que corretamente propôs que a responsabilidade sobre esta obra é do governo municipal de Florianópolis. Minha cidade também tem um cartão postal, que são as praias, mas nenhum centavo do governo estadual foi repassado ao município que resido para que nosso patrimônio seja preservado. Florianópolis tem em seu território seis rodovias estaduais devidamente pavimentadas, enquanto o resto do estado tenta sobreviver com suas vias de acesso esburacadas. A prioridade não é apenas a nossa capital, mas sim todo nosso estado.

  • ALHOS & BUGAS diz: 11 de abril de 2015

    A ponte Hercílio Luz abaixo ?
    Benza Deus!
    A Providência tarda mas não falha!
    Quando foi seus atentados que não me avisaram nada…

Envie seu Comentário